Análise de Alberto Carlos Almeida, jornal Valor: Pedras no caminho de Dilma


A análise a seguir é do sociólogo e professor universitário Alberto Carlos Almeida. O material foi publicado na quinta, portanto foi escrito na quarta, quando ainda não se conheciam os números do Ibope (leia nota abaixo). 

Na última coluna chamei a atenção para o fato de que, considerando-se as eleições para governador nas quais havia um candidato à reeleição, a atual avaliação do governo Dilma colocava a candidata no limbo: caso a avaliação melhore um pouco, Dilma se torna favorita; caso piore um pouco, a oposição é que se torna favorita. Limbo significa beira. A avaliação do governo Dilma a deixa próxima de duas beiras: a beira do céu, que é a vitória em outubro, e a beira do inferno, que significa derrota.

. Há uma incerteza razoável quanto ao desempenho da economia até as eleições. Ainda que muita gente dedique grande atenção aos possíveis efeitos do noticiário sobre a popularidade do governo, o fator que isoladamente tem maior impacto sobre a disposição do eleitorado em votar (ou não) no governo é o desempenho da economia, mais especificamente a trajetória do poder de compra do eleitorado. O aumento do poder de compra resulta em melhora da aprovação do governo e crescimento da intenção de voto em Dilma.

. A eventual redução do poder de compra tem impacto negativo tanto na avaliação quanto no voto no governo. A trajetória de queda de ambas as variáveis de janeiro para cá tem a ver com isso. Não há crise, porém o ritmo de melhora do poder de compra diminuiu, a inflação de alimentos ressurgiu e há uma percepção difusa entre segmentos do eleitorado de que a vida ficou mais difícil.

. A grande incógnita diz respeito ao desempenho da economia e seu impacto no poder de compra, às vésperas da eleição. É ruim para o governo que a inflação de alimentos cresça no primeiro semestre; todavia, será pior se isso ocorrer em agosto ou setembro. O aumento da inflação, sem que haja a eventual proteção de um aumento da renda real, reduz o poder de compra. Um fator de risco para qualquer governo na América Latina, e isso está provado por estudos acadêmicos, é a evolução da taxa de juros americana e dos preços das commodities. Juros em alta e commodities em queda podem vir a ter impacto sobre a taxa de câmbio e, consequentemente, sobre a inflação doméstica.

CLIQUE AQUI para ler tudo.




5 comentários:

Anônimo disse...

Não sei, mas parece que todos os analistas teimam em subestimar a SAFADEZA e a ESTUPIDEZ da maioria do eleitor brasileiro!!! Enquanto rolar BOLSA e PROPAGANDA, essa quadrilha continuará no poder!!! O povo dá UMA BANANA pra questão ética, porque, em sua maioria, se identifica com a canalha que nos (des)governa!!!!

Justiniano disse...

The New York Times descobriu que o colosso ferroviário só esbanja saúde no Brasil Maravilha registrado em cartório, essa é a multimilionária Ferrovia Transnordestina”, informa o jornalista Simon Romero na vídeoreportagem.

Começou em R$ 5,4 bilhões, saltou para R$ 6,72 bilhões e acabou de chegar a R$ 7,5 bilhões, e será entregue em 2016 (só Deus sabe quando será concluída).
A conta não inclui os gastos com vagões e locomotivas, orçados (por enquanto) em R$ 1,5 bilhão.

Pelo andar das obras, essa gente ansiosa em ser protagonista será novamente coadjuvante de mais um fiasco nascido da aliança entre a inépcia administrativa e a corrupção política.

Veja o video do New York Times:
http://www.nytimes.com/video/world/asia/100000002805481/largest-democracy-who-will-lead-india.html?playlistId=1194811622205

Até os americanos já estão vendo a incompetência administrativa desses petralhas. Pura Demagogia e Ufanismo Populista.

Anônimo disse...

A Dilma ainda mantém um percentual razoável devido aos milhões de beneficiários dos bolsas isso ou aquilo, temerosos de perderem seus benefícios.
Cada vez mais as pessoas estão largando o PT e suas safadezas, isso é facilmente constatável, basta conversar com vários petistas que já abandonaram o barco.

Anônimo disse...

Hoje na feira livre, um pé de alface 3,50 e um maço de brócolis estava 12,00.No ano passado um pé de alface estava em 1,50 e um maço de brócolis 4,00.E o salário do aposentado 5,56% de reajuste.Me ajuda aí ô.

Anônimo disse...

Tucano que liderou greve da PM é preso:

O presidente da Associação de Policiais e Bombeiros e seus Familiares do Estado da Bahia, Marco Prisco, foi preso nesta tarde pela Polícia Federal; vereador pelo PSDB da capital baiana, Salvador, ele liderou a greve da categoria e teve pedido de prisão preventiva ajuizado pelo Ministério Público Federal da Bahia no início desta semana; no ano passado, o MPF/BA denunciou Prisco e mais seis pessoas por crimes praticados contra a segurança nacional

Agência Brasil

O presidente da Associação de Policiais e Bombeiros e seus Familiares do Estado da Bahia (Aspra), Marco Prisco, foi preso nesta tarde pela Polícia Federal. Marco Prisco liderou a greve da Polícia Militar (PM) da Bahia que terminou ontem (17) após decisão da categoria em assembleia. Prisco é vereador pelo PSDB da capital baiana, Salvador, e teve pedido de prisão preventiva ajuizado pelo Ministério Público Federal da Bahia (MPF/BA) no início desta semana.

No ano passado, o MPF/BA denunciou Prisco e mais seis pessoas por crimes praticados contra a segurança nacional durante outra greve da PM, ocorrida em 2012. De acordo com o Ministério Público, os denunciados, entre vereadores, soldados e cabos da PM, auferiram com a greve lucros políticos nas eleições municipais.

Segundo a Polícia Federal, o vereador está sendo transferido para o Complexo da Papuda em Brasília, pois a ordem judicial prevê que ele deve ficar recolhido em instituição prisional federal. Como é processado por crime político grave pelo MPF, qualquer recurso contra sua prisão somente pode ser ajuizado no Supremo Tribunal Federal.

Após a assembleia aprovar o fim da greve dos policiais, Prisco disse que “quase todas as reivindicações foram atendidas”. Segundo a Aspra, faz parte da proposta aprovada a anistia para policiais que participaram de manifestações em 2012 e para os que tomaram parte no movimento deste ano. Apesar do fim da paralisação, o governador do estado, Jaques Wagner, disse que a mobilização das tropas federais será mantida por meio da Garantia da Lei e da Ordem (GLO).

PS: SÓ ESTA SENDO PRESO POR QUE É TUCANO DE BAIXA PLUMAGEM, MAS GOSTARIA DE VER PRESOS TAMBÉM OS TUCANOS PRIVATAS E OS TRENSALEIROS.