Matemática e ciências no país são piores do que na Etiópia

CLIQUE AQUI para ler, também, A utopia sufoca a educação de qualidade, de Gustavo Ioschpe.


* Clipping www.veja.com.br
Relatório do Fórum Econômico Mundial coloca sistema educacional brasileiro na 116ª posição entre 144 nações avaliadas. Brasil está na 132ª posição em ranking que mede qualidade dos ensinos de ciências e matemática.

Um relatório do Fórum Econômico Mundial, publicado na quarta-feira, aponta o Brasil como um dos piores países do mundo nos ensinos de matemática e ciências. Entre 144 nações avaliadas, o país aparece na 132ª posição, atrás de Venezuela, Colômbia, Camboja e Etiópia. Outro dado alarmante é a situação do sistema educacional, que alcança o 116º lugar no ranking - atrás de Etiópia, Gana, Índia e Cazaquistão. Os dois indicadores regrediram em relação à edição 2012 do relatório, em que estavam nas 127ª e 115ª posições, respectivamente.

O estudo indica como uma das consequências do ensino deficiente a dificuldade do país para se adaptar ao mundo digital, apesar dos investimentos públicos em infraestrutura e de um certo dinamismo do setor privado. "A qualidade do sistema educacional, aparentemente, não garante às pessoas as habilidades necessárias para uma economia em rápida mudança", diz o levantamento. 

Em comparação com o ano passado, o Brasil subiu apenas da 65ª para a 60ª posição no ranking que mede o preparo das nações para aproveitar as novas tecnologias em favor de seu crescimento. Apesar de ter galgado posições, os autores do relatório destacam que o lugar ocupado pelo país não condiz com sua economia, entre as sete maiores do mundo. Na América Latina, Chile, Panamá, Uruguai e Costa Rica, por exemplo, são considerados mais bem preparados para os novos desafios da era digital. 

O número de usuários de internet no Brasil também não chegava ainda a 45%, o que deixa o Brasil na 62.ª posição nesse critério, abaixo da Albânia. Apenas um terço dos brasileiros tem internet em casa. A taxa despenca para apenas 8% se o critério for o número de casas com banda larga. O Brasil não é o único a passar por essa situação. "Os Brics (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul) enfrentam desafios", diz o informe.

"O rápido crescimento econômico observado em alguns desses países nos últimos anos poderá ser ameaçado, caso não forem feitos os investimentos certos em infraestruturas, competências humanas e inovação na área das tecnologias da informação", alerta o relatório.

Multidão gigantesca acompanhou o comício de encerramento de Capriles na Venezuela. Veja.

Cenas da Globovision podem ser vistas, agora,  no site do jornal El Universal, Caracas, com a movimentação de milhares de venezuelanos que comparecem ao comício de encerramento da campanha do oposicionista Henrique Capriles. 7 milhões de venezuelanos votarão no domingo.

. A TV também transmite o comício de encerramento do presidente chavista Nicolás Maduro.

. A programação da Glovision inclui reportagens e a apresentação de cenas de campanha, o que inclui as músicas de cada candidato.

CLIQUE AQUI para ler as notícias e acompanhar video e áudio on line do comício.

EM PORTO ALEGRE, O MELHOR CHOPE E A MELHOR CERVEJA
WWW.BIERMARKT.COM.BR
Bier Markt, a partir das 18h30min
Vá conhecer na Barão do Santo Ângelo 497, ao lado do Leopoldina.
Agora, 24 torneiras de chope artesanal de várias partes do mundo, com barris alojados em câmera fria, servidos diretamente nos copos, sem serpentina. Cardápio diferenciado.
- Vá também na Castro Alves 452, três vezes seguidas
"A Melhor Carta de Cervejas", segundo Veja (2010, 2011 e 2012).

Todos quiseram ver o Fórum da Liberdade, mas ninguém quis ver o Fórum da Igualdade

A foto que pode ser examinada ao lado, registra a lotação do auditório do III Fórum da Igualdade, estava vazio. O 26º Fórum da Liberdade foi realizado no mesmo dia, terça-feira, e no mesmo horário, 17h, e estava lotado. O primeiro aconteceu na Câmara de Vereadores de Porto Alegre e o segundo na PUC/RS.

. O III Fórum da Igualdade foi um contraponto ao 26º Fórum da Liberdade, que PT, governo do sr. Tarso Genro e CUT emplacaram com dinheiro público e dos sindicalistas.

. O III Fórum da Igualdade foi um fracasso, como se percebe pela foto. Naquele momento do flagrante, mais gente ocupava a mesa dos trabalhos do que o plenário. À mesa:  Carlos Alberto Almeida (TELESUR -Brasil), Celso Schroeder (Sec. Geral da Federação Nacional dos Jornalistas), Altamiro Borges (jornalista e blogueiro), Jane Felipe - Discriminação de Gênerro e sexualidade nas mídias e professora da Faculdade de Educação da UFRGS. Estava em debate a questão da liberdade de expressão e a democratização dos meios de comunicação. O número de participantes estava muito de acordo com o slogan do Fórum: “Só não vê quem não quer”. Pelo volume de público, percebe-se que ninguém quis ver – e nem ouvir. 
 
. Alguns jornais até que tentaram emplacar notícias capazes de promover o contraditório entre os dois eventos, mas a tarefa resultou impossível, já que ninguém quis ver o III Fórum da Igualdade, exceção do governador Tarso Genro, que foi até o local para fazer nova peroração em defesa da criação de uma cooperativa mantida por dinheiro público para editar um jornalzinho onde seus conteúdos possam ocupar todos os espaços.

ENTREVISTA - Tunga dos R$ 4,2 bilhões: audiência pública discutirá o caso

Frederico Antunes, deputado PP

Até os deputados do PT aprovaram a convocação do secretário da Fazenda?
Ele terá que se explicar sobre os R$ 4,2 bilhões que o governo tomou dos depósitos judiciais. Dentro de duas semanas faremos a audiência pública na Assembleia.

Como é que o PT concordou com isto?
Bom, antes, tínhamos aprovado requerimento do PT, convocando o TJE para que se explique sobre novos cargos e salários que o Poder Judiciário quer criar. Houve reciprocidade, o que é salutar. Todo mundo tem que se explicar.

O senhor quer ampliar a discussão?
Quero. Afinal, onde o governo gastará essa dinheirama toda: com o Cpers, pagando precatórios, jogando para cima? E quero o Conselhão aqui, para que diga se seus membros foram consultados, porque não foram. O TCE também será convidado. 

Oposição convoca audiência pública para que o governo se explique sobre confisco de R$ 4,2 bi dos depósitos judiciais

Dentro de duas semanas o secretário Odir Tonollier terá que se explicar sobre os R$ 4,2 bilhões que o governo Tarso Genro meteu a mão, sacando a descoberto dos depósitos judiciais e sem dizer onde gastará e quando devolverá.

. Tarso não disse onde enfiará o dinheiro e avisou que não devolverá nada.

. A audiência pública foi pedida pelo deputado Frederico Antunes e aprovada até com os votos do PT. O PMDB fez proposta igual, mas pediu audiência pública. É o que valerá.

- Leia entrevista acima de Antunes, que explica melhor o que quer.

Coteminas abre loja no Praia de Belas Shopping

A Coteminas, grupo da família do ex-presidente José Alencar, abriu loja, quinta, no Praia de Belas Shopping. A loja vende artigos de cama, mesa e banho.

Ciro Nogueira é novo presidente nacional do PP. Gaúchos pedem licença para não apoiar Dilma.

Nesta quarta a noite o PP do RS reuniu-se com o novo presidente nacional, senador Ciro Nogueira, e junto com representantes de sete Estados reivindicou liberdade para escolher o candidato a presidente que lhes convier – e não apenas Dilma. O RS não quer Dilma. O senador decidiu criar ali mesmo um Conselho Político dos oito PPs, para ajuda-lo a encaminhar o assunto.

. O presidente do Partido no RS, Celso Bernardi, que foi a Brasília para a convenção nacional desta quinta-feira, informou ao editor que no jantar com Ciro Nogueira estiveram os deputados da bancada na Câmara e a senadora Ana Amélia.

- A convenção nacional do PP atraiu lideranças de oito Partidos, mas o único presidenciável que esteve no encontro foi Aécio Neves. 

PMDB do RS já é pró-Dilma

Nesta nova visita ao RS, pela primeira vez o PMDB estará entre os Partidos da base aliada que saudarão a visita de Dilma Rousseff ao RS.

Prefeitos são os que mais querem o PMDB perto de Dilma em 2014

Os prefeitos do PMDB são os que mais querem laços fortes com o governo Dilma Rousseff.

EM PORTO ALEGRE, O MELHOR CHOPE E A MELHOR CERVEJA
WWW.BIERMARKT.COM.BR
Bier Markt, a partir das 18h30min
Vá conhecer na Barão do Santo Ângelo 497, ao lado do Leopoldina.
Agora, 24 torneiras de chope artesanal de várias partes do mundo, com barris alojados em câmera fria, servidos diretamente nos copos, sem serpentina. Cardápio diferenciado.
- Vá também na Castro Alves 452, três vezes seguidas
"A Melhor Carta de Cervejas", segundo Veja (2010, 2011 e 2012).

PSB vai para a TV e Campos fala mal do governo Dilma

Com 6% de intenções de votos para presidente, segundo a última pesquisa Datafolha, o governador de Pernambuco, Eduardo Campos, ocupou os espaços de TV do PSB nesta quinta e nos dias 13, 16 e 18, em horário nobre nas TVs e rádios como alternativa ao Planalto em 2014.

. Ele se dedicou ao seu mais recente passatempo favorito, que é falar mal do governo Dilma Rousseff.

Gorgen obtém apoio de Gurgel para resolver caso da Raposa do Sol

O procurador-geral da República, Roberto Gurgel, garantiu nesta quinta-feira (11) que buscará o entendimento junto ao presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Joaquim Barbosa, para que a Suprema Corte possa concluir o julgamento da reserva indígena Raposa Serra do Sol. A conclusão do processo depende da publicação do acórdão do julgamento dos embargos declaratórios (esclarecimento de sentença) a respeito das 19 condicionantes impostas pela própria Corte, em 2009, para que a demarcação da área fosse mantida em terras contínuas. Gurgel discutiu o tema com membros da Comissão de Integração Nacional, Desenvolvimento Regional e da Amazônia (CINDRA) e da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA).

. Segundo o presidente da CINDRA, deputado gaúcho Jerônimo Goergen (PP-RS), o processo está parado aguardando a definição de um novo relator. Ele explica que a conclusão do julgamento da Raposa Serra do Sol possibilitará a entrada em vigor da portaria 303 da Advocacia Geral da União (AGU), que estende para todos os processos demarcatórios de terras indígenas as 19 condicionantes estabelecidas pelo STF naquele julgamento.

. O caso também envolve interesses do RS.

. A comitiva de deputados relatou a Gurgel o clima de apreensão no meio rural com o avanço descontrolado de processos demarcatórios, conduzidos de maneira autoritária e com laudos antropológicos fraudulentos.

Obras que Dilma prometeu na campanha - metrô e ponte do Guaíba - nunca saíram do papel

A presença de Dilma Roussef em Porto Alegre permitirá aos repórteres e políticos locais uma série de boas oportunidades para cobrar pelo menos duas obras vitais para Porto Alegre, prometidas por ela durante a campanha eleitoral:

- A ponte do Guaíba.
- O metrô.

. O metrô de Porto Alegre continua sem data para o início das obras. Após o término do prazo de 60 dias para a análise dos dois projetos oferecidos à prefeitura, o grupo técnico que estuda as propostas solicitou mais tempo para escolher a melhor. Assim, o início das obras, que foi anunciado para entre julho e setembro deste ano, está em aberto. Uma comissão composta por representantes das secretarias da Gestão, Fazenda, EPTC e Procuradoria-Geral do Município escolherá a proposta vencedora.. Após o anúncio, a proposta escolhida passará por audiência pública e depois, será aberto edital de licitação para execução da obra. O metrô de Porto Alegre está orçado em R$ 2,4 bilhões e terá um trajeto de 14,88 quilômetros e 13 estações. A ideia é que comece a operar em 2017.

DLegend, Porto Alegre, lança livro de Fabrício Carpinejar em homenagem a corretores de imóveis

Na quinta-feira.  Ocorrerá o lançamento do livro "A Alma da Casa - Histórias de Corretor", obra de Fabrício Carpinejar para a imobiliária DLegend. O livro tem 59 páginas e foi organizado pelo empresário Rogério Dirani, sócio-diretor da DLegend, como uma homenagem aos corretores de imóveis, reunindo 25 textos de Carpinejar, colhidos a partir de entrevistas com os profissionais.  A publicação não será comercializada, sendo restrita aos corretores.

Lançamento do livro "A Alma da Casa - Histórias de Corretor"
18/04, das 19h às 21h, somente para convidados.
DLegend, Avenida Nilo Peçanha, 1237, Porto Alegre

Táxis de Porto Alegre querem reajuste de 8%

Os taxistas de Porto Alegre querem reajuste de 8% nas tarifas. A EPTC avaliará o pedido.

Dilma já veio para Porto Alegre e na sexta terá programação leve no RS

A presidente Dilma Roussef resolveu antecipar a viagem a Porto Alegre e embarcou de Brasília no meio da tarde. Ela irá para o apartamento que tem na zona Sul.

. É possível que a presidente passe o final de semana no RS.

. Nesta sexta-feira, Dilma terá uma programação oficial sem importância. Ela participará  da cerimônia de repactuação do programa RS Mais Igual, complemento do governo estadual ao Bolsa Família, prestigiará da formatura de cursos profissionalizantes e entregará retroescavadeiras para municípios gaúchos.

Rodasul é grupo de maior área construída locada do Sul do Brasil

Pouco conhecida no RS como Salvadori, a empresa na verdade integra o grupo Rodasuul, que atualmente detém a maior área construída locada do Sul do Brasil.

. É ela a sócia da GLP Logística no empreendimento de R$ 150 milhões lançado nesta quarta-feira em Gravataí.

. O diretor Eltamar Salvadori, com quem o editor conversou em Gravataí, foi secretário de Desenvolvimento do prefeito Jairo Jorge, PT, Canoas, sede da Rodasul. Ao discursar no lançamento da pedra fundamental, ele cunhou uma expressão que marca bem o que move qualquer empreendedor:

- Empreender é criar valor.

EM PORTO ALEGRE, O MELHOR CHOPE E A MELHOR CERVEJA
WWW.BIERMARKT.COM.BR
Bier Markt, a partir das 18h30min
Vá conhecer na Barão do Santo Ângelo 497, ao lado do Leopoldina.
Agora, 24 torneiras de chope artesanal de várias partes do mundo, com barris alojados em câmera fria, servidos diretamente nos copos, sem serpentina. Cardápio diferenciado.
- Vá também na Castro Alves 452, três vezes seguidas
"A Melhor Carta de Cervejas", segundo Veja (2010, 2011 e 2012).

Ao perder 2/3 da área, Canoas ficou economicamente engessada

Durante os dois anos em que ocupou a cadeira de secretário de Desenvolvimento do prefeito Jairo Jorge, Canoas, o empresário Eltamar Salvadori aprendeu muito, segundo confessou ao editor.
. Ele disse ao editor que Canoas, 10 minutos de Porto Alegre, terceiro maior município do Estado, terá enormes dificuldades para receber novas indústrias e até complexos logísticos como o da GLP, que foi para Gravataí:

- 2/3 da área de Canoas, orçamento anual de R$ 1 bilhão, virou Nova Santa Rita, orçamento de R$ 50 milhões.

. Isto é inviável para ambas as cidades.

Serra diz que proposta de reforma política de Henrique Fontana é golpista

- Serra, à esquerda, diz que proposta de Fontana é golpista.


Clipping, artigo de José Serra
Título original: Reforma ou golpe.

Ainda bem que a Câmara dos Deputados parece ter sepultado a proposta de reforma política petista, cujo relator era o deputado Henrique Fontana (PT-RS). O mim - o modelo que temos - ainda é melhor do que o pior, representado pela proposta que o PT pretendia enfiar goela abaixo do País, já que não houve debate a respeito. Reforma política? Era mesmo isso o que se pretendia?

Há distinções claras entre revolução, reforma e golpe. A primeira convulsiona a sociedade, conquista a maioria dos que padecem sob a ordem vigente, lança no imaginário coletivo amanhãs redentores e faz novos vencedores. Nas revoluções virtuosas, os oprimidos de antes não se tomam os opressores do novo regime, mas os libertadores das potencialidades do futuro. Penso, por exemplo, na Revolução Americana.

Golpe, em qualquer lugar e em qualquer tempo, é uma reação dos que se veem ameaçados pela emergência de novos atores na cena política ou buscam perpetuar-se no poder eliminando os adversários. O golpe é sempre reacionário - seja o de 1964 no Brasil, o de 1973 no Chile ou os de 1966 e 1976 na Argentina. Ou o que matou César.

E a reforma? É uma tentativa de mudança pacífica, que procura não fazer nem vitoriosos nem derrotados.

CLIQUE AQUI para ler tudo. 

PT perde o eixo, entra no desespero e pede suspeição de Luiz Fux para salvar Zé Dirceu

O PT já decidiu apresentar representações ao procurador-geral Roberto Gurgel contra o ministro do Supremo Tribunal, Luiz Fux, que, antes do julgamento do Mensalão, teria oferecido vantagens aos réus para "comprar" cadeira no STF; objetivo é pedir sua suspeição

. Roberto Gurgel negará o pedido, alegando que os réus não têm credibilidade para propor a suspeição; ocorre que o processo do chamado mensalão também partiu de um delator, Roberto Jefferson, que, supostamente, não tinha credibilidade. Mais: o inquérito contra Lula também parte de um condenado, que é Marcos Valério.

- Texto copidescado pelo editor em cima de nota do site Brasil247.

Os ex-governadores não ungiram Tarso Genro no jantar do Piratini

Só Brito, Simon e Yeda não estiveram no jantar que o governador Tarso Genro promoveu para “jantar” com artimanhas os ex-governadores, tentando envolvê-los na sua política fiscal suicida.

. Ao meter a mão de uma só vez na astronômica quantia de R$ 4,2 bilhões dos depósitos judiciais, ele meteu o pé pelas mãos de maneira irreversível.

. Ele entregou aos convidados um paper de 31 linhas, na verdade um texto repleto de lamúrias, de manifestações de intenções e nenhuma proposta de ajuste ou solução para o estado falimentar em que meteu as contas do RS:

Lamúrias – Há 40 anos o RS convite com déficits anuais que se acumulam, financiando-os através de manobras espertas (ele ignora o déficit zero de Yeda).
Manifestações de interesse – A dívida com a União, R$ 42 bilhões, e o dífict anual da Previdência, R$ 5,5 bilhões em 2012, terão que ser resolvidos, mas ele não sabe quando e nem de que forma, embora esteja “se empenhando na busca da melhor forma”, que não enuncia.
Propostas zero – A retomada do desenvolvimento do Estado torna-se imprescindível, mas isto não deve ocorrer por meio de políticas de recessão e estagnação, embora o governador não saiba de que forma ela seria viável.

. Em declaração para a jornalista Taline Oppitz, do Correio do Povo, Tarso Genro disse que os ex-governadores Jair Soares, Alceu Collares, Olívio Dutra e Germano Rigotto “acharam o processo, absolutamente adequado”.

. Nada mais falso.

. O jantar não teve como resultado a decisão de ungir o governador com o nihil obstat que ele tentou vender para Taline Oppitz.

. O governador Tarso Genro passou de todos os limites ao meter a mão do jeito que meteu no dinheiro dos depósitos judiciais, deixando claro que o dinheiro seria usado nos gastos correntes que ele não controla – valores que segundo ele mesmo, jamais serão devolvidos pelo seu governo.

Chavez vira passarinho, pousa no chapéu e faz campanha para Maduro na Venezuela

* Clipping Clarin

 Para a perplexidade de todos, Maduro, candidato a presidente neste domingo,(14), disse que o falecido presidente Chávez lhe havia aparecido na forma de um passarinho. Em seguida mostrou um chapéu de palha com um passarinho de plástico em sua parte superior, ao qual falava dizendo: ”- Que belo passarinho; é o Comandante quem nos fala”. Desde então, em uma multiplicação sem limites do delírio, Maduro passou a usar o mesmo chapéu com o passarinho em cada ato, em cada comício, que assobia como se fosse um passarinho. O povo se inflama.

Veja,  ao lado, a foto de Maduro com o passarinho/comandante num comício em Caracas.

Receita Federal denuncia fraude bilionária de grupo empresarial do RS

Ao lado, o empresário gaúcho Renato Conill e um trecho do relatório da Receita Federal (abaixo). Prejuízo gigantesco aos cofres públicos (Foto: Alan Marques/Folhapress). O Ministério Público Federal investigou denúncias da Receita, confirmou tudo e quer pegar o empresário gaúcho, que é membro do Conselhão da Dilma. 

* Clipping revista Época desta semana.

O gaúcho Renato Conill, de 62 anos, preenche seus dias comandando as 14 empresas de seu grupo, que inclui de metalúrgicas a concessionárias de carros luxuosos. Apesar da faina estafante, Conill sempre encontra tempo para aquele que, segundo o Ministério Público Federal (MPF), seria seu hobby predileto: engrupir a Receita Federal. Conill, de acordo com o MPF, é um dos maiores caloteiros do país – as dívidas de suas empresas somam mais de R$ 200 milhões. Em 2009, quando já estava encalacrado de tanta dívida com a Receita, Conill descobriu uma maneira criativa de resolver seus problemas fiscais. Por meio de uma de suas empresas, a Hahn Ferrabraz, Conill contratou o despachante Cláudio dos Santos, que mora na periferia de Brasília, um especialista em fazer sumir dívidas com a Receita – uma espécie de Houdini dos caloteiros. Com a procuração da Ferrabraz, o despachante entrou no site da Receita, digitou alguns comandos e – abracadabra – sumiu com uma dívida de R$ 4,4 milhões da empresa com o governo federal. “Fui contratado para zerar as dívidas da Ferrabraz”, disse o despachante a ÉPOCA. “Recebi R$ 60 mil pelo serviço.” Qual é o truque do despachante? Como em toda boa mágica, ninguém sabe. Nem mesmo a Receita, que desconfia apenas de uma falha em seu sistema. A prestidigitação do despachante permitiu que empresas como a Ferrabraz não só se livrassem das dívidas com a Receita como também obtivessem certidões necessárias para participar de licitações do governo.

. No mesmo ano em que, segundo o Ministério Público, tapeou os computadores da Receita, Conill foi premiado com um assento no Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social, conhecido como “Conselhão”, que assessora a presidente Dilma Rousseff na definição de políticas para alavancar a economia do país. Em 2011, o mandato de conselheiro de Conill foi renovado até este ano.

CLIQUE AQUI para ler tudo.

Prefeitura de Canoas terá que indenizar Santander por ter violado contrato para beneficiar o Banrisul

* Clipping site Conjur

A municipalidade não pode, a seu bel-prazer, simplesmente quebrar unilateralmente um contrato administrativo entabulado com particular sem oferecer a este a chance do contraditório e da ampla defesa, mesmo alegando razões de interesse público. Logo, a quebra do contrato é nula, e seus efeitos ensejam indenização à parte prejudicada. Sob esta fundamentação, a 22ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul condenou o Município de Canoas, na Região Metropolitana de Porto Alegre, a indenizar o Banco Santander, por quebra unilateral de contrato.

. Após quatro anos de vigência do contrato para que o banco administrasse a conta da folha de pagamento da prefeitura e de ter recebido à vista o valor acordado como contrapartida, o prefeito quebrou o contrato administrativo com o Santander, repassando o serviço para o Banco do Estado do Rio Grande do Sul (Banrisul), que é estatal.

. A relatora da Apelação no TJ-RS, desembargadora Maria Isabel de Azevedo Souza, afirmou que o argumento de que o serviço seria melhor prestado por uma instituição financeira pública não é suficiente para determinar a rescisão unilateral do contrato. Além do mais, não foi dada oportunidade ao banco privado de se manifestar sobre as razões de interesse público invocadas, nem sobre os efeitos patrimoniais da extinção antecipada do contrato.

. Para a relatora, a visão política do prefeito não tem força suficiente para caracterizar a ''alta relevância social'' para extinguir, por ato imperial.

CLIQUE AQUI para ler tudo.

EM PORTO ALEGRE, O MELHOR CHOPE E A MELHOR CERVEJA
WWW.BIERMARKT.COM.BR
Bier Markt, a partir das 18h30min
Vá conhecer na Barão do Santo Ângelo 497, ao lado do Leopoldina.
Agora, 24 torneiras de chope artesanal de várias partes do mundo, com barris alojados em câmera fria, servidos diretamente nos copos, sem serpentina. Cardápio diferenciado.
- Vá também na Castro Alves 452, três vezes seguidas
"A Melhor Carta de Cervejas", segundo Veja (2010, 2011 e 2012).

A conta dos preços mais altos é paga por quem ganha menos

* Clipping. Título original: E agora, BC? por Thais Herédia

O IPCA de março chegou. Ele foi de 0,47%, segundo o IBGE. Era o dado que faltava para que o Banco Central decidisse o que fazer com os juros na reunião do Copom da próxima semana, segundo seu próprio presidente, Alexandre Tombini. Eles terão esse tempo para fazer cálculos, “rodar” o modelo de projeções do BC, pensar, pensar muito. Será suficiente para decidirem? Depende.

Depende do quê o BC vai levar em consideração. Vou citar quatro dos principais elementos dessa escolha. O primeiro deles é a inflação acumulada em 12 meses. Com o índice de março, ela ultrapassou o temido teto da meta (6,5%) e fechou em 6,59%. Será que o Copom fica confortável em deixar a inflação rodando assim tão alta até conhecer o dado de abril para ver se alguma coisa mudou? O segundo elemento é o núcleo da inflação – porque ele desconsidera a movimentação de preços que é sazonal ou casual, ou seja, que só aconteceu naquele período. Pois bem, a média do núcleo do IPCA de março está em 5,28%, bem acima do centro da meta de 4,5%. Em terceiro lugar, o índice de difusão da inflação, que mostra o quanto a alta dos preços está espalhada pela economia. Em março, a difusão diminuiu em comparação a fevereiro, passando de 72,3% para 69%. O BC considera esse patamar alto ou aceitável? O quarto elemento importante é o comportamento de grupos de preços que têm relevância no cálculo da inflação. No caso do IPCA, importam muito os alimentos e os serviços. 

A boa notícia de março é que a inflação de serviços caiu para 0,26%, diante de 1,30% no mês anterior. A má noticia é que os preços dos alimentos não baixaram quanto poderiam, por exemplo, por causa da desoneração dos produtos da cesta básica. 

Há um outro elemento que precisa entrar na conta do BC mas que não é do IPCA calculado pelo IBGE – a inflação para população de baixa renda ficou em 0,75% no mês passado, segundo IPC-C1, índice da FGV. O que dá 7,15% no acumulado em 12 meses. Esse é o retrato mais perverso da inflação – a conta sendo paga por quem ganha menos. O que está em jogo não é apenas a credibilidade do BC junto aos economistas ou ao mercado financeiro e sim, qual é o equilíbrio da economia desejado pelos responsáveis pela estabilidade da moeda. Mexer nos juros agora em maio ou não fazer nada é um risco que se corre diante da desarmonia que já está presente.

Honda, Nissan, Mazda e Toyota são obrigadas a recall por defeitos graves nos airbags

As montadoras Toyota, Honda, Nissan e Mazda foram notificadas nesta quinta-feira pela Secretaria Nacional do Consumidor do ministério da Justiça (Senacon/MJ) para apresentar, de forma imediata, comunicado relativo ao recall por falha no airbag dos veículos.

. De acordo com o Código de Defesa do Consumidor (CDC), o fornecedor não pode colocar no mercado de consumo, produto ou serviço que apresente alto grau de risco à saúde ou segurança das pessoas.

Alimentos em alta fazem vendas de supermercados caírem 2,9%

Os preços mais elevados dos alimentos já colocaram um freio ao consumo e rebateram negativamente nas vendas dos supermercados. Na comparação com fevereiro de 2012, a atividade de supermercados e demais lojas de alimentos e bebidas caiu 2,9% em fevereiro deste ano. Foi a primeira retração desde março de 2009 (-0,2%) e a mais intensa desde novembro de 2003 (-2,2%).

. O recuo ocorre num momento de pico dos preços de alimentos, o que pode sinalizar uma redução do consumo, segundo o IBGE. Em relação a janeiro, o setor de supermercados e lojas afins registrou queda de 1%, a maior desde agosto de 2012.

. Segundo dados do IPCA, os preços dos alimentos subiram 4,84% no primeiro trimestre deste ano. Em fevereiro, o aumento havia sido de 1,46% e a alta, ainda que um pouco menor, persistiu em março (1,4%).

Na TV, Campos vai atacar gestão Dilma

Com 6% de intenções de votos para presidente, segundo a última pesquisa Datafolha, o governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), terá sua imagem bombardeada hoje, e nos dias 13, 16 e 18, em horário nobre nas TVs e rádios como alternativa ao Planalto em 2014.

. Iniciando a estratégia de se tornar conhecido fora do Nordeste, ele vai estrelar as dez inserções diárias de 30 segundos, no horário reservado ao PSB, quando tentará firmar o slogan “é possível fazer mais”. Sem citar nominalmente a presidente Dilma, Campos vai apontar fragilidades do governo em áreas estratégicas como Educação, Segurança e Infraestrutura.

. Com críticas a gargalos na infraestrutura, Campos pretende mostrar as deficiências na área de gestão, para desmontar o mito da “presidente boa gestora”; as dificuldades de tomar decisões e também a limitação de Dilma no diálogo com os aliados. Além das inserções, ele será o protagonista do programa semestral de 10 minutos do PSB, que vai ao ar dia 25 de abril.

Inflação passa teto da meta e juro pode subir

A inflação deu uma leve trégua em março. O IBGE informou ontem que o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA, usado nas metas de inflação do governo) ficou em 0,47%, abaixo do 0,60% registrado em fevereiro e inferior às projeções dos analistas do mercado, que previam uma alta de 0,50%. Mesmo assim, pela primeira vez desde novembro de 2011, o IPCA acumulado em 12 meses estourou o teto da meta de inflação perseguido pelo governo. O índice subiu 6,59% nesta conta – a meta de inflação do governo para este ano é de 4,5%, com margem de tolerância de dois pontos para baixo e para cima, ou seja, no limite, até 6,5%.

. Segundo matéria do jornal O Globo, no mês passado, os alimentos subiram 1,14% e tiveram o maior impacto na inflação, respondendo por mais de metade do índice (0,28 ponto percentual). Em 12 meses, acumulam alta de 13,48%. O grupo serviços, cujos preços têm subido devido ao mercado de trabalho aquecido, também tem pressionado a inflação e já registra alta de 8,37% nos últimos 12 meses. Em março, a alta dos serviços foi de 0,26%. O custo do empregado doméstico, que em fevereiro subiu 1,12%, teve aceleração, para1,53% no mês passado. Foi o maior impacto individual do mês, correspondendo a 0,06 ponto percentual do IPCA. Também ajudou a puxar a inflação a alta do etanol, de 3,55%.

STF coloca fim a regra de sigilo nas ações do tribunal

O STF decidiu, por 7 votos a 4, revogar a regra que mantinha sob sigilo o nome dos envolvidos em inquéritos e ações penais da corte. A regra foi imposta em 2010 pelo então presidente Cezar Peluso, hoje aposentado. A regra já havia recebido críticas de colegas. Para eles, o princípio constitucional da publicidade deve ser respeitado, cabendo sigilo somente em casos excepcionais.

EM PORTO ALEGRE, O MELHOR CHOPE E A MELHOR CERVEJA
WWW.BIERMARKT.COM.BR
Bier Markt, a partir das 18h30min
Vá conhecer na Barão do Santo Ângelo 497, ao lado do Leopoldina.
Agora, 24 torneiras de chope artesanal de várias partes do mundo, com barris alojados em câmera fria, servidos diretamente nos copos, sem serpentina. Cardápio diferenciado.
- Vá também na Castro Alves 452, três vezes seguidas
"A Melhor Carta de Cervejas", segundo Veja (2010, 2011 e 2012).

Deduragem de Dirceu compromete Dilma, mas coloca sob suspeição votos de Lewandowski, Toffoli e Rosa Weber

* Clipping Eliana Cantanhêde

Título original: Toma lá, vota cá

BRASÍLIA - Ao dizer que o ministro Luiz Fux tomou a iniciativa de prometer absolvê-lo caso ganhasse a vaga no Supremo Tribunal Federal, José Dirceu não deixa só Fux mal. Faz um mea-culpa, deixa outros ministros constrangidos e lança suspeitas sobre negociações nada republicanas do governo Dilma para nomear ministros do STF. Toma lá, vota cá? Dirceu, claro, declarou não acreditar que a promessa de absolvição tenha pesado para Dilma nomear Fux, mas a dedução lógica do que ele disse --aliás, de tudo o que vem sendo dito-- é que essa negociação valeu não só para Fux, mas para outros, desde o governo Lula. A diferença é que ele, em vez de absolver, condenou.

Já no julgamento, quando os ministros passaram a votar contra os réus, um atrás do outro, a ira nos bastidores do Planalto era dirigida particularmente a Fux, acrescentada de um adjetivo: traidor.
A ira se espalhou por Brasília, até em conversas de botequim. Veio a patética entrevista de Fux, também à Folha, admitindo sua maratona de gabinete em gabinete para realizar o sonho de chegar ao Supremo. Agora, vem a estratégica declaração de Dirceu, que acusa, confunde, tumultua e, principalmente, constrange.

Juntando as peças, desde os bastidores do Planalto até o disse que disse, passando pelo encontro de Lula com o ministro Gilmar Mendes (que se sentiu chantageado pelo ex-presidente para votar a favor dos mensaleiros), conclui-se que houve um movimento combinado para influir no julgamento. Ninguém ficaria sabendo, mas Fux roeu a corda e a verdade começou a emergir da raiva.

Ao admitir que pelo menos um ministro tinha combinado o voto antes, Dirceu deixa no ar que o Planalto agia assim e que outros ministros podem ter entrado no jogo. Logo, Dirceu tentou melhorar as coisas para ele, mas piorou para todo mundo. Principalmente para o governo que defende e para os ministros que votaram para salvá-lo no Supremo.
elianec@uol.com.br