Saiba por que Luiz Carlos Prestes não merece memorial algum em Porto Alegre

Na época da Coluna Prestes, o líder comunista chegou a ser chamado de "Cavaleiro da Esperança", título de uma biografia escrita em 1942 por Jorge Amado, que mais tarde fez autocrítica e proibiu a reedição e venda do livro. 



O historiador gaúcho Sérgio da Costa Franco põe corajosamente os pingos nos is, como ele mesmo escreve no jornal Zero Hora deste domingo, e critica duramente a decisão de implementar um memorial para homenagear Luiz Carlos Prestes em Porto Alegre. O líder comunista dedicou a vida às equivocadas defesa e implantação da ditadura comunista no Brasil, inclusive pelo uso das armas e do terror, contando para isto com a sua condição de agente do Comitê Internacional da URSS, o Cominform, a quem sempre obedeceu como fiel vassalo. Esse homem nunca se arrependeu dos crimes que cometeu contra o povo brasileiro. Sua história demonstra que ele foi capaz de ignorar até mesmo sua ojeriza ao homem que prendeu-o durante 10 anos e mandou matar sua própria mulher, Getúlio Vargas, apoiando-o depois que saiu da cadeia.  O memorial de que fala Costa Franco é projeto de Dulphe Pinheiro Machado e a obra foi desenhada por Niemeyer, ambos já falecidos e ambos comunistas como Prestes. 

. O que escreveu Costa Franco no seu asrtigo Histórias de Prestes e Memorial, neste domingo:

Luiz Carlos Prestes não se trata, portanto, de um herói esquecido, de molde a justificar a ereção de um memorial. Mesmo que tenha subido por um momento aos altares da fama, logo caiu deles, causou graves prejuízos ao Brasil com o levante armado de 1935, dando forte pretexto para a implantação do Estado Novo de 1937 e, quando o Partido Comunista obteve sua legalização em 1945, logo deu mostras de total inabilidade política, arrastando o Partido outra vez para a clandestinidade e para a perda dos mandatos parlamentares que havia conquistado.
Colocando os pingos nos “is”, Prestes não passou de um produto perverso do tenentismo das décadas de 20 e 30, agravado pela adesão ao criminoso stalinismo, que ele jamais repudiou, mesmo depois de revelados todos os seus crimes. Nem ele nem seus parceiros da chamada Coluna Invicta jamais foram intérpretes ou mensageiros da democracia. Não se conhece dele um texto de discurso ou de manifesto que ficasse imune ao sectarismo, ou que trouxesse ideias originais para a solução dos problemas brasileiros. Foi sempre, e apenas, um porta-voz da Internacional ou do Cominform, obediente repetidor das fórmulas e ditames do partido soviético.

. Há apenas duas semanas, numa franca entrevista à jornalista Juliana Bublitz, Anita Leocádia Prestes, filha única de Prestes com Anita, entregue pela ditadura de Getúlio Vargas às câmaras de gás de Hiteler, confessou os crimes do pai, embora os classifique como "atos de heroísmo". Leia alguns trechos sobre o assunto (ao final, link do artigo de Costa Franco e da entrevista completa de Anita():
  
Prestes assinou penas de morte?
Sim, principalmente no início, no Rio Grande do Sul. Ele achava que guerra era guerra.
(...)
"Houve casos de violência, mas o comando mandou fuzilar soldados que estupraram mulheres e atentaram contra famílias".
(...)
Getúlio Vargas entregou sua mãe aos nazistas e manteve seu pai preso por nove anos. Depois, seu pai se aliou a ele. Foi uma decisão correta?
Eu acho que sim. Aliás, a decisão não foi só dele e não foi uma aliança, apenas apoio a determinada ação política. O PCB também tomou essa decisão. Eu ouvi meu pai dizer várias vezes que, se fosse para fazer vingança pessoal, ele teria saído da prisão e dado um tiro em Getúlio. Mas não se tratava disso. Tratava-se de derrotar o nazifascismo, que na época era o principal inimigo da humanidade.
(...)
A tentativa de revolução comunista no Brasil, liderada por Prestes em 1935, foi um equívoco?
Não foi uma revolução comunista, mas um movimento antifascista. Sem dúvida, foi um equívoco. 
(...)
Uma militante do PCB foi morta de forma brutal por integrantes do partido em 1936, por ter dedurado companheiros à polícia política de Getúlio Vargas. Prestes teve envolvimento?
Teve. Os dirigentes do PCB tomaram a iniciativa, consultaram o Prestes e ele concordou. Meu pai já tinha experiência da Coluna. Para ele, inimigo tinha de ser justiçado. Claro que foi um erro muito grande, mas ele nunca se arrependeu. Resolveram matar a moça numa fazenda. Estrangularam e enterraram. Anos depois, no dia do julgamento, o advogado de Prestes chegou perto dele e disse que ele estava absolvido por falta de provas. Meu pai então perguntou: E os outros? O advogado respondeu que estavam todos condenados. Então Prestes resolveu fazer um discurso defendendo a União Soviética e acabou condenado também.

CLIQUE AQUI para ler o artigo de Costa Franco.
CLIQUE AQUI para ler a reportagem completa de Juliana Bublitz. O editor recomenda vivamente a leitura deste material, que é histórico e revelador sobre a personalidade fascista e criminosa de Prestes. 

"Arrastão social!" saqueia shoppings em São Paulo

Jornalistas como Clóvis Rossi, Folha, ao lado com Lula, acham tudo isto muito "interessante" - um sinal de que os capitalistas selvagens serão mandados brevemente para o inferno, inclusive os donos do seu jornal. O material a seguir é do blog de Aluizio Amorim. 



A Polícia Militar e jovens que participavam de um ‘rolezinho’ entraram em confronto no início da noite deste sábado em São Paulo, relata o jornal Folha de S. Paulo. Segundo a PM, mais de 1.000 pessoas participaram do encontro no Shopping Itaquera, na Zona Leste da capital paulistana. No confronto, a polícia utilizou balas de borracha e bombas de gás lacrimogênio para conter as pessoas que participavam do encontro, marcado através de redes sociais on-line.
Ainda segundo a PM, uma funcionária do shopping passou mal e foi retirada de maca. Muitos jovens entraram no centro comercial e começaram a cantar e gritar. Com medo de arrastão, os lojistas começaram a fechar as portas, assim como muitas lanchonetes e restaurantes da praça de alimentação. As pessoas que estavam no local, também com medo, também começaram a deixar o shopping.

A assessoria de imprensa do shopping Itaquera informou que a ação da polícia aconteceu do lado de fora do centro comercial.

CLIQUE AQUI para ler tudo. 

Até Rosane Oliveiras, RBS, reclama da falta de oposição no RS. Aliás, que oposição ?

Depois de ajudar o PT e o governo Lula (Tarso, na PF) a deixar manca a oposição, descansada, Rosane reclama: "Estou farta de só falar sobre o governo. Onde está a oposição ?". 



Sob o título "Oposição tomou chá de sumiço", a editora de Política da RBS, Rosane Oliveira, alinhada histórica dos governos do PT, reclama da falta de oposição no RS. Rosane estará tripudiando ? Não está. Tudo o que ela escreve, o editor assina embaixo. O vácuo político é de tal maneira desproporcional que o governo passou a fazer oposição a si mesmo, enquanto o chefe descansa em Punta del Este. Leia:

Por onde anda a oposição ao governo Tarso Genro? Descansando no litoral gaúcho? Visitando as bases no Interior? Pescando em lagoas distantes? Fazendo retiro em um mosteiro tibetano? Curtindo o frio do Hemisfério Norte? Tomando sol no Caribe? Observando a cena à distância para produzir um comentário na segunda-feira? Qualquer dessas hipóteses parece possível diante do silêncio da oposição.

Sim, a Assembleia está em recesso e ninguém é de ferro. Com esse calorão, voltar a Porto Alegre para acompanhar os desdobramentos da Operação Kilowatt é sacrifício demais para quem não tem o apetite do PT para infernizar seus adversários. O governo Tarso Genro tem bons motivos para agradecer ao Senhor por não ter o PT como opositor.

Sem oposição, o governo surfa na onda da Operação Kilowatt como se a descoberta de irregularidades em obras públicas tivesse o seu lado positivo.

– Fomos nós que encaminhamos a denúncia à polícia, por meio do Degecor – gaba-se o chefe da Casa Civil, Carlos Pestana, citando o órgão criado em 2011 para combater a corrupção.

A polícia identificou problemas na reforma das escolas? Pestana faz limonada do limão: sinal de que as escolas estão sendo reformadas; antes não havia obras.

Com a oposição adormecida, o governador Tarso Genro não precisou nem interromper as férias no Uruguai. De lá, por telefone, administra a crise em contato permanente com Pestana. Sereno, o chefe da Casa Civil não se altera nem quando a precipitação do secretário de Obras, Luiz Carlos Busato (PTB), deixa o governo em situação constrangedora ao garantir que não há irregularidades onde os fatos (e os documentos) provam o contrário.

Fosse o governo de Yeda Crusius (PSDB), Germano Rigotto (PMDB), Antônio Britto (PMDB) ou Alceu Collares (PDT), para citar os últimos que o PT combateu, o partido já teria proposto a criação de uma CPI na Assembleia, inundado as redes sociais com farpas e mandado representantes a todos os programas de debate sobre o assunto. Mas estamos em janeiro, um mês que ajuda a amortecer o impacto de um escândalo.

A cada 25 minutos alguém é assaltado em Porto Alegre

Na edição deste domingo do site WWW.zerohora.com.br, o repórter Maurício Tonetto revela que a cada 25 minutos alguém é assaltado em Porto Alegre. A insegurança pública assusta a população que se tranca dentro das casas. Quemj pode, instala grades nas janelas e portas, portões de ferro, câmeras de segurança, refletorse presenciais, guaritas, alarmes, além de contratar segurança. É um risco sair às ruas e caminhar até mesmo na própria quadra. A polícia sumiu completamente das ruas.O governo estadual não garante o patrimônio e nem a vida dos cidadãos gaúchos.

. Leia a reportagem:

 Não importa o horário, o bairro ou a classe social: a cada 25 minutos, uma pessoa é assaltada em Porto Alegre. Zero Hora teve acesso a todas as ocorrências policiais de roubo das 24 horas do dia 3 de janeiro e constatou, nas 58 análises, que os principais alvos dos criminosos são os telefones celulares e os automóveis, fáceis de vender no mercado irregular. Criminosos costumam estudar a rotina das pessoas e dos locais e aproveitam-se da distração para atacar, principalmente entre 6h e 9h, e à noite, das 20h às 22h.

Mesmo que não sejam considerados crimes graves pela Polícia Civil e pela Brigada Militar, os roubos afetam as vítimas, que sentem medo de sair à rua e realizar tarefas cotidianas, como sacar dinheiro em uma agência bancária ou esperar um ônibus na parada.

CLIQUE AQUI para ler tudo.

TSE proíbe enquetes eleitorais em sites

O TSE baixou uma resolução que proíbe, desde 1º de janeiro, enquetes eleitorais em sites. Até a eleição de 2012, eram permitidas desde que o leitor fosse alertado de que a pesquisa não tinha base científica.

CLIQUE AQUI para ler a resolução. Atenção para o artigo 24, que trata da proibição de enquetes. 

Após denúncia, Banco Central exige e Caixa 'devolve' R$ 729 milhões que "confiscou" de pequenas poupanças

Murilo Rodrigues Alves, no Estadão deste domnibngo, revela que a Caixa Econômica Federal incorporou R$ 420 milhões do saldo de R$ 729 milhões  contas poupança de clientes com CPF irregular no lucro líquido do banco em 2012, mas que por determinação do Banco Central (BC), tomada neste sábado, teve que desfazer a movimentação e retirar o valor que representou em torno de 7% do lucro da instituição do resultado do banco no ano. 

. O banco também ficou impedido de fazer o cancelamento dessas contas com problemas cadastrais.

. Leia mais:

. A prática foi revelada pela revista IstoÉ desta semana, que divulgou documentos da Controladoria-Geral da União (CGU) e do BC que apontavam o fechamento de mais de 525 mil contas de depósito de forma "irregular". No conjunto, essas contas detinham R$ 719 milhões, que, descontados dos impostos, aumentaram o lucro líquido em R$ 420 milhões.

- O presidente do PSDB e provável candidato presidencial, senador Aécio Neves (MG), atacou o governo da presidente Dilma Rousseff ao comentar, neste sábado, o confisco de contas inativas da Caixa Econômica Federal (CEF), denunciado em reportagem da revista IstoÉ. O presidente nacional tucano qualificou de "estarrecedora" a "revelação" da revista que demostraria mais um caso de "manipulação contábil" do governo petista. “É estarrecedora a revelação, feita pela revista Isto É, de que a Caixa Econômica Federal confiscou mais de R$ 700 milhões das contas de poupança de cerca de meio milhão de pequenos correntistas para engordar seu lucro em 2012", afirmou em nota publicada no site do PSDB. "Se confirmada esta denúncia, de extrema gravidade, demonstrará, mais uma vez, a falta de limites do governo do PT em sua prática de manipulação contábil, que vem minando a credibilidade das contas públicas do país."

O Maranhão é aqui: Veja denuncia descaso do governo Tarso Genro com o Presídio Central

No mesmo tom que o editor vem colocando desde o início da crise aguda enfrentada pela governadora Roseana Sarney no Maranhão, a revista Veja denuncia neste domingo que crise igual atinge o governador Tarso Genro, ambos incapazes de resolver os desumanos e cruéis eventos que ocorrem diariamente nos seus presídios centrais. Diz Veja:

Na rica Porto Alegre, o mesmo horror das celas do MA
Capital gaúcha abriga o pior presídio do país, com mais do que o dobro de sua capacidade e dominado por chefes do tráfico de drogas no Estado.

. A reportagem é de Mariana Zylberkan. Leia tudo:

Os Estados do Maranhão e do Rio Grande do Sul estão distantes na longitude e nos índices de desenvolvimento econômico e social de seus moradores. Porto Alegre está mais de duzentas posições à frente de São Luís no ranking do Índice de Desenvolvimento Econômico (IDH) e, apesar de ser a 28º cidade com os melhores indicadores do país, a capital gaúcha se iguala à 249ª colocada no horror do sistema carcerário. Uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Câmara dos Deputados apontou o Presídio Central de Porto Alegre como a pior penitenciária do Brasil em 2008. Com 4.500 detentos, o presídio funciona há anos com contingente bem acima de sua capacidade de 2.069 vagas. Em novembro de 2010, atingiu o recorde, com mais de 5.600 detentos. A superlotação, aliada à falta de infraestrutura e ao total descaso do governo Tarso Genro (PT), segue a a mesma receita que provocou o colapso hoje visto no Maranhão.

. Assim como no Complexo Penitenciário de Pedrinhas, em São Luís (MA), o Presídio Central de Porto Alegre é dominado por facções criminosas. São os líderes que determinam quem deve receber atendimento médico, visitas de advogados e também as penas aplicadas ao preso endividado com drogas. 
.
. Recentemente, por uma dívida de 15 reais de crack, um detento foi "condenado" a ingerir à força um coquetel de drogas com água e crack moído, entre outras substâncias. Ele sobreviveu para contar a história, mas em casos parecidos, o "condenado" morre asfixiado com um saco plástico amarrado à cabeça. São recorrentes os relatos de extorsão de familiares, obrigados a fazer depósitos em contas de laranjas em troca da vida do detento. Junto com as drogas, armas e aparelhos celulares entram e saem com frequência na cadeia gaúcha.

. O presídio gaúcho não dispõe de área destinada às visitas. O resultado é que os cerca de 240.000 visitantes que entram no local por ano têm livre acesso às 28 galerias e às celas. Desse total, 20.000 são crianças que acabam expostas a homens armados, consumo de drogas e visitas íntimas. 

CLIQUE AQUI para ler mais.