Denúncias são de que bactéria que mata decorre de más condições de higiene do Grupo Conceição

Circulam nas redes sociais a informação de que não foram apenas dois os pacientes atingidos por uma bactéria com forte resistência a antibióticos, conhecida pela sigla NDM eque tiveram atendimento na emergência do Hospital Conceição, em Porto Alegre. A bactéria só ocorre em hospitais que funcionam em precárias condições de higiene. Ela é mortal.  Em nota técnica divulgada nesta sexta-feira, a Secretaria da Estadual da Saúde (SES) informou a gravidade deste tipo de contaminação, explicando que as "opções terapêuticas tornam-se limitadas". Em linguagem leiga, isto significa que os pacientes infectados correm risco severo de morte.

. A direção do Hospital não quis falar, mas o presidente da Associação dos Servidores do Grupo Hospitalar Conceição (ASERGHC), Arlindo Nelson Ritter, comentou que a bactéria teria chegado ao hospital por um paciente vindo do Uruguai e que as pessoas que contraíram a NDM precisaram ficar na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), mas agora estariam em isolamento. O assunto foi levado na terça-feira a conhecimento da Assembléia do RS em tom de grave denúncia. Na mesma ocasião, as denúncias acusaram o estado calamitoso do hospital, o que seria resultado de má gestão pública. O GHC (Grupo Hospitalar Conceição) foi entregue a comando de políticos do PT e seus satélites e aliados. 

. Denominada New Delhi Metallobetalactamase (NDM), a bactéria seria poderosa e age até mesmo sobre antibióticos carbapenêmicos, geralmente usados para combater infecções graves, causadas por outras bactérias resistentes

 . Ao alertar todos estabelecimentos de saúde do Estado, a SES reforçou como fundamental para prevenir a disseminação de micro-organismos multirresistentes a higienização de mãos e do ambiente.

Sarney passa mal, interna-se no Instituto de Cardiologia, é examinado e volta para casa.

Após acusar dores no peito, o senador José Sarney (PMDB-AP) foi levado para o Instituto Cardiológico de Brasília. Depois de passar por exames, ele recebeu alta e já está em casa, segundo informações da assessoria de imprensa. Em 2012,  o ex-presidente passou por uma angioplastia para desobstruir artérias e colocar stents. Sarney está com 83 anos e há 60 participa ativamente da política brasileira

Pesquisa do PSDB: Dilma, 53%; Marina, 18%. Aécio, 15%; Eduardo Campos, 4%

Na quinta-feira passada, Renato Pereira, o novo marqueteiro do PSDB, apresentou para Aécio Neves e FHC uma extensa pesquisa nacional feita pelo Instituto Ideia com 6 000 entrevistados.

Na pesquisa estimulada,  ou seja, quando o entrevistador mostra um cardápio de opções:

Dilma Roussef,  53% das intenções de voto e 97% de conhecimento do eleitorado).
Marina Silva, que obteve 18% e é conhecida por 77% das pessoas
Aécio Neves, 15% e 52%
Eduardo Campos, 4% e 5%

A revolta das caxirolas

Dilma ficou mexida com o objeto criado por Carlinhos Brown, mas a torcida deu o troco

* Estadão, domingo, por Ronaldo Bressane*

Será que ela mexe o chocalho ou o chocalho é que mexe com ela? Essa semana, a durona presidenta Dilma Rousseff ficou mexida. Por um pequeno objeto de plástico que contém... pedacinhos de plástico. Ou será que a responsa por amolecer tão duro coração foi do negão que empunhava o tal objeto? "Eu queria começar cumprimentando o Carlinhos Brown", começou ela em seu discurso, na inauguração da mostra O Olhar que Ouve (sem h), de Brown, em Brasília, essa semana. "As pessoas que têm talento, como ele, acham normal ter talento. E acham normal inventar a caxirola", prosseguiu em seu discurso do crioulo doido. Decerto, o amanteigado texto da presidenta teve inspiração no compositor baiano, autor de versos imortais como "Vê-la num largo, largo longo/ Sinto-me sem mi/ Mas aquilo que busco lá longe/ Ia no bar e vi/ Dia nublado, Leblon, iê, iê". E prosseguiu sua fala: "O Carlinhos é um grande artista. E ele expressa um mundo diverso, mas muito específico, do Brasil, e especialmente da Bahia. A pluralidade, o fato de que esse mundo tem milhões de aspectos". Pode crer, dona Dilma. Prossiga. "E agora o Carlinhos, nessa sua quase ingênua aceitação de que ‘ah, não, é muito fácil fazer uma caxirola’, nos encanta, porque ele combina aí a imagem verde e amarela da caxirola, esse fato que nós estamos falando de um plástico verde, de um país que tem a liderança da sustentabilidade no mundo e ao mesmo tempo é um objeto capaz de fazer duas coisas: de combinar a imagem com som e nos levar a gols." Oi?

CLIQUE AQUI para ler tudo.

Três Faculdades de Direito do RS entre as piores do Brasil

INFORMAÇÃO DO LEITOR

Estou enviando a pesquisa feita pelo site Terra, onde encontramos as piores faculdades de Direito em nosso País. Encontramos em nosso Estado, três:

-  UCS de S.S. do Caí, 
- UNISC de Venâncio Aires e 
- Centro de Ensino Superior Cenecista de Farroupilha

Que vergonha!!!

São faculdades de Direito em que os alunos prestaram exame ao 9º Exame da OAB no Mês de abril/2013, e conseguiram  ZERO de índice de aprovação !!!!!
Vale a pena acessar o link abaixo.

Elton Krause
Ranking da OAB: melhores e piores faculdades do Brasil
 Para acessá-lo, clique no link a seguir:
http://noticias.terra.com.br/educacao/infograficos/ranking-oab/


Israel fez novo ataque aéreo contra a Síria. Tensão recrudesce no Oriente Médio.

A informação a seguir está no site www.brasil247.com.br deste domingo. Vale a pena ler.

BEIRUTE (Reuters) - Israel lançou na madrugada deste domingo seu segundo ataque aéreo dos últimos dias contra a Síria, segundo uma fonte de um serviço de inteligência ocidental, em uma ação que abalou a capital, Damasco, com uma série de explosões e fez emergir colunas de fumaça no céu quando ainda estava escuro na cidade.
O governo israelense não quis comentar a operação, mas a Síria acusou o Estado judaico de atacar uma instalação militar no norte da capital, uma que já havia sido alvo de bombardeio de jatos de Israel três meses atrás.
O Irã, importante aliado do presidente sírio, Bashar al-Assad e arqui-inimigo de Israel, conclamou os Estados da região a resistir à investida israelense.
Moradores das imediações da base de Jamraya disseram que houve várias explosões em diversos lugares perto de Damasco, incluindo uma em uma localidade onde se hospedam altos oficiais. "A noite virou dia", declarou um homem.
A fonte do serviço ocidental de inteligência disse à Reuters que a operação atingiu mísseis iranianos a caminho do grupo libanês Hezbollah, que também tinham sido alvo dos outros dois ataques israelenses este ano.
Na época, os Estados Unidos, aliados de Israel, consideraram a ação militar justificável. "No ataque a noite passada, como também no anterior, o alvo eram cargas de mísseis Fateh-110 que estavam em trânsito do Irã para o Hezbollah", afirmou a fonte.
Uma autoridade israelense tinha confirmado a realização de uma operação similar realizada na sexta-feira. No Líbano, o Hezbollah não quis fazer comentários de imediato.
Imagens de vídeo postadas por ativistas na internet mostram uma série de explosões. Uma deles ilumina o céu de Damasco enquanto outra lança uma coluna de fogo e desencadeia explosões menores.
A mídia estatal da Síria afirmou que o ataque de Israel foi uma resposta aos recentes sucessos das forças de Assad contra os rebeldes que, com o apoio de países ocidentais, vêm tentando há dois anos derrubar o presidente sírio.

Opinião do blogueiro - O governo do PT paga bolsa para os criminosos, mas desprotege as vítimas deles

A opinião a seguir é desdobramento da reportagem de capa da revista Veja deste final de semana, "Os órfãos da impunidade". Os órfãos são os filhos e mulheres de homens assassinados por bandidos celerados. As famílias dos bandidos, na cadeia, recebem uma bolsa reclusão proporcionada pelo governo do PT (R$ 670,00 por mês), enquanto os familiares das suas vítimas, os assassinados, não recebem nem bom dia do governo do PT.



OPINIÃO DO BLOGUEIRO
O governo do PT paga bolsa para os criminosos, mas desprotege as vítimas deles
A. Jaconi

Como cerca de 90% das pessoas que acessam as redes sociais são alienados a realidade, isso não tenho medo de errar, com toda a certeza muita gente nunca ouviu falar do – AUXILIO RECLUSÃO! Um agradinho pago a famílias de marginais presos, no valor de R$ 972 reais, mais que o salário mínimo que é de pouco mais de R$ 670 reais. Alias, os mortos e vitimas desses marginais nada recebem! Nem o caixão para enterrar seus entes mortos por esses monstros. A verdade é que somos hoje – Condenados pela impunidade! O pagamento do “Auxilio Reclusão” ou “bolsa bandido” como eu costumo chamar, explodiu nos últimos 18 anos e chegou a quase 40.000 famílias no governo PT. Talvez porque como bons marginais Lula e sua turna resolveram então proteger os seus! E enquanto isso uma geração de órfãos da violência cresce ás sombra no Brasil. Filhos de trabalhadores e mães de família que tiveram o alicerce de seus lares mortos por esse “anjos” para os órgãos do governo, para as entidades direitos humanos e para essa meia duzia de idiotas que defende marginais.Esse é o Brasil governado pelo PT e sua corja de assassinos, covardes, estupradores e ladrões!

Roubos e furtos de automóveis crescem geometricamente no governo Tarso Genro. Acompanhe, aqui, os números.

- Ao lado, gráfico sobre roubos de carros no RS. O número despencou terrivelmente durante todo o governo Yeda Crusius (2007 a 2010) e voltou a subir no atual governo do PT. Os dados são do Estado e não de Porto Alegre. No ano passado, no RS todo, foram roubados (com violência) 11.983 carros, metade em Porto Alegre, portanto 9,3% mais, porque os dados do gráfico ao lado só chegaram a 2011.

A reportagem a seguir é do repórtwer Marcelo Gonzatto, do jornal Zero Hora. O material foi publicado na edição deste domingo. A lista dos locais onde os criminosos mais roubam (com violência física) é preciosa indicação para os motoristas que circulam em Porto Alegre: Assis Brasil, Protásio e Bento. São grandes radiais. Fora das três, ruas tipicamente residenciais engrossam a lista a partir daí: Mariland, Marquês do Ponmbal, Ipiranga, Vicente, São Manoel, Baltazar e Lucas. Os furtos (sem a presença dos motoristas, portanto sem violência) ocrrem em alguns dos mesmos locais (Assis Brasil, Ipiranga, Baltazar, Bento) mas são mais frequentes na Sertório, Ramiro, Saremnto Leite, João Pessoa, Loureiro e Domingos Rubbo. O bairro mais visado para roubos (com violência) é Petrópolis, enquanto que o preferido para furtos é o Centro. Os dois bairros estão disparados na frente de qualquer outro. Os dados são do ano passado (9.663 ocorrências, uma por hora, 24 horas do dia, 7 dias por semana). Roubos foram 10% maiores e furtos foram 28% maiores. São números aterradores. A população de Porto Alegre, também assaltada na rua, assassinada nas ruas e dentro de casa, sequestrada, estuprada, espancada, assiste ao espetáculo da insegurança pública proporcionada pelo governo do sr. Tarso Genro, trancada dentro de casa, protegida por seguranças, grades, cães de guarda, cercas elétricas, câmeras e até protetores de aço nas portas. A segurança pública é atribuição constitucional do governo do Estado. CLIQUE AQUI para examinar o mapa organizado por Zero Hora para identificar mais rapidamente os locais mais perigosos para andar de carro em Porto Alegre.

Marcelo Gonzatto
Em média, um carro foi tomado por bandidos a cada hora, em Porto Alegre, ao longo do ano passado.

Os 9.663 furtos e roubos verificados de janeiro a dezembro foram compilados em umbanco de dados digital em zerohora.com a fim de permitir uma análise das ruas e bairros mais visados pelos assaltantes e auxiliar os moradores e visitantes da Capital a se precaver contra a ação dos criminosos.

>> Acesse o mapa do furto e roubo de veículos na Capital 

Os dados da Secretaria da Segurança Pública indicam que a Capital sofreu um aumento de 10% na quantidade de roubos — realizados mediante ameaça ou violência — e de 28% nas ocorrências de furto (sem a presença do proprietário), o que resultou na média de 1,1 automóvel surrupiado por hora nas vias. Uma análise mais detalhada desses registros revela onde ocorre o maior número de ocorrências de cada tipo, e pode servir de ferramenta para os condutores aumentarem a precaução contra as quadrilhas de ladrões.

O banco de dados virtual revela que a Zona Norte concentra a maior proporção de ataques à mão armada, enquanto o Centro é o território preferido para os furtos. O oficial respondendo atualmente pelo comando do 20º Batalhão de Polícia Militar, major Fernando Nunes, afirma que a região da cidade sob sua responsabilidade atrai um grande número de bandidos principalmente devido à facilidade de fuga para outras áreas e municípios vizinhos como Canoas, Alvorada ou Gravataí.

Já o Centro reúne os furtos devido ao grande número de veículos estacionados e, conforme o titular da Delegacia de Roubo de Veículos, delegado Juliano Ferreira, devido ao perfil da frota em circulação.

— No Centro, há uma quantidade maior de carros um pouco mais antigos, que não têm os mesmos mecanismos antifurto dos modelos mais atuais — avalia.

Por isso, enquanto quem circula em bairros como o Sarandi deve tomar cuidado 

Com baixa popularidade, Cristina vive inferno em ano eleitoral


- Foto de O Globo



* Clipping O Globo

Acuada por panelaços e denúncias, líder argentina tenta manter domínio do Legislativo

Na semana passada, a presidente Cristina Kirchner assegurou que a Argentina tem tudo —“temos Papa, temos rainha (em referência à recentemente entronizada Máxima Zorreguieta, nova rainha consorte da Holanda) e temos Messi, não sou fanática por futebol, mas temos tudo”, escreveu no Twitter.

Recentes pesquisas mostram, porém, que, fora da Casa Rosada, a maioria dos argentinos está preocupada com a situação política e econômica do país.

Nas últimas semanas, Cristina enfrentou uma nova onda de panelaços cada vez maiores em todo o país; seu projeto de reforma do Judiciário provocou escândalo no Congresso e foi questionado por associações de juristas locais e até por representantes das Nações Unidas; surgiram novas denúncias de suposta lavagem de dinheiro e corrupção contra altos funcionários do governo e empresários amigos da família presidencial; a oposição começou a selar acordos para enfrentar o governo nas eleições legislativas de outubro e o índice de aprovação popular à presidente caiu para 29,3%, menos da metade dos 64,1% alcançados em outubro de 2011, quando ela foi reeleita com 54% dos votos.

Oposição quer demissão do ministro que protege a amante de Lula dentro do próprio Palácio do Planalto

* Clipping Veja
Título original: Oposição quer saída de ministro após tentativa de blindar Rosemary

PSDB e Mobilização Democrática (MD) vão exigir explicações do ministro da Secretaria-geral da Presidência, Gilberto Carvalho, sobre ação paralela para sabotar investigação contra Rosemary Noronha, revelada por VEJA

Laryssa Borges, VEJA Online

Os partidos oposicionistas PSDB e Mobilização Democrática (MD) anunciaram neste sábado que vão exigir na próxima semana explicações formais do ministro da Secretaria-geral da Presidência, Gilberto Carvalho, e da Casa Civil sobre a instauração de um processo paralelo para investigar a ex-chefe de gabinete do escritório da Presidência da República em São Paulo, Rosemary Noronha, revelado por VEJA desta semana.

O líder tucano na Câmara dos Deputados, Carlos Sampaio (PSDB-SP), chegou a defender o afastamento do ministro após a tentativa de blindagem da ex-servidora.

Como mostrou a reportagem de VEJA, sob o pretexto de “acompanhar e orientar” as investigações sobre as traficâncias de Rosemary, Carvalho articulou para inviabilizar a apuração que estava sendo feita contra a ex-funcionária.

Na verdade, a apuração paralela coordenada pela pasta de Carvalho serviria depois como munição para que a defesa de Rosemary Noronha questionasse a competência da Comissão de Sindicância da Casa Civil e tentasse anular no futuro os trabalhos do colegiado.

Osmar Terra: 'Traficante é um homicida que mata várias pessoas ao mesmo tempo'

- O deputado gaúcho, ex-secretário da Saúde por duas vezes, médico, demonstra enorme paciência na discussão do seu projeto que estabelece novo marco legal para o enfrentamento das drogas e do caso dos drogados no Brasil. Ele enfrenta a reação dos produtores, traficantes e usuásrios de droga, além da má vontade de gente de calibre alto como o presidente FHC e o governador Tarso Genro, que defendem a liberação da droga (maconha), sem considerar as centenas de vítimas que tombam todos os anos e o sofrimento das suas famílias e amigos. Leia este material de Veja:

Projeto de deputado do PMDB gaúcho que poderá ser votado na quarta-feira iguala pena para traficantes ao crime de homicídio; parlamentar também defende mais rigor na punição da posse de drogas no combate ao vício
Marcela Mattos, de Brasília

"Se disser que não é crime, a pessoa vai andar com a droga no bolso, e o número de usuários vai se multiplicar muito rápido. Tem que dizer que é crime e que tem pena". Na esteira dos esforços para conter o avanço do consumo de drogas no Brasil, um projeto de lei que poderá ser votado na próxima quarta-feira pela Câmara dos Deputados endurece a pena para traficantes como um caminho para frear o comércio e, consequentemente, o consumo de entorpecentes no país. Pela legislação atual, o tráfico de drogas é punido com cinco a quinze anos de prisão e multa. A proposta do deputado federal Osmar Terra (PMDB-RS) aumenta o tempo mínimo para oito anos de prisão e, nos casos com agravantes, como a fabricação da droga, permite aplicação de pena máxima prevista para o crime de homicídio: vinte anos. “O traficante pode não ser um homicida que dá um tiro, mas ele está matando um monte de gente ao mesmo tempo”, compara.
O deputado, que é médico, sugere penas mais duras para flagrantes de usuários de drogas: de seis meses a um ano de trabalho comunitário - atualmente são cinco meses. No caso de reincidência, de um a dois anos, ante os dez meses atuais. O projeto de Terra recebeu apoio dos ministros José Eduardo Cardozo (Justiça) e Gleisi Hoffmann (Casa Civil), o que deverá facilitar a aprovação no Congresso.

Leia a seguir trechos da entrevista ao site de VEJA.

O senhor é criticado por propor mais rigor na punição do usuário flagrado com a droga, mesmo para consumo pessoal. A legislação atual é frouxa nesses casos? 
A legislação atual até pune, mas temos de ser mais rígidos. Esse período maior [de pena] é para dizer que é crime e que não é para fazer de novo. Se disser que não é crime, a pessoa vai andar com a droga no bolso, e o número de usuários vai se multiplicar muito rápido. Tem que dizer que é crime e que tem pena. O usuário está cometendo um ato ilegal, que o prejudica, e ele vai ter a oportunidade de fazer uma reflexão.

No projeto, a pena máxima para traficantes se iguala a do homicídio. A gravidade desses crimes pode ser comparada? 
Eles são homicidas.

CLIQUE AQUI para ler mais.


João Ubaldo denuncia "camarilha golpista" do PT por atacar os fundamentos da República

* Clipping O Globo, by João Ubaldo Ribeiro
Título origibnal: Governantes e governados 

Essa capadoçagem burra, arrogante e irresponsável, tentada no Congresso Nacional, para intimidar e desfigurar o Poder Judiciário, mostra de novo como somos atrasados. Antigamente, éramos um país subdesenvolvido e atrasado. Fomos promovidos a emergente — embora volta e meia me venha a impressão de que se trata de um eufemismo modernoso para designar a mesma coisa — e continuamos atrasados. Nosso atraso é muito mais que econômico ou social, antes é um estado de alma, uma segunda natureza, uma maneira de ver o mundo, um jeito de ser, uma cultura. Temos pouco ou nenhum espírito cívico, somos individualistas, emporcalhamos as cidades, votamos levianamente, urinamos nas ruas e defecamos nas praias, fazemos a barulheira que nos convém a qualquer hora do dia ou da noite, matamos e morremos no trânsito, queixamo-nos da falta de educação alheia e não notamos a nossa, soltamos assassinos a torto e a direito, falsificamos carteiras, atestados e diplomas, furamos filas e, quase todo dia, para realçar esse panorama, assistimos a mais um espetáculo ignóbil, arquitetado e protagonizado por governantes.

. Que coisa mais desgraciosa e primitiva, esse festival de fanfarronadas e bravatas, essa demonstração de ignorância mesclada com inconsequência, essa insolência despudorada, autoritária, prepotente e pretensiosa. Então a ideia era submeter decisões do Supremo Tribunal Federal à aprovação do Congresso, ou seja, na situação atual, à aprovação do Executivo. E gente que é a favor disso ainda tem o desplante de lançar contra os adversários acusações de golpismo. Golpismo é isso, é atacar o equilíbrio dos poderes da República, para entregar à camarilha governista o controle exclusivo sobre o destino do país. Até quem só sabe sobre Montesquieu o que leu numa orelha de livro lembra que o raciocínio por trás da independência dos poderes é prevenir o despotismo. 

CLIQUE AQUI para ler tudo.