Famurs garante retomada de atendimentos pelo IPE suspensos por Tarso

Beneficiários de 48 municípios estavam sendo atingidos por suspensão dos planos de saúde do Instituto desde o dia 1º de janeiro

A Famurs garantiu a retomada dos atendimentos em saúde prestados pelo Instituto de Previdência do Estado (IPE) e a prorrogação por 60 dias dos convênios do Instituto com as prefeituras. "O governo aceitou o novo prazo de 60 dias para discutir o reajuste das alíquotas e o atendimento aos pacientes será liberado nos próximos dias", afirma o superintendente da Famurs, Edivilson Brum, que participou, nesta segunda-feira (5/1), de reunião com o chefe da Casa Civil do governo estadual, secretário Márcio Biolchi. Desde a última quinta-feira (1º/1), há relatos de beneficiários conveniados que tiveram restrição a consultas, exames e outros serviços do Instituto. "Vários pacientes, inclusive com tratamentos de doenças graves, não estão conseguindo atendimento", explica Brum. O problema ocorre devido a um bloqueio no sistema do IPE para beneficiários de municípios que não assinaram reajuste nas mensalidades dos planos de saúde. Desde março de 2013, a Famurs negocia a alteração das alíquotas impostas pelo Instituto. Conforme o presidente da comissão de prefeitos da Famurs que trata com o Instituto e prefeito de Herval, Ildo Sallaberry, as prefeituras necessitam de mais prazo para se adequar ao reajuste. "Se houver um aumento imediato, as prefeituras irão quebrar. Estamos com nossos orçamentos esgoelados. Queremos debater uma solução de longo prazo", explica.


. Cerca de 48 prefeituras aguardam a divulgação de documentos que poderiam justificar os reajustes nas mensalidades do IPE. Entre os documentos está a relação detalhada de exames e consultas prestados em cada município. "Queremos maior transparência para assinar o novo acordo", esclarece o presidente da Famurs, Seger Menegaz.

Novo governo impõe arrocho, mas não dá exemplo cortando na própria carne

O arrocho imposto sobretudo em cima de fornecedores, o que inclui centenas de pequenos serviços e obras prestados ao governo, muitos dos quais vão quebrar, e que também atinge o trabalho dos servidores estaduais, será seguido por arrocho igual sobre os salários dos servidores estaduais, que não terão aumento durante meio ano, duela a quem duela.

. Os servidores que passaram em concurso e que até foram nomeados pelo governador Tarso Genro no apagar das luzes do seu governo, não serão contratados antes da virada do meio do ano.

. O arrocho não atingirá o próprio governador, seu vice, secretários, deputados, desembargadores, juízes, procuradores, promotores, defensores públicos e conselheiros do Tribunal de Contas, quase todos de funções exclusivamente jurídicas.

. Sartori não parece disposto a dar exemplo próprio e por isto promulgará lei do aumento aprovada pela Assembléia e que Tarso Genro não quis assinar.

. Quando fizer isto, o esgualepado Tesouro do Estado terá que desembolsar mais R$ 92,3 milhões por ano apenas para atender as cúpulas dos 3 Poderes.

Esta é a Lei da Mão Fechada de Sartori. Ela valerá por meio ano. Arrocho ataca fornecedores e servidores.

Apesar de enxuto, já que tem apenas 8 artigos, o decreto 52.230 assinado pelo governador Sartori para conter gastos do governo estadual é bastante amplo, porque não se limita a suspender por meio ano os pagamentos de fornecedores. É que também foram suspensos todos os afastamentos de servidores que tinham programado cursos de pós-graduação ou participação em eventos, valendo a proibição por meio ano. Em relação a novas contratações, o que inclui os 650 policiais nomeados por Tarso no apagar do seu governo.

Na área de pessoal, o decreto é bastante duro. Segundo o decreto, ficam suspensas na Administração Direta e Indireta, nas autarquias e nas fundações, por seis meses (artigo 2º):

I – abertura de concurso público ou de processo seletivo;
II – criação de cargos
III – criação, alteração ou reestruturação de quadro de pessoal
IV – criação de novas gratificações ou alteração daquelas já existentes;
V – nomeação para cargos de provimento efetivo;
VI – contratação de pessoal
VII – contratação temporária, nos termos do artigo 19, incisvo IV, da Constituição Estadual;
VIII – remoções com ajuda de custo

IX – promoções ou progressões nos quadros de pessoal.

Só serão admitidas horas extras em casos excepcionais e ainda assim limitadas a 60% do que foi pago em algum período do ano passado. 

Durante meio ano, ficam suspensos os seguintes gastos em geral e  com fornecedores:

Diárias para fora do Estado e compra de passagens aéreas
Contratação e renovação de contratos com consultorias
Nada de convênios que exijam desembolsos do Estado
Proibição de contratos de aluguéis de imóveis e equipamentos
Compra de material permanente, obras e instalações de valor superior a R$ 3 mil
Despesas de exercícios anteriores.

O secretário da Fazenda e o chefe da Casa Civil poderão abrir excepcionalidades em casos previstos no próprio decreto. Instruções complementares serão editadas pelo secretário Giovani Feltes. 

. O governo espera economizar e adiar gastos calculados grosseiramente em R$ 700 milhões, mas não há cálculo exato. 

Artigo, David Coimbra, Zero Hora de hoje - É bom ser da imprensa burguesa

Sarcástico, irônico, atual, o artigo é um tapa no ouvido da vanguarda do atraso que teima em reverenciar a ignorância. 



Eu faço parte da imprensa burguesa. É legal. Todo dia 5 recebo meu salário direitinho e não dependo de financiamento oficial. Quer dizer: não preciso ficar elogiando o governo. Já pensou ter de elogiar, por exemplo, a nomeação de Aldo Rebelo como ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação?

. Seria dureza.

CLIQUE AQUI para ler tudo. 

Dilma quer bilionário Sucupira na presidência do Conselho da Petrobrás, mas ele reluta.

Segundo a coluna Radar, o governo já tem o nome de um gestor de reputação incontestável para o cargo: Beto Sicupira, que comanda a 3G Capital ao lado de Jorge Paulo Lemann e Marcel Telles; porém, ele pode não aceitar o convite

Mantega afronta ao não comparecer à posse de Levy no ministério da Fazenda

Afrontado acintosamente pela ausência do ministro Guido Mantega, o novo ministro da Fazenda, Joaquim Levy, tomou posse oficialmente na tarde desta segunda-feira (5) em cerimônia na sede do Banco Central, em Brasília. O goerno não quis falar oficialmente sobre a afronta, mas o que se sabe é que Mantega tinha combinado com a presidente Dilma Rousseff que não participaria da cerimônia de posse nem entregaria o cargo a Levy, e que estaria em viagem com a família. Ele assumiu a pasta em março de 2006 e permaneceu à frente do ministério por quase nove anos.

. Este tipo de ausência é incomum.

. Na campanha do ano passado, Dilma desmoralizou publicamente Mantega, anunciando sua próxima saída. O que se sabe é que Dilma segurou-o no cargo sob a promessa de levá-lo á presidência do banco dos Brics, em formação. 

. Joaquim Levy disse que o ajuste fiscal na economia brasileira já começou. Ele afirmou que vai apostar no diálogo com os agentes econômicos e que seu trabalho será feito em conjunto com outros ministérios, como Planejamento e Agricultura, e, especialmente, com o Congresso Nacional. Não se sabe por que razão ele incluiu Agricultura e não Desenvolvimento na sua lista. 


. Os principais desafios do novo ministro, segundo economistas, são: economia parada, inflação em alta, gastos elevados, risco de desemprego e desconfiança dos empresários.

Safra brasileira de grãos irá a 200 milhões de toneladas, mas exportações de alimentos serão menores

O país poderá atingir novo recorde na safra de grãos 2014/2015 – superando as 200 milhões de toneladas, mesmo com as incertezas climáticas e as tendências de queda na liquidez e elevação dos juros no mercado internacional (com impacto sobre os preços das commodities).

A expectativa é da Sociedade Nacional da Agricultura (SNA) para quem o recorde histórico é decorrente de um "pequeno crescimento" na área plantada e "melhoria da produtividade". Em entrevista à Agência Brasil, o presidente da SNA, Antonio Avarenga, disse que o crescimento, mesmo em meio a adversidades, é a prova de que o agronegócio responde bem às ações do governo, como incentivos fiscais e planos específicos. Antonio Alvarenga adiantou que a entidade prevê crescimento de 1,5% da área destinada ao plantio e produção 4% superior à safra anterior, em parte por causa do maior aproveitamento da safra graças à melhoria de processos tecnológicos no campo.

- Apesar das projeções de safra recorde, o agronegócio deverá, segundo o diretor da entidade Hélio Sirimarco. Dar uma contribuição menor para a balança comercial brasileira em 2015. "Existem indicações de queda ou estagnação das exportações do setor, com retração dos preços médios dos produtos exportados. A equação pressupõe, ainda, que a produção brasileira de grãos seguirá a trajetória antecipada pelos primeiros levantamentos de safra", ressalta.

Ex-secretário de Ciência e Tecnologia de Tarso é agora pró-reitor de Inovação da Feevale

Ao lado, a Universidade Feevale, Novo Hamburgo, RS.



O secretário de Ciência e Tecnologia do governo Tarso,  Cleber Cristiano Prodanov assumiu nesta segunda-feira a Pró-reitoria de Inovação (Proin), que responderá por questões que envolvem inovação e transferência de tecnologia no âmbito institucional, bem como pela articulação entre universidade e empresa.


. Prodanov, que até o final do ano era o titular da secretaria da Ciência, Inovação e Desenvolvimento Tecnológico do Estado, foi nomeado pela reitora Inajara Vargas Ramos. Ficará sob a sua responsabilidade, também, o Parque Tecnológico do Vale do Sinos (Valetec), que visa incentivar projetos inovadores e promover o desenvolvimento tecnológico da região.

Entrevista, Marcus Coester - A Coester Automação cresceu 25% em 2014.

ENTREVISTA
Marcus Coester, diretor Coester Automação.

Como foi 2014 para a Coester ?
Vou falar só sobre a Coester Automação, que já tem 50 anos. Nós crescemos 25% em 2014.

Em cenário adverso da economia. Como se explica isto ?
No início do ano, pretendíamos avançar 10%, o mesmo do ano anterior, mas superamos todas as metas.

O que houve ?
Nós somos uma indústria extraordinariamente dinâmica e este mercado cresceu muito no mundo todo. Fazemos automação de processos industriais, com ênfase para as áreas de petróleo, gás e saneamento. São áreas de extremo vigor e progresso, com demandas enormes a vencer. 

E para este ano ?
Estamos em época de vacas magras no cenário econômico. Nossas metas ainda não foram definidas para o ano, mas levaremos em consideração o momento delicado por que passa a economia.

Bento programa abertura da vindima para o dia 15. RS é o maior produtor de uva e vinho do Brasil.

Ao lado, a vinícola dos Ravanello, Gramado, RS. 

Será dia 15, 18h30min, a abertura da Vindimas em Bento Gonçalves, RS. O evento foi agendado para a Cantina Strapazzon, Caminho de Pedra, Distrito de São Pedro. Em Bento, a Vinícola Aurora começa a receber os primeiros lotes da colheita 2015. Já chegaram às instalações da vinícola as primeiras uvas viníferas colhidas, variedades Chardonnay e Pinot Noir, usadas na elaboração de vinhos varietais e de espumantes top de linha. Chegaram também as primeiras remessas de uvas americanas, usadas na elaboração de suco de uva e dos vinhos de mesa. "A safra está um pouco adiantada em relação aos anos anteriores", avalia o engenheiro agrônomo Lidovino Bavaresco.

. Os parrreiras gaúchos, maior produtor de uva e vinho do Brasil, ainda estão verdes. O editor visitou, domingo, todos os cultivos e a unidade produtora de vinhos e champanhas da Vinícola Ravanello, Gramado. O próprio Ravanello, mulher e filho, reservam alguns dias da semana para recepcionar e guiar os visitantes. Depois que se aposentou na posição de CEO da Massey para a América Latina, ele foi morar e investir em Gramado. Seus vinhos levam seu nome, mas o produto mais disputado foi carimbado com a marca de Dionísio e custa R$ 75,00 na cantina. Além das uvas que planta em Gramado, Ravanello também busca cepas de viníferas finas em Encruzilhada e Fronteira Oeste do RS, as novas fronteiras da produção de uvas de qualidade no Estado. 

. As instalações são usadas também para lançamentos de produtos e permitem almoços, casamentos e eventos programados com antecedência.

Site: www.vinicolaravanello.com.br 


Dilma asfixia a Polícia Federal.

A presidente Dilma Rousseff rejeitou a licença concedida pelo Congresso Nacional para que a Polícia Federal possa realizar excepcionalmente determinados gastos que estavam proibidos pela Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2015. A previsão havia sido incluída pelo ex-senador Vital do Rêgo (PMDB-PB), relator do projeto e hoje ministro do Tribunal de Contas da União (TCU).
  
. Entre as despesas extraordinárias que foram vetadas por Dilma estavam o início de construção, ampliação, reforma, aquisição, novas locações ou arrendamentos de imóveis residenciais funcionais em faixa de fronteira. Também poderiam ser feitas despesas para aquisição, locação ou arrendamento de mobiliário e equipamento para unidades residenciais funcionais dos delegados agentes da PF, quando necessárias à sua segurança no exercício de atividades diretamente relacionadas com o combate ao tráfico e ao contrabando.

. Dilma, entretanto, manteve na LDO de 2015 uma exceção aberta pelo Congresso para a compra de automóveis para uso do diretor-geral da Polícia Federal.

. Nas razões do veto, realizado na sexta-feira, 2, a presidente afirmou: 

A concessão de quaisquer benefícios relacionados a imóveis residenciais funcionais a órgãos ou servidores do Poder Executivo, notadamente os que atuam em faixa de fronteira, deve ser feita a partir de um estudo global da situação desses órgãos e servidores e não de forma isolada a determinada categoria funcional.

FGV indica inflação acumulada em 12 meses de 6,87%

O Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) encerrou o mês de dezembro com alta de 0,75%, o que representa avanço sobre o fechamento de novembro (0,65%) e ligeiro decréscimo na comparação com a última medição, referente à terceira prévia do mês (0,76%). Com essa variação, a taxa acumula alta de 6,87% entre janeiro e dezembro de 2014.

. O levantamento feito pelo Instituto Brasileiro de Economia (Ibre) da Fundação Getulio Vargas (FGV) mostra que cinco dos oito grupos de despesas pesquisados tiveram elevação de preços com taxas abaixo do registrado na apuração anterior.

. Entre eles habitação, que causou o maior impacto sobre o resultado (de 0,8% para 0,7%. Nessa classe de despesa, a maior influência foi da eletricidade residencial (de 3,24% para 2,65%).

Bovespa chega a perder mais de 2%; dólar avança e passa de R$ 2,71

O Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, operava em queda de 2,3%, a 47.396,67 pontos, por volta das 11h55 desta segunda-feira, puxado pelas ações da Petrobras que despencavam mais de 4%.

. No mesmo momento, o dólar comercial subia 0,72%, a R$ 2,712 na venda, acompanhando o movimento da moeda no exterior. Investidores esperavam a divulgação da ata, na próxima quarta-feira, da última reunião do Federal Reserve (Fed), banco central norte-americano.

Justiça Eleitoral reforça controle e acaba com sigilo bancário dos partidos

Depois de fechar brechas que permitiam a ocorrência de doações ocultas de recursos de campanha, sem identificação dos financiadores, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu acabar com o sigilo bancário das movimentações dos partidos a fim de ampliar a fiscalização sobre os recursos recebidos também em períodos não eleitorais.

. A mudança consta de resolução publicada no dia 30 de dezembro passado, cuja redação final foi feita pelo próprio presidente do TSE, ministro José Antonio Dias Toffoli (também membro do Supremo Tribunal Federal).

Mercado prevê inflação acima do teto da meta em 2015

Na primeira divulgação do Relatório de Mercado Focus de 2015, a mediana das projeções do mercado financeiro para o Índice Nacinal de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) neste ano subiu de 6,53% para 6,56%. O movimento revela ainda com mais força que a expectativa é de que o Banco Central entregue a inflação oficial do País acima do teto da meta de 6,5%. Há um mês, a taxa esperada pelos analistas para o indicador estava justamente no limite de 6,50%.

. Para 2014, a mediana das estimativas para o índice oficial de inflação apresentou leve avanço, passando de 6,38% para 6,39%, segundo divulgação do BC. Há um mês, a taxa mediana para esse indicador já estava em 6,38%.

. No caso das expectativas para a inflação suavizada 12 meses à frente, a taxa passou de 6,59% para 6,60% de uma semana para outra - há um mês, estava em 6,63%.

Pronatec: cursos técnicos pagos por governo têm evasão de até 60% em algumas faculdades

O governo Dilma deve R$ 700 milhões ao Sistema S (Senac, Senai, Senar) e não paga.

A reportagem a seguir é da jornalistas Ruth Costas, da BBC Brasil em São Paulo

Algumas faculdades privadas provedoras de cursos técnicos do Programa Nacional de Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) - uma das vitrines da campanha da presidente Dilma Rousseff - estão tendo de lidar com taxas de evasão que podem chegar a 50% ou 60%, segundo relataram à BBC Brasil seus coordenadores. Oficialmente, o índice de abandono dos cursos Pronatec é de 12,8% segundo o Ministério da Educação (MEC), que não considera como abandono estudantes que se inscreveram, mas não se matricularam no programa. Dilma costumava ressaltar em seus discursos de campanha que o Pronatec já teria atingido 8 milhões de matrículas - mas não contabiliza as desistências. "O problema da evasão é um dos nossos maiores desafios: hoje, nossa taxa é de quase 60% e estamos implementando uma série de medidas para tentar reduzir isso", disse à BBC Júlio Araújo, que coordena os cursos do programa na Faculdade Sumaré. O Pronatec existe desde 2011, mas as faculdades privadas só passaram a ser habilitadas para oferecer seus cursos no final do ano passado.

. O governo paga para as faculdades particulares (além de outras instituições públicas e privadas) oferecerem cursos do Pronatec valores que costumam variar de R$ 5 a R$ 8 a hora/aula por estudante. Em um curso de 1000 horas, isso significa um custo total por aluno que pode chegar a R$ 8 mil. Como os repasses são condicionados a frequência dos estudantes, no caso de uma desistência, também são suspensos. Mas o governo não tem como recuperar o dinheiro já investido.

Potencial do carvão gaúcho para gaseificação será apontado nos EUA e Chinas

Um termo de compromisso assinado esta semana entre a Companhia Riograndense de Mineração (CRM) e a Vamtec Vitória S.A. garante o fornecimento, pela estatal gaúcha, de amostras de carvão para o estudo de viabilidade técnica, econômico-financeira e ambiental acordado com o governo do Estado em maio de 2014. A informação é do jornal Folha do Sul Gaúcho de hoje. O jornal é de Bagé. Para definir o potencial de gaseificação do mineral presente no Rio Grande do Sul, que tem elevado teor de cinzas, a Vamtec e a norte-americana Synthesis Energy Systems (SES) rodarão testes e ensaios nos Estados Unidos e na China para definir qual tecnologia é mais apropriada para a conversão em produtos carboquímicos em escala industrial.


. Com investimentos avaliados em R$ 4 milhões, os testes devem ficar prontos ainda em 2015, segundo a Vamtec. A gaseificação representa a produção do Syngas (gás sintético), matéria-prima para derivados como metanol e fertilizantes, além de combustível para geração de energia limpa, gerada sem que ocorra queima direta do minera.

CLIQUE AQUI para ler mais.

Petrobras admite que usou empresa de fachada, um escritório de contabilidade, para construir gasoduto no Nordeste.

Nesta nova reportagem do jornal O Globo, os jornalistas Vinicius Sassine, Simone Iglesias, Isabel Braga e Catarina Alencastro, informam que a Petrobras admitiu neste domingo que usou um escritório de contabilidade no Rio para constituir a empresa responsável pela construção da rede de gasodutos Gasene, cujos investimentos chegaram a R$ 6,3 bilhões.

. O editor também recebeu a nota, que na prática confirma a denúncia.

. Depois de O GLOBO revelar na edição deste domingo que uma empresa de fachada foi criada para efetivar o negócio, a estatal divulgou uma nota em que reconheceu ter usado o escritório de contabilidade Domínio Assessores e o proprietário do escritório, Antônio Carlos Pinto de Azeredo, para fazer funcionar a Transportadora Gasene S.A., uma sociedade de propósito específico (SPE) criada exclusivamente para a construção do gasoduto.

. Na nota, a Petrobras negou ter tido "qualquer ligação societária" com a Transportadora Gasene. "Conforme acontece nas estruturas financeiras do gênero, a SPE (Transportadora Gasene S.A.) não tem qualquer ligação societária com a Petrobras", informa, em negrito, a estatal. Uma ressalva da própria nota, porém, mostra que o controle da empresa era feito pela Petrobras, por meio das chamadas cartas de atividades permitidas. "A ligação entre a Petrobras e a SPE se dava através de contrato em que era estabelecido que a Transportadora Gasene somente realizaria determinadas atividades mediante autorização da Petrobras", cita o texto. Em seis anos de existência da Transportadora Gasene, entre 2005 e 2011, foram emitidas mais de 400 cartas de atividades permitidas. O conteúdo dessas cartas mostra que não havia controle apenas de "determinadas atividades". As orientações da Petrobras ao dono do escritório de contabilidade- que era também o presidente da Transportadora Gasene - variavam de aspectos relacionados a pequenos contratos ao alongamento de um financiamento de US$ 760 milhões com o BNDES. Estava escrito em contrato que Azeredo não poderia tomar decisões sem autorização expressa da Petrobras.

. O GLOBO revelou na edição deste domingo que a Agência Nacional de Petróleo (ANP) chegou a manifestar que a estatal criou "empresas de papel" para a construção e operação do Gasene, uma rede de gasodutos entre o Rio de Janeiro e a Bahia, passando pelo Espírito Santo. A manifestação está reproduzida numa auditoria sigilosa do Tribunal de Contas da União (TCU), concluída em dezembro de 2014.

. Os próprios auditores indicam que a Transportadora Gasene é uma empresa de fachada, criada para burlar fiscalizações oficiais e permitir contratações sem licitação. O superfaturamento em parte das obras de um dos trechos, entre Cacimbas (ES) e Catu (BA), superou 1.800%, segundo a auditoria.
Esse trecho foi inaugurado com festa em Itabuna (BA), em 26 de março de 2010, com a presença do presidente Lula; da então ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff; do então presidente da Petrobras, José Sérgio Gabrielli; e da diretora de Gás e Energia da estatal, Graça Foster, hoje presidente da empresa.

. Segundo a nota divulgada neste domingo pela Petrobras, a área financeira da estatal foi a responsável por elaborar o "project finance" (projeto estruturado) da Gasene, entre 2004 e 2005, "com objetivo de captar recursos para construção do gasoduto". A constituição da SPE Transportadora Gasene coube ao Santander, conforme a estatal.

. O dono do escritório de contabilidade Domínio Assessores foi um dos acionistas, com 0,01%, enquanto a Gasene Participações detinha 99,99%. Os acionistas da Gasene Participações, segundo a estatal, são o truste "PB Bridge Truste 2005" com 99, 99% e Azeredo com 0,01%. A nota diz que Azeredo era "administrador da empresa Domínio, que prestou serviços de contabilidade e administração tributária para SPE e que também foi contratado pela Transportadora Gasene para o ser o presidente da empresa". A nota não cita, no entanto, o fato de a Domínio e a Transportadora Gasene terem o mesmo endereço: Rua São Bento, no quinto andar de um prédio no Rio. A reportagem do GLOBO revelou um trecho do contrato entre a Domínio e a Transportadora Gasene em que o escritório de contabilidade se compromete em ceder sua sede à empresa criada pela Petrobras. E assim foi feito.
  
. Em entrevista ao jornal, numa reportagem publicada em 24 de dezembro, Azeredo afirmou ser apenas um "preposto" na Transportadora Gasene. Segundo ele, o desempenho da função de presidente foi "puramente simbólico". Azeredo foi um laranja. Os principais atos eram determinados pela Petrobras, por meio das cartas de atividades permitidas.

. O líder do PPS na Câmara, Rubens Bueno (PR), diz que a criação de empresas de fachada pela própria Petrobras é uma novidade entre os expedientes utilizados no esquema de fraudes.

— Eu já tinha visto empresa de fachada no mundo da corrupção, mas a própria Petrobras criar isso? É mais um expediente na gestão para a busca de dinheiro fácil para custear partidos, o dinheiro da corrupção. Estamos vendo, a cada dia, a confirmação que os predadores internos da estatal são os nomeados pelo Lula e pela Dilma. Por isso a importância da nova CPI — disse.

CLIQUE AQUI para ler tudo.

Já há ruído entre titulares e suplentes da representação gaúcha na Câmara dos Deputados

São crescentes as queixas de deputados federais que assumiram no governo Sartori, segundo as quais não há espaço para fazerem as nomeações de funcionários nos  gabinetes que teriam em Brasilia e Porto Alegre. Eles alegam que o ônus deve ser dividido com os suplentes. Um deles chegou a confidenciar que não pretende permanecer muito tempo no governo estadual, diante da pressão exercida por 30 colaboradores de campanha que estão lotados em seu gabinete estadual.

Começou temporada de descontos nas lojas, shoppings e supermercados de Porto Alegre. Vendas foram baixas no Natal.

Antes mesmo do Ano Novo, os lojistas de Porto Alegre já começaram a liquidar os estoques e a realizar promoções. Dessa forma, as lojas de rua e de shoppings começaram a recuperar o que não foi obtido com as vendas de presentes, conforme levantamento do Sindilojas. As promoções iniciaram no dia 26 e devem seguir enquanto durarem os estoques com descontos entre 30% e 70%. Com estas ações, a expectativa é de que haja um incremento de 3% a 4% na comercialização. 

. O período de descontos também chegou ao interior. Em algumas cidades, como Gramado, o principal centro turístico do Estado, a temporada só começará com a entrada da coleção de confecções femininas da próxima estação. 

. Nos supermercados, também é possível achar produtos mais em conta, mas não é a realidade de todo o setor, conforme avaliação do presidente da Associação Gaúcha de Supermercados (Agas), Antônio Cesa Longo. “ No Natal, as vendas dos supermercados gaúchos registraram um crescimento nominal de 5,5% na comparação com 2013. Já a comercialização de produtos típicos para a virada de ano cresceu 6%, no setor gaúcho.

. Os presidentes do Sindilojas Porto Alegre, Paulo Kruse, e da CDL Porto Alegre, Gustavo Schifino, classificaram as vendas de Natal como modestas, apesar do crescimento de 5% em relação ao ano passado. Eles explicaram que, com a expectativa de inflação acumulada para dezembro (6,37%), o crescimento real foi negativo (-1,28%).

Foi cremado ontem o corpo do agrônomo gaúcho Marconi Isolan

Morreu sábado e foi cremado ontem em Caxias do Sul o agrônomo gaúcho Marconi Barbosa Izolan , 76 anos. Marconi manteve corajosa participação na luta contra a ditadura militar. Mais tarde, na redemocratização, ele se negou receber reparação.  No governo Sarney, no Ministério da Agricultura a convite de Pedro Simon (1986) dirigiu o setor de estoques reguladores de grãos do governo Federal. Sua trajetória como empresário do ramo da fruticultura e do reflorestamento foi interrompida aos 52 anos, quando contraiu Mal de Parkinson e passou a viver com limitações e saúde precária.

. Pedro Simon foi o único político que compareceu à cerimônia de cremação. 

. Marconi Isolan se emancipou aos 16 anos, para vir estudar e trabalhar em Porto Alegre. Foi um destacado líder entre estudantes e colegas de profissão de sua ápoca. Seus amigos mais npróximos o definiam como “um delírio ambulante”, tal era sua capacidade inesgotável de pensar, compreender a conjuntura, debater  e empreender.

. Deixou a esposa Clarice, os filhos Flaviano, Fauto e Fiorela e o neto Franco. 

Ainda existem carros novos sem IPI cheio

Só vai comprar carro sem IPI cheio, quem se dispuser a comprar modelos lançados em 2014. A partir do dia 1º, o IPI subiu da seguinte forma:

- Carros populares – 3% para 7%.
- Carros com motor flex – 9% para 11%
- Gasolina – 10% pra 13%.

. Em 2014, a queda nos emplacamentos de carros de passeio e comerciais leves foi de 7,4%, o que significa que o setor teve a maior retração nas vendas em 12 anos. O aperto no crédito explica o resultado negativo

Hotel Serrano, Gramado, agora integra a cadeia Wish Hotels & Resort

O Hotel Serrano, Gramado, o melhor da região da Serra, integra agora a cadeia Wish Hotels & Resorts.Seu gerente Geral é Carlos Marin. O hotel foi vendido com a CVC em 2009, quando o controle passou para o fundo de private equity Carlyle, por 700 milhões de reais. Guilherme Paulus, que faturou US$ 700 milhões com a venda, criou a GJP e prossegue na área de hotéis. Sua rede já tem 14 unidades. 

Rosário "irritada" com tranco de Sartori sobre trenzinhos de fim de governo petista

A deputada do PT, deixada de lado no novo ministério de Dilma, agora volta as baterias contra o governo Sartori. Ela nada fala sobre o Petrolão e os bandidos do seu Partido e dos Partidos da base aliada que roubaram com eles.


A deputada Maria do Rosário considera um absurdo o novo governo suspender a convocação dos 650 candidatos aprovados no concurso para a Polícia Civil. Ela está irritada. 

. Como se sabe, os novos policiais foram nomeados no último dia de Tarso no governo, sabendo que ele não pagaria um só salário deles e sem examinar qual o impacto das contratações sobre a Folha.

Sartori denuncia desorganização das contas públicas do Estado

Durante todo o período de transição e mesmo depois dos primeiros dias, o novo governo não conseguiu abrir por completo a caixa preta das finanças estaduais, o que o editor desta página já tinha denunciado antes. Isto ficou mais claro ontem, domingo, quando o secretário Geral de Sartori, Carlos Búrigo, disse para os jornalistas que “as informações da transição foram insuficientes”.

. Apesar das declarações grandiloquentes do ex-governador Tarso Genro, segundo as quais tudo o que Sartori pedisse seria concedido rapidamente, isto não aconteceu.

. Ficou visível ao longo da transição, que pouquíssimas reuniões ocorreram entre as duas equipes.

. Foram duas apenas.

. Na reunião de ontem com o secretariado, o governador mandou abrir a caixa peta çpara saber quanto deve, para quem deve e quanto deve.

. Numa empresa, mesmo a mais desorganizada, saber quanto se deve, para quem deve ser paga a dívida e quando, é questão de vida ou morte, o que também vale para créditos passados, atuais e futuros. 

. Um simples cash flow resolve isto. 

. Em organizações maiores, a ausência consolidada deste tipo de informação conduz à imediata auditoria das contas.

. O que mais nãos abe o atual governo sobre as contas públicas, se algo tão simples é sonegado ao seu conhecimento ?

Fundo abutre que encurralou a Argentina nas Cortes de Nova Iorque mira também a Petrobrás

O Fundo Aurelius, que levou a Argentina às Cortes de Nova Iorque, cobrando o que lhe deve o governo Kirchner, acaba de mirar também sobre a Petrobrás.