PP reage a nota do Sul21 que "denuncia" Ana Amélia pela doação de R$ 50 mil para a campanha de Luiz Carlos Heinze

A foto ao lado foi publicada pelo Sul21 com a nota sobre a reação do PP. 



Em nota deste sábado no seu site, Sul21, sempre alinhado com o PT e seus aliados, sobretudo com o governo Tarso genro, publica nota na qual o PP diz que Ana Amélia não doou a Heinze como pessoa física nem deliberou sobre doação. 

. A nota do PP reage ao que o Partido chama de "informação irresponsável e tendenciosa do site 21".

. Leia o que foi publicado:

O Partido Progressista do Rio Grande do Sul divulgou nota de esclarecimento a propósito do que chama de “informação irresponsável e tendenciosa do site 21” a propósito dos doadores da campanha eleitoral de 2010 do deputado federal Luiz Carlos Heinze. A nota contesta que a senadora Ana Amélia Lemos tenha doado R$ 50 mil à campanha de Heinze na condição de pessoa física. A doação, diz a nota, foi feita pela administração da campanha da candidata Ana Amélia Lemos e foi perfeitamente legal. Além disso, acrescenta, a doação não foi “objeto de deliberação pela candidata”, atendendo a “critérios políticos”. Ao todo, revela a nota, a campanha de Ana Amélia Lemos fez doações financeiras a 28 candidaturas.
A informação em questão foi divulgada nesta coluna na última sexta-feira. Na relação de doadores da prestação de contas disponibilizada pela página do TSE na internet aparece o nome “Ana Amélia Lemos” sem especificar se era a campanha ou a candidata. 

Publicamos a seguir a íntegra da manifestação do Partido Progressista:
NOTA DE ESCLARECIMENTO DO PARTIDO PROGRESSISTA – RS
O Partido Progressista do RS, em respeito à sociedade gaúcha, considerando a informação irresponsável e tendenciosa do site “Sul 21”, na qual diz que doadores privados, entre os quais a senadora Ana Amélia Lemos que teria doado 50 mil reais na campanha de 2010 para o deputado Luis Carlos Heinze, vem a público esclarecer o seguinte:
1º – A doação referida foi feita pela administração da campanha da candidata Ana Amélia Lemos ao Senado, tendo por origem o CNPJ nº 12189401-01-10, ou seja, Pessoa Jurídica e não Pessoa Física da senadora, como apresenta a matéria do Sul 21;
 2º – Esse procedimento de doação é perfeitamente legal, prova disso é que este tipo de apoio financeiro foi realizado, por esta mesma fonte, para outros 27 candidatos a Deputado Federal e Estadual, atitude que visou fortalecer e difundir, no caso, a candidatura ao Senado, na época.
 3º – As decisões referentes a estas doações foram tomadas pelos Coordenadores de Campanha, através de critérios políticos, não sendo, no caso, objeto de deliberação pela candidata;
 4º – Em respeito aos eleitores gaúchos e para responder a patrulha ideológica de plantão, a serviço de interesses perfeitamente identificados, informamos que as contas da senadora Ana Amélia Lemos foram aprovadas por unanimidade e sem diligências (Processo PC 7099-812010.6.210000), seguindo as determinações legais e os princípios da transparência.
5º – Cabe ressaltar que a campanha da senadora, mesmo com os repasses aos 28 candidatos, foi uma das mais econômicas entre os candidatos eleitos ao Senado em todo o Brasil.


.A senadora Ana Amélia Lemos manifestou-se, por meio de sua conta no twitter, dizendo que “jamais faria essa manifestação” (de Heinze) e que defende “pluralidade política, diversidade de gênero, liberdade de escolha e respeito às diferenças”. Ana Amélia evitou criticar o seu colega de partido. A nota do PP procura distanciar a senadora do deputado ao salientar que as doações foram uma decisão da administração da campanha e não passaram pela deliberação da candidata. Além disso, qualifica de “patrulha ideológica” a identificação das afinidades políticas e ideológicas entre a senadora e o parlamentar da bancada ruralista, sem questionar, porém, a existência de tais afinidades.

As festas para Sarney são injustificadas. No RS, Sarney é considerado persona non grata.

O senador José Sarney, surpreendentemente incensado neste final de semana por toda a imprensa brasileira, foi considerado persona non grata no RS por proposta do ex-deputado Cezar Schirmer, PMDB, atual prefeito de Santa Maria.

. Até a Folha de S. Paulo rasga elogios a Sarney na sua edição deste sábado.


. Jornais, rádios e TVs dedicam pouco espaço para lembrar que Sarney deu sustentação à ditadura militar durante 30 anos, ocupando na época os principais cargos da república, inclusive o de presidente da Arena, Partido de sustentação dos governos dos generais, o que não significa o mérito que teve ao abrir dissidência em favor de Tancredo Neves na última eleição indireta, o que permitiu a vitória da oposição frente à candidatura de Paulo Maluf. 

- Ao contrário de Sarney, colaborador de todos os governos desde que ingressou na vida pública, o senador Pedro Simon, que sempre manteve coerência de princípios, também encerra sua carreira, mas sem reconhecimento nacional. Apesar disto, Simon receberá homenagem na convenção deste domingo do PMDB. 

Aécio e Dilma acovardam-se e desistem de ver o jogo no Mineirão

Ao contrário do que chegou a anunciar durante a semana, Aécio Neves, ex-governador de Minas, não irá esta tarde ao Mineirão.

. Sua adversária na disputa presidencial, Dilma Roussef, também mineira, já tinha desistido há mais tempo de pisar novamente em campos de futebol.

. Ambos se acovardaram diante do público mineiro.

Lula usa dados errados em discurso para empresários

Os jornalistas Thiago Herdy e Mariana Sanches revelam no jornal O Glodo deste sábado que o x-presidente cometeu deslizes ao falar sobre investimento externo, exportação de alimentos e PIB do Brasil. Lula, como se sabe, não tem nem primário completo, portanto possui formação escolar baixíssima, circunstância que tem driblado pela inteligência privilegiada e por um senso aético perturbador e absolutamente oportunista. 

. Estranhável é que empresários paguem caro para que Lula fale sobre o que não entende, no caso, gestão pública e economia.

. Leia a reportagem:

Para tentar reconquistar a confiança do empresariado nacional e internacional no governo Dilma Rousseff, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva recorreu nesta semana a uma enxurrada de números e indicadores para sustentar a continuidade das conquistas sociais e econômicas de seu governo na gestão de sua sucessora.

Uma análise feita pelo GLOBO do discurso que ele fez num evento da Câmara de Comércio França-Brasil mostra, no entanto, que o ex-presidente cometeu vários deslizes em sua fala. Indicadores como investimento externo direto, dívida bruta e corrente de comércio, citados por Lula como “êxitos dos últimos 12 anos”, na verdade pioraram durante o governo Dilma.
O ex-presidente se enganou ainda ao citar dados sobre reajuste salarial, informações sobre exportação de alimentos e também a posição do PIB do Brasil no mundo, em especial na comparação com outras nações emergentes.


Read more: 
CLIQUE AQUI para ler.

Maria do Rosário x Hulk por causa das Marias Chuteiras

Uma campanha promovida pelo apresentador Luciano Huck, da Globo, que incentiva mulheres brasileiras a conquistarem "gringos" que estão no País para a Copa do Mundo, causou grande polêmica nas redes sociais. Agora, o caso chegou à esfera judicial. Os blogs O Cafezinho, de Miguel do Rosário, e Megacidadania denunciaram a emissora por crime de exploração sexual.

. A notícia a seguir é do site www.brasil247.com.br

. "Ta no Rio? Solteira? Quer 1 principe encantado entre os 'gringos' q estão na cidade. Mande fotos e o pq; namoradaparagringo@globomail.com", tuitou Luciano Huck na última terça-feira 24. "Está claro que a Globo cometeu um crime grave", escreve Miguel do Rosário, em seu blog. "A campanha teria que ser feita para homem, mulher e homossexuais. Se se trata de 'amor', por que só mulheres com 'gringos'? Por que não homens com 'gringas'? É muito estranho!", acrescentou.
A campanha também foi motivo de críticas pela deputada Maria do Rosário (PT-RS), ex-ministra dos Direitos Humanos. "Espera-se da Globo o q Adidas teve q fazer: retratar-se pela absurda ideia d q toda mulher e menina do Br está disponível pra qquer gringo", escreveu no Twitter. "Tem q avisar comunicador da Globo q brasileiras sonham e realizam mais em suas vidas do q ele pensa:estudam, trabalham e até dirigem o país", criticou ainda.

Ao portal UOL, a Rede Globo, por intermédio de sua assessoria de imprensa, informou que é contra qualquer tipo de violência. "O apresentador Luciano Huck, assim como toda a equipe de seu programa, é contra qualquer tipo de violência e sempre apoiou campanhas contra a exploração sexual de mulheres. A mensagem postada nas redes sociais de Luciano Huck se refere a um quadro já produzido outras vezes pelo 'Caldeirão' e, por outros programas com o intuito de promover o encontro entre pessoas, sejam elas brasileiras ou não.

CLIQUE AQUI para ver reportagem sobre as Marias Chuteiras de Porto Alegre. Na cidade, Hulk nem precisa fazer campanha. As pegações já começaram há muito tempo. 

PT-PCdoB tetrão chapa puro sangue de esquerda, esta manhã, na Assembléia do RS

O PT fará convenção as 10h na Assembléia. Vai homologar as candidaturas de Tarso para o governo, Abigail Pereira (PCdoB) para vice e Olívio Dutra para o Senado.


. O Partido quer encerrar o encontro ao meio dia, para que os trabalhos não coincidam com o jogo do Brasil.

Convenção do PMDB homologará José Ivo Sartori neste domingo

Sairão neste domingo as convenções do PMDB, PPS e PSD, que homologarão a chapa majoritária para o Piratini e Senado. As 11h, os três Partidos e mais o PSB farão ato público na Assembléia.

Federasul deu nomes para as majoritárias do PMDB e do PP

A Federasul compareceu bem representada nas chapas majoritárias que disputarão as eleições do Piratini e do Senado. É que seu ex-presidente, José Cairolli, ainda presidente da Confederação Brasileira das Associações Comerciais, é vice na chapa de José Ivo Sartori, PMDB, e a candidata ao Senado com Ana Amélia é a atual vice-presidente da Federasul.

. Simone Leite é a maior surpresa dos eventos desta semana para a composição final das chapas majoritárias.

. Ela é totalmente desconhecida dos eleitores.

. Atualmente é do PP, mas já foi do PSDB e depois disso chegou a integrar o secretariado do prefeito de Canoas, Jairo Jorge, do PT, que na cidade tem composiç]ao com o PP.


. Simone Leite ocupa uma posição que desde o início das conversações pela aliança PP-PSDB-SDD-PRB estava destinada aos tucanos. Os nomes apresentados pelo PSDB não agradaram Ana Amélia, que preferia algum nome completamente novo e jovem.