Advogado de petista que ameaçou de morte Joaquim Barbosa estava bêbado quando falou no STF

O episódio protagonizado por Joaquim Barbosa no STF lembra os açoites de Jesus Cristo nos vendilhões do templo. Tal como os vendilhões do templo, rábulas inescrupulosos e atrevidos, bêbados, consideram que seus patronos do PT podem fazer o que bem entendem na República, mesmo depois de investigados, julgados, condenados e presos como ladrões vulgares do dinheiro público. Essa gente perdeu completamente o pudor, a modéstia e a vergonha na cara. 

Falando ainda há pouco para o Jornal Nacional, o ministro Joaquim Barbosa foi direto ao ponto, ao se referir ao modo intempestivo com que foi confrontado no plenário do STF pelo advogado do mensaleiro petista José Genoíno:

- Ele ameaçou o presidente da Corte Suprema, portanto ameaçou o próprio Poder Judiciário. Isto é inadmissível e inaceitável.

. O advogado disse aos seguranças, conforme depoimento deles, sob juramento:

- Se tivesse uma arma, daria um tiro na cara do presidente. 

. Os seguranças que retiraram o advogado à força da tribuna, prestaram depoimento sob juramento, informando que José Pacheco, o advogado, estava bêbado.

. A OAB tirou nota corporativista desagravando o advogado, atacando o presidente do STF, exigindo reparação, mas não disse se investigará a denúncia de que ele subiu bêbado à tribuna do STF, desrespeitando e ameaçando de morte os juízes da Corte Suprema. 

Artigo, Luiz Francisco Corrêa Barbosa - Ovelha não é pra mato

Pela TV Justiça, hoje (11), presenciou-se episódio raro, senão inédito, em plena sessão do Supremo Tribunal Federal. No uso de prerrogativa advocatícia, o Dr. Luiz Fernando Pacheco, patrono de José Genoíno Neto, foi à tribuna, baseado na prioridade legal de casos de réu preso e em execução penal, ao verificar que não fora incluído na pauta urgente pedido seu em agravo regimental contra ato do Relator da AP 470, já com parecer favorável do Procurador-Geral da República, para que o fosse. Interrompido pelo Presidente e Relator, ministro Joaquim Barbosa, insistiu na exposição de seu pleito. Ao revés de cassar-lhe a palavra e, na renitência, dar-lhe voz de prisão em flagrante por delito de desobediência, o Presidente acabou por praticar o crime, também de ação penal pública incondicionada, de abuso de autoridade (Lei nº 4898/65, art. 3º, j1), determinando à segurança do Tribunal que retirasse o Advogado da Corte. Ninguém, malgrado presentes à sessão plenária, além de seus ilustres Juízes, o Procurador-Geral e vários outros Advogados fez o que a lei faculta a qualquer do povo e impõe às autoridades e seus agentes: dar voz de prisão ao ministro Joaquim Barbosa. A inexperiência judicante do Ministro e sua reconhecida prepotência, no ocaso de seu exercício, revelou no caso seu caráter também criminoso. E sem as providências de lei, na Casa da Guarda da Constituição.

Lamentável!

Sequer os Advogados presentes se retiraram da Corte, como parecia impositivo, até que ali se restabelecesse a ordem.

Sem dúvida, o quadro colore o fechamento de uma era, igualmente inédita na Corte mais que centenária.

Não é inédito o fato do aludido Ministro deixar de levar ao Plenário recursos de réus presos, em execução penal, quando bem lhe aprouver, em total violação à ordem legal.

Ao que parece, nenhuma outra medida restava à Defesa daquele réu.

Agora, virá o “leite derramado”, com agravos e desagravos, comentários e “panos quentes”.

Este é o meu.

De tudo, como diz o gaúcho da campanha, fica a velha lição de que “ovelha não é prá mato”.

Sapucaia do Sul (RS), 11 Jun 2014-4ªf.

Luiz Francisco Corrêa Barbosa, Advogado.
OAB/RS nº 31.349.

Não adiantou Teori libertar, porque homem-bomba da Petrobrás é preso de novo pela Justiça Federal

O ex-diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa, homem que Lula trata amistosamente como Paulinho, apontado como um dos pivôs do esquema de lavagem de 10 bilhões de reais descoberto pela operação Lava-Jato, foi preso por volta das 16h desta quarta-feira, no Rio de Janeiro. A informação foi confirmada pelo procurador Carlos Fernando Santos Lima.

. Paulo Roberto Costa foi libertado sem explicações pelo ministro Teori Zavascki, do STF. Ele é acusado de operações criminosas de todo gênero com líderes do PT e Partidos aliados, mais empreteiros.

. Um dos parlamentares mais envolvidos com o esquema do Lava-Jato é o doleiro Alberto Youssef, sócio oculto do deputado André Vargas, PT, que responde processo de cassação na Câmara. 

. O mandado de prisão contra Costa foi expedido pela Justiça a partir da descoberta de 23 milhões de dólares – ou cerca de 51 milhões de reais – em bancos suíços, em conta atribuídas ao ex-diretor pelo Ministério Público Federal. Autoridades brasileiras receberam, do Ministério Público da Suíça, a informação de que houve bloqueio das contas, determinado administrativamente. Autoridades suíças também descobriram no país cerca de 5 milhões de dólares depositados em contas atribuídas a parentes do ex-diretor.


. A partir de agora, o Ministério Público Federal pretende pedir à Justiça Federal o bloqueio judicial dos valores encontrados no exterior. Os valores depositados no exterior foram descobertos a partir do programa de cooperação internacional mantido pelo Ministério Público Federal com outros países.

Vá esta noite com seus amigos e 
conhecidos. Os melhores
segundo Veja.
www.biermarkt.com.br

Advogado de Zé Genoíno, PT, desrespeita STF e é expulso a ponta-pés por ordem de Joaquim Barbosa



Referindo-se ao PT, que se julga dono da República, disse Joaquim Barbosa ao advogado indisciplinado:

-Quem está abusando de autoridade é Vossa Excelência. A República não pertence a Vossa Excelência, nem à sua grei (grupo). Saiba disso.

A agência Brasil informou esta tarde que o presidente do STF, Joaquim Barbosa deu a ordem de expulsão sob guarda, depois que o advogado Luiz Fernando Pacheco subiu à tribuna para pedir que o presidente libere para julgamento o recurso no qual o condenado petista José Genoino diz que tem complicações de saúde e precisa voltar a cumprir prisão domiciliar. 

. Zé Genoíno já fez cena três vezes e nas três vezes os médicos da Corte examinaram o réu e constataram que era tudo fita dele. 

. No momento, os ministros estavam julgando a mudança no tamanho das bancadas na Câmara dos Deputados.

. Ao subir à tribuna e interromper o julgamento para cobrar de Barbosa a liberação do recurso, Pacheco foi questionado pelo presidente: "Vossa Excelência vai pautar? [a Corte]". O advogado respondeu: "Eu não venho pautar. Venho rogar a Vossa Excelência que coloque em pauta, porque há parecer do procurador-geral da República favorável à prisão domiciliar deste réu, deste sentenciado. Vossa Excelência, ministro Joaquim Barbosa, deve honrar esta casa e trazer aos seus pares o exame da matéria", respondeu Pacheco.

. Após dizer duas vezes: "eu agradeço a Vossa Excelência", na tentativa de cortar a palavra de Pacheco, Barbosa determinou a retirada do advogado do plenário. "Eu vou pedir à segurança para tirar este homem", disse Barbosa.

. Ao ser abordado pelos seguranças, o advogado protestou: 

- Isso é abuso de autoridade! Isso é abuso de autoridade", gritou. Joaquim Barbosa ainda retrucou: "Quem está abusando de autoridade é Vossa Excelência. A República não pertence a Vossa Excelência, nem à sua grei (grupo). Saiba disso."

. O advogado Luiz Fernando Pacheco defende que Genoino cumpra prisão domiciliar definitiva. De acordo com Pacheco, Genoino alega sofrer de cardiopatia grave, mas tres juntas médicas disseram que isto é fita dele. 

Amil e BTG querem comprar a Golden Cross

Amil e BTG são candidatos à compra da Golden Cross.

Os governos do PT e o PT mandaram e as forças da desordem desobstruíram as ruas em todo o País.

O sumiço dos black blocs, sindicalistas e comunistas das ruas brasileiras, apenas revela que por trás deles sempre estiveram as consignas ideológicas e o farto dinheiro dos governos do PT, o próprio PT e suas forças auxiliares nas ONGs, sindicatos, sem-terra, sem teto, entidades estudantis, judiciário, ministério público, defensorias públicas, mídia e forças policiais.

. Quando essas tropas de assalto de camisas negras voltarem para intimidar as multidões que protestarem contra Dilma e o PT, o povo saberá quem são, a quem servem e como devem ser enfrentados.

. É a Pax Dilmista a que se referiu a presidente, ontem, no fechamento do seu discurso eleitoral na TV.

. A Pax Dilmista desta véspera da Copa demonstra que eram os governos do PT as verdadeiras correias de transmissão dos delinquentes políticos que intimidaram as massas que foram para as ruas protestar.

. É este o comentário do editor, que tem por título A Pax Dilmista desmascara o arreglo entre os black blocs e os governos do PT.

Sininho e seus comparsas black blocs começam a pagar por seus crimes no Rio

Na cidade do Rio de Janeiro, que receberá sete jogos durante a Copa do Mundo, polícia cumpre 17 mandados de busca e apreensão; ativista black bloc Sininho e mais dez pessoas são levadas à delegacia de Repressão à Crimes de Informática para prestar esclarecimentos em processo que corre em segredo de Justiça.

. O esquema de segurança pesado, sem greves e contida a ação de vândalos, que não mostraram a cara em atos violentos, a repressão aos black blocs é preventiva, segundo admite a polícia do Rio.

. Vai tudo por conta da Pax Dilmista.

Vá esta noite com seus amigos e 
conhecidos. Os melhores
segundo Veja.
www.biermarkt.com.br

ARP reelegerá Bernardi no dia 26

Será dia 26 a eleição do novo presidente da ARP, Associação Riograndense de Propaganda. Fábio Bernardes irá à reeleição.

TCU abre lista com 200 nomes de fichas-sujas do RS

200 políticos gaúchos entraram na lista de fichas-sujas do TCU e não poderão disputar eleições este ano. O TCU vai revelar os nomes no dia 24. No Brasil, são 6,8 mil fichas-sujas. 

Vá esta noite com seus amigos e 
conhecidos. Os melhores
segundo Veja.
www.biermarkt.com.br

Mandado do prefeito de São Jerônimo será decidido esta noite pelo TSE

Ex-advogada do PT, a ministra deu um canetaço nos casos de São Jerônimo e Erexim, beneficiando o PT em decisão monocrática e liminar, só agora sujeita a exame de mérito por parte do colegiado do TSE. 



O Tribunal Superior Eleitoral decidirá esta noite se vale ou não a cassação dos mandatos do prefeito de de São Jerônimo, Marcelo Luiz Schreinert (PP), e do vice-prefeito, Fabiano Rolim (PT). 

. Ambos foram cassados por decisões do juiz eleitoral local e do TRE, mas liminar concedida no âmbito do TSE anulou tudo. Hoje será a decisão de mérito e não mais uma resolução monocrática. 

. A ministra Luciana Lóssio, que até ser nomeada para o TSE foi advogada do PT, beneficiou o prefeito e seu vice. Da mesma forma ela agiu em benefício do prefeito do PT de Erechim.

. A liminar de Lossio valeu até agora, quase dois anos depois. 

. O caso de Erechim poderá ir a julgamento de mérito em seguida. 

. O prefeito Marcelo Schreinert e o vice Fabiano Rolim, foram condenados por arrecadação e gastos ilícitos de recursos para a campanha eleitoral. De acordo com o TRE, eles teriam despesas excessivas com recursos não identificados nem contabilizados, referentes ao financiamento da campanha, além de despesas com locação de veículos, combustível e refeições, omitidas na prestação de contas, entre outras irregularidades.

. O advogado Décio Itiberê, que trabalha para os candidatos derrotados, disse ao editor que dificilmente não serão agendadas novas eleições. 

Presidente da Assembléia do RS denuncia acertos abusivos no pedágio federal da Ecosul em Pelotas

Notabilizado pela feroz campanha que moveu contra os pedágios no governo Yeda Crusius, o deputado Gilmar Sossela, atual presidente da Assembléia do RS, passou a enfrentar a oposição e as retaliações dos governos Tarso Genro e Dilma Roussef porque não se calou diante dos rumos que ambos adotam em relação às rodovias concedidas à iniciativa privada. 

. Eles mudaram de posição e não são mais aliados. 

Governo Tarso – O governo retomou os trechos estaduais sob concessão, devolveu os trechos federais que integravam os polos, criou uma estatal que vampiriza recursos públicos, não suprimiu as tarifas e cortou serviços para manter seu demagógico discurso de preços menores de pedágios. O governo estadual não investe nas rodovias retomadas e não demonstra emoção diante do abandono federal sobre as estradas que devolveu ao Dnit.
Governo Dilma – O governo federal do PT não promoveu novas concessões de estradas no RS por oposição do Piratini, mas manteve tudo o que já existia. O caso mais calamitoso é da rodovia para Pelotas, concedida para a Ecosul.

. O caso da Ecosul é aquele que mais incomoda o deputado Gilmar Sossela, que denuncia todos os dias a existência de um nebuloso termo aditivo, o segundo, no contrato de concessão. O novo acordo permitirá que a Ecosul aumente em 44% o valor do pedágio em 2016.

. A denúncia do presidente da Assembléia é ainda mais grave:

- É a ANTT que assina tudo, sem ter poderes para isto. Ao alterar esta questão, a agência parece ser o legislativo, o judiciário e até o executivo.

. O deputado Gilmar Sossela denunciou, também, que a Ecosul propôs fechar uma praça de pedágio perto de Pelotas, implantando duas outras, perto de Guaíba e Eldorado ou nas proximidades de Tapes.

. Os governos Tarso e Dilma não quiseram responder as denúncias.


. Até as eleições, eles não querem nem falar em problemas do gênero nos pedágios federais do RS. 

Vá esta noite com seus amigos e 
conhecidos. Os melhores
segundo Veja.
www.biermarkt.com.br

Os governos do PT e o PT mandaram e as forças da desordem desobstruíram as ruas em todo o País

O sumiço dos black blocs, sindicalistas e comunistas das ruas brasileiras, apenas revela que por trás deles sempre estiveram as consignas ideológicas e o farto dinheiro dos governos do PT, o próprio PT e suas forças auxiliares nas ONGs, sindicatos, sem-terra, sem teto, entidades estudantis, judiciário, ministério público, defensorias públicas, mídia e forças policiais.

. Quando essas tropas de assalto de camisas negras voltarem para intimidar as multidões que protestarem contra Dilma e o PT, o povo saberá quem são, a quem servem e como devem ser enfrentados.

. É a Pax Dilmista a que se referiu a presidente, ontem, no fechamento do seu discurso eleitoral na TV.

. A Pax Dilmista desta véspera da Copa demonstra que eram os governos do PT as verdadeiras correias de transmissão dos delinquentes políticos que intimidaram as massas que foram para as ruas protestar.

. É este o comentário do editor, que tem por título A Pax Dilmista desmascara o arreglo entre os black blocs e os governos do PT.

Cesar Maia apóia Aécio, mas mantém candidatura no Rio contra aliado do PSDB

O vereador e ex-prefeito Cesar Maia, pré-candidato do DEM ao governo do Rio, afirmou nesta quarta-feira que não atenderá ao pedido do PSDB para que abra mão da candidatura e passe a apoiar a reeleição do governador Luiz Fernando Pezão (PMDB). 

. A desistência de Maia é parte da estratégia do Aezão - movimento de apoio às candidaturas de Aécio e de Pezão.

. O DEM está aliado a Aécio no plano nacional, mas no Rio a aliança não está garantida, já que parte dos tucanos defende o Aezão. "Nós não vamos apoiar o PMDB em hipótese alguma. Como explicar, depois de oito anos fazendo oposição, uma aliança com o PMDB? É uma vergonha completa", afirmou Maia.

. O pré-candidato do DEM disse que não haverá ressentimento caso Aécio opte pela aliança com o Pezão e que o DEM fará campanha para o tucano presidente da mesma forma. Questionado sobre a chapa Aezão, o ex-prefeito disse que ela interessa mais à dissidência do PMDB que rompeu o apoio a Dilma Rousseff para eleger Pezão.

Vá esta noite com seus amigos e 
conhecidos. Os melhores
segundo Veja.
www.biermarkt.com.br

Vieira da Cunha diz que não apóia candidatos do PT porque "se trata de um Partido ligado à corrupção"

O apoio dado pelo PDT à reeleição de Dilma Roussef não se estende automaticamente ao PDT do RS, segundo pensa o candidato Vieira da Cunha, que disputa a vaga de Tarso Genro.

. A delegação gaúcha que viajou a Brasília para o evento deixou tudo para a última hora e chegou atrasada.

. Aos jornalistas que quiseram saber se o candidato ao Piratini obedeceria a ordem de apoiar Dilma e o PT, ele deixou claro em alto e bom som o que pensa do caso:

- Não consigo, nem tenho condições de apoiar o PT, um Partido que está intimamente ligado à corrupção.

. Mais não disse e nem lhe foi perguntado.


Revista Piauí revela os bastidores da campanha eleitoral de Aécio

A foto ao lado é da reportagem da Piauí.



Numa reportagem enorme, de capa, a revista Piauí que já circula em todo o País, revela de que modo sua repórter, Malu Delgado, acompanhou Aécio Neves numa recente gira por vários Estados. A matéria também conta o dia a dia do candidato tucano. A reportagem leva o título "O público e o privado". Vale a pena ler tudo com astenção e passar adiante:

"Vamos fazer um negócio curtinho lá, senão ninguém aguenta. Pá, pum! E aí entra a música.” Aécio Neves da Cunha batia a lateral da mão direita na palma esquerda, ritmadamente. Orientava os discursos que seriam feitos dali a algumas horas no lançamento da pré-candidatura de Pimenta da Veiga ao governo de Minas Gerais. Dentro do jatinho que ia de Brasília a Belo Horizonte naquela manhã de fevereiro, cinco coadjuvantes da festa ouviam o senador com atenção. Além do presidente do PSDB paulista, Duarte Nogueira, e do líder do partido na Câmara, Antonio Imbassahy, estavam no voo os presidentes da seção mineira do PSB, do PDT e do PT do B. A fauna política era uma pequena amostra do modo de operar de Aécio. Se tudo correr conforme o planejado, Pimenta da Veiga terá mais de 20 legendas apoiando sua candidatura.
De janeiro a maio, o senador mineiro fez quarenta viagens de avião custeadas pelo partido – dezesseis delas para São Paulo. As agendas eleitorais disfarçadas de compromissos partidários geralmente se iniciam às quintas-feiras, quando o Congresso se esvazia. Na aritmética dos tucanos, se chegar à frente de Dilma Rousseff no estado de Fernando Henrique Cardoso, Geraldo Alckmin e José Serra, Aécio dificilmente fica fora do segundo turno da eleição presidencial. Ele considera que em Minas, segundo colégio eleitoral do país, deve ter ampla vantagem sobre a petista.
Sentado sempre de frente para a cabine de comando – hábito do qual não abdica –, Aécio fez o sinal da cruz assim que o avião decolou. Perguntei se tinha medo de voar. Deu de ombros e respondeu que certas coisas são inevitáveis, “então melhor nem pensar no assunto”. Minutos depois o senador descrevia, efusivo, a ampla coalizão que montava em seu estado. Brincava ao mesmo tempo com os parlamentares, chamando-os por apelidos ou diminutivos. Fez piadinhas inaudíveis ao pé do ouvido de Júlio Delgado, do PSB. Pegou o tablet de um assessor para acompanhar as últimas notícias e passou os olhos em alguns relatórios. Relaxado, pôs-se a falar do lugar de que mais gosta, a fazenda na cidade de Cláudio, no interior de Minas. “São 50 alqueires e alguns pezinhos de café para não ficar feio e também curar a cachaça”, ele disse. Chamou seu refúgio de “meu Palácio de Versalhes”, numa alusão ao château nos arredores de Paris que funcionou como centro do poder do Antigo Regime francês. “Um dia você vai conhecer o meu palácio”, prometeu. Nos quase quatro meses em que o acompanhei em viagens e eventos, ele evitou abrir as portas de seu castelo, sem nunca ter dito “não” claramente. A fortaleza mineira, na descrição de um amigo da família, é “uma fazenda tipicamente colonial, sem pompa, com uma capelinha na entrada e campinho de futebol”.
Imbassahy interrompeu a conversa para mostrar “um vídeo fantástico” no YouTube. “Já viu?”, perguntou, empurrando o tablet em minha direção. Aécio e as irmãs Andrea e Angela aparecem ao lado de outros parentes numa varanda do château. Participam todos de uma cantoria animada. A música é Tocando em Frente, de Renato Teixeira e Almir Sater, aquela que diz “ando devagar porque já tive pressa”. A gravação foi feita em 2006, mas havia sido postada na rede apenas três dias antes da nossa viagem. “Muito bom, muito bom”, repetia o deputado baiano. “Ele é o campeão número 1 nesta arte, a sacanagem de agradar”, emendou, apontando para Aécio.
Entusiasmado, Imbassahy argumentou que, ao contrário de Serra, que disputou a Presidência em 2002 e 2010, e ao contrário de Alckmin, candidato em 2006, o mineiro agora teve tempo e condições, como presidente do PSDB, para gestar acordos políticos e preparar os terrenos regionais. “Esse camaradinha aí costurou coisas que só vão aparecer lá na frente.” Uma dessas “costuras” apareceu durante o voo. Pouco antes de desembarcar, entre goles de Coca-Cola Zero, Aécio conversou por telefone com o ex-prefeito Gilberto Kassab para agradecer o apoio do PSD a Pimenta da Veiga.
Engomados, com ternos escuros bem cortados, Pimenta da Veiga e Antonio Anastasia, à época ainda governador, esperavam por Aécio no aeroporto da Pampulha.

CLIQUE AQUI para ler tudo. O link é do editor. 

Até índio comunista tenta atrair Lasier para a briga eleitoral

O candidato do PDT ao Senado, jornalista Lasier Martins, está assombrando o PT e seus aliados no RS, forçando-os a desconstruir a imagem do comunicador, sempre ligando-o a situações ridículas.

. O PT e seus aliados não sabem como reagir.

. A mais recente investida dos adversários de Lasier foi a distribuição de trechos descontextualizados, comentados, da entrevista ao programa Conexão RS, da Ulbra TV, inclusive uma crítica esquizofrênica de um líder comunistas que se intitula indio, candidato a deputado pelo PCdoB. Leia um dos textos:

- Sabatinado por jornalistas de diferentes veículos, o comunicador defendeu que o governo federal deve oferecer condições para que os índios não fiquem apenas nas tribos. A afirmação foi criticada por integrantes de movimentos sociais.
Quantos índios no Brasil, e em especial no Rio Grande do Sul, deixaram de ser índios e são hoje profissionais respeitados, qualificados? Tem que combater a miséria em que vivem os índios. Visitei algumas comunidades indígenas, especialmente a comunidade de Charrua. É uma coisa deprimente a condição em que eles vivem. Tem de oferecer moradia para eles e principalmente escola, para que tenham profissão e uma vida digna — afirmou o comunicador.
Pelo Twitter, o presidente da Federação Indígena do RS, Zaqueu Kaingang, pré-candidato a deputado estadual pelo PC do B, rebateu Lasier:
“Registro repúdio a fala do pré-candidato Lasier Martins, que pensa ser possível deixar de ser índio. Respondo que é possível ter mais cultura”, escreveu.
Entrevista completa:

É a segunda polêmica em que Lasier se envolve desde que anunciou a sua intenção de ser candidato ao Senado. Em fevereiro, o comunicador foi criticado pela nomeação da sua namorada no gabinete do presidente da Assembleia, Gilmar Sossella (PDT).

Ao meio dia, almoço expresso a R$ 27,50.
Conheça os túneis repaginados da
antiga Brahma, shopping TOTAL.
www.famigliafacin.com.br

Emprego na indústria caiu 2,2%¨em abril. No RS, queda foi de 4,1%.

Abril sobre março - Menos 0,3%
Abril sobre abril  de 2013 - menos 2,2%
RS - Menos 4,6%


Nos quatro primeiros meses do ano, o indicador também aponta retração. De janeiro a abril deste ano, houve queda de 2% na taxa de trabalhadores na indústria. 

. No acumulado dos últimos 12 meses até abril, o recuo é de 1,5%.

. O principal impacto negativo no índice foi registrado em São Paulo, onde houve queda de 3,3% no número de trabalhadores na indústria. Segundo o IBGE, o recuo no emprego industrial ocorreu em 11 dos 14 locais pesquisados.

. Além de São Paulo, pressionaram o índice para baixo resultados negativos no Rio Grande do Sul (4,6%), Paraná (3,7%) e Minas Gerais (2,2%). Por outro lado, houve aumento na oferta de emprego em Pernambuco (4,4%) e na região Nordeste (0,3%). No acumulado do primeiro quadrimestre de 2014, o impacto negativo no índice ocorreu, principalmente, em São Paulo (3,1%), Rio Grande do Sul (4,1%), Paraná (3%), Minas Gerais (1,6%) e Região Nordeste (0,7%). Já Pernambuco (2,6%) e as regiões Norte e Centro-Oeste (0,3%) registraram alta no período.

. Em abril, setorialmente, o emprego industrial registrou taxas negativas em 14 dos 18 ramos pesquisados, com destaque para pressões negativas dos setores de refino de petróleo e produção de álcool (10,4%), calçados e couro (8,5%), produtos de metal (7,3%) e máquinas e aparelhos eletroeletrônicos e de comunicações (7%). No sentido contrário, o principal impacto positivo no mês foi observado nos ramo de alimentos e bebidas (1,2%).

Entrevista, Darcisio Perondi - O PMDB demonstrou que não é cabresteado pelo PT

ENTREVISTA
Darcisio Perondi, deputado Federal PMDB do RS

Vocês esperavam fazer tantos votos na convenção do PMDB ?
Confesso que não. Chegar a 41%, fora do governo, em oposição ao governo, é alguma coisa que deve demonstrar ao comando do Partido que algo mudou dramaticamente no Partido.

O que mudou ?
Não estamos mais cabresteados pelo PT. É só ver a qualidade dos que ficaram ao lado do PT e de Dilma: Sarney, Jader, Calheiros. O oficialismo achava que faria 85% dos votos e fez apenas 59%.Consideradas as abstenções e os brancos, a diferença cai para 54%. Este é o tamanho do PMDB que ficou contra o governo Dilma e a aliança com o PT. Com 75 votos, teríamos virado a convenção. O que mudou é que daqui para a frente o PMDB terá que pensar mais em si mesmo e na sociedade brasileira do que nos cargos e benesses de governos dos outros.

E agora ?
Houve uma sinalização para o futuro. Nada de aliança com o PT.

E no RS ?

85% do PMDB ficou contra a aliança com o PT. Nós estamos unidos em torno do Sartori. Vamos ganhar esta eleição. 

Aécio diz que fala de Dilma foi "acintosa e ilegal campanha eleitoral". Dilma foi para a TV porque não terá coragem de falar na abertura da Copa.

A charge ao lado é do carioca Glen Batoca.


Em nota divulgada após o pronunciamento em rede nacional da presidente Dilma Rousseff, o senador Aécio Neves diz que, “ao negar-se a discursar na abertura da Copa e escolher a proteção e o silêncio da tela de TV, a presidente buscou uma forma de se esquivar do contato direto com os brasileiros”.

. O PSDB também acusa Dilma de usar instrumento de Estado, pago pelo contribuinte, para fazer acintosa e ilegal campanha eleitoral.

. Dilma não falará no jogo de abertura da Copa, quinta, em SP, porque tem medo das vaias e dos xingamentos. 

. Sua ida para a TV até se justificaria, caso ela não utilizasse o tempo para falar como candidata, espinafrando a oposição e listando obras que gostaria de ter feito, não conseguiu fazer e apresentou como concluídas. 

Vox Populi de hoje: Dilma, 40%; Aécio, 21%; Campos, 8%

A pesquisa do Vox Populi foi divulgada na manhã desta quarta-feira, mostrando evolução significativa de Aécio Campos e estratificação de Dilma e Campos.

. Dilma ainda venceria no primeiro turno. 

- Dilma Rousseff tem 40% e ainda vence a disputa no primeiro turno
- Aécio Neves foi de 16% a 21%;
- Eduardo Campos: diferença mais significativa em relação ao Ibope, de Carlos Augusto Montenegro, que ontem também divulgou seu levantamento, é a pontuação de Eduardo Campos. Na Vox, o socialista tem 8%, número próximo aos 7% do Datafolha, de Otávio Frias Filho, e distante dos 13% do Ibope

Cesar Maia ensina como entender melhor a pesquisa do Ibope

CLIQUE AQUI para examinar tabela com as pesquisas de vários institutos em alguns Estados principais.

Leitura que faz da última pesquisa do Ibope o ex-prefeito do Rio, Cesar Maia, ex-secretário da Fazenda de Brizola, o homem que descobriu e desmontou o esquema Proconsult da Rede Globo, que tentou tungar a eleição do líder do PDT para governador do Rio:

. 57% não têm interesse nas eleições de 2014.

2. Na pesquisa espontânea 56% não marcaram ninguém.
     
3. Voto em Dilma decresce do menor nível de instrução ao nível superior: 48%, 42%, 37%, 23%.
      
4. Voto em Dilma decresce do menor nível de renda ao maior: 51%, 48%. 33%, 23%.
      
5. Intenção de voto: Dilma 38%, Aécio 22%, Eduardo Campos 13%. Outros 7%. Com lista de vários candidatos, 20% não marcam nenhum. Com lista de 3 são 25% que não marcam nenhum.
      
6. Incluindo os nomes dos vices. Aécio não altera com nenhum dos 3 (Aloysio, Tasso e Serra). Dilma não altera. Eduardo Campos, com Marina, cresce para 17%.
       
7. Segundo turno: Dilma vence Aécio por 9 pontos e a Campos por 11 pontos. Aécio 32% x Campos 28%. Mas incluindo vices de Aécio e Campos: 30% x 30%.
       
8. Apoio de FHC a Aécio não muda nada. Apoio de Lula a Dilma aumenta apenas 2 pontos. Apoio de Marina a Campos aumenta cinco pontos, para 18%.
       
9. Rejeição com lista de nomes: Dilma 38%. Aécio 18% e Campos 13%.
     
10. Avaliação Dilma: Ótimo+Bom 31%, Ruim+Péssimo 35%. / Aprova 44%, Desaprova 51% /. Confia 41%, Não Confia 53%.
      

11. Sem incluir o Nordeste Dilma cairia para 24% e Aécio para 19%.

Ao meio dia, almoço expresso a R$ 27,50.
Conheça os túneis repaginados da
antiga Brahma, shopping TOTAL.
www.famigliafacin.com.br

Assembléia do RS protege seus deputados denunciados, não apura abusos e só pune bagrinhos

A Assembléia foi corporativa no caso dos deputados do PT e não quis nem ouvir as denúncias. MPE e Polícia Civil até hoje não revelaram o que apuraram e nem denunciaram ninguém. A mídia não tem sido muito diferente, preferindo perseguir CCs que passeiam com seus cachorrinhos do que espinafrar os deputados que as nomeiam e ficam com parte do dinheiro. 

A Assembléia do RS tem sido denunciada de modo recorrente sobre casos semelhantes aos descritos na denúncia feita pelo Ministério Público Estadual contra o ex-deputado Paulo Azeredo (leia abaixo), porque não investiga e impede investigações sérias sobre a repartição de dinheiro recebido por CCs e FGs fantasmas, que racham entre si os valores ou devolvem algo aos deputados.

. Alguns casos pontuais são apurados, mas apenas quando o escândalo público é muito grande.

. A omissão mais flagrante da Assembléia é o caso dos deputados Raul Pont e Bohn Gass, PT, que foram acusados frontalmente pelo ex-assessor Paulo Salazar, que denunciou irregularidades enormes nos gabinetes dos dois deputados. Paulo Salazar fez registros pormenorizados no Ministério Público, Polícia Civil. Ele chegou a ajuizar ações próprias na Justiça. Também pediu espaço na Assembléia para falar e foi impedido.

. Prevaleceu o corporativismo na Assembléia.

CLIQUE AQUI para ler reportagem de Veja, intitulada "Caixinha dos radicais do PT", que analisa de que modo cargões, verbas e valores rolavam nos gabinetes dos deputados do PT. Embora denunciados por Paulo Salazar, nada andou no Ministério Público Estadual, que preferiu pegar o deputado Paulo Azeredo, do PDT, caso bem mais recente. 

Ministério Público denuncia ex-deputado do PDT por venda de cargos na Assembléia do RS

Uma investigação do Ministério Público traz à tona a existência de um suposto esquema de pagamento por funções gratificadas (FGs) na Assembléia do RS. O MPE atacou diretamente o ex-deputado Paulo Azeredo, PDT (fofo), que é atual prefeito de Montenegro, identificando FGs e CCs do seu gabinete. A apuração, que resultou nesta quarta-feira em uma ação de improbidade contra quatro pessoas, mostrou que Lídia Rosa Schons, em pelo menos duas oportunidades, devolveu parte do salário como contrapartida para ocupar FGs.

. Leia a reportagem de Zero Hora de hoje:

. A Promotoria de Defesa do Patrimônio Público também constatou que, de um período de oito meses durante o qual estava lotada no gabinete do então deputado Paulo Azeredo (PDT), apenas em 11 dias Lídia usou o computador por oito horas, a jornada de trabalho prevista em lei. Em 82% do tempo analisado, ela esteve conectada à rede do parlamento por apenas quatro horas, ou seja, meia jornada. Testemunhas confirmaram ao MP que Lídia costumava ficar em casa ou fazer compras no turno da tarde.

. Quando ZH denunciou o caso, em 10 de julho de 2012, Lídia atuava como atendente no gabinete de Azeredo e recebia salário bruto de R$ 24,3 mil – a remuneração da FG à época chegava a R$ 10,4 mil, a mesma destinada a cargos de diretoria. ZH flagrou Lídia passeando com seu cachorro Bob e fazendo compras em horário de trabalho, durante a tarde.

. O MP ingressou na Justiça com ação contra:
Lídia, servidora aposentada.
Paulo Azeredo, ex-deputado, que atualmente é prefeito de Montenegro 
José Renato Heck, ex-chefe de gabinete de Azeredo
Miguelina Paiva Vecchio, que tem cargo em comissão na bancada do PDT no parlamento, mas está licenciada para concorrer a deputada federal.

. Lídia e Miguelina são acusadas pelo MP de enriquecimento ilícito. Por meio de dados obtidos com a quebra do sigilo bancário, foram detectados repasses da conta de Lídia para a de Miguelina em 2011. Lídia, que ingressou no parlamento como servente e tem Ensino Fundamental completo, substituiu Miguelina, socióloga, durante um período de licença-prêmio naquele ano.

Negociação de função gratificada
À época das reportagens, ZH mostrou não só o descontrole sobre a jornada de trabalho como também a falta de critérios técnicos para distribuição de FGs. Lídia e Miguelina admitiram, em entrevistas ao jornal, que a indicação para uma FG levava em conta se a pessoa estava em dificuldades financeiras, precisando, portanto, engordar o salário.
O trabalho do MP reforçou outra suspeita: a de que FGs são negociadas com o objetivo de que as pessoas garantam tempo suficiente para incorporá-las na aposentadoria. Em contrapartida, devolvem parte da gratificação para a pessoa que as indicou ou concedeu a função.

Ao meio dia, almoço expresso a R$ 27,50.
Conheça os túneis repaginados da
antiga Brahma, shopping TOTAL.
www.famigliafacin.com.br

GM amplia férias coletivas em Gravataí e São Caetano.

Em Gravataí, “casa” dos modelos Onix, Prisma e Celta, os operários do primeiro e segundo turno terão dez dias de férias: de 7 a 16 de julho. O sindicato dos metalúrgicos da região informa que antes disso, já na próxima segunda-feira, os trabalhadores do terceiro turno entram em férias por um mês.

Com o objetivo de ajustar a produção ao menor consumo de carros no país, a General Motors (GM) estendeu a todos os operários de suas fábricas em São Caetano do Sul, no ABC paulista, e em Gravataí, no Rio Grande do Sul, as férias coletivas que estavam antes previstas apenas para o terceiro turno dessas duas unidades.

. A montadora também mudou a programação das férias, que começariam já na quinta-feira, mas foram adiadas para julho. Em São Caetano, onde são montados seis modelos, a fábrica volta a parar por 18 dias, entre 7 e 24 do mês que vem.

. A montadora ainda não confirmou a nova programação das férias coletivas na fábrica de São José dos Campos (SP), cujo início também estava marcado para quinta-feira. Segundo o sindicato da região, a previsão é que sejam concedidos 15 dias no mês que vem.


. Nas três unidades da empresa, os operários terão folga nos dias de jogos da seleção brasileira durante a fase de grupos da Copa do Mundo.  

Direção da Trensurb retalia trabalhadores que decretaram estado de greve

Como o Sindicato dos Metroviários do RS decidiu continuar em estado de greve, a direção petista da Trensurb resolveu retaliar os trabalhadores. Leia a nota:

“A imediata suspensão do Plano de Cargos, Empregos, Funções e Salários para o âmbito de todos os empregos e ocupações vinculados e representados pelo Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transportes Metroviários e Conexas do Estado do Rio Grande do Sul. “

. Com esta decisão, intempestiva e desnecessária, os trabalhadores vinculados a este sindicato perdem os direitos inerentes ao novo plano e pode arrefecer os ânimos dos metroviários para declarar greve geral na sexta-feira.

. Outra consequência que pode resultar desta decisão é que os empregados que têm funções gratificadas e osque participaram da assembleia podem perder seus cargos.


- Os empregados vinculados a outros sindicatos têm todos os direitos preservados, criando um ambiente de discriminação.

Sem entusiasmo e preparação especial, varejo metropolitano quer faturar R$ 190 milhões adicionais durante a Copa

Mesmo os profissionais do humor, como Amorim, ao lado, revelam azedume sobre os jogos da Copa. 



O comércio varejista da região metropolitana quer faturar R$ 190 milhões adicionais durante a Copa, segundo projeção da Federação das CDLs, fazendo o cálculo em cima de gastos de R$% 310,00 diários por turista. Apesar de tímidas campanhas dos governos e das entidades de classe, o varejo não se embandeirou, não preparou balconistas poliglotas e nem buscou sinalizações especiais dentro e fora das lojas. Todos apostam no que já fazem. As poucas iniciativas são apenas cosméticas. 

.Os cálculos a seguir são todos da FCDL do RS:

O comércio do Rio Grande do Sul projeta nos 16 dias entre o primeiro e o último jogo da Copa do Mundo previstos para Porto Alegre, o Rio Grande do Sul deverá receber 480 mil estadias no período. Afora os ingressos para os jogos, de acordo com as estatísticas do receptivo turístico da EMBRATUR, pode-se esperar um gasto médio por turista da ordem de R$ 270,00 a R$ 350,00, variação essa associada, especialmente, ao preço de oportunidade no ramo da hotelaria, dada a evidência de uma alta temporada fora de época.

. Pegando o ponto médio dessa projeção, ou seja R$ 310,00 por dia/turista, a FCDL-RS estima a entrada de algo em torno de R$ 149 milhões em consumo centrado da Região Metropolitana de Porto Alegre, mas ampliando-se para outros polos turísticos, especialmente na Serra.

. Nesse contexto, no âmbito do comércio varejista, os segmentos mais beneficiados com essa renda adicional serão as lojas de vestuário, calçados e acessórios, assim como os estabelecimentos especializados em artigos de uso pessoal. 

Edgar Powarzuk não está mais na Leandro & Stormer

Edgar Powarzuk decidiu buscar novas alternativas no mercado e não ocupa mais uma das diretorias de Leandro & Stormer, Porto Alegre.

E-mail: edgar@ezuk.com.br