Chicana de Eduardo Cunha x PT horroriza deputados. Osmar Terra e Osmar Serraglio são cotados para substitui-lo.

Com a ajuda dos deputados do PT, o presidente da Câmara, Eduardo Cunha, conseguiu melar a reunião do Conselho de Ética que iria votar o relatório de encaminhamento do pedido de cassação do deputado.

Em troca do apoio do PT, Eduardo Cunha prometeu blindar Dilma contra o impeachment.

No plenário da Câmara, houve forte reação contra a chicana de cunhistas e petistas. O plenário foi esvaziado.

Já se fala em substitutos para o deputado do PMDB. No Partido, crescem os nomes do gaúcho Osmar Terra e do paranaense Osmar Serraglio, que, aliás, também é gaúcho. Serraglio foi o relator da CPI do Mensalão, que abriu o período de inferno astral do governo Lula e do PT.

Deputado Osmar Terra pede decretação de situação de emergência para combater epidemia da microcefalia

O secretário da Saúde, João Gabbardo, mandou avisar ao editor, ainda há pouco, que concederá coletiva nesta sexta, 9 horas, para dizer o que fará o governo gaúcho.  

O editor conversou pouco depois do meio dia com o deputado gaúcho Osmar Terra, que esta manhã pronunciou um contundente discurso na Câmara, no qual defendeu a criação imediata de um comitê de de emergência que reúna o Ministério da Saúde, Forças Armadas, Polícia Militar, Civil, bombeiros, governos de estados e municípios para combater o mosquito aedes aegypti, transmissor do vírus zika, causador da microcefalia.

O deputado foi escolhido esta tarde como coordenador na Câmara do tema microcefalia

Osmar Terra (PMDB-RS), presidente da Frente Parlamentar da Saúde e da Frente Parlamentar Mista da Primeira Infância é ex-secretário da Saúde do Rio Grande do Sul durante oito anos, com experiência em crises como da dengue, gripe A H1N1 e febre amarela, o parlamentar fará a intermediação entre a Câmara dos Deputados e o Ministério da Saúde.

Terra propõe a criação de um comitê de emergência que reúna o Ministério da Saúde, Forças Armadas, Polícia Militar, Civil, bombeiros, governos de estados e municípios para combater o mosquito aedes aegypti, transmissor do vírus zika, causador da microcefalia.

O que ele disse:^

- Os casos aumentam diariamente, de forma assustadora.  Não houve e nem haverá tão cedo uma situação tão grave como essa. O governo deve se articular para responder, não só para tentar prevenir, e  esse é o grande esforço que o ministro da Saúde Marcelo Castro está fazendo —, mas também mobilizar e fazer gabinete de crise. Podemos ter casos de zika vírus em todo o Brasil, em pouco tempo. Precisamos de medidas drásticas, emergenciais, mobilizar todo o poder que o Estado brasileiro tem para destruir os focos, prevenir a contaminação, como, por exemplo, propaganda institucional diária na televisão, no rádio, nos jornais. É preciso orientar as gestantes a, se possível, adiarem a  gestação.

O parlamentar pediu que os municípios e estados decretem medidas de emergência: 


- Em alguns lugares, e eu vivi essa experiência com a dengue no Rio Grande do Sul, uma retroescavadeira e a Secretaria de Obras fazem mais do que a Secretaria de Saúde, eliminando os focos de mosquitos. Deve-se distribuir repelentes, colocar telas nas janelas, apoiar a população mais humilde, que não tem recurso para fazer tanto. Se isso não for feito, vai ser uma enorme tragédia para a saúde brasileira. 

Câmara votará na quarta o projeto que proibe o Uber em Porto Alegre

O projeto que proíbe serviços de transporte remunerado oferecidos por aplicativos, como é o caso do Uber, será votado pelo plenário da Câmara Municipal de Porto Alegre na próxima quarta-feira, dia 25. A  iniciativa é de autoria do vereador Clàudio Janta, do Solidariedade. Protocolada em julho, a proposta torna ilegal a utilização de carros particulares cadastrados em plataformas digitais com a finalidade de fornecer serviço similar ao que é prestado pelos taxistas - cuja atividade é disciplinada e fiscalizada pelo Poder Público Municipal.

Sobre o assunto, o Sintáxi enviou a a nota a seguir, que também reflete a posição do editor sobre o assunto, mas defende que as autoridades públicas mudem a legislação atual e regulem as atividades dos dois serviços, estabelecendo condições competitivas e comparativas isonômicas. 

NOTA OFICIAL DO SINTÁXI

O presidente do Sindicato dos Taxistas de Porto Alegre (Sintáxi), Luiz Nozari, entende que o aplicativo Uber concorre de forma desleal com o sistema que é regulamentado na capital.
A Lei Municipal nº 11.582, de 21 de fevereiro de 2014, que rege o sistema de táxi na capital gaúcha, diz que o serviço oferecido pelo aplicativo desenvolvido pela empresa norte-americana é ilegal.
“É necessário que a lei vigente seja respeitada e cabe à EPTC fiscalizar e aplicar as penalidades previstas para quem descumpri-la”, comenta Nozari.

MEC substitui FGV por UnB na avaliação de novas Faculdades de Medicina

O Ministério da Educação decidiu substituir a FGV pela Universidade de Brasílias na avaliação da capacidade financeira das instituições de ensino candidatas a implantar cursos de Medicina.

Ao todo, 36 cidades disputam o privil[égio.

No RS, Ijuí (Unijuí) e São Leopoldo (Unisinos) estão na lista.

A definição sobre novos cursos está suspensa por decisão do TCU. A Corte investiga denúncias dee favorecimento nas escolhas anteriores.

- As informações acima foram passadas hoje pelo deputado Darcisio Perondi.

PIB do Paraná já é maior do que o do RS, que foi expelido para o 5 lugar no Brasil.

CLIQUE AQUI para ler análise de Ricardo Bergamini sobre o assunto.

Há pelo menos dez anos o editor vinha advertindo em suas palestras e análises que o PIB do Paraná ultrapassaria o PIB do RS e isto acabou acontecendo agora, segundo dados de hoje do IBGE.

Veja os dados mais recentes, 2013:

PIB de cada Estado sobre o bolo nacional

- PR, de 5 para 4 lugar, 6,3% (R$ 332,8 bilhões)
- RS, de 4 para 5 lugar, 6,2% (R$ 331,1 bilhões)

Há apenas quatro anos o Paraná detinha apenas 5,8%. Enquanto isso, o Rio Grande do Sul estagnou nos 6,2%.

Estes deputados gaúchos ausentaram-se na votação dos aposentados

Estes deputados federais gaúchos ausentaram-se da votação do veto que prejudicou os aposentados: Danrlei de Deus, PSD; Paulo Pimenta, PT;Afonso Hamm e José Otávio Germano, PP; Marchezaqn Júnior, PSDB; Pompeo de Matos e Giovani Cherini, PDT; Renato Molling e Heitor Schuch, PSB.

A ausência de todos eles beneficiou o governo, facilitando a aprovação do veto.

Senadores gaúchos teriam votado pela derrubada do veto de Dilma ao projeto que beneficiava aposentados

O editor falou há pouco com o senador gaúcho Lasier Martins, que esclareceu por que razão o veto de Dilma ao projeto que beneficiava os aposentados não foi votado pelos senadores, ontem a noite, no Congresso:

- É que os votos da Câmara, por si sós, já tinham virado o resultado a favor do governo.

Os três senadores gaúchos - Lasier, Ana Amélia e Paulo Paim - votariam pela derrubada do veto.

Saiba quem foram os deputados que votaram a favor e contra os interesses dos aposentados

14 depuados federais do RS votaram contra e 9 ficaram com o governo na votação do veto aposto pela presidente Dilma Roussef ao projeto que visa valorizar o salário mínimo e beneficiar os aposentados.

A sessão ocorreu ontem a noite.

Da bancada de 33 deputados gaúchos, votaram 24. Apenas o deputado José Stédile, PSB, sustentou obstrução, não votando.

O editor buscou saber, esta manhã, como foi a posição de cada parlamentar, até porque os leitores em peso pediram isto desde ontem a noite:

Votaram com o governo, aprovando o veto que prejudicou os aposentados:
Afonso Motta, PDT; Bohn Gass, Henrique Fontana , Maria do Rosário e Pepe Vargas, PT; Darcísio Perondi Mauro Pereira e José Fogaça, PMDB; Luiz Carlos Busatto, PTB.

Os que ficaram contras o governo e votaram pelos aposentados
Afonso Hamm, Covatti Filho, Jerônimo Goergen, Luiz Carlos Heinze, PP; Ronaldo Noghueira e Sérgio Moraes, PTB; Onyux Lorenzoni, DE}M; Marco Maia e Marcon, PT; João Derly, Rede; Carlos Gomes, PRB; Osmar Terra e Alceu Moreira, PMDB.

CLIQUE AQUI para verificar a posição dos deputados de cada Estado.

Taxa de desemprego de outubro foi a maior desde 2007

A taxa de desemprego apurada nas seis principais regiões metropolitanas do Brasil ficou em 7,9% em outubro de 2015,

Avançam negociações para conduzir o PTB para a base aliada de Sartori

O governo Sartori está convencido de que a bancada estadual do PTB convencerá seu presidente estadual, Luiz Carlos Busatto, da necessidade de compor a aliança que já é maioria na Assembléia.

Na terça-feira, o líder Alexandre Postal, PMDB, almoçará com a bancada.

A reunião foi pedido do líder.

Governo Sartori tentará votar na semana que vem os projetos de orçamento, Banrisul Seguros e Cartões, mais LRFE

Ao lado, o líder do governo Sartori.

O deputado Alexandre Postal, líder do governo na Assembléia do RS, disse esta manhã ao editor que tentará votar antes do recesso de final de dezembro pelo menos quatro projetos relevantes enviados pelo Piratini:

- A proposta orçamentária do ano que vem.
- A criação da Banrisul Cartões.
- A criação da Banrisul Seguros
- A Lei de Responsabilidade Fiscal Estadual

O governo também conclui o que chama de sexta etapa do seu Ajuste Fiscal Gaúcho, cujos projetos serão protocolados para votação na convocação extraordinária de 29 e 30 de dezembro.

Muitos bancos cancelam operações de leasing no Brasil

Muitos bancos resolveram travar suas operações de leasing. Isto aconteceu há dois meses. Os maiores prejudicados são os clientes que faziam este tipo de negócio para adquirir automóveis.

A decisão dos bancos ocorreu depois que o governo resolveu taxar como ativos imobilizados todos os bens lisados.

Outro sócio do Grupo Schain faz delação premiada e também incrimina Lula e o PT.

O empresário Salim Schahin, um dos sócios do Grupo Schahin, é o mais novo delator da Operação Lava-Jato. O juiz Sérgio Moro homologou o acordo na terça-feira. Aos investigadores, Salim esclareceu as condições do empréstimo de R$ 12 milhões ao pecuarista José Carlos Bumlai, amigo do ex-presidente Lula e disse que a dívida nunca foi paga. A defesa de Bumlai afirma que pagou o empréstimo com sêmen de boi.

O jornal O Globo de hoje faz esta e outras revelações na edição de hoje. Leia tudo:

O empréstimo entre Bumlai e o grupo Schahin foi citado pela primeira vez pelo delator Eduardo Musa, ex-gerente da Petrobras. Ele afirmou que ouviu do ex-diretor da área Internacional da estatal, Nestor Cerveró, que o empréstimo do banco serviu para quitar uma dívida da campanha à reeleição do ex-presidente Lula (PT). Como forma de compensação, o Grupo Schahin fechou contrato de US$ 1,6 bilhão com a Petrobras para operar a sonda Vitória 10.000.

Salim Schahim é pai de Carlos Eduardo Schahin, que presidiu o banco da família e foi condenado em julho do ano passado por manter recursos não declarados em uma offshore nas Ilhas Virgens Britânicas. A instituição acabou sendo vendida ao BMG em 2011. A gestão do banco acabou criando atritos entre os irmãos Salim e Milton Schahin, pai de Fernando Schahin, responsável pelos empréstimos do banco e quem teria intermediado o repasse a Bumlai

Outros integrantes do Grupo Schahin também negociam acordo de delação premiada com o Ministério Público Federal, entre eles ex-executivos do banco.

CLIQUE AQUI para ler a versão integral. 

Justiça manda 300 ativistas desocuparem prédio público da zona central de Porto Alegre

A foto ao lado é de Caroline Ferraz, Sul21, disponibilizada nas redes sociais.

A Justiça determinou que as famílias que participam da ocupação de um prédio na esquina das ruas General Câmara e Andrade Neves, zona central de Porto Alegre, pertencente ao governo do Estado, terão 72 horas para deixar o local.  A ocupação foi feita por 300 pessoas no último final de semana.

As 98 famílias não querem saber do programa federal petista Minha Casa, Minha Vida.

De acordo com a Procuradoria Geral do Estado (PGE), a decisão de entrar com uma ação de reintegração de posse foi tomada na segunda-feira (16) e a liminar foi emitida pelo juiz Rogerio Delatorre, da 7ª Vara da Fazenda Pública de Porto Alegre na terça-feira. 

Na tarde desta quarta, a ocupação recebeu a visita de deputados da oposição ao governo estadual, no caso Jeferson Fernandes (PT), Pedro Ruas (PSOL) e Junior Piaia (PCdoB).

Opinião do editor - O jogo político mudou novamente de mãos

Os prolongados trabalhos de ontem a noite no Congresso, demonstraram que mesmo a duras penas, o governo Dilma conseguiu destravar a chamada pauta-bomba que vinha sendo patrocinada pelo presidente da Câmara, Eduardo Cunha. O ambiente político mudou visivelmente.  Isto aconteceu porque o governo e seus aliados, com a ajuda do Procurador Rodrigo Janot e do ministro Teori Zavascki, emparederam o próprio Cunha, que então foi obrigado a recuar e buscar acordo para salvar a própria pele, abandonando o protagonismo que ajudou a manter acesas as consignas pelo impeachment de Dilma. O que vai acontecer daqui para a frente, dependerá muito menos do ambiente parlamentar e das ruas, ambos esvaziados nas tentativas de mobilizar os brasileiros para derrubar o governo e acabar com a corrupção pela via política. O jogo voltou para as mãos do MPF e da PF do Paraná, mas principalmente para as mãos da mídia e do juiz Sérgio Moro, sobre os quais a nomenklatura petista moverá céus e terra para esquartejá-los e com isto destroná-los. 

Polícia Federal conclui laudo compovando que carros de luxo de Collor foram comprados com dinheiro sujo da Petrobrás

Laudo da Polícia Federal anexado ao processo contra o senador Fernando Collor (PTB-AL) no Supremo Tribunal Federal aponta os indícios de que os carros de luxo apreendidos na casa do parlamentar em operação da PF foram comprados parcialmente com dinheiro de propina. As informações são do jornal Folha de S. Paulo. 

A seguir, material copidescado pela Veja no seu site desta manhã. Leia tudo:

Em agosto, Collor foi um dos primeiros políticos com mandato denunciados pela Procuradoria-Geral da República ao STF por envolvimento no petrolão. Ele é acusado de corrupção e lavagem de dinheiro.


Collor também é alvo de outros dois inquéritos no âmbito da Lava Jato, o mais recente foi aberto na semana passada. Nesta quarta-feira a PGR enviou mais dois pedidos de abertura de inquérito no âmbito da Lava Jato contra o senado

CLIQUE AQUI para ler tudo. 

Sartori recebe Pezão para almoçar

O governador Sartori receberá as 11h seu colega do Rio, Luiz Carlos Pezão. Ambos são do PMDB. A pauta anunciada não tem a menor importância, o que significa que a visita de Pezão tem outro objetivo além do que foi anunciado pelo Piratini, no caso uma troca de informações e expertises na área de TI. Depois do almoço, 14h, uma coletiva de imprensa ajudará a esclarecer o que houve.

Nesta terça, estava programada a visita de outro governador do PMDB, o do Espírito Santo, Paulo Hartung, que acabou não aparecendo. O Piratini não explicou o que houve.

Polícia e Receita do RS inicia desmonte de esquema de sonegação que pode chegar a R$ 178 milhões

A idéia é desmontar um esquema responsável por R$ 178 milhões em notas fiscais frias.

No inícvio desta manhã, fiscais estaduais e policiais civis deflagraram a Operação Dariba II, cujo objetivo é desmantelar uma quadrilha existente no ramo de tecidos e vestuários, que emitiu R$ 178 milhões em notas frias nos últimos dois anos. A Receita Estadual começou as investigações depois que descobriu a inscrição de empresas fantasmas.

São cumpridos 18 mandados de busca e apreensão, além de 15 mandados de condução coercitiva em Porto Alegre, Arambaré, canoas, Ifgrejinha, Novo Hamburgo, São Sebastião do Caí e Sapucaia do Sul, São Paulo, Limeira e João Neiva, esta no Espírito Santo. Em SP e ES, há apoio policial local.

- Dariba significa "imposto", na língua árabe.

CPI devassará fontes de uso de dinheiro público pelo MST

O presidente da CPI do Incra e da Funai, deputado Alceu Moreira, PMDB do RS, prometeu ontem que a Câmara fará uma devassa completa na irrigação de dinheiro público para as contas do MST.

O vice-presidente da CPI é o também gaúcho Luiz Carlos Heinze, PP.

Programa Brasil Profissionalizado criado por Tarso no governo Lula acaba em fraudes bilionárias

Passou praticamente batida no R, a reportagem apresentada domingo a noite no programa Fantástico, Rede Globo, na qual o jornalista Giovani Grizotti, RBS, ajudou a mostrar o descontrole do bilionário programa de incentivo ao ensino profissionalizante no País.

O repórter gaúcho denunciou que escolas técnicas do RS receberam equipamentos superfaturados de má qualidade e que não servem para as aulas. As compras foram feitas através dos chamados pregões eletrônicos, considerados até então a forma mais segura de licitação.

A reportagem teve acesso a uma investigação sigilosa da Controladoria Geral da União, que apurou todas as compras, confirmando superfaturamento. O Ministério Público Federal também investiga o caso.

A situação da Escola Parobé, a maior do Estado, é uma das denunciadas. 

O Programa Brasil Profissionalizado foi criado pelo Ministério da Educação em 2007, quando era ministro o governador Tarso Genro. Eliezer Pacheco, que o ajudou a formatar e implementar o programa, disse na ocasião que a idéia era estimular o Ensino Técnico no Brasil. No Rio Grande do Sul, foram liberados R$ 16 milhões em equipamentos para aulas práticas em 39 escolas de 34 municípios.

Visitas a algumas dessas cidades por parte de Giovani Grizzoti, mostraram que há aparelhos de custo elevado estragando em depósitos improvisados. Quanto a algumas máquinas, os professores nem sabem para que servem, e nem funcionam. É o caso da Escola Parobé, em Porto Alegre, a maior do estado, que recebeu R$ 1,6 milhão em equipamentos. "A maioria dos equipamentos é muito antigo. Alguns têm 60 anos, outros têm 70 anos. E são equipamentos que vêm trabalhando ano a ano com condição de manutenção não muito condizente, precária", diz o professor de mecânica Sérgio Merlin. O programa do Ministério da Educação enviou para a escola uma caldeira de vapor nova, porém inútil. "Caldeira geradora de vapor serve para movimentar equipamentos que funcionam a vapor, tipo lavanderias, máquinas de cozinhas industriais, que nós não tempos aqui, não tem utilização realmente... Sem nenhuma utilidade", conta o professor de mecânica Fernando Alves da Silva. "Nós não temos o curso de caldeireiro aqui. Com o dinheiro dessa caldeira, avaliada em mais de R$ 30 mil, poderíamos equipar as aulas de soldagem", completa. No curso de construção civil, foi identificado superfaturamento. Carrinhos de mão custaram 630% mais caro. "No mercado aqui de Porto Alegre é na base de R$ 70, R$ 80 a unidade. Vieram na época por R$ 700", diz o diretor da escola Parobé, Luiz Carlos de Oliveira, que acrescenta que os equipamentos ainda são de má qualidade. "são muito fraquinhos".

CLIQUE AQUI para saber mais e examinar video produzido por Grizotti.

Bordignon perde de novo no STJ. Candidatura do petista em Gravataí fica mais comprometida.

Agora, só apelando a Deus. 


O ex-deputado Daniel Bordignon, PT, perdeu o último recurso que poderia livrá-lo da perda dos direitos políticos e da multa milionária imposta pelo juiz de primeiro grau, tudo no âmbito da ação de improbidade que respondeu em Gravataí.

Ele perdeu tudo nos primeiro e segundo graus, como também no STJ, onde esta semana acabou fulminado seus desesperados embargos de declaração.

A decisão do STJ poderá sepultar a candidatura de Bordignon à prefeitura de Gravataí, Grande Porto Alegre.

TCU começa a investigar dívida do RS com a União

O Tribunal de Contas da União começou ontem a investigar a dívida do governo do RS com a União, atendendo pedido do governo Sartori.

TCE fulmina mudanças "subjetivas" de Tarso para promoção de coronéis da Brigada

Lorenzon: linguagem rebuscada e oblíqua para fulminar ilegalidade do governo Tarso Genro. 


O Tribunal de Contas do RS manteve ontem a medida cautelar que cortou o passo de promoções de coronéis tocadas por Tarso Genro no apagar das luzes do seu governo. Os conselheiros tomasram a decisão por unanimidade, por entenderem que houve ilegalidade no processo das promoções.Uma equipe técnica do TCE-RS, que atuou na inspeção especial instaurada após denúncia recebida, havia solicitado a medida cautelar.A inspeção do Tribunal analisou o processo de revisão das promoções. Nesse trabalho foi verificada a sequência de ascensões concedidas desde 2012.

Em trecho do seu voto, o relator, conselheiro AlgirLorenzon afirma:

- Revisões de promoções, construídas ao desamparo da legislação aplicável e sem o aventado suporte judicial, a revelar flagrante instabilidade do atual quadro de acesso de oficiais da corporação.

Tarso Genro havia introduzido critérios bastante subjetivos para garantir a promoção de coronéis. 

Senadores e deputados garantem veto sobre financiamento empresarial para campanhas eleitorais

A análise dos vetos começou na noite dessa terça-feira, quando oito decisões de Dilma foram mantidas, entre elas a que barrava o reajuste do Judiciário e a melhoria nas revisões anuais das aposentadorias, que só terão reajuste pela inflação. 

O Congresso manteve ontem a noite o veto da presidente Dilma Rousseff ao financiamento empresarial de campanhas eleitorais. Foram 220 votos para derrubar o veto, contra 190, mas eram necessários 257. Dilma também perdeu o veto sobre a renegociação das dívidas dos Estados. 

Em agosto, Dilma sancionou a reforma política com o veto ao financiamento de políticos e partidos por empresas. Com isso, as doações eleitorais só são permitidas para pessoas físicas. 

Dia será de novo instável no RS, mas chuvas só ocorrerão esporadicamente

Neste momento, 7h08min, não chove em Porto Alegre, mas nuvens espessas cobrem a cidade e cerração pesada ocorre em bairros como Petrópolis, mas o sol poderá surgir com força em alguns momentos. Nesta quinta-feira, este cenário poderá piorar. Ele é o mesmo em todo o RS. 

Ar quente e úmido de origem tropical com pressão atmosférica pode gerar fortes áreas de instabilidade. 

No decorrer desta quinta-feira, segundo a Met Sul,  o sol deve aparecer com nuvens na maioria das áreas, proporcionando jornada mais uma vez de tempo quente e abafado. 

As mínimas rondarão os 16°C em São José dos Ausentes e os 17°C em Vacaria. As máximas, por sua vez, devem chegar a 30°C em Santa Cruz do Sul. Em Porto Alegre, os termômetros variam entre 20°C e 30°C.