PT vai à Justiça Eleitoral contra video falso no qual Lula apóia Marina

No sentido do relógio: Rui Falcão, Lula, Marina do PSB e Marina do PT.

O presidente do PT, Rui Falcão anunciou que partido entrará com representação na Justiça Eleitoral e no Ministério Público contra o vídeo fraudado em que o ex-presidente Lula pede votos para a presidenciável Marina Silva (PSB).

. O PT acha que é obra de marineiros.

. Na mensagem eletrônica original o petista apoia a candidata ao Senado por Goiás Marina Sant'Anna, do PT e não Marina, do PSB.

. "O vídeo de hoje, que tem Lula apoiando Marina do PSB, é uma fraude", disse Falcão. A legenda também pediu ao Google para retirar peça do ar. A empresa tem 24 horas para identificar responsável pela publicação.

. Diz Lula na propaganda:

 - Eu conheço a Marina há trinta anos, ela é a mais preparada para levar adiante os programas sociais do governo.

CLIQUE AQUI para examinar o vídeo original. 

Neste video, a madrasta ameaça matar Bernardo. O pai, presente, tenta aplacar filho e madrasta.

Vazou a íntegra — áudio e imagem — da gravação, que no total tem 28 minutos, de uma briga familiar em que Bernardo Uglione Boldrini, 11 anos, recebe veladas ameaças da madrasta Graciele Ugulini, em casa, emTrês Passos. O julgamento das assassinas já começou.

. As imagens mostram que, quando o menino começou a gritar por socorro, o casal — Graciele e Leandro Boldrini — estava no quarto, com a meia-irmã de Bernardo.

. São imagens e sons recuperados pela perícia técnica.

. É tudo muito forte.

. O pai não ameaça o menino, tenta aplacar os ânimos entre o filho e a madrasta, mas esta faz ameaças seguidas de morte. Ela acabou matando Bernardo.

. O vídeo do link saiu no Jornal Hoje, Globonews. CLIQUE AQUI para ver e ouvir.

Mantega mente ao dizer que não há falhas no calendário de repasses de recursos dos programas sociais à Caixa.

Arno ajudou a pedalar no governo Olívio, quando ajudou-o a quebrar o Estado. 

Nesta reportagem de Leandra Peres e Edna Simão, jornal Valor, fica claro que mentem o ministro da Fazenda Guido Mantega, e o secretário do Tesouro, Arno Augustin, que defenderam as operações de repasses de recursos para o pagamento de benefícios sociais pela Caixa Econômica Federal. O editor possui informações juradas de que a Caixa atrasou 10 dias o depósito do dinheiro do PIS para que as empresas gaúchas fizessem o repasse aos seus trabalhadores.

. Leia as explicações do governo:

Na visão do chefe do Tesouro, as análises por órgãos de controle são normais e aprofundadas. Mostrando irritação, Augustin disse que certamente não serão investigações genéricas, mas objetivas, concretas e  baseadas em procedimentos e "não com o termo jocoso como o que a jornalista usou". A pergunta foi feita ao secretário do Tesouro referindo-se a "pedaladas fiscais".

© 2000 – 2014. Todos os direitos reservados ao Valor Econômico S.A. . Verifique nossos Termos de Uso em http://www.valor.com.br/termos-de-uso. Este material não pode ser publicado, reescrito, redistribuído ou transmitido por broadcast sem autorização do Valor Econômico. 

CLIQUE AQUI para ler mais. 

No JN, ao falar sobre o jatinho sujo que usou na campanha, Marina confessou: "Eu não sabia de nada"

As 22h, Marina foi entrevistada por Renata Lo Prete na Globonews (foto ao lado). Sua entrevista foi evasiva. Perguntada sobre falta de quadros para governar, ela disse que procuraria os melhores nomes do PT e do PSDB para ajudar o PSB. 

Marina Silva (PSB) enfrentou seu mais duro momento nesta quarta-feira desde que entrou na disputa, após a morte de Eduardo Campos num acidente aéreo, no dia 13 de agosto, porque entrevistada na bancada do Jornal Nacional, ela não conseguiu explicar o empréstimo do jato usado por Campos durante a campanha – a Polícia Federal investiga se a aeronave foi comprada com dinheiro de caixa dois empresarial ou do PSB.

. O que ela disse:

- O Comitê pagará as despesas. Sobre laranjas que seriam proprietários do jatinho, eu não sabia de nada.

. William Bonner não perdoou e lembrou que Lula também disse o mesmo quando estourou o escândalo do mensalão.

. As quatro primeiras perguntas foram dedicadas ao tema, o que deixou a candidata visivelmente incomodada. Pressionada, Marina tentou dar uma nova roupagem à nota vazia divulgada nesta semana pelo PSB, segundo a qual o avião foi emprestado por empresários para a campanha e o pagamento pelo uso seria feito mais tarde. "Nós tínhamos a informação de que era um empréstimo, cujo ressarcimento seria feito no prazo legal, o que, segundo a Justiça Eleitoral, pode ser feito até encerramento da campanha", disse a ex-senadora.

. Oficialmente, o jato Cessna Citation 560XL estava no nome do grupo AF Andrade, cujos proprietários negavam relação com Campos.

. Até uma peixaria desativada está registrada como uma das donas do avião.

. Marina minimizou o conflito de opiniões com seu vice, o deputado federal Beto Albuquerque, sobre temas como cultivo de transgênicos e células troncos embrionárias, temas sobre os quais seu companheiro de chapa votou favoravelmente na Câmara. Boner lembrou que Beto recebeu dinheiro até do fabricante de armas Taurus para sua campanha. Marina disse que ela e Beto são pessoas diversas. No caso dos transgênicos, ela avisou que não é contra este tipo de semente, mas quer que ela coexista com as sementes naturais. 

Ana, Tarso, Sartori e Vieira debatem esta noite na Band TV

A Band realiza hoje o primeiro debate entre os candidatos a governador na TV aberta. A partir das 22h15, estarão frente a frente, pela ordem de localização no estúdio, João Carlos Rodrigues (PMN), Vieira da Cunha (PDT), Tarso Genro (PT), José Ivo Sartori (PMDB), Roberto Robaina (PSOL) e Ana Amélia Lemos (PP).

. Com duração de duas horas, o debate será mediado pelo jornalista Oziris Marins e mobilizará uma equipe de cerca de cem pessoas do Grupo Bandeirantes de Comunicação. “O confronto direto e os temas livres são uma prioridade na linha editorial dos debates da Band”, comenta Renato Martins, diretor de jornalismo da Band. “A ideia é fazer um programa de televisão com conteúdo para o eleitor, mas com uma dinâmica atraente para o telespectador em casa”, acrescenta.


. A Band RS realiza novo debate, para o Senado, em 18 de setembro. Caso haja segundo turno, um novo debate com os candidatos a governador está previsto para 9 de outubro

Abicalçados propõe linha de financiamento para estabilizar fluxo com Argentina

A Associação Brasileira das Indústrias de Calçados (Abicalçados) reforça a necessidade de criação de uma linha de financiamento do Governo Federal para a estabilização do comércio com a Argentina. Conforme a entidade, além de garantir o fluxo de pagamentos aos exportadores brasileiros, a medida elevaria o Brasil na condição de parceiro econômico do país vizinho, que luta para evitar a deterioração das suas parcas reservas internacionais através de medidas restritivas às importações. “A possibilidade já foi levada ao Governo Federal, mas até o momento não obtivemos retorno”, conta o presidente-executivo da Abicalçados, Heitor Klein. Para o executivo, a criação de uma linha de financiamento pelo governo brasileiro asseguraria a já consolidada posição dos produtos nacionais no mercado argentino, em contraponto ao crescente ingresso dos asiáticos, que já vêm aplicando o mecanismo de forma a manter o volume de seus embarques. “A Argentina é um caso de sucesso de inserção de marca do calçado brasileiro. Talvez o mais significativo em âmbito mundial”, ressalta.

Prejuízos
De janeiro a julho as receitas das exportações de calçados para a Argentina chegaram a US$ 44 milhões, 35% menos do que no mesmo período de 2013. 
. O resultado já é sentido pelo setor, que tem na Argentina, ainda, o segundo principal destino dos embarques – atrás apenas dos Estados Unidos. 
. Segundo levantamento do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), a indústria calçadista perdeu 10 mil postos de trabalho nos sete primeiros meses de 2014 – no comparativo com igual período de 2013. 

64% dos leitores acham que Aécio foi o melhor no debate da Band TV

64% dos leitores desta página acham que Aécio Neves foi o melhor no debate da Band TV, terça-feira a noite, seguido de Marina Silva, 19%, e Dilma, 6%. Confira os resultados:

Aécio Neves
  192 (64%)
Dilma Rousseff
  19 (6%)
Eduardo Jorge
  5 (1%)
Pastor Everaldo
  7 (2%)
Levy Fidelix
  10 (3%)
Luciana Genro
  7 (2%)
Marina Silva
  57 (19%)


Saiba quais são as 10 maiores empresas do Sul do País

As 10 maiores empresas do RS segundo divulgou hoje a revista Amanhã, são as seguintes:
Gerdau, Banrisul, Sicredi, Lojas Renner, Randon, CEEE, Marcopolo, SLC, Grendene e RGE.

. A revista reuniu 60 jornalistas do  Paraná, SC e RS, para apresentar sua publicação anual !"500 Maiores do Sul", que produz há 24 anos em conjunto com a PwC. O RS lidera o conjunto com 202 empresas, seguido pelo Paraná, 182, er Santa Catarina, 116.

As maiores do Sul são:
Gerdau, BRF Brasiil Foods, Bunge Alimentos, Copel e Controladas, HSBC, Renault, GVT, Grupo Web, Tractebel e Banrisul.

. Apenas duas são do RS. Paraná e SC integram a lista com quatro empresas cada Estado. 


Governo prevê em 2015 salário mínimo de R$ 788,06

Aumento de 8,8% terá impacto de R$ 22 bilhões no Orçamento federal. Previsão do governo para crescimento do PIB no ano que vem permanece em 3%.

Ex-marido de Dilma, o primeiro, lembra:"Éramos socialistas. Eu sou até hoje".

Depois que chegou a Porto Alegre, arranjou um emprego na Assembléia e depois foi para a FEE como servidora concursada, onde se aposentou, Dilma Roussef passou a viver com o advogado Carlos Araújo, com quem teve a filha Paula.

. Durante todos os anos em que viveu em Porto Alegre, até se separar de Carlos e mudar para Brasília, onde foi colaborar no programa de governo de Lula, Dilma usou o sobrenome Linhares. Ela sempre foi conhecida no RS como Dilma Linhares. Mudou para Roussef, seu nome de família, muito mais tarde, já no Planalto Central.

. Até hoje pouca gente sabe de onde vem o sobrenome Linhares. Pois vem do primeiro marido dela, Claudio Galeno Linhares, com quem iniciou sua carreira como terrorista da VAR Palmares, instrutora da cadeira de marxismo na organização.

. Dilma Roussef nem se refere ao jornalista no currículo disponível na Presidência.

. A entrevista a seguir, ganha importância por causa de todas as lacunas na biografia da presidente.

. Claudio Galeno confirma que foi socialista, termo que os comunistas preferem ao termo comunista, e que continua socialista até hoje, dando a entender que sua ex-mulher já não tem a mesma posição.

. Com um longo passado na luta armada, o jornalista Cláudio Galeno Linhares, que hoje vive na Nicarágua, conta como conheceu a militante do movimento estudantil e hoje presidente Dilma Rousseff, com quem se casou; "A gente acreditava que deveria haver uma revolução democrática do país. Tínhamos de mudar a forma de governo", afirma. Segundo ele, contato com Dilma, que depois se casou com Carlos Araújo, é próximo até hoje;.

CLIQUE AQUI para ler a entrevista completa para Swissinfo.

Presidenciáveis farão novo debate no SBT, segunda-feira a tarde

O debate de segunda-feira no SBT será as 16h15min em São Paulo. 

Caiu 13,1% abertura de novas empresas no Brasil

No primeiro semestre de 2014 foram abertas 240.282 novas empresas no Brasil, representando uma queda de 13,1% em comparação a igual período de 2013, quando foram abertos 276.375 novos empreendimentos, de acordo com o Empresômetro, ferramenta do Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação- IBPT, que monitora a geração de novos negócios no país. O levantamento não inclui os Microempreendedores Individuais – MEIS.

.A indústria foi o setor que teve maior impacto negativo, com queda de  20,3 % no número de estabelecimentos criados no período, em relação a 2013, seguido pelo comércio, com - 16,4% e pelo setor de  serviços, com -10,6%. Por outro lado, o setor financeiro foi o único que apresentou crescimento de 2,8% no número de novos negócios em 2014, em relação ao período de janeiro a junho do ano passado. 

- O estudo completo, divulgado pelo IBPT nesta quinta-feira, 28, está disponível no site www.ibpt.org.br.

Tarso Genro diz na Carta Capital que RBS quer tomar de assalto o governo do RS

Na entrevista a seguir para Carta Capital, editada por Mino Carta, jornalista alinhadíssimo com o PT e o governo Lula, o governador do Rio Grande do Sul, Tarso Genro (PT)  diz que espera melhorar nas pesquisas com o início do horário eleitoral.

Leia tudo:

A reportagem e entrevista é de Piero Locateli e publicada por CartaCapital, 27-08-2014.

Em entrevista a Carta Capital, Genro fez críticas ao grupo RBS, emissora gaúcha afiliada da Rede Globo. “Há uma marcada sensação política de que eles querem ocupar o estado diretamente, e não mais por terceiros”, diz o governador, referindo-se a Ana Amélia e Lasier Martins, que é líder na disputa ao Senado. Ambos são ex-jornalistas da emissora. Tarso ainda cobrou uma postura unitária do PT em temas como a reforma política, a taxação de grandes fortunas e a votação de um marco regulatório da mídia.

A entrevista faz parte de uma série com os candidatos do estado. Na terça-feira 26, foi publicada a entrevista com Ana Amélia. Ainda serão publicadas as entrevistas com os dois candidatos mais bem colocados na disputa ao Senado Federal, Olívio Dutra (quinta 27) e Lasier Martins (sexta 28).
Eis a entrevista.

O senhor aparece empatado tecnicamente com a candidata Ana Amélia, numericamente atrás dela, na pesquisa Ibope. Na pesquisa do Instituto Methodus, aparece atrás dela. A que o senhor atribui esse resultado nas pesquisas?

Pelo que sabemos, o Instituto Methodus é ligado ao PP aqui no RS. E a metodologia que eles usam é muito prejudicial, semelhante à da Datafolha. Há pesos diferentes para regiões do estado, que têm maior ou menor volume de voto. E o Ibope considera que a região metropolitana no estado tem 42% dos votos, e isso reporta tradicionalmente todas as pesquisas que deram certo no estado.

Falanges de militantes do PT invadem espaço exclusivo de Aécio-Ana na Esquina Democrática

Apesar de deter o mando de campo nesta quinta-feira, os militantes da campanha de Aécio e Ana Amélia, da coligação PP-PSDB-SDD, não conseguiram alcançar com segurança os eleitores que compareceram ao meio dia desta quinta-feira na Esquina Democrática, Porto Alegre.

. As fotos ao lado mostram a invasão de cabos eleitorais pagos da
campanha do PT, que dividiram ao meio as colunas adversárias, em meio a provocações.

. Uma das falanges petistas mais exaltados foi da deputada Ana Afonso, cunhada do presidente do Partido dos Trabalhadores, Ary Vannazi.

. O caso poderá ser denunciado ao Ministério Público Eleitoral, porque o espaço de hoje estava reservado com exclusividade para a coligação Aécio-Ana Amélia.

- Os candidatos do PT espraiaram suas propagandas por todos os bairros de Porto Alegre, dominando a cena urbana com cartazes e cavaletes em grande profusão. O clima eleitoral tem radicalizado o enfrentamento político no RS, que cresce à medidas que consolida-se a vantagem da senadora Ana Amélia para o governo estadual.

Oi lança novos planos pós-pagos com 4G em todos os pacotes

A Oi agora conta com a tecnologia 4G LTE em todos os planos de entrada de pós-pago. A operadora anunciou nesta segunda-feira, o lançamento das ofertas Internet Pra Celular, destinado a handsets, e Internet Móvel, destinado a modems e tablets.

. Os planos, que serão oferecidos também para o bundle Oi Conta Total (com telefone e banda larga fixos, além da linha móvel), possuem ainda acesso ilimitado aos mais de 800 mil hotspots do Oi WiFi (70 mil no RS – crescimento de 62% de janeiro a junho).

. Para o lançamento, a Oi realiza uma promoção ao dar ao cliente 5 GB de franquia nos três primeiros meses para quem contratar o plano Oi Internet Pra Celular 2 GB, com o valor, também promocional, de R$ 39,90 por mês.

. As franquias de dados vão de 300 MB (R$ 19,90/mês) a 5 GB (R$ 59,90/mês). Já os planos Oi Internet Móvel vão de 500 MB (R$ 29,90/mês) a 10 GB (R$ 99/mês) com descontos em mini modems 3G, 4G ou tablets.

. A empresa oferece ainda descontos em aparelhos em certas ofertas de planos. A promoção é válida até o dia 17 de novembro. Na região Sul a Oi conta com cobertura 4G nas cidades de Porto Alegre (RS), Florianópolis, Joinville (SC), Curitiba e Londrina (PR).

Decreto de Eduardo beneficiou comprador do jato que ele e Marina usaram em campanha

Marina e o jato para chamar de seu.

Os repórteres da Agência Estgado informam hoje que uma das empresas apontadas como a compradora do jato Cessna usado pela campanha do PSB à Presidência da República foi beneficiada por um decreto assinado por Eduardo Campos. Como governador de Pernambuco, Campos ampliou incentivos fiscais concedidos à Bandeirantes Companhia de Pneus LTDA, na época Bandeirantes Renovação de Pneus. O ato de Campos retirou limites de importação de pneus à empresa que haviam sido definidos pelo governo anterior ao dele. O jato Cessna caiu em Santos no início deste mês matando Campos e outras seis pessoas. Nas últimas semanas, a AF Andrade, oficialmente dona da aeronave, informou ao órgão regulador da aviação que vendeu o jato para um grupo de empresários de Pernambuco. Com a ajuda da Polícia Federal, a Anac tenta descobrir quem são os verdadeiros donos da aeronave. O decreto assinado por Campos foi publicado em 24 de setembro de 2011 e altera incentivo concedido à empresa pelo governador José Mendonça Filho em 2006 que impôs limites para a empresa importar pneus para veículos e máquinas industriais (até 4.000 unidades); pneus para máquinas agrícolas ou florestais (4.000 unidades) e pneus para veículos diversos (até 5.000 unidades). O decreto de Eduardo Campos retirou todos os limites. O governo de Pernambuco foi procurado nesta quarta-feira pela reportagem e afirmou que irá se manifestar sobre o tema amanhã.

. A Bandeirantes Companhia de Pneus LTDA está em nome de Apolo Santa Vieira. Ele teria comprado a aeronave em sociedade com o empresário pernambucano João Carlos Lyra de Melo Filho que, em maio do ano passado, assinou compromisso de compra da aeronave e indicou as empresas Bandeirantes e BR Par para assumir dívidas junto à Cessna.

. O jornal O Estado de S. Paulo revelou que Viera é réu em um processo por sonegação fiscal na importação de pneus, via porto de Suape (PE), que gerou um prejuízo de R$ 100 milhões aos cofres públicos. Sua antiga empresa, a Alpha Pneus, e outras, recorrem em segunda instância. A Bandeirantes foi criada em 2004, em Jaboatão dos Guararapes (PE), e funciona em um galpão de médio porte. A reportagem localizou uma movimentação de importação financiada registrada pelo Banco Central, em dezembro de 2010, de 1,4 milhão de dólares, via banco Ilhas Cayman e Banco Safra. O PSB afirmou, em nota, que o avião foi emprestado para a campanha de Eduardo Campos. O partido não se manifestou sobre suspeitas de que o avião foi comprado com caixa dois. (Andreza Matais, AE)

Entenda tudo sobre a crise do setor elétrico e suas negras perspectiva

CLIQUE em cima da imagem para ampliar e examinar os resumos extraordinariamente didáticos sobre o setor e seus problemas. 

Nesta reportagem, intitulada "Fios desencapados no setor elétrico", o repórter Fernando Jasper abre a caixa preta do setor elétrico brasileiro e a crise que já enfrenta, com desenho negro sobre o que nos espera.

. Leia tudo:

. Cerca de 75% do consumo de energia no Brasil ocorre no mercado regulado, ou cativo. Nele, as tarifas são definidas anualmente pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), e o consumidor só pode comprar energia da concessionária de sua região. O restante do consumo está no mercado livre, exclusivo para grandes consumidores, que podem escolher seu fornecedor e com ele negociar preços.

É um disparate econômico ter dois mercados operando com regimes de suprimento e preços sem conexões diretas”, diz Adilson de Oliveira, da UFRJ, para quem o modelo híbrido é um “monstrengo”. A saída, avalia, é eliminar o mercado cativo e “libertar” todos os consumidores. Joisa Dutra, do Centro de Regulação da FGV, também defende a expansão do ambiente livre. “Dar direito de escolha ao consumidor promove eficiência e preços melhores”, afirma.

Nem todos pensam assim. Luciano Dias Losekann, professor da Universidade Federal Fluminense (UFF), vê com bons olhos a organização do mercado cativo, com distribuidoras comprando energia em leilões de novas usinas em que as geradoras concorrem para oferecer o menor preço. “É um instrumento importante de planejamento para o governo e de segurança para o investidor”, explica.

R$ 702 por MWh é o preço no curto prazo – sete vezes a tarifa de uma hidrelétrica nova.

A seca esvaziou reservatórios de hidrelétricas. O país precisou acionar dezenas de usinas térmicas, o que levou às alturas o custo da eletricidade. Distribuidoras ficaram sem energia para suprir todos os clientes e tiveram de comprar o que faltava no mercado de curto prazo, a preços extorsivos. Com o caixa sangrando, foram socorridas pelo Tesouro e tomaram empréstimos que serão pagos pelos brasileiros ao longo dos próximos anos.

A conta do prejuízo passa de R$ 60 bilhões, e as consequências apenas começaram a aparecer na fatura. No Paraná, a conta de luz subiu 24% neste ano, e a Copel ainda nem cobrou tudo a que tinha direito.

CLIQUE AQUI para ler tudo. O material é da Gazeta do Povo, Curitiba, hoje.  

 Local único em Porto Alegre: túneis repaginados da antiga Brahma, shopping Total. Ao meio dia, almoço expresso a R$ 27,.50.
À la carte ao meio dia e no jantar.

Veja tudo em www.famigliafacin.com.br

Piratináveis farão em Novo Hamburgo o primeiro debate fora de Porto Alegre

Os candidatos ao governo do Estado estarão em Novo Hamburgo na segunda-feira, dia 1º de setembro, para participar de um debate, o primeiro realizado fora de Porto Alegre. O evento, que acontecerá a partir das 8h15min, no Salão de Atos do Câmpus II da Universidade Feevale (ERS-239, 2755), será aberto à comunidade. As vagas são limitadas à capacidade do local, que é de 500 pessoas.

. O debate é uma realização da Rádio ABC 900.

Local único em Porto Alegre: túneis repaginados da antiga Brahma, shopping Total. Ao meio dia, almoço expresso a R$ 27,.50.
À la carte ao meio dia e no jantar.

Veja tudo em www.famigliafacin.com.br

Saiba toda a verdade sobre os desmandos de gestão e o desmonte da Petrobrás

Ao lado, gráficos e ilustrações da Folha de S. Paulo.

Oito anos depois de o ex-presidente Lula anunciar com estardalhaço e as mãos sujas de óleo a autossuficiência do Brasil em petróleo, a Petrobras hoje enfrenta uma de suas piores crises, com o nome envolvido em escândalos e seu valor despencando rumo ao fundo do poço.

O valor de mercado da estatal está hoje em R$ 179 bilhões, menos da metade dos R$ 380 bilhões de 2010, quando o preço do petróleo explodiu e a empresa ainda festejava a descoberta do pré-sal.
Para profissionais que acompanham a companhia de perto, a Petrobras vem perdendo valor por causa do mal-estar com o uso político da empresa, que se tornou ostensivo nos últimos anos e afastou os investidores.

O governo obriga a estatal a vender combustíveis a preços defasados para segurar a inflação e a comprar equipamentos de fornecedores locais mais caros que no exterior. A Petrobras é usada também na barganha política, por meio do loteamento de cargos entre os partidos da base aliada do governo.

“O governo loteia os cargos, os gestores ficam subordinados a interesses dos políticos e tomam decisões que não deveriam e não tomam as que deveriam. É trágico”, diz Ildo Sauer, diretor do Instituto de Energia e Ambiente da USP, ex-diretor da Petrobras no governo Lula.

A autossuficiência do país em petróleo durou pouco porque a Petrobras não acompanhou o aumento da demanda por combustíveis. Na melhor das hipóteses, sua produção neste ano vai atingir o mesmo patamar do início do governo Dilma.

Para compensar, a Petrobras é forçada a importar gasolina e diesel num volume que aumentou 470% nos últimos três anos. “Como vende aqui mais barato do que compra lá fora, a Petrobras é uma das poucas petroleiras do mundo que perde dinheiro quando o preço do petróleo sobe”, diz Adriano Pires, diretor do Centro Brasileiro de Infraestrutura.

Com caixa apertado e uma dívida que cresceu quase três vezes desde 2010, a estatal agora corre o risco de perder o grau de investimento, um selo dado pelas agências de risco aos bons pagadores.

Uma das saídas para esse quadro é produzir e refinar mais petróleo. Mas seus projetos, muitas vezes decididos por critérios políticos, com frequência atrasam e custam bem mais que o previsto.
As refinarias do Maranhão, do Ceará e do Rio de Janeiro estão atrasadas em até cinco anos. Já a refinaria Abreu e Lima, em Pernambuco, é um monumento ao uso político da Petrobras. Para agradar o então presidente da Venezuela Hugo Chávez, o ex-presidente Lula colocou a estatal de petróleo PDVSA como sócia do projeto.

A refinaria tinha que começar a operar em 2010, mas até hoje não ficou pronta. Mesmo assim, o custo saltou de US$ 2,3 bilhão para US$ 20 bilhões. A PDVSA nunca colocou um bolívar venezuelano na obra e no ano passado pulou fora do projeto. Até agora, a refinaria só serviu de palanque para Lula e Dilma, que estiveram lá várias vezes para inaugurar pedaços do empreendimento.

Inflação que mede reajuste de aluguéis caiu de novo

O Índice Geral de Preços-Mercado (IGP-M), usado para reajustar contratos de aluguel, caiu 0,27% em agosto, depois de ter marcado uma deflação de 0,61% em julho, informou a Fundação Getulio Vargas (FGV) nesta quinta-feira.

. Este é o quarto mês seguido que o índice fica negativo, refletindo a desaceleração do mercado imobiliário. 

. A expectativa de analistas era de queda de 0,34% no mês passado.

. O consumidor brasileiro vem enfrentando um cenário de baixo crescimento associado a juros altos e inflação elevada. 

Local único em Porto Alegre: túneis repaginados da antiga Brahma, shopping Total. Ao meio dia, almoço expresso a R$ 27,.50.
À la carte ao meio dia e no jantar.

Veja tudo em www.famigliafacin.com.br

GJP anuncia hotel econômico Linx Express, R$ 20 milhões, em Santa Maria

O prefeito Cezar Shirmer acaba de receber a notícia de que a bandeira Linx Express de categoria econômica da rede GJP Hotels & Resorts, abrirá hotel na cidade. O diálogo com a administração pública municipal iniciou em janeiro deste ano quando as empresas divulgaram o Projeto Hotelaria Sul Brasil, que desenvolverá 19 condo hotéis nos estados do Rio Grande do Sul, Paraná e Santa Caratina.

. O plano de negócios é do grupo M.Stortti, que prevê de 100 a 125 apartamentos e investimento de R$ 20 milhões por empreendimento. O hotel de Santa Maria será a primeira edificação do projeto, com prazo de 24 meses para a conclusão das obras.

Eis as cidades que receberão condo hotéis:
Rio Grande do Sul: Pelotas, Santa Maria, Erechim, Passo Fundo e Caxias do Sul.
Santa Catarina: Florianópolis, Joinville, Blumenau, Chapecó, Criciúma e Itajaí/Camboriú.
Paraná: Curitiba, Londrina, Maringá, Apucarana, Cascavel e Toledo

IBGE diz que Brasil tem 202 milhões de habitantes. RS emplaca 11,2 milhões.

O Brasil tem uma população de 202.768.562 habitantes, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) publicados nesta quinta-feira no Diário Oficial da União.

. São Paulo é o mais populoso, com 44,03 milhões de habitantes. Já no Estado menos populoso, Roraima, vivem 496,9 mil pessoas.

. O RS tem 11,2 milhões de habitantes


. Além de São Paulo, cinco estados têm mais de 10 milhões de habitantes: Minas Gerais (20,73 milhões), Rio de Janeiro (16,46 milhões), Bahia (15,13 milhões), Rio Grande do Sul (11,21 milhões) e Paraná (11,08 milhões).

Indústrias gaúchas registram queda da produção pelo quarto mês seguido

A Fiergs não espera que o cenário recessivo mude, mas na análise que fez ontem dos seus próprios números, foi incapaz de deixar claro quais as causas da desaceleração e também não avançou uma só palavra na indicação de soluções, tudo por conta da mancebia que a atual diretoria mantém com os governos federal e estadual do PT, que são as causas de todos os males atuais da economia. 

O cenário descrito pela Sondagem Industrial do RS de julho, realizada pela Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (FIERGS), mostra retração no setor e pessimismo para o futuro.
Ao marcar 45 pontos, a produção das empresas registrou a quarta queda mensal consecutiva.

. Os números mostram que  a Utilização da Capacidade Instalada (UCI) em comparação com a usual ficou em 35,8 pontos em julho e o emprego repetiu o baixo valor do mês anterior, somando 43,3 pontos. O levantamento varia numa escala de 0 a 100 pontos. Quanto mais os valores estiverem acima de 50 pontos significa maior otimismo e abaixo indica pessimismo.

CLIQUE AQUI para examinar os detalhes da queda. 

Sndilojas Porto Alegre agendou para 15 de setembro a Feira Brasileira do Varejo

Irá de 15 a 17 de setembro a 2ª. Feira Brasileira do Varejo. A promoção do Sindilojas de Porto Alegre ocorrerá no BarraShoppingSul.

FHC diz que agora entende por que Dilma não entende nada de economia

Acabaram os afagos.

Neste artigo publicado hoje, o ex-presidente FHC demonstra ter ficado amuado com as declarações de Dilma contra ele, todas feitas ao longo do debate dos presidenciáveis na Band TV.

. A estocada inicial é mortal:

- Agora vejo o motivo pelo qual a presidente Dilma Roussef não conseguiu obter grau de pós-graduação na Unicamp: ela entende pouco de economia. E mesmo de números. Disse no debate de ontem (26/8), na Band, que o Brasil “quebrou três vezes” no governo do PSDB. De onde tirou tal falsidade?

. Quando foi candidata há quatro anos, Dilma foi flagrada por conviver com currículos falsos, nos quais era apresentada como detentora de títulos de mestrado e doutorado pela Unicamp. Surpreendida em plena campanha, ela foi obrigada a retirar a informação.

CLIQUE AQUI para ler a análise de FHC.

Todos os professores de Canoas terão internet móvel grátis em 2015

O prefeito Jairo Jorge, PT, confirmou ontem que todos os 1,5 mil professores de ensino fundamental da rede municipal de Canoas terão internet móvel 3G gratuita a partir do próximo ano letivo. O edital de licitação que definirá como o serviço será prestado e a contratação da empresa de telefonia será lançado em setembro

China Telecom pode usar South Tech para controlar seus próprios dados

A cobertura de fibra da SouthTech deve alcançar a totalidade do Estado antes do final do ano, antecipando a meta da companhia de cobrir o Estado com suas redes de fibra ótica. A empresa gaúcha desenvolve política de serviços e preços extremamente agressiva.

Como revelou o editor no início da semana, a China Telecom, potência asiática no segmento de telecomunicações, está em negociações com a SouthTech, operadora de redes de fibra no Rio Grande do Sul, para usar a rede local da empresa gaúcha para atender companhias chinesas sediadas no estado, como a Foton, de Guaíba. Seus primeiros sistemas rodando já em novembro, envolve a ligação da estrutura de cabos submarinos da China Telecom a diversas operadoras regionais em estados onde empresas chinesas tem operações. Existe desconfiança de que a empresa chinesa mira maior segurança e controle de suas informações.

A operadora asiática já conta com ligação via cabo submarino à América Latina. Agora o plano é capilarizar esta rede, usando a infraestrutura de cabos terrestres de operadoras como a SouthTec. Executivos da China Telecom estiveram no estado esta semana para avançar as negociações. O contrato pode ser calculado em dezenas de milhões de reais.

- No Rio Grande do Sul, a SouthTec opera com corpo técnico próprio em 300 municípios, com cerca de 5 mil quilômetros de rede de rádio digital e fibra óptica.

Estadão denuncia atrasos de até meio ano nos pagamentos das obras do PAC

Em editorial, o jornal "O Estado de S. Paulo", denuncia que com dinheiro curto para cumprir no dia a dia suas obrigações e ainda alcançar a meta fiscal deste ano, o governo vem atrasando desembolsos e pressionando seus bancos para pagar mais dividendos ao Tesouro.

. É a contabilidade criativa que o secretário do Tesouro e a própria Dilma aprenderam a fazer quando integraram o governo Olívio no RS, modelo retomado por Tarso Genro.

. Leia tudo:

 A última novidade nessa história de ilusionismo e truques contábeis é a denúncia de atraso nos pagamentos de obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). Mais de metade das companhias envolvidas nessas obras tem denunciado atrasos de 120 a 130 dias, disse ao Estado o presidente da Associação Paulista de Empresários de Obras Públicas (Apeop), Luciano Amadio. O governo desmentiu os atrasos, como tem desmentido, sem sucesso, os demais truques para maquiar o estado precário de suas finanças, mas a denúncia foi confirmada pelo presidente da associação das empreiteiras de obras públicas do Rio de Janeiro (Aeerj), Luiz Fernando Santos Reis. Segundo ele, algumas empresas têm apontado demora de até seis meses para a liberação de repasses de recursos.

CLIQUE AQUI para ler tudo.