Governador vacilou, demorou, mas rendeu-se ao próprio marasmo: 20 presos de alta periculosidade começaram a ir para presídios federais de outros Estados

Exatamente no dia em que dezenas de milhares de turistas gaúchos, paranaenses e paulistas ingrtessam no Estado por congestionadas rodovias federais, o governador Raimundo Colombo anunciou a transferência de  20 presos com alto grau de periculosidade para presídios federais. A decisão foi divulgada  após avaliação das forças de segurança de Santa Catarina.

. A lista de detentos não será divulgada por questões de segurança. Segundo Colombo, a Polícia Militar e Civil, Corpo de Bombeiros, Polícia Militar Rodoviária, agente penitenciários, Polícia Federal e Polícia Rodoviária Federal estão trabalhando sempre em comunicação e em forma integrada. 

. Tais decisões são reflexo dos 83 atentados registrados em todo o Estad

Época detona Gabrielli, o ex-manda-chuva petista da Petrobrás


O editorial da revista Época deste fim de semana é um duro ataque no secretário de Planejamento da Bahia, José Sergio Gabrielli, potencial candidato ao Palácio da Ondina em 2014. Leia abaixo:

Os prejuízos da politização da Petrobras
REVISTA ÉPOCA

Em novembro passado, quando a Ambev, empresa de bebidas que vende cerveja e refrigerante, ultrapassou a Petrobras em valor de mercado, com base no preço das ações negociadas na Bolsa de Valores, os problemas de gestão da estatal do petróleo ficaram evidentes. O julgamento dos investidores nos pregões das Bolsas costuma ser implacável. As empresas mais eficientes, com foco nos resultados, são premiadas. Suas ações despertam a cobiça geral, e as cotações de seus papéis sobem, de acordo com a lei da oferta e da procura. Em contrapartida, as companhias que não seguem os mandamentos da boa gestão costumam ser punidas. Os investidores fogem de seus papéis, e as cotações desabam. Na semana passada, o valor de mercado da Petrobras regredira ao patamar de 2009. Representava apenas 65% de seu patrimônio, a pior relação desde 1999.

Isso ocorreu porque aquilo que já se imaginava ruim se revelou ainda pior com a divulgação do balanço da Petrobras em 2012. Símbolo do nacionalismo econômico no Brasil, ela teve no ano passado seu pior desempenho desde 2004.0 lucro líquido caiu 36% em relação a 2011, a produção caiu 2% e a dívida líquida chegou a R$ 147,8 bilhões (203% maior do que em 2008). Esses resultados negativos são uma consequência de uma gestão politizada e sem foco na eficiência, cujo ápice talvez tenha ocorrido no período em que ela esteve sob o comando de José Sérgio Gabrielli durante o governo Lula. 

CLIQUE AQUI para ler tudo.

* Clipping www.brasil247.com.br


Brizola Neto sairá em março. Novo ministro do Trabalho terá o aval de Lupi e da bancada na Câmara.


Já começou a contagem regressiva para o ministro do Trabalho, Brizola Neto. Ele foi chamado ao gabinete do ministro Gilberto Carvalho, portador recorrente das más notícias, que avisou o seguinte:

- Você sai em março, na minireforma da Dilma.

. No dia seguinte, sexta-feira, Dilma recebeu o presidente do PDT, Carlos Lupi, também presidente do PDT, que ela mantinha na geladeira desde que nomeara Brizola Neto.

. Dilma parece ter se convencido de que sem Carlos Lupi e sem a bancada na Câmara, ela não terá chance alguma de pacificar o Partido e garantir seu apoio.

. O substituto de Brizola Neto será um aliado de Carlos Lupi na disputa interna da bancada. Já se fala no deputado gaúcho Vieira da Cunha. 

Brigada mata quatro bandidos na rua e acaba com rebelião em presídio. Tudo em Arroio dos Ratos.

Os sucessos de caráter terrorista que atingem Santa Catarina, parecem estar pautando as ações da polícia gaúcha nos últimos dias, já que o enfrentamento violento protagonizado por bandidos na rua e bandidos nas prisões passou a ser enfrentado à bala. As duas notícias a seguir, deste sábado, de autoria dos repórteres Eduardo Rosa e Karina Almeida, ambos da RBS, são as melhores informações da área neste início de carnaval. Nos dois casos, a bravura da Brigada Militar foi demonstrada amplamente. O editor copidescou os dois textos para reduzi-los ao que interessa.

Brigada mata quatro bandidos em Arroio dos Ratos
Eduardo Rosa

Bandidos explodiram um caixa eletrônico no centro de Arroio dos Ratos por volta das 2h30min deste sábado.

Durante a tentativa de fuga, houve troca de tiros entre criminosos e a polícia. Quatro assaltantes morreram e um brigadiano ficou ferido na perna e teve de ser encaminhado ao Hospital de Pronto Socorro, na Capital. Outros dois policiais também ficaram feridos, mas sem gravidade.A explosão no caixa eletrônico aconteceu enquanto equipes da Brigada Militar (BM) e do Pelotão de Operações Especiais estavam mobilizadas em frente à Penitenciária de Arroio dos Ratos, onde uma rebelião motivada por uma briga em uma das galerias acontecia desde o fim da noite de sexta-feira.

Ao saber da explosão no centro da cidade, equipes da BM se deslocaram e, a cerca de um quilômetro de distância do banco, encontrou quatro criminosos fugindo em um carro sedan. Foi quando a troca de tiros começou. Três bandidos morreram dentro do carro e o outro foi atingido quando saía do veículo.

Só com o susto, revoltosos acabam rebelião em presídio
 Kamila Almeida

Um gabinete de gerenciamento de crise foi montado na madrugada deste sábado na Penitenciária de Arroio dos Ratos. Desde as 21h de sexta-feira, 83 detentos estão rebelados e reivindicam troca de casa de detenção e limites menos rígidos.

A Susepe tentou negociar com o grupo até as 4h. Sem êxito, deu carta branca para que o Batalhão de Operações Especiais (BOE) entrasse no local por volta das 7h30min.Após a conversa com o o juiz da Vara de Execuções Criminais(VEC), Sidinei Brzuska, e o promotor Luciano Preto, os presos baixaram a guarda. O BOE entrou de forma pacífica e foi retirando os amotinados em grupos de seis. Eles foram levados ao pátio para a revista.

. O local abriga mais de 660 apenados e foi construído há cerca de um ano. A galeria rebelada estaria inconformada com a rigidez da casa e revoltada com o fato de ter de usar uniforme. Uma parte dos presos, recentemente transferido do Presídio Central, estaria reivindicando o retorno para o presídio da Capital.


Folha de S., Paulo imediata cassação de Genoino. Lugar de bandido do PT é na cadeia, já !

* Clipping Foilha de S. Paulo, editorial.

O presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), mostrou-se nos últimos dias um político sinuoso como poucos. Após declarar três vezes que o Legislativo daria a última palavra sobre a cassação dos parlamentares condenados no julgamento do mensalão, parece ter voltado atrás.
Na saída de um encontro com o ministro Joaquim Barbosa, presidente do Supremo Tribunal Federal, Alves afirmou que "não há hipótese de não cumprir a decisão". Como se sabe, a corte havia determinado a perda dos mandatos dos deputados João Paulo Cunha (PT-SP), José Genoino (PT-SP), Valdemar Costa Neto (PR-SP) e Pedro Henry (PP-MT).

A decisão do STF deu início a um deletério embate com o Legislativo. No entender destaFolha, cabem aos representantes eleitos pelo povo a prerrogativa e a responsabilidade do ato final de cassação, como estipula o artigo 55 da Constituição --pelo qual somente o Congresso pode cassar mandatos de deputados condenados.O episódio desdobrou-se em trocas de invectivas entre o então presidente da Câmara, Marco Maia (PT-RS), e ministros do Supremo, o que instilou temores de uma crise institucional entre os dois Poderes. Um cenário em que todos perderiam, a começar pela democracia, que passou vitoriosa por vários testes desde a ditadura militar.

CLIQUE AQUI para ler tudo.