Acordão PT-PMDB garantirá 2 anos para Cunha e 2 para Chinaglia

A poucas horas da eleição para a presidência da Câmara dos Deputados, com trocas de acusações entre os  adversários Eduardo Cunha (PMDB-RJ) e Arlindo Chinaglia (PT-SP), começa a ganhar corpo uma nova tese: a do rodízio entre os dois partidos; Cunha presidiria a Câmara no biênio 2015-2016 e seria substituído por Chinaglia em 2017. Os petistas temem que, caso o peemedebista vença sem nenhum acordo, acabe sendo cooptado pela oposição, O PMDB diz que a proposta partiu do Planalto e petistas dizem que veio do lado de lá.

Judite, mulher de Olívio, faz cirurgia de urgência no Instituto de Cardiologia

A mulher de Olívio Dutra, ex-governador petista do Rio Grande do Sul, Judite Dutra, está internada no Instituto de Cardiologia de Porto Alegre, onde passou por cirurgia cardíaca. Ela é paciente privada, pelo IPE (Instituto de Previdência do Estado), que seu marido, quando governador do Estado, ajudou a quebrar, gerando dívidas monumentais. O então presidente do IPE era Eliezer Pacheco (ex-marido de Maria do Rosário). Judite é antiga militante do PT, tem forte participação política no Partido e é estimada por seus companheiros pela lealdade que sempre demonstrou com todos eles e também com Olívio Dutra, mesmo nos piores momento da vida política e familiar do ex-governador.

Confira a lista dos deputados estaduais empossados hoje no RS

Confira a lista dos deputados estaduiais empossados hoje no RS:
PT - Edegar Pretto, Luiz Fernando Mainardi, Jeferson Oliveira Fernandes, Tarcisio Zimmerman, Valdeci Oliveira, Nelsinho Metalúrgico, Stela Farias, Zé Nunes, Miriam Marroni, Altemir Tortelli, Adão Villaverde/
PMDB - Fábio Branco, Edson Brum, Alexandre Postal, Vilmar Zanchin, Gabriel Souza, Álvaro Boessio, Gilberto Capoani, Tiago Simon/.
PDT - Marlon Santos, Eduardo Loureiro, Gilmar Sossella, Ciro Simoni, Regina Becker Fortunati, Gerson Burmann, Enio Bacci, Dr. Basegio./
PP - Silvana Covatti, Pedro Westphalen, Ernani Polo, Frederico Antunes, Adolfo Brito, Sérgio Turra, João Fischer (Fixinha)./
PTB - Aloísio Classmann, Marcelo Moraes, Ronaldo Santini, Luís Augusto Lara, Maurício Dziedricki./
PSDB - Lucas Redecker, Jorge Pozzobom, Pedro Pereira, Adilson Troca.
PSB - Elton Weber, Liziane Bayer da Costa, Miki Breier/
PCdoB - Manuela D’Ávila, Juliano Roso/
PRB - Sergio Peres/
PSOL - Pedro Ruas/
PSD - Mario Jardel/
PPS - Any Ortiz/
PR - Missionário Volnei/
PPL - Miguel Bianchini/

PV - João Reinelli/

Gasolina já é vendida a R$ 3,25 no RS

CLIQUE AQUI para ver clip debochado e crítico, analisando o discurso de Dilma e o aumento da gasolina - Já existem postos da região metropolitana de Porto Alegre cobrando R$ 3,25 o litro da gasolina, aumento bem maior do que os R$ 0,22 calculados pela Receita Federal. A Receita só calculou o impacto das novas alíquotas do PIS, Cofins e Cide, mas não incluiu o efeito dos novos cálculos em relação ao ICMS cobrado sobre o preço final.

Sem muitos turistas, Gramado abre hoje seu festival internacional de música clássica

Completamente vazia de turistas, Gramado acabou virando o paraíso dos gaúchos que resolveram curtir a cidade neste final de semana. O tempo não é seguro, mas a temperatura não tem passado dos 23 graus. A atração do sábado é o Gramado in Concert, I Festival Internacional de Música de Gramado, que as 19h apresentará a orquestra local na chamada rua Coberta. No domingo, 11h, Pedro Aquino fará apresentação no Lago Negro, seguindo-se a apresentação do duo clássico laerter e Mateus Leal na rua Coberta. À noite, 19h, no bairro Piratini, apresentação da Orquestra Sinfônica de Venâncio Aires. As apresentações diárias prosseguirão até o dia 8. CLIQUE AQUI para examinar programação e mais dados.

Tribunal de Justiça nega habeas para comissário que protegia traficante e secretário da Segurança

Os jornalistas de Zero Hora apuraram que o comissário Aneli usou sua senha do gabinete do secretrário da Segurança do governo Tarso, no qual exercia o cargo de chefe de segurança do próprio secretário e buscou informações sobre as investigações que envolviam o grupo de Xandi, que dominava oi  tráfico em um condomínio em Porto Alegre. Ele buscaria informações sobre os inquéritos em delegacias. A polícia tem indícios de que o policial fazia a segurança de Xandi, executado em 4 de janeiro, em Tramandaí. Desde segunda, ele está preso de forma preventiva, na Capital.O comissário deve ser indiciado por integrar organização criminosa. Na sexta-feira à tarde, o Tribunal de Justiça (TJ) negou, liminarmente, o pedido de liberdade feito pela defesa do policial. A participação do comissário no grupo ligado ao tráfico de drogas seria por uso de informações privilegiadas, obtidas devido a sua função como policial. A secretaria da Segurança não informa se investigará outros usos de senhas e se mais gente do gabinete ou o próprio secretário podem estar implicados. O caso poderá ser examinado pela Assembléia. Pelo menos um deputado estaria disposto a pedir CPI.O enquadramento na lei do crime organizado seria pelo artigo 2º, que diz: "promover, constituir, financiar ou integrar, pessoalmente ou por interposta pessoa, organização criminosa." A pena inicial de três a oito anos é aumentada pelo fato de o grupo usar armas de fogo e porque o investigado é servidor público. Assim, a condenação pode chegar a 12 anos de prisão. No âmbito administrativo, a responsabilização do comissário, que é agente há 33 anos, seria por falta grave e pode resultar em demissão.


BNDES cobra na Justiça empréstimo de R$ 1 milhão concedido com aval da ministra Kátia Abreu

Ministra da Agricultura é questionada na Justiça pelo não pagamento de um empréstimo de R$ 1 milhão contratado em 2011 para a plantação de eucalipto na fazenda de sua família no Tocantins. O negócio foi feito por seu filho, o deputado federal Irajá Abreu (PSD-TO), e teve Kátia como avalista. Até agora, nenhuma parcela foi paga

Freeway recomenda pegar a estrada só depois das 20h deste sábado

Até o final do dia de ontem, nas rodovias gaúchas que levam ao Litoral, houve intenso movimento, o que exigiu paciência dos motoristas em alguns trechos. Este sábado começou igual. A expectativa é que quase 120 mil veículos façam o mesmo trajeto neste sábado – pouco menos do que foi registrado nesta sexta-feira.Segundo a Concepa, que administra a freeway, devem se deslocar pela rodovia cerca de 54 mil veículos durante o sábado. A sugestão da concessionária é de que os motoristas peguem a estrada somente depois das 20h de hoje. Porto Alegre amanheceu vazia. O feriadão lota as praias do RS, sendo que milhares de gaúchos foram e continuam indo também para Santa Catarina.

Fortunati vai ao governo para demonstrar que prefeitura fez a sua parte. Ele quer a retomada imediata das obras de ampliação do Salgado Filho

O prefeito de Porto Alegre, José Fortunati, resolveu entrar de cabeça na disputa pela retomada imediata das obras de ampliação do Salgado Filho e tem audiência marcada com o presidente da Infraero, Antônio Gustavo Matos do Vale, nesta terça-feira, Fortunati vai a Brasília entregar um ofício reafirmando que todas as providências necessárias ao início das obras de ampliação da pista do Aeroporto Internacional Salgado Filho já foram tomadas pela Prefeitura de Porto Alegre. O documento também contém a exposição dos motivos que justificam o empreendimento. A área necessária para o início das obras está à disposição do governo federal desde 21 de janeiro de 2011. Para dar prosseguimento a ampliação e modernização do Aeroporto Salgado Filho, 922 famílias foram retiradas do terreno na Vila Dique e receberam novas moradias. Outras 1.777 famílias da Dique e também da Vila Nazaré serão beneficiadas. O município também removeu ou rebaixou grande parte dos obstáculos apontados pela Infraero para garantir a plena operação da pista quando estiver pronta. Restam apenas dois obstáculos que estão em processo de remoção ou rebaixamento e que serão adaptados até o final das obras. A reunião está marcada para as 11h, na sede da Infraero, na Estrada do Aeroporto.

Badesul não explica como recuperará o empréstimo de R$ 46 milhões que fez à falida Iesa

Ultrapassados dois meses da prisão dos diretores da Engevix, controladora da Iesa, a empresa que seria a estrela reluzente do finado Pólo Naval do Jacuí, até agora a direção petista do Badesul não disse como vai recuperar os R$ 46 milhões que emprestou para o grupo. A única garantia real exigida, a fábrica de Charqueadas, já não vale nada.

Direções petistas do Banrisul e do Badesul gastam como nunca em farta publicidade no RS

Ainda sem homens nomeados pelo seu governo, as direções petistas do Badesul e Banrisul esbaldam-se em anúncios de páginas inteiras nos jornais do RS, enquanto o governador Sartori impõe economia de guerra na publicidade do Piratini.

Rosane de Oliveira diz que o governo Sartori registra um mês de paralisia e economia de guerra

Numa análise parecida com a que faz o editor em nota logo abaixo, a editora de Política da RBS diz hoje no jornal Zero Hora que envolvido com o diagnóstico da situação do Estado e com a aplicação do decreto assinado no dia 2 de janeiro, o governo de José Ivo Sartori largou parado. Ela constata com precisão que  ois primeiros 30 dias foram marcados pela montagem do segundo e do terceiro escalões, que ainda não terminou, e pela paralisia das secretarias em razão dos cortes.A jornalista repete o que tem registrado o editor e praticamente reconhecem todos os repórteres que cobrem as atividades do Piratini: "Até agora, o governo ainda não escolheu quem vai comandar o Badesul, a Empresa Gaúcha de Rodovias (EGR), a Procergs, a Agência Gaúcha de Desenvolvimento e Promoção do Investimento (AGDI), entre outros ainda acéfalos"., Implacável, diz que Sartori b atgeu cabeça no primeiro mês, dividindo-se entre a agenda institucional de visitas de cortesia, viagens ao Interior para a abertura de festas regionais (foto desta foto, amassando uva em Bento) e intermináveis reuniões com secretários e aliados para discutir o que fazer para enfrentar o rombo de R$ 5,4 bilhões previsto para este ano. CLIQUE AQUI para ler tudo.


Movimento contra a corrupção acampará amanhã diante do Congresso para pedir impeachment de Dilma

Movimentos populares de todo país devem se reunir amanhã, domingo,, em frente ao Congresso Nacional, para protestar contra a corrupção. De acordo com o professor Josemar Dorilêo, integrante do Movimento Brasil Livre, pelo menos cinco estados serão representados no dia da posse dos novos deputados e senadores. “No domingo, virão caravanas de São Paulo, Goiânia, Salvador, Belo Horizonte e do Rio de Janeiro. A partir das 8h, estaremos concentrados em frente do Congresso Nacional”, disse. Ele informou que os ativistas devem fixar 300 cartazes ao longo da Esplanada dos Ministérios, com mensagens contra a corrupção e pedindo o impeachment da presidente Dilma Rousseff

Empreiteiras querem levar Lula e Dilma à roda da Justiça e depois para a cadeia de Curitiba

A revista Veja deste final de semana revela em detalhes de que modo os processos da Operação Lava-Jato estão a caminho das sentenças, o que leva as empreiteiras a não repetir gestos como os de Marcos Valério e Zé Dirceu, buscando incluir Lula e Dilma junto com elas na roda da Justiça. A reportgagem de capa é de Rodrigo Rangel, Robson Bonin e Bela Megaele. Leia tudo a seguir. 
Há quinze dias, os quatro executivos da construtora OAS, presos durante a Operação Lava-Jato, tiveram uma conversa capital na carceragem da polícia em Curitiba. Sentados frente a frente, numa sala destinada a reuniões reservadas com advogados, o presidente da OAS, Léo Pinheiro, e os executivos Mateus Coutinho, Agenor Medeiros e José Ricardo Breghirolli discutiam o futuro com raro desapego. Os pedidos de liberdade rejeitados pela Justiça, as fracassadas tentativas de desqualificar as investigações, o Natal, o réveillon e a perspectiva real de passar o resto da vida no cárcere levaram-nos a um diagnóstico fatalista. Réus por corrupção, lavagem de dinheiro e formação de organização criminosa, era chegada a hora de jogar a última cartada, e, segundo eles, isso significa trazer para a cena do crime, com nomes e sobrenomes, o topo da cadeia de comando do petrolão. Com 66 anos de idade, Agenor Medeiros, diretor internacional da empresa, era o mais exaltado: “Se tiver de morrer aqui dentro, não morro sozinho”.
A estratégia dos executivos da OAS, discutida também pelas demais empresas envolvidas no escândalo da Petrobras, é considerada a última tentativa de salvação. E por uma razão elementar: as empreiteiras podem identificar e apresentar provas contra os verdadeiros comandantes do esquema, os grandes beneficiados, os mentores da engrenagem que funcionava com o objetivo de desviar dinheiro da Petrobras para os bolsos de políticos aliados do governo e campanhas eleitorais dos candidatos ligados ao governo. É um poderoso trunfo que, em um eventual acordo de delação com a Justiça, pode poupar muitos anos de cadeia aos envolvidos. “Vocês acham que eu ia atrás desses caras (os políticos) para oferecer grana a eles?”, disparou, ressentido, o presidente da OAS, Léo Pinheiro. Amigo pessoal do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva nos tempos de bonança, ele descobriu na cadeia que as amizades nascidas do poder valem pouco atrás das grades.
Na conversa com os colegas presos e os advogados da empreiteira, ele reclamou, em particular, da indiferença de Lula, de quem esperava um esforço maior para neutralizar os riscos da condenação e salvar os contratos de sua empresa. Léo Pinheiro reclama que Lula lhe virou as costas. E foi dessa mágoa que surgiu a primeira decisão concreta do grupo: se houver acordo com a Justiça, o delator será Ricardo Breghirolli, encarregado de fazer os pagamentos de propina a partidos e políticos corruptos. As empreiteiras sabem que novas delações só serão admitidas se revelarem fatos novos ou o envolvimento de personagens importantes que ainda se mantêm longe das investigações. Por isso, o alvo é o topo da cadeia de comando, em que, segundo afirmam reservadamente e insinuam abertamente, se encontram o ex-presidente Lula e Dilma Rousseff. 


Concluído um mês de mandato, novo governo não conseguiu nomear novos diretores para Procergs, AGDI e Badesul

O secretário da Fazenda, Giovani Feltes, licenciou-se por alguns dias para assumir sua cadeira na Câmara dos Deputados, sem ter conseguido cumprir o que ele mesmo prometeu ao editor no final da semana passada, que foi nomear a nova diretoria da Procergs até terça-feira. A lentidão do governo, mesmo depois de um mês de nova administração, paralisa a estatal e também outras empresas, agências e fundações de primeira linha, como Badesul, AGDI e EGR.

Padilha avança no discurso de privatizar o Salgado Filho

O governo decidiu privatizar o aeroporto Salgado Filho, mas ainda não escolheu o caminho que seguirá para o processo, porque pretende enfiá-lo num pacote no qual conste o compromisso de construir o Aeroporto 20 de Setembro, Portão, RS. O ministro Padilha apresentou alternativas para Dilma, que autorizou o avanço dos estudos sobre o caso.

Edson Brum será o novo presidente da Assembléia do RS a partir das 14h

Será esta tarde, 14h, a posse dos novos 55 deputados estaduais do RS. Na ocasião, o deputado Edson Brum, PMDB, assumirá a presidência, em virtude de acordo entre as quatro principais bancadas, no caso PMDB,PDT, PP e PT.