Este farsante mensaleiro do PT queria viver para sempre com dinheiro pago pelo povo

O site da revista Veja de hoje diz que os médicos da Câmara negam aposentadoria por invalidez a GenoinoJunta médica concluiu que o ex-presidente do PT não deve receber vencimentos na íntegra, por não apresentar cardiopatia grave. Mesmo diante desse novo revés que o desmascara como farsante, José Genoíno volta a protocolar pedido para cumprir prisão domiciliar definitiva. Ele não toma vergonha na cara.

A reportagem é de Marcela Mattos e Laryssa Borges, de Brasília

Às vésperas de o presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Joaquim Barbosa, decidir se determina ou não o retorno do ex-deputado José Genoino para a Penitenciária da Papuda, o petista sofreu um novo revés. A junta médica da Câmara dos Deputados realizou mais uma bateria de exames no mensaleiro e concluiu que ele não deve ser beneficiado com a aposentadoria por invalidez.

. De acordo com o laudo, baseado em exames realizados na última terça-feira, Genoino não é portador de cardiopatia grave e, por isso, não teria direito a receber os vencimentos na íntegra – 26.700 reais. Atualmente, ele recebe cerca de 20.000 reais de aposentadoria por tempo de serviço.

CLIQUE AQUI para ler tudo.

Mônica sobe à tribuna mascarada e critica mascarados do bloco de lutas

A Câmara Municipal de Porto Alegre aprovou, , duas moções lembrando a morte trágica do repórter cinegrafista Santiago Ilídio Andrade, da TV Bandeirantes. 

. O primeiro requerimento aprovado, de autoria da vereadora Mônica Leal (PP), propôs uma Moção de Solidariedade à família do cinegrafista. Ao subir a tribuna com uma máscara preta no rosto (foto ao lado), Mônica Leal criticou os manifestantes que participam de protestos tapando o rosto para não serem identificados. "Uma incoerência", afirmou a vereadora, que é autora do PLL 312/2013, que proíbe a utilização de máscaras em manifestações públicas no município de Porto Alegre. 

. Mário Manfro (PSDB), teve aprovada uma Moção de Repúdio "ao descaso das autoridades" frente aos atos violentos que resultaram na morte do cinegrafista da TV Bandeirantes. "Infelizmente, essa era uma morte anunciada. Mais cedo ou mais tarde teríamos uma tragédia dessa dimensão", disse Manfro.

WORKSHOP
Marketing Político de Oposição
Dias 22 e 23 de março, Plaza, Porto Alegre.
9 especialistas contam tudo sobre montagem de comitês, captação de recursos, prestação de contas, estratégias de marketing, rádio, TV, jornal, internet, pesquisas, legislação
Informações: (051) 3061.0741 ou pelo e-mail polibio.braga@uol.com.br

Record diz que Rádio Guaíba não está à venda

O presidente do Grupo Record no Rio Grande do Sul, Fabiano Freitas, informou nesta segunda-feira a tarde que a Rádio Guaíba não está á venda. 

Radicais aliciam criminosos para violência e saques em Porto Alegre

As constatações já feitas pelos delegados de polícia gaúchos que investigam o vandalismo praticado pelos blocos de luta que desde junho do ano passado alarmam Porto Alegre, são de que os bandidos mais perigosos empregados nos ataques violentos a prédios e brigadianos são arrebanhados nas vilas populares.

. Não há nada parecido no Brasil.

. A Polícia Civil fez constar em seus inquéritos as evidências de que os bandidos são recrutados através dos chefes de quadrilhas, em troca da promessa de que poderão saquear livremente e se apropriar dos butins, batendo em retirada depois que manifestantes moderados e brigadianos forem espantados ou encurralados nas ruas.

. N ão há nada parecido no Brasil, nem mesmo a denúncia de que no Rio os marginais são recrutados mediante pagamento.

. O que acontece em Porto Alegre só costuma ocorrer quando exércitos invadem outros Países, como nas guerras de Napoleão ou nos avanços militares na II Guerra Mundial.

. O mais espantoso de tudo é que o governo estadual do PT proibiu a Polícia Civil de lsitar nomes de Partidos, sindicatos e ONGs identificados como mandantes do recrutamento feito nas vilas.

. PSOl e PSTU, embora não nominados até agora explicitamente, negaram qualquer envolvimento.

CLIQUE a seguir para ouvir e ver o comentário do editor sobre o assunto, sob o título:

Radicais aliciam criminosos para violência e saques em Porto Alegre


TRT julga dissídio e concede reajuste de 7,5% para rodoviários de Porto Alegre

A seção de dissídios coletivos do Tribunal Regional do Trabalho aprovou aumento salarial de 7,5% e a extinção do banco de horas para os rodoviários de Porto Alegre.  A Justiça ainda definiu que os funcionários terão participação R$ 10 no plano de saúde, receberão vale-alimentação no valor de R$ 19 e terão o banco de horas extinto gradualmente até 31 de julho.

. Os juízes mudaram entendimentos que tinham adotado em outros dissídios, quando concederam reajustes pelo INPC. 

. As 65 cláusulas votadas pelos desembargadores foram divididas em blocos temáticos e o julgamento se encerrou pouco antes das 16h. Foram discutidos somente os tópicos que geraram divergência entre os votos da relatora e do revisor.

WORKSHOP
Marketing Político de Oposição
Dias 22 e 23 de março, Plaza, Porto Alegre.
9 especialistas contam tudo sobre montagem de comitês, captação de recursos, prestação de contas, estratégias de marketing, rádio, TV, jornal, internet, pesquisas, legislação
Informações: (051) 3061.0741 ou pelo e-mail polibio.braga@uol.com.br

90% dos leitores acham que lugar de black bloc é na cadeia

Qual a punição mais adequada aos black blocs?

Cadeia por prática de terrorismo. 346 (90%)

Não há razão para punição alguma. 17 (4%)

Outra resposta. 19 (4%)

CLIQUE AQUI para ler "O porrete está no ar", Gaudêncio Torquato, Estadão de ontem.

Economistas de bancos projetam PIB menor e inflação maior para 2014. Economia brasileira está em recessão.

CLIQUE AQUI para ler entrevista com Silvia Mattos, Ibre: 
"Brasil passa por semiestagnação".

Com base nos dados do relatório Focus, divulgado pelo Banco Central, nesta segunda-feira, agentes do mercado financeiro brasileiro indicam aceleração da inflação para este ano. Além disso, eles esperam que o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) tenha uma redução de 1,9% para 1,79%.

. O documento é resultado de pesquisa do BC com mais de cem economistas de bancos que operam no mercado brasileiro. Para a inflação de 2014, a estimativa dos analistas passou de 5,89% para 5,93% na semana passada. Com isso, o mercado voltou a acreditar que a inflação terá aceleração neste ano, frente ao patamar registrado em 2013 (5,91%). Se os dados foram confirmados a inflação desse ano será maior que a de 2013. Já para o próximo ano a expectativa dos analistas ficou estável, em 5,7%.

Oposição critica 'apagão informativo' na Venezuela

O site da BBC Brasil informa hoje que os opositores reclamam de cobertura da mídia tradicional que, segundo eles, está alinhada com o governo . Venezuelanos que se opõem ao governo de Nicolás Maduro afirmam que o país vem sofrendo um 'apagão' informativo. Leia todas as denúncias:

Os opositores criticam a falta de cobertura de notícias que possam prejudicar a imagem do presidente, resultado do que consideram um 'alinhamento' da imprensa com o governo. Notícias relacionadas. Movimento estudantil desafia o chavismo na Venezuela. Oposição venezuelana aprofunda divisões mesmo com conjuntura 'favorável'Por que as multinacionais não deixam a Venezuela? Tópicos relacionados Internacional, América Latina. Além disso, os opositores acusam o governo de estar por trás de uma 'censura' nas redes sociais, meio encontrado por milhares de venezuelanos para reclamar dos meios de comunicação e divulgar o que, segundo eles, não é veiculado por rádios e TVs.

. Recentes problemas técnicos no Twitter acentuaram o volume de críticas. Usuários relataram ter tido dificuldades de subir fotos e vídeos após uma marcha estudantil na capital Caracas que terminou com três mortos, dezenas de feridos e manifestantes presos.

. A empresa americana confirmou que teve problemas na Venezuela e creditou a pane à Compañía Anónima Nacional Teléfonos de Venezuela.

CLIQUE AQUI para ler tudo.

WORKSHOP
Marketing Político de Oposição
Dias 22 e 23 de março, Plaza, Porto Alegre.
9 especialistas contam tudo sobre montagem de comitês, captação de recursos, prestação de contas, estratégias de marketing, rádio, TV, jornal, internet, pesquisas, legislação
Informações: (051) 3061.0741 ou pelo e-mail polibio.braga@uol.com.br

Artigo, Fernando Schuller, revista Época - Nossa tolerância e a morte de Santiago Andrade

“Talvez, se fosse só contra os bancos...”, declarou o cantor Ney Matogrosso, semanas atrás em uma entrevista. E completou: “mas a gente viu que não é”. Ney critica as depredações em geral, quem sabe das lojas, dos monumentos, mas parece admitir quebrar algumas agências bancárias. Na Cinelândia, ao lado do meu trabalho, umas quantas foram quebradas. Agora eu ando meio perdido, pelo centro do Rio, em geral à noite, quando largo do trabalho, atrás de um caixa eletrônico pra sacar algum dinheiro. Sempre que isso acontece, lembro do Ney.

A violência correu solta junto às passeatas, Brasil afora, desde as jornadas de junho do ano passado. Finalmente, nesta semana, assistimos à morte de um homem. Santiago Andrade, cinegrafista, tipo silencioso, por definição. Alguém que estava ali fazendo seu trabalho. Que não tinha “nada a ver com aquilo”, como escutei alguém dizer. No dia seguinte à morte de Santiago, o País parece ter acordado com certa vergonha. Com aquela cara de nevoeiro que as pessoas fazem quando finalmente se queimam feio, depois de um bom tempo brincando com fogo e dando gargalhadas.

Dia desses li artigo de um juiz de direito, da “associação juízes para a democracia”, que justificava a violência das ruas lembrando os Sans-culottes, na Revolução Francesa. Robespierre não foi, também, chamado de vândalo, acusado de violento?

CLIQUE AQUI para ler tudo. 

Nova pesquisa sobre popularidade de Dilma sairá amanhã

Sai amanhã a nova pesquisa CNT/MDA sobre a popularidade do governo e a popularidade pessoal da presidente Dilma Roussef. 

WORKSHOP
Marketing Político de Oposição
Dias 22 e 23 de março, Plaza, Porto Alegre.
9 especialistas contam tudo sobre montagem de comitês, captação de recursos, prestação de contas, estratégias de marketing, rádio, TV, jornal, internet, pesquisas, legislação
Informações: (051) 3061.0741 ou pelo e-mail polibio.braga@uol.com.br

Cantina Famiglia Facin, hoje a noite no túnel da antiga Brahma, Porto Alegre

Será hoje, 18h30min, a inauguração da mais nova operação de restaurante do shopping TOTAL, Porto Alegre. Desta vez, o empreendimento ocupará um dos túneis que foram usados antigamente pelas antigas cervejarias Continental e Brahma.

. Trata-se da Cantina Famiglia Facin.

. O editor visitou as obras e pode atestar que não existe nada igual no RS. 

PSB não discutirá aliança com PP do RS no dia 22

O PSB informou hoje que na visita que o governador Eduardo Campos fará ao RS no dia 22 de março, não será discutida qualquer tipo de aliança com o PP no RS.

. Embora o PP e a senadora Ana Amélia tenham se desvinculado das denúncias do deputado Luiz Carlos Heinze contra a Funai, o PSB achou melhor deixar pra mais tarde qualquer nova reunião com o Partido.

. No dia 22, só o PPS conversará com o PSB no RS, já que nacionalmente Roberto Freire abriu formalmente as discussões sobre coligação. 

PMDB convocará pré-convenção para 15 de março

Será no final da tarde a reunião da Executiva do PMDB que convocará para 15 de março a pré-convenção para a escolha do candidato do Partido ao Piratini. 

WORKSHOP
Marketing Político de Oposição
Dias 22 e 23 de março, Plaza, Porto Alegre.
9 especialistas contam tudo sobre montagem de comitês, captação de recursos, prestação de contas, estratégias de marketing, rádio, TV, jornal, internet, pesquisas, legislação

Informações: (051) 3061.0741 ou pelo e-mail polibio.braga@uol.com.br

Livro é tentativa de justificar crimes cometidos contra Daniel Dantas pela Satiagraha

O artigo a seguir é de Márcio Chaer, do Conjur. Ele desconstrói o livro "Operação Banqueiro". Ao contrário do livro, Chaer desconstrói as falsidades do delegado Protógenes Queiroz e suas investigações safadas contra o banqueiro Daniel Dantas. Leia:

No dia 1º de setembro de 2008, o outrora famoso procurador da República Luiz Francisco de Souza ajuizou uma ação de improbidade devastadora contra ele próprio. O procurador tentou fritar o financista Daniel Dantas e o grupo Opportunity com uma petição escrita pelo empresário Luís Roberto Demarco, pessoa interessada na fritura. Demarco emprestou o texto, Luiz Francisco emprestou a assinatura.

O problema da autoria não foi o único — até porque, enquadrar alguém com a fama de Dantas parecia ser, à época, um dever cívico de todos os brasileiros. O grave é que a ação se baseava em fundamentos falsos, como uma reportagem atribuída à Folha de S.Paulo, mas que o jornal nunca publicou. O texto da vida real, diferentemente do usado na petição, falava de doleiros, não do Opportunity. Interpelado sobre a falsificação, Rubens Valente, um dos autores do texto da Folha deu uma resposta aparentemente enigmática. “Não saiu [o texto citado na ação], mas é aquilo lá mesmo”.

O pano de fundo do episódio era a disputa para ver quem ficaria com um poderoso naco do bilionário mercado da telefonia, o da Brasil Telecom. O ganhador somaria um faturamento de 30 bilhões de dólares anuais com a operadora anexada.

Nessa disputa, o talentoso Luís Roberto Demarco, roteirista de boa parte dessa batalha, dublou deputados, policiais federais, procuradores e procuradoras da República e muitos jornalistas. Há pelo menos mais um caso de texto de Demarco na Folha publicado com nome de outra pessoa.

A Folha é um jornal rigoroso no controle de qualidade. Mas quase nenhum meio de comunicação ficou imune ao nível de articulação que envolveu essa guerra comercial.

O mal em nome do bem
As obras completas de Demarco foram condensadas em um livro lançado na primeira semana deste ano: “Operação Banqueiro”. O jornalista Rubens Valente — que aparece como autor da reportagem que não foi publicada, na ação que não foi escrita pelo procurador Luiz Francisco — assina a obra, que passa a integrar a coleção de livros sobre o fenômeno.

O livro foi oferecido antes à Editora Três Estrelas e à Publifolha, ambas da Folha de S.Paulo, mas foi rejeitado por defeitos incorrigíveis. A empreitada de bancar a ficção ficou a cargo da Geração Editorial, que pertence a Luís Fernando Emediato, ex-presidente do Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador.

O enredo dessa “Operação” é um conto de fadas contemporâneo.

CLIQUE AQUI para ler tudo.

Entrevista, Lucas Redecker - Não vamos politizar as discussões na CPI da CEEE

Lucas Redecker, deputado estadual PSDB doRS

Quando é que o senhor protocolará o pedido de CPI da CEEE?
Na terça-feira. Hoje ainda quero recolher mais algumas assinaturas.

O governador Tarso Genro diz que quer que a CPI investigue tudo a partir da privatização de parte da CEEE, no caso desde o governo Britto.
Não vamos politizar o debate, mas buscar soluções para os problemas que encontramos na área de energia elétrica, sujeita a sucessivos apagões.

Neste caso, a CPI não será apenas sobre a CEEE?
Não, claro que não. 

WORKSHOP
Marketing Político de Oposição
Dias 22 e 23 de março, Plaza, Porto Alegre.
9 especialistas contam tudo sobre montagem de comitês, captação de recursos, prestação de contas, estratégias de marketing, rádio, TV, jornal, internet, pesquisas, legislação

Informações: (051) 3061.0741 ou pelo e-mail polibio.braga@uol.com.br

Entrevista, Gerson Carrion - Presidente da CEEE é escalado para criticar a CPI da CEEE

Nesta entrevista ao repórter Jefferson Klein, Jornal do Comércio de Hoje, o presidente da CEEE, Gerson Carrion, PDT, diz que a CPI da CEEE é política, portanto visa abalar o governo Tarso Genro, PT. Nada que o PT já não tenha feito antes. Gerson Carrion foi muito evasivo nas respostas e em algumas delas arredondou explicações e tergiversou. A CPI da CEEE poderá mostrar que a estatal foi esgualepada em R$ 1,3 bilhão pelo governo estadual, sem a menor necessidade, o que retirou milhões de reais dos seus cofres, dinheiro que estava reservado para investimentos. O que se espera é que a CPI consiga movimentar técnicos renomados para comprovar o sucateamento de transformadores, subestações e linhas de distribuição, que são desligados, sim, em rodízio, para que não estourem, porque energia existe, sim, mas o que não existe é confiabilidade no sistema, tudo por falta de investimentos. O presidente não fala sobre a tunga feita pelo governo e nem sobre o sucateamento do sistema de distribuição. Abnegação é uma boa qualidade para alcançar a santidade, mas não resolve problemas como os da CEEE, que é de gestão e dinheiro em caixa.  Leia tudo:

Jornal do Comércio (JC) – Qual a sua avaliação sobre a CPI que abordará o setor elétrico gaúcho?
 Gerson Carrion – O que posso dizer, na minha condição de presidente da CEEE e de técnico do setor elétrico, é que o conteúdo é extremamente político. Eu vejo essa proposta como sem fundamento, do ponto de vista de uma CPI, que requer investigações. Não vejo no objeto do regimento da Casa (Assembleia Legislativa) as razões, a não ser uma razão política dessa comissão. Acho que há outras coisas no Estado a serem investigadas. Gostaria que tivesse sido assinado o pedido de uma CPI sobre a privatização e dilapidação de um dos maiores patrimônios públicos do Estado, que foi a CEEE. Espero que a CPI tenha isonomia de tratamento, ouvindo todas as concessionárias.
(...)
JC – Há indagações se o Grupo CEEE estaria reduzindo a carga em determinadas regiões de Porto Alegre para poupar os equipamentos e energia. Isso procede?
 Carrion – Não existe. De forma alguma, por parte da companhia, adotamos essa manobra. Nós temos o compromisso de honrar o contrato de concessão e é inadmissível uma empresa pública, como a CEEE, usar esse tipo de subterfúgio.
(...) 
Carrion – O que eu posso dizer é que estamos trabalhando de forma abnegada, com compromisso, qualidade do serviço e melhoria contínua, para mitigar os problemas, mesmo com temperaturas tão elevadas como essas. Mas, por mais que se tenha 100% de investimento, o setor elétrico sempre terá suas ocorrências, isso é da natureza da prestação do serviço de energia elétrica. Contudo, o próximo verão, com certeza, será em melhores condições que esse, mesmo que as temperaturas sejam elevadas.

CLIQUE AQUI para ler tudo.

WORKSHOP
Marketing Político de Oposição
Dias 22 e 23 de março, Plaza, Porto Alegre.
9 especialistas contam tudo sobre montagem de comitês, captação de recursos, prestação de contas, estratégias de marketing, rádio, TV, jornal, internet, pesquisas, legislação

Informações: (051) 3061.0741 ou pelo e-mail polibio.braga@uol.com.br

Saiba por que Tarso Genro não quer receber e nem jantar com Jèrôme Valcke

O governo gaúcho nãotem qualquer explicação para passar sobre o completo mutismo e total ausência do governador Tarso Genro nos atos relacionados com a Copa 2014.

. Mesmo estando em Porto Alegre, hoje, por exemplo, Tarso preferiu encarregar seu vice, Beto Grill, para representar o governo na recepção a Jèrôme Valcke, secretário da Fifa.

. Aliás, nem mesmo ao Galpão Crioulo o governador comparecerá, já que destacou também Beto Grill para fazer as honras da casa.

. Tarso Genro parece não querer se contaminar, preservando-se dos protestos anunciados para junho. 

Será dias 22 e 23 de março o workshop sobre Marketing Político de Oposição no RS

O site www.polibiobraga.com.br realizará nos dias 22 e 23 de março o workshop “Marketing Político de Oposição”. Será nos salão Paineiras do Plaza São Rafael. As inscrições já estão abertas. O workshop é dirigido a candidatos, dirigentes partidários, deputados, vereadores, prefeitos, vice-prefeitos, professores e estudantes da área, assessorias parlamentares, publicitários, jornalistas, relações públicas, promotores de eventos, advogados, produtores gráficos, gestores de Web, cientistas políticos e sociólogos. 

. O próprio editor fará a exposição de abertura, falando sobre os cenários econômico e político.

. Outras oito palestras estão programadas, cobrindo todas as áreas da campanha eleitoral, inclusive a que se relaciona com a organização e administração do comitê de campanha. Profissionais da área ensinarão como usar ferramentas de internet, mídia impressa, propaganda, áudio (rádio) e vídeo (TV). Sobre o temário, falarão Tânia Mohr, Anilson Costa, Isara Marques e Fernando Ferreira. O doublê de jornalista e publicitário José Fuscaldo desenhará conceitos e experiências na montagem das estratégias de marketing. A questão da legislação eleitoral ficará a cargo do advogado Décio Itiberê, enquanto que as discussões sobre pesquisas eleitorais, inclusive enquetes e trackings, ficará a cargo de Diomício Torres, ex-Ibope.

. Mais informações sobre eventos podem ser obtidas pelo fone 3061.0741 ou pelo e-mail polibio.braga@uol.com.br

TRT julga esta tarde o dissídio dos rodoviários de Porto Alegre

Será esta tarde a sessão do Tribunal Regional do Trabalho que decidirá sobre o dissídio coletivo para os rodoviários de Porto Alegre. Os trabalhadores ameaçam com nova greve, caso o resultado não seja o que eles defendem. 

Aulas da rede privada recomeçaram hoje em Porto Alegre

As escolas particulares gaúchas retomaram hoje as aulas. No dia 24 será a vez da rede pública e no dia 26 as aulas recomeçarão na rede municipal de Porto Alegre.

Quem o governo e a RBS protegem no caso dos mandantes que contratam bandidos para os blocos de luta de Porto Alegre ?

O PSOL, Partido pelo qual Luciana Genro disputará a vice da República, abriga órgãos de ponta que engrossam o vandalismo em Porto Alegre. Seus vereadores apóiam claramente cercos e invasões, como a da Câmara, oferecendo recursos materiais e apoio logístico e político. 


O jornal Zero Hora deste domingo, publica extensa reportagem de duas páginas para revelar informações estarrecedoras levantadas pelos delegados que investigam os atos de violência praticados a partir das manifestações de junho do ano passado em Porto Alegre, com ênfase para a verificação feita pela polícia, segundo a qual os organizadores dos quebra-quebras recrutaram bandidos nas vilas populares para quebrar, meter fogo, depredar, pichar, vandalizar e saquear tudo que encontrasse pela frente.

. Os mandantes do crime que se aboletarasm nos blocos de luta em Porto Alegre, não pagaram em dinheiro os bandidos, porque fizeram ainda pior:
- Eles procuraram os chefões do tráfico e das quadrilhas para propor o seguinte: 1) Vocês mandam os bandidos depredar tudo e saquear, ficando com o botim. 2) Depois de intimidada a população e a polícia, todos os bandidos podem ir embora e fica o restante da ação conosco.

. O mais notável na reportagem de Zero Hora foi esta cândida declaração dos delegados, que revela prevaricação e crime de responsabilidade por parte do governador Tarso Genro e das autoridades que repassaram seu recado aos delegados:
- Nada de citar os nomes de Partidos, líderes políticos e organizações.

. É o mesmo que investigar o crime, indiciar o criminoso ignorar o mandante.

. O que teme o governo Tarso?

. No Rio, sabe-se claramente que o PSOL e o PSTU, Partido e dirigentes, inclusive deputados e vereadores, municiam as mãos dos assassinos e vândalos. Eles são identificados.

. O que teme o governador Tarso Genro?

. No RS não é diferente. Partidos como PSOL e PSTU assumiram  claramente a direção compartilhada dos atos de violência, inclusive de ocupação da Câmara de Vereadores.

. Não há por que temer que em Porto Alegre ocorram cenas de gente do PSOL e do PSTU sendo algemada para prestar depoimento na Polícia. Isto não ameaça nem mesmo Luciana Genro, candidata a vice pelo PSOL, e filha do governador do Estado.

. A Polícia submet-se às ordens ilegais do governo, mas Zero Hora não precisa fazer isto. No entanto, seus repórteres não revelaram os nomes dos Partidos e dos políticos que são a longa mão dos bandidos dos blocos de luta que intimidam Porto Alegre pela violência.

. Sobre o que não faz Zero Hora, vale este editorial de hoje do jornal O Globo:
O jornal de João Roberto Marinho rebate críticas de Caetano Veloso, que, neste fim de semana, disse ter estranhado a conduta da publicação em relação ao deputado Marcelo Freixo, do PSOL, que foi associado aos black blocks; "O que faz um jornal diante disso? Omite os fatos na presunção de que Marcelo Freixo é um homem acima do bem e do mal? Mas esses homens, infelizmente, não existem"; texto afirma que o dever do jornal é jogar ainda mais luz sobre os acontecimentos que resultaram na morte de Santiago Andrade.

Propinas milionárias envolvem a holandesa SBM e a Petrobrás

Em 10 de abril de 2012, a empresa holandesa SBM Offshore, a maior fabricante de plataformas marítimas de exploração de petróleo do mundo, iniciou uma investigação interna para apurar denúncias de que funcionários de suas subsidiárias pelo mundo corrompiam autoridades para conseguir contratos com governos e empresas privadas, entre 2007 e 2011. Há duas semanas, as conclusões da investigação foram publicadas na Wikipedia. O s documentos mostram que houve pagamentos de propina em Guiné Equatorial, Angola, Malásia, Itália,Cazaquistão, Iraque e no Brasil.

. No Brasil, funcionários da Petrobrás teriam recebido US$ 30 milhões de propinas para favorecer contratos com a companhia holandesa. Os documentos foram divulgados por Jonathan Taylor, ex-funcionário do escritório da SBM em Mônaco. Ele tentou chantagear os holandeses e foi repelido, mas a SBM confirma a autenticidade dos documentos.

. Cópias das provas das propinas foram enviadas ao Departamento de Justiça dos Estados Unidos e para o Ministério Público da Holanda.

. No Brasil, a roubalheira foi comandada por Júlio Faerman, lobista do setor e dono da Faercom e Oildrive. Ele assinava contratos de consultoria com a SBM. No que conseguia com a Petrobrás, recebia 1% e pagava 2% de propina. Minutas confidenciais da Petrobrás e e-mails com o engenheiro chefe da estatal, José Figueiredo, homem do ex-presidente José Gabrilli, foram divulgados. Em maio ele foi promovido a diretor de Engenharia, Tecnologia e Materiais, além de membro do Conselho de Administração.

. A Petrobrás tem 20 contratos com a SBM, no valor total de R$ 9 bilhões.

CLIQUE AQUI para examinar o fac símile de reportagem da revista Veja sobre o caso. O material é completo. Os jornais de hoje, como Valor, também repercutem as denúncias. Elas abalam a Petrobrás e o governo Dilma. José Gabrilli, que hoje é secretário estadual na Bahia, há muito tempo vem sendo acusado por incidentes na Petrobrás.

CLIQUE AQUI para ler,também, Pltaformas Inacabadas, editorial do Estadão de domingo.

Esta capataz dos médicos cubanos dá expediente na secretaria da Saúde do governo Tarso Genro

Esta capataz cubana aí ao lado, Vivain Chávez Pérez, bate ponto no governo Tarso Genro, Porto Alegre, de onde vigia e administra os trabalhadores-escravos do "Mais Médicos". Nos atos do Palácio, está sempre sentada ao lado do governador do PT



A mídia tradicional gaúcha não abriu uma só linha para apresentar a capataz cubana do "Mais Médicos" que vive e bate ponto na secretaria estadual da Saúde, Porto Alegre,  Vivian Isabel Chávez Pérez, que no dia no dia lº de novembro, surgiu em um café da manhã de boas-vindas a 100 cubanos no Galpão Crioulo do Palácio Piratini, no Rio Grande do Sul, sentada à mesa das autoridades, ao lado do governador Tarso Genro e da ministra de Relações Institucionais, Ideli Salvatti. Os repórters de Veja, Leonardo Coutinho, Duda Teixeira e Isabel Marchezan, informam na edição desta semana que no Piratini ela foi apresentada como coordenadora da Organização Panamericana de Saúde (Opas), entidade da ONU que intermediou a importação de médicos de Cuba pelo Brasil. Nessa função, Vivian vigia os compatriotas e exerce sobre eles um extraordinário poder de convencimento.

. O médico cubano que foi mandado embora de Bento por não aprender português (leia nota a seguir) é trabalhador-escravo da capataz.

. Leia tudo:

Entre os cubanos tutelados por Vivian estão as médicas Yamila Valdes Gonzales e Yamile Mari Nin, que trabalham em postos de saúde da zona rural de Jaraguá do Sul, em Santa Catarina. Em dezembro, o Ministério da Saúde foi avisado pela prefeitura de que Yamila e Yamile queriam desistir do programa e voltar para Cuba. Elas não se conformavam em receber menos de 1000 reais de salário, enquanto os outros dois profissionais do Mais Médicos na cidade, uma cazaque e um mexicano, ganham 10000 reais. Sem dinheiro para cobrir as despesas básicas em uma das cidades com maior custo de vida do estado, elas foram acolhidas por funcionários da prefeitura, que se revezavam para convidá-las para comer em suas casas e recebiam donativos para que pudessem mobiliar e equipar o seu apartamento, cujo aluguel é pago pelo município. Ao contrário dos médicos de outras nacionalidades, as cubanas não receberam o auxílio para as despesas de instalação previsto no programa, que varia de 10000 a 30000 reais. "Elas sofreram um impacto psicológico muito grande por causa dessa diferença de tratamento. Não havia uma semana que não reclamassem das dificuldades de viver aqui", diz Nádia Silva, coordenadora dos serviços de atenção básica da Secretaria de Saúde do município, onde um auxiliar de enfermagem recebe salário inicial de 1800 reais.

Compreendendo o estado de penúria em que Yamila e Yamile se encontravam, o secretário de Saúde, Ademar Possamai, imaginava que o pedido de demissão seria aceito. Em vez disso, a prefeitura recebeu uma ligação de Vivian, que pediu para falar com as médicas por telefone. A conversa foi privada e as duas cubanas jamais revelaram aos seus amigos na cidade o que lhes foi dito. O fato é que elas mudaram radicalmente de postura, voltaram ao trabalho no dia seguinte e nunca mais reclamaram. Vivian agora se comunica com elas todos os dias, por telefone ou por e-mail. Yamila e Yamile, que não quiseram ser entrevistadas, continuam enfrentando os mesmos problemas financeiros de antes. "Elas estavam determinadas a voltar para Cuba, e agora parecem apavoradas. Não consigo imaginar o que essa mulher disse a elas", diz Possamai. O cubano Júlio Alfonso consegue. Ele é diretor de uma ONG com sede em Miami, nos Estados Unidos, que dá assistência a mais de 4000 médicos que fugiram da ditadura dos irmãos Castro. "Tal como capatazes, os chefes das missões cubanas contam com uma rede de informantes e com o poder de sugerir punições aos médicos quando eles voltarem ao seu país", diz Alfonso. É assim na Venezuela, de onde só em 2013 fugiram 3000 médicos cubanos, e, como está cada vez mais claro, também no Brasil. Vivian tem a experiência e a influência necessária para controlar colegas como representante da Opas para o Rio Grande do Sul e Santa Catarina

Dos 6600 profissionais que participam do Mais Médicos, atualmente 5400 são cubanos. 

CLIQUE AQUI para ler a íntegra da reportagem.
CLIQUE AQUI, também, para examinar artigo de Yves Gandra Martins. O jurista diz que os cubanos prestam trabalho-escravo no Brasil. 

Médico cubano não consegue entender português e é mandado embora de Bento Gonçalves

O médico cubano Luis Enrique Rodriguez Rodriguez (foto ao lado), integrante do Programa Mais Médicos, do governo federal, que atuava no município desde novembro de 2013, deixou Bento Gonçalves por não entender português. A coordenação regional do programa federal aceitou o pedido de substituição encaminhado recentemente pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS). Ele atuava naUnidade Básica de Saúde do Bairro Vila Nova . William Faustino da Cruz, supervisor do Programa Mais Médicos vinculado à Secretaria Estadual da Saúde, disse que um novo profissional será designado ao município em no máximo 30 dias.

. Além da substituição do médico cubano, Bento Gonçalves receberá mais quatro médicos do programa federal. Com a saída de Rodriguez, apenas a médica brasileira Caroline Bozzetto atende hoje no município através do Programa Mais Médicos.