Petrobrás deixou esqueleto até agora desconhecido em Pasadena

 O site da revista Veja de hoje informa que empresa de fabricação de asfalto foi criada nos Estados Unidos em 2010, mas nunca vingou. A matéria a seguir é de Ana Clara Costa, de Pasadena.

Da operação da Petrobras em Pasadena, no Texas, uma parte ainda está bem guardada. Quando o litígio entre a estatal e a sócia belga terminou, um terreno comprado pela Astra foi herdado pela empresa brasileira. Trata-se de uma fábrica de papel falida chamada Pasadena Paper — tão centenária quanto a própria refinaria. A Petrobras tinha a intenção de usar o local para a ampliação da planta de refino. A ideia era aumentar a capacidade de processamento de 100 000 barris diários para 200 000. Junto com o projeto, a estatal aprovou a criação de uma nova empresa a ser instalada no local: a Petrobras Asphalt, que fabricaria asfalto como subproduto do petróleo processado em Pasadena. A empresa foi registrada no banco de dados do estado do Texas em 8 de janeiro de 2010. Mas sua atuação foi fulminante. No início de 2013, já estava fora de operação.


. Não há registros da atuação da Asphalt em Pasadena. Sua área, assim como o restante do terreno da empresa de papel, integra um elefante branco na cidade e funciona meramente como galpão de estocagem de insumos da refinaria. A Petrobras jamais comunicou aos seus acionistas sobre a criação da nova empresa e tampouco o que pretendia com ela. Comandada pelo então gerente da área de asfalto da BRDistribuidora, Jorge Paulo Moro, a Asphalt tem em seu DNA as digitais de Nestor Cerveró e seu sucessor na diretoria internacional, Jorge Zelada.

CLIQUE AQUI para ler tudo. 

PF apura denúncia sobre bomba no Salgado Filho

A denúncia de que haveria bomba em um avião que deixaria o aeroporto Salgado Filho, em Porto Alegre, mobiliou a Polícia Federal.

. Após a PF de São Paulo receber a informação, os agentes no Rio Grande do Sul, junto da companhia aérea, realizaram procedimentos de praxe, que são, entre outros, varredura e vistoria na aeronave e nas bagagens. Foi constatado que a denúncia era falsa. O avião foi liberado.

Análise de Alberto Carlos Almeida, jornal Valor: Pedras no caminho de Dilma


A análise a seguir é do sociólogo e professor universitário Alberto Carlos Almeida. O material foi publicado na quinta, portanto foi escrito na quarta, quando ainda não se conheciam os números do Ibope (leia nota abaixo). 

Na última coluna chamei a atenção para o fato de que, considerando-se as eleições para governador nas quais havia um candidato à reeleição, a atual avaliação do governo Dilma colocava a candidata no limbo: caso a avaliação melhore um pouco, Dilma se torna favorita; caso piore um pouco, a oposição é que se torna favorita. Limbo significa beira. A avaliação do governo Dilma a deixa próxima de duas beiras: a beira do céu, que é a vitória em outubro, e a beira do inferno, que significa derrota.

. Há uma incerteza razoável quanto ao desempenho da economia até as eleições. Ainda que muita gente dedique grande atenção aos possíveis efeitos do noticiário sobre a popularidade do governo, o fator que isoladamente tem maior impacto sobre a disposição do eleitorado em votar (ou não) no governo é o desempenho da economia, mais especificamente a trajetória do poder de compra do eleitorado. O aumento do poder de compra resulta em melhora da aprovação do governo e crescimento da intenção de voto em Dilma.

. A eventual redução do poder de compra tem impacto negativo tanto na avaliação quanto no voto no governo. A trajetória de queda de ambas as variáveis de janeiro para cá tem a ver com isso. Não há crise, porém o ritmo de melhora do poder de compra diminuiu, a inflação de alimentos ressurgiu e há uma percepção difusa entre segmentos do eleitorado de que a vida ficou mais difícil.

. A grande incógnita diz respeito ao desempenho da economia e seu impacto no poder de compra, às vésperas da eleição. É ruim para o governo que a inflação de alimentos cresça no primeiro semestre; todavia, será pior se isso ocorrer em agosto ou setembro. O aumento da inflação, sem que haja a eventual proteção de um aumento da renda real, reduz o poder de compra. Um fator de risco para qualquer governo na América Latina, e isso está provado por estudos acadêmicos, é a evolução da taxa de juros americana e dos preços das commodities. Juros em alta e commodities em queda podem vir a ter impacto sobre a taxa de câmbio e, consequentemente, sobre a inflação doméstica.

CLIQUE AQUI para ler tudo.




Famnurs quer ajustes no projeto da nova Lei sobre Prevenção de Incêndios

O envio de projeto pelo governo à Assembleia, quarta-feira, para modificar alguns itens da nova legislação contra incêndio no Estado, aprovada em 2013, não será suficiente para acabar com polêmicas e impasses em torno do tema, porque segundo a Famurs, apesar de ampliar o rigor na fiscalização de boates e outros estabelecimentos, a lei tornou excessivamente duras as exigências para a concessão de novos alvarás, o que estaria travando a economia dos municípios gaúchos. 

. A nota é da colunista do Correio do Povo, Taline Oppitz. Leia tudo:

.  'Queremos garantir que a nova legislação aprovada seja de fato factível de ser posta em prática', disse o presidente da entidade, Valdir Andres. 

. A Famurs destaca que há divergências e dúvidas envolvendo problemas de competência. De acordo com levantamento realizado pela área técnica da entidade, a chamada 'Lei Kiss' têm problemas em 38 de seus 59 artigos. Entre eles, nos artigos 16 e 20, que na avaliação da Famurs se contradizem quanto à possibilidade ou não de a prefeitura exigir do Corpo de Bombeiros a realização de vistoria mediante denúncia. Visando ampliar o debate em torno do tema, a Famurs realizará na próxima quinta-feira, às 9h, em Porto Alegre, seminário no auditório do Ministério Público. O evento é destinado a prefeitos, vices, procuradores, secretários municipais e empresários.

Outras preocupações


. A Famurs também está preocupada com o impacto da lei federal de prevenção contra incêndio, que terá desdobramentos nos estados e municípios, e com item que consta do novo projeto do Executivo, estabelecendo o seguro obrigatório para estabelecimentos com capacidade de lotação acima de 800 pessoas. O item havia sido retirado da proposta original aprovada pela Assembleia

Entrevista, Murilo Hidalgo, Paraná Pesquisas : "Não sabe e não escolheu tem o mesmo índice de Dilma. Este é o xis da eleição"

ENTREVISTA
Murilo Hidalgo, diretor do Instituto Paraná Pesquisas

Qual é a principal leitura que o senhor faz da última pesquisa do Ibope ?
É o altíssimo número de “não sabe” e “não escolheu”. Foram 37%, exatamente o mesmo número dos que optaram pelo nome de Dilma.

Isto não é normal ?
Não é

Com  quem ficarão esses eleitores ?
Fizemos uma pesquisa recente e resolvemos não dar ao eleitor as duas opções, mas forçá-los a escolher entre algum dos candidatos, fosse quem fosse.

E ?
O resultado é que 80% deles ficaram entre Aécio e Eduardo Campos.,
Dilma com 20%. Até um pouco menos

O que quer dizer isto ?
Este é o grande xis da questão para a oposição, porque é evidente o que não quer o eleiktorado neste momento.

Petrobras puniu gerente que se opôs a fraude em gasoduto no Amazonas, diz viúva

Investigação é necessária, sim.


Nesta reportagem de ontem da Folha, a repórter Raquel Landim revela outro escândalo na Petrobrás. Segundo a matéria, o engenheiro Gesio Rangel de Andrade foi “colocado na geladeira” na Petrobras por se opor ao superfaturamento da obra do gasoduto Urucu-Manaus, na Amazônia. Leia tudo:

A afirmação é de Rosane França, viúva de Gesio, que morreu há dois anos, vítima de ataque cardíaco. A declaração foi dada em reportagem publicada no jornal Folha de S. Paulo, na edição desta quinta-feira.
Segundo ela, pessoas da estatal tentaram constranger seu marido a aprovar aditivos para a obra. Ele não concordou e foi exonerado do cargo, permanecendo por dois anos sem qualquer função.

. Os gastos com o gasoduto Urucu-Manaus estouraram todas as previsões. A área técnica estimou a obra em R$ 1,2 bilhão, mas o contrato foi fechado por R$ 2,4 bilhão, após pressão das construtoras. O gasoduto Urucu-Manaus demorou três anos para ficar pronto e o custo chegou a R$ 4,48 bilhões. A estatal aprovou um aditivo de R$ 563 milhões para um dos trechos, praticamente o valor daquele contrato.

. Com 663 quilômetros, o gasoduto transporta gás natural produzido pela Petrobras em Urucu, no município de Coari, até as termelétricas da Amazônia. O gás substitui parte do óleo diesel queimado pelas usinas, reduzindo o custo da energia. Gesio era o gerente-geral da obra do gasoduto. Segundo Rosane, o marido alertou Graça Foster, que ocupou o cargo de diretora de gás e energia, dos problemas.


. A viúva não cita nomes, mas em e-mails enviados aos seus superiores, aos quais a reportagem teve acesso, Gesio reclama da diretoria de Engenharia, comandada por Renato Duque, que negociava com as empreiteiras.

CLIQUE AQUI para ler mais. 

Beto Albuquerque não sabe por que Nestor Cerveró foi mandado embora por Dilma

O deputado gaúcho Beto Albuquerque, PSB, disse aos jornalistas que não entende por que razão o governo mandou demitir Nestor Cerveró da diretoria Financeira da BR-Distribuidora:

- Pelos elogios que foram feitos a Nestor Cerveró pelo PT e pela bancada governista, custa-se a entender por que ele foi demitido. 

Lojas Renner coloca R$ 420 milhões em créditos a prazo

O Itaú BBA liderou a colocação de R$ 420 milhões em créditos referentes a vendas a prazo realizadas pelas Lojas Renner. O dinheiro foi para um fundo de investimentos em direitos creditórios. 




Concepa faz termo aditivo ao contrato de concessão para quarta pista da freeway

O contrato de extensão da concessão que o governo federal não quis assinar com a Concepa (freeway) em troca da construção da nova ponte do Guaíba, acabou sendo realizado de modo diferente esta semana, tudo em função da construção da quarta pista da rodovia que liga Porto Alegre a Osório.

. Foi na forma de aditivo ao contrato de concessão.

. Por ele, a Triunfo, dona da Concepa, pagou R$ 244 milhões para ter direito ao uso da nova faixa, que ela constrói com recursos próprios, mas pelos quais será indenizada. Se o governo não pagar isto, o contrato de concessão será estendido por dois anos.


. O contrato será reequilibrado pelo fluxo de caixa marginal, considerando uma taxa interna de retorno de 8% para o projeto. 

A Paixão do Mau Ladrão

O desconhecido poeta Lula Miranda, ícone cultural de boa parte da esquerda desvairada e fisiológica brasileira, comete o desatino de comparar Zé Dirceu a Jesus Cristo nesta sexta-feira, fazendo tábula rasa do fato inquestionável de que Jesus teve a sua Paixão por causa dos seus acertos, bem ao contrário do petista condenado pelos seus crimes.

. O Cristo de Lula Miranda tem tudo de bandido e nada de santo, porque foi pilhado roubando o dinheiro do povo brasileiro para seu deleite e desfrute dos seus companheiros do PT, visando perpetuar-se no Poder, onde ele, Lula e Dilma prosseguem encastelados.

. Trata-se de grave injúria contra um santo que foi crucificado pelos poderosos ditadores e opressores estrangeiros, a elite dominante da época, que se impunha pela força bruta - tudo como consequência de um julgamento sumário, sem direito a defesa e nem a recurso algum. 

. Zé Dirceu não se compara nem ao Bom Ladrão, porque nunca se arrependeu dos crimes que cometeu e comete contra o povo brasileiro.

. Ele é o Mau Ladrão.

. Vale a pena ler o que escreve o poeta farsante:

A Paixão do PT.

O partido dos trabalhadores está vivendo por esses dias uma espécie de calvário. São diversos erros, vacilações, "escândalos" e "malfeitos", anunciados e denunciados, todos os dias, com grande espalhafato, pela grande imprensa e pelos seus colunistas – quase todos muito bem remunerados, a peso de ouro.
Mas os erros, os pecados a serem expiados são somente os do PT?!Os hipócritas, isentos de todo pecado, não se cansam de atirar-lhe pedras, com indisfarçável fúria e sofreguidão. Alguns até apontam-lhe o dedo, escarram em sua face e gargalham, ao longo de seu calvário, diante de seu infortúnio e seguidos tropeços sob chibatadas inclementes; outros já se apressam em lhe negar apoio e fidelidade; alguns mais fingem desconhecê-lo ou ignorá-lo. - "Antes que o galo cante, por três vezes me negarás", teria dito um jovem pastor a um de seus mais fiéis e dedicados seguidores. À ceia o "cardápio" é vasto – no afã de saciar apetites pantagruélicos/insaciáveis.

CLIQUE AQUI para ler tudo.

Lojas e supermercados abrirão nesta sexta e também na terça em Porto Alegre

Supermercados e lojas dos shopping centers abriram normalmente em Porto Alegre nesta sexta-feira santa. As lojas de rua também estão autorizadas a funcionar, mas poucas abriram as portas. Bares e restaurantes funcionarão normalmente. 

. Bancos, indústrias e repartições públicas estão fechados.

. A saída de portoalegrenses para praias, outros Estados e Serra não é tão intensa quanto costuma acontecer nos feriados, mas apesar disto a cidade de Gramado, principal destino turístico, está com a lotação dos seus hotéis a pleno.


. As atividades econômicas no RS somente voltarão à normalidade na terça-feira.  

Oposição quer saber onde estão os R$ 1,3 bilhão tomados da CEEE pelo governo

A CEEE informou publicamente que ainda não repassou os R$ 1,3 bilhão que o governo resolveu tomar-lhe por conta do pagamento que passou a fazer para os ex-autárquicos da companhia.

. A estatal alega que falta regulamentação para a transferência.

. O informe da CEEE não é aceito pela oposição, que cobra explicações do governo. O deputado Lucas Redecker, PSDB, acha que a CEEE já transferiu o dinheiro e que o governo já gastou tudo em despesas correntes, apesar da lei que manda depositar o valor em conta vinculada aos pagamentos futuros dos ex-autárquicos.


. O TCE prometeu investigar o caso. 

DEBATE SOBRE A LEI KISS
Aprovada no dia 27 de dezembro de 2013, a nova lei de prevenção contra incêndios, a chamada Lei Kiss, ainda gera dúvidas nos municípios quanto a sua aplicação.
Para debater este tema tão importante para a sociedade gaúcha, a Famurs realiza no dia 24 de abril, a partir das 9h, um seminário no auditório do Ministério Público, em Porto Alegre. A inscrição gratuita para o evento deve ser feita pelo site

PT tem chance real de perder, diz cientista político

A revista Exame ouviu o cientista político Sérgio Praça nesta quinta-feira a noite, depois de divulgadas as pesquisas do Ibope, e ele afirmou que os números do Ibope não chegam a ser "catastróficos para o governo". Leia o texto a seguir, que é do site de hoje da revista:

"O PT tem uma chance real de perder a presidência, mas, do ponto de vista dele, não estaria nem confiante nem desesperado", afirmou o professor de Políticas Públicas da Universidade Federal do ABC. m"Estaria torcendo para a Copa dar muito certo. Não para o Brasil ganhar, mas para o evento não ter tragédias com estrangeiros ou caos aéreo." nSegundo Praça, o fato de o Brasil expor seus problemas aos estrangeiros não é o principal, mas sim a questão de que os turistas podem enfrentar os mesmos problemas que os brasileiros já notam no dia a dia.m"Não é à toa que a presidente Dilma Rousseff tem falado muito, desde o ano passado, sobre a segurança na Copa do Mundo", disse o especialista. "Isso está na cabeça do governo, porque seria uma falha muito fácil para a oposição explorar." Se correr tudo bem com a Copa, a oposição, na avaliação do especialista, pode "perder tempo" tentando explorar escândalos menores na tentativa de atingir a imagem da presidente Dilma Rousseff (PT), que lidera a disputa pela reeleição com 37% das intenções de voto no cenário mais provável, que inclui pré-candidatos de partidos pequenos.

. Segundo ele, o uso eleitoral de questões envolvendo o BNDES ou a Petrobras é muito mais difícil. "Atrasos em aviões, violência contra turistas são muito mais fáceis de ser explorados pela oposição, até porque geram imagens", afirmou.

. "Esses escândalos não vão colar, a não ser que tenham uma ligação muito direta com Dilma ou com um ministro forte dela, como o Mantega", afirmou. "A mídia tem uma tendência de enfatizar os escândalos, o que pode levar a superestimar o impacto eleitoral dessas notícias. Precisa ver o quanto o escândalo é inteligível pelo eleitorado."

Padilha e Mendes tiram comunicado defendendo apoio do PMDB a Dilma

Em comunicado conjunto que assinam no material enviado aos filiados gaúchos do PMDB, os deputados Eliseu Padilha e Mendes Filho avisam que superaram a derrota na convenção estadual do Partido e já trabalham para José Ivo Sartori.

. A nota também foi feita para reafirmar outro ponto defendido pelos dois deputados e rejeitado por Sartori e pela maioria dos líderes do PMDB gaúchos, que é o apoio a Dilma.

. Padilha e Mendes Filho defendem outra causa perdida.


. O candidato José Ivo Sartori conversa com todos os candidatos à presidência, com ênfase para Eduardo Campos, mas não quer conversa com o PT. 

Veja abre reportagem de capa com o caso do menino Bernardo

A capa de Veja já circula nas redes sociais, trazendo como reportagem principal o caso do menino Bernardo, assassinado no interior do RS pela madrasta e sua amiga. O assunto ganhou dimensões ainda mais dramáticas, porque vão sendo conhecidos detalhes dos maus tratos sofridos pela criança em casa, até mesmo por parte do pai, todos de conhecimento público.

. A imprensa gaúcha começou a cobrar as responsabilidades do Conselho Tutelar e do juiz do caso, que não souberam interpretar as queixas do menino e as denúncias do advogado da avó que tentava proteger o neto, deixando com pai e madrasta a guarda da criança.


. Somente o Ministério Público foi o único dos agentes públicos que trabalhou como manda o figurino jurídico e o bom senso.