Mãe de Deus aplica Lei Trentin e fecha emergência noturna do Mãe de Deus Center Carlos Gomes

Artigo do editor (do Facebook)

O Hospital Mãe de Deus, Porto Alegre, resolveu aplicar aquilo que eu costumo chamar de Lei Trentin. O que é esta Lei ? É um enunciado que eu criei:

- Quando você não consegue resolver um problema, você elimina o problema.

Por exemplo: se a comida está ruim, você não serve mais comida. A estrada está ruim, pois você não deixa mais transitar por ela.

É simples assim.

Pois o Mãe de Deus acaba de avisar que vai fechar no dia 20/11 os atendimentos de emergência e ambulatoriais, á noite e nos fins de semana, no Mãe de Deus Center Carlos Gomes, criado com pompa e circunstância como o primeiro day hospital de Porto Alegre. (Imagem acima é cópia de comunicado da Unimed que saiu hoje, 19/11, no jornal Zero Hora)

Eu acho que eles deveriam melhorar aquilo lá. É o que recomenda qualquer manual de gestão.

Há menos de dois meses, fui lá para ser atendido, fiquei tres horas na espera e depois o médico que me atendeu recomendou Tamiflu. Era meia noite e saí por Porto Alegre à procura de uma farmácia. Foi uma corrida louca. Não achei nada aberto. O tratamento foi feito e no dia seguinte nada melhorou. A solução foi procurar a emergência do Hospital, agora na José de Alencar. Lá, os médicos, depois de 10 horas de espera, numa emergência lotada, mal atendida, caótica, acabaram constatando uma infecção gástrica e não gripe A. Pode ? Pode.

Na emergência do Mãe de Deus, vi até um paciente quase beber contraste que é colocado em garrafinhas de água Sarandi reaproveitadas !? porque segundo a enfermeira isso era padrão no setor de tomografia. Sem contar as obras noturnas, algo proibido por lei. Para fazer uma ecografia o paciente passava por um corredor em obras com plásticos pretos na parede e chão batido até chegar a sala. Isso com acesso fincado nas mãos e soro correndo.

E o Mãe de Deus não é dos piores. E isto que na minha condição de jornalista conhecido, falei diretamente com o presidente, pedindo o fim dos obstáculos.

Se os médicos se queixam do que ganham, imaginem pacientes que pagam mensalidades caríssimas, como é o meu caso, para a Unimed, e recebem um tratamento errático, caótico, demorado e ineficiente como este.

Todeschini confirma investimento de R$ 50 milhões em Bento

A Todeschini confirmou nesta segunda-feira que investirá R$ 50 milhões para duplicar sua fábrica de Bento Gonçalves, RS.

Banco Central diz que mercado não acredita na retomada do crescimento econômico

O Banco Central (BC) revelou nesta segunda que os representantes do mercado financeiro reduziram as previsões de crescimento da economia brasileira para 2012 e 2013, colocando em dúvida a retomada prevista pelo Ministério da Fazenda. De acordo com o Boletim Focus divulgado nesta segunda-feira, a previsão de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) em 2012 recuou de 1,54% para 1,52%. Para 2013, a estimativa também caiu, passando de 4,00% para 3,96%.

. A projeção de inflação medida pelo IPCA para 2012 caiu de 5,46% para 5,45%, de acordo com a pesquisa Focus. Há quatro semanas, a estimativa estava em 5,44%. Para 2013, a projeção recuou de 5,40% para 5,39%. Há quatro semanas, estava em 5,42%.

. A projeção de alta da inflação para os próximos 12 meses subiu de 5,33% para 5,34%, conforme a projeção suavizada para o IPCA. Há quatro semanas, estava em 5,41%.

BIER MARKT
Bier Markt Vom Fass - na Barão do Santo Ângelo 497, ao lado do Leopoldina.
Bier Markt  - também na Castro Alves 452, três vezes seguidas "A Melhor Carta de Cervejas", segundo Veja (2010, 2011 e 2012). O melhor lugar para seu Happy Hour!

Prefeito Fortunati decide criar a secretaria dos Idosos

Depois de ter criado a secretaria dos Animais, o prefeito José Fortunati imagina criar a secretaria dos Idosos.

Foro que reúne processos da Operação Cosa Nostra pegou fogo em São Leopoldo

Pegou fogo no Foro de São Leopoldo, RS, onde correm os processos da Operação Cosa Nostra, que denuncia malfeitorias na administração do prefeito Ary Vannazi, do PT.

. Não houve danos e nem perda de documentos.

Lula, o chefe do Mensalão, falará dia 27 no Conselhão do Tarso

Lula virá a Porto Alegre no dia 27. Ele participará da reunião de final de ano do Conselhão do Tarso.

. Lula impôs-se pesado silêncio depois que Marcos Valério denunciou-o como o verdadeiro chefe do
Mensalão.

Jornalista denuncia contratos na área do lixo de Porto Alegre

Especialista em discussões sobre lixo no RS, o jornalista Vitor Vieira comemorou a suspensão da milionária licitação para serviço de capina em Porto Alegre, que até há pouco tempo estava nas mãos da Delta (a Delta só não teve o contrato renovado porque foi declarada inidônea pelo governo federal).

. O jornalista, que edita o blog VideVersus, não está nem um pouco satisfeito, porém, com o contrato emergencial que nomeou a Mecani Capina para os serviços, enquanto não sai a licitação.

Tarso desvia dinheiro para o Caixa Único, a fonte de onde tirará recursos para pagar o 13º

Desde o início do ano o editor vem advertindo sobre a maneira temerária com que o governador Tarso Genro administra o Estado, engordando a máquina pública com cada vez mais funcionários, elevando os gastos de maneira descontrolada, arrecadando menos e viajando demais.

. A previsão de déficit de R$ 1,3 bilhão para este ano e saques a descoberto no Caixa Único de R$ 850 milhões  até este momento, não puderam ser desmentidos pelo Piratini.

. O editor também vem advertindo sobre a impossibilidade de pagamento do 13º em dia – a menos que algum milagre salve o governo.

. Pois o milagre acaba de ser desenhado num dos 34 projetos de lei que foram enviados à Assembléia em regime de urgência. É que um desses projetos transfere recursos dos Fundos de Investimentos urbano e Reforma do Estado para o Caixa Único, prevendo saques já no mês que vem. O dinheiro será desviado para pagamento do 13º, tratado no texto como “custeio da máquina e pagamento da folha do funcionalismo”.

- O pacote de 34 projetos de Tarso Genro inclui uma gama enorme de novos gastos. Um deles trata do reajuste do magistério e dos servidores de escola, mas existem também trenzinhos da alegria. É o caso das quatro vagas criadas na diretoria do Banrisul, todas de CCs de livre nomeação do PT, cada uma valendo R$ 8.987,00.

Governo gaúcho produz desordem nas finanças públicas do RS

O governo do PT do RS herdou Déficit Zero e em apenas dois anos conseguiu produzir verdadeira desordem nas finanças públicas do Estado.

Entrevista - Frederico quer projeto dos precatórios ou obstrui a votação do Pacotão do Tarso

Frederico Antunes, deputado estadual do PP do RS

No momento, quatro projetos e uma PEC trancam a pauta e impedem a votação dos 34 projetos remetidos pelo governo em regime de urgência. É isto mesmo?
Nesta terça, dois projetos (237 e 239) ganham a preferência sobre a PEC e o Pacotão, sendo que no dia 24 outros dois projetos (206 e 238) ingressam no mesmo circuito.

O governo quer votar tudo a toque de caixa, porque um dos projetos prevê transferência de dinheiro de Fundos para o Caixa Único e com isto safar o 13º.
Bom, eu só digo o seguinte: no caso dos quatro projetos que entram na pauta para votação privilegiada, tudo ok, mas no caso da PEC, que exige maioria de 2/3, não daremos maioria enquanto o governo não enviar o projeto que cria a Junta de Conciliação de Precatórios.

A PEC trata de que tema?
Ela obriga o governo a privilegiar a execução de obras e serviços aprovados na Consulta Popular que ele mesmo realiza. O governo reúne o povo, manda que ele escolha o que quer que se faça e depois não cumpre o que foi escolhido.

E essa Junta de Conciliação de Precatórios?
O governo disse que regulará por decreto, mas não pode fazer isto. Ele tem que mandar o projeto. A Junta permitirá que credores e governo negociem o valor do precatório a ser quitado. É uma maneira de fazer com que o credor receba antes de morrer – pelo menos. 

BIER MARKT
Bier Markt Vom Fass - na Barão do Santo Ângelo 497, ao lado do Leopoldina.
Bier Markt  - também na Castro Alves 452, três vezes seguidas "A Melhor Carta de Cervejas", segundo Veja (2010, 2011 e 2012). O melhor lugar para seu Happy Hour!

Restrições às exportações de sucata beneficia os Gerdau. E os preços dos forjados dos Gerdau cairão?

O editor tem conversado com “homens do aço” de todas as áreas no RS e todos eles estão alarmados com os altos preços cobrados pelas siderúrgicas do grupo Gerdau.

. A alegação é de que é proibitivo o chamado Custo Brasil.

. O que ninguém consegue explicar é de que modo o grupo gaúcho paga R$ 100,00 pela tonelada da sucata, enquanto a mesma quantidade do mesmo produto custa 450 euros na Alemanha, que no entanto vende o kg da peça fundida a 1,10 euros, preço infinitamente inferior ao cobrado pela Gerdau.

. O contingenciamento sobre as exportações de sucatas, forçará a queda nos preços dos produtos fundidos ou resultará em aumento nos lucros das siderúrgicas ? É possível que alguém pergunte isto a Jorge Gerdau durante a palestra que ele fará nesta quarta-feira ao meio dia na Federasul.

Bona Garcia poderá comandar a Conab

Se depender apenas da vontade do ministro da Agricultura, Mendes Filho, o novo presidente da Conab será o gaúcho Bona Garcia.

. O caso será resolvido nos próximos 20 dias.

Heitor Muller não tem mais nada a ver com a Naturovos

O editor cometeu um equívoco ao atribuir ao presidente da Fiergs, Heitor Muller, a propriedade da empresa Naturovos, de Salvador do Sul, RS. A empresa informou nesta segunda-feira que Muller não tem nada a ver com ela e nem com seu controlador, o grupo Solar.

. A Naturovos, pertence à familia do falecido empresário Enor Domingos Müller e sua esposa Ieda Wallauer Müller, atual superintendente do Grupo Solar, que tem  como diretores  executivos João Carlos Müller, Ilário Herbert, Ângela Müller Herbert e Adriane Cunha. Heitor Müller, presidente da Fiergs, é irmão de Enor Müller, não tendo nenhuma participação na Naturovos ou Grupo Solar.

- Trata-se de uma informação que gostará de saber o Departamento de Estado.

Até jornal que não existe fatura mais com Dilma do que Zero Hora

O governo federal não consegue se explicar no caso da denúncia do jornal Folha de São Paulo, que descobriu que a secretaria de Comunicação da Presidência da República  contratou e pagou R$ 135,6 mil  a um grupo de jornais de São Paulo que nem existem. 
. A Folha exigiu mais dados sobre a aplicação dos volumes de publicidade, usando os termos da Lei de Acesso á Informação, mas o governo não quis abrir as informações.

. O resultado é que o jornal recorreu com êxito ao STJ.
. Por decisão do ministro Arnaldo Esteves Lima, o governo tgerá 30 dias para alcançar ao jornal tudo o que tiver sobre o assunto. 
- Na lista dos 11 jornais que mais receberam verbas publicitárias da Secom, não consta nenhum veículo do RS, sequer Zero Hora, que é maior do que os jornais paulistas do grupo Laujar, São Bernardo do Campo, que não consegue provar a existência dos seus jornais.  Eles levaram R$ 135,6 mil da Secom no ano passado. 1.132 empresas recebem dinheiro da presidência desde o início do governo Dilma Roussef

Tarso entra no terceiro ano do mandato sem licitar novas agências de publicidade. E o dr. Da Camino silencia sobre isto.

Dentro de um mês e meio o governador Tarso Genro ingressará no terceiro ano do seu mandato. Até agora não conseguiu tocar a licitação para a escolha das novas agências de publicidade. Ele continua trabalhando com a herança deixada por Yeda Crusius, sem reclamar, no caso as agências Escala, Matriz, Martins e Centro. 
. São verbas totais de R$ 60 milhões por ano, sem contar o Banrisul, que gasta outro tanto. 


- Governo algum, antes, neste Estado, atreveu-se a tanto, pelo menos desde que o dr. Da Camino está no TCE. 

Cabo de Guerra já está á venda em Gramado, RS

Desde o final desta semana o livro Cabo de Guerra, lançado em Porto Alegre no dia 7 de outubro, está à venda na Livraria Sucellus. Trata-se da mais completa livraria de Gramado, principal cidade turística do RS. A Sucellus também abriga uma cafeteria muito moderno na mais nova galeria coberta.

. O livro custa R$ 75,00 e também pode ser adquirido através do e-mail polibio.braga@uol.com.br, com entrega grátis em qualquer lugar do Brasil.

Artigo, Juan Cebrián , fundador de El País - Mudanças nos jornais brasileiros chegará com velocidade impressionante

Juan Luis Cebrián, fundador do El País e presidente do grupo Prisa, que o controla - Globo, 18

 1. Ou jornais se convertem em jornais muito locais ou em jornais globais. Mas não tem espaço para muitos jornais globais. Portanto, estamos num momento de transição fundamental. Quiosques e livrarias estão fechando, e a distribuição física dos jornais vai ser cada vez mais difícil.
          
2. Não há espaço para muitos jornais globais brasileiros, apenas um ou dois. Nós estamos seguindo o modelo do “New York Times”: presença global e enorme presença na internet, sobretudo nos meios de comunicação móvel.  Há muitos jornais locais americanos que estão com suas edições apenas na internet. Temos que ser muito cautelosos. Não digo que os jornais locais de papel irão nesta direção, mas cada vez vão ser mais caros, vão circular menos e, portanto, terão menos influência. Nós estamos fazendo um jornal global de papel, como o “New York Times” e o “International Herald Tribune”.
           
3. Se é verdade que o Brasil não está numa bolha, o que vai haver é mudança tecnológica. E a mudança vai chegar à imprensa brasileira como no mundo inteiro. Pode chegar mais tarde, mas vai chegar. O aumento das tiragens de alguns jornais no Brasil, não todos, se deve ao aumento da classe média. No curto prazo, podemos pensar em aumento da publicidade e de consumo de jornais. Isso pode atrasar a chegada da transformação, mas ela chegará. E quando chegar, vai chegar com uma velocidade impressionante.

* Resumo feito pela newsletter diária do ex-prefeito Cesar Maia. 

CLIQUE aqui para ler a entrevista completa de Cebrián ao jornal Extra/Globo.

BIER MARKT
Bier Markt Vom Fass - na Barão do Santo Ângelo 497, ao lado do Leopoldina.
Bier Markt  - também na Castro Alves 452, três vezes seguidas "A Melhor Carta de Cervejas", segundo Veja (2010, 2011 e 2012). O melhor lugar para seu Happy Hour!

Entenda o desenho da sucessão de Tarso Genro no RS

Eis como movimentam-se os cinco grandes Partidos do RS para a sucessão do governador Tarso Genro, 2014:
PT – Aposta tudo na reeleição do atual governador, Tarso Genro. Ele quer Beto Albuquerque, PSB, na única vaga para o Senado, e trocar Beto Grill, seu atual vice, por um candidato indicado pelo PDT, de preferência o seu secretário, Afonso Mota.

PMDB – O nome mais forte é o do prefeito de Caxias do Sul, José Ivo Sartori, mas o ex-prefeito José Fogaça e o ex-governador Rigotto estão na lista. O PMDB quer o PDT na vice, mas deseja conservar também a vaga para o Senado.

PDT – Caso vá para a disputa, poderá contar com o prefeito José Fortunati, seu nome mais forte, e o jornalista Lasier Martins, mas seu verdadeiro caso de amor é com o PT ou o PMDB, disputando a vice.

PP – A senadora Ana Amélia é disparado o nome mais forte do PP, mas passou a enfrentar internamente uma disputa com o deputado Jerônimo Gorgen. Ana Amélia adoraria ter Manoela D’Ávila, PCdoB, de sua candidata ao Senado, entregando a vice ao PTB.

PSB – Caso o governador Eduardo Campos dispute a presidência, o PSB poderá exigir o sacrifício de Beto Albuquerque, que disputaria o governo do Estado para dar palanque.

- PTB e PSDB não buscam protagonismo algum.

Gorgen quer ir para a disputa interna com Ana Amélia

A novidade mais recente nas articulações para a sucessão de Tarso Genro é a disposição do deputado Jerônimo Gorgen de disputar a vaga do PP.

. A questão é que esta vaga é cativa da senadora Ana Amélia.

Bancos privados perdem espaço para públicos na contratação de crédito

A retração dos bancos privados na concessão de créditos fez com que os bancos públicos ganhassem maior participação nesse segmento de mercado, nos últimos quatro anos. Os bancos privados nacionais detinham 47,9% das operações de crédito, em setembro de 2008, mas apesar de o volume de crédito bancário ter dobrado de lá para cá, a participação deles nos financiamentos e empréstimos caiu para 37,1% do mercado.

. Segundo informações do jornal do Brasil, os números constam de relatório do Departamento Econômico do Banco Central (BC), segundo o qual os bancos privados estrangeiros também perderam espaço. Eles eram responsáveis, então, por 21,4% dos créditos, mas a participação caiu para 16,7% no último mês de setembro.

. Em contrapartida, os bancos públicos, que à época detinham 30,7% do estoque de créditos, são agora detentores de 46,2% dos R$ 2,237 trilhões emprestados a terceiros – pessoas físicas e jurídicas.

Seguro de carro sobe 10% em 2012

Com o ganho menor após a queda dos juros no país, as seguradoras reajustaram os preços dos seguros de carros de 7% a 10% este ano. Ou seja, mais que o dobro da inflação acumulada pelo IPCA, de 4,38%. Especialistas dizem que os preços dos seguros de veículos vão aumentar mais 10% no próximo ano.

Dilma sobre o mensalão, no El País: "Decisão da instância deve ser acatada, e não discutida"

Em entrevista publicada na edição de ontem do jornal espanhol El País, a presidente Dilma Rousseff quebrou o silêncio sobre o julgamento do mensalão pelo Supremo Tribunal Federal, que resultou na condenação da antiga cúpula do PT e do ex-ministro da Casa Civil José Dirceu. Para Dilma, a decisão da instância deve ser acatada, e não discutida. Numa frase ambígua, completou dizendo que ninguém está “acima de erros” e de “paixões humanas”.

. O tema foi abordado pelo El País ao final de uma reportagem de três páginas baseada em uma entrevista concedida ao jornal na semana passada, em Brasília. O texto, intitulado “Dilma, la fuerte”, fala de temas como a crise na Europa – a presidente volta a fazer críticas à austeridade em curso no continente -, sua visão da China e a receita econômica do Brasil. Aborda ainda sua luta contra a ditadura militar e seu tempo na prisão. Segundo o El País, “Dilma não tem o carisma de Lula, mas brilha por si mesma por sua eficácia e sua convicção política.”

Reforma agrária perde força no governo Dilma

A reforma agrária está patinando no governo da presidente Dilma Rousseff. O sinal mais evidente está nos números acumulados pelo Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra). Segundo o último dado sobre assentamentos disponível no órgão, com data de 16 de novembro, o governo assentou 10.815 famílias neste ano. É a taxa mais baixa registrada neste mesmo período em dez anos e representa apenas 36% da meta estabelecida para 2012, de 30 mil famílias.

. A menos que haja uma dramática alteração no ritmo de assentamentos nos próximos dias, a marca de assentamentos deste ano corre o risco de ficar atrás da registrada em 2011 – a pior dos últimos 16 anos, com 21.933 famílias beneficiadas pela reforma agrária. Nos dois mandatos do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB), a quem o PT acusava de menosprezar a reforma agrária, a marca mais baixa foi de 42.912 assentamentos – foi em 1995, primeiro ano de governo.

Artigo, Luis Milman - A natureza do Fórum Palestina Livre

O encontro internacional de milhares de militantes anti-israelenses, que ocorrerá em Porto Alegre, com o patrocínio do governo Tarso Genro e do PT, no final deste mês, não deve ser compreendido apenas sob uma ótica ideológica. É certo que uma das finalidades do Fórum Mundial Palestina Livre é apresentar Israel como um estado criminoso e racista, de acordo com o histórico cânone da propaganda oficial palestina, difundido por partidos e organizações esquerdistas de todo o mundo há décadas e reverberado no documento de referência do Fórum. É seguro, também, que, no momento em que Israel lança uma ofensiva militar na Faixa de Gaza, para proteger sua população contra as centenas de mísseis disparados pelo Hamas e outros grupos terroristas palestinos, a organização do tal Fórum fará de Porto Alegre um centro difusor de mistificações e distorções antissemitas ainda mais intensas.

Ninguém pode esperar menos que a satanização de Israel e a exaltação da “resistência” dos terroristas palestinos islâmicos da Faixa de Gaza, num contexto mais amplo de denúncias e demandas alucinadas, que têm alimentado o imaginário esquerdista desde o final da Guerra dos Seis Dias, em 1967. Estas constatações são suficientes para repudiar o apoio que Tarso Genro está emprestando ao Fórum Palestino, transformado por ele num evento oficial do estado.

Mas os problemas que decorrem da realização deste encontro mundial em Porto Alegre são ainda mais graves do que se poderia esperar de uma algaravia de inimigos de Israel, ainda que disfarçados de pacifistas e moderados. Entre as exigências que os organizadores do Fórum anunciam como decisivas para a pressão junto a governos da Europa, Ásia e América Latina, está a adoção de medidas BDS (Boicote, Desinvestimento e Sanções) contra Israel, em conformidade com o que apregoa a própria Organização para a Libertação da Palestina.

As medidas BDS destinam-se às populações e aos governos. Na Europa e nos Estados Unidos, há ongs especializadas na pregação do boicote ao consumo de  produtos israelenses. No Brasil, uma ala considerável do PT tenta convencer o governo a adotar as medidas BDS e persuadir a presidente Dilma Rousseff a agir, na cena internacional, no sentido de isolar Israel.

Os organizadores do Fórum Palestina Livre e os grupos políticos internacionais de esquerda que lhes dão sustentação, entre eles a parte do PT a que pertence Tarso Genro, consideram o Brasil um país chave para sua atuação. Na América do Sul, o Brasil é o maior parceiro comercial de Israel. Os dois países mantêm acordos de cooperação tecnológica e de segurança importantes e, mais ainda, várias empresas israelenses estão instaladas no Brasil, inclusive no Rio Grande do Sul.

A Elbit Systems, por exemplo, uma das grandes indústrias de tecnologia militar de Israel, possui contratos de cooperação com as Forças Armadas brasileiras e fornece equipamentos militares para a Marinha e a Aeronáutica. Sua subsidiária, a Aeroeletrônica Indústria de Componentes Aviônicos S.A (AEL) tem sede em Porto Alegre e atua como centro de produção e apoio logístico de equipamentos eletrônicos de defesa avançada. AAEL é fornecedora de produtos para programas militares e de segurança no Brasil e em vários outros países. Além disso, atua com a Embraer para produzir sistemas de aeronaves não tripuladas de uso militar, como o Harpia Sistemas, que tem sede em Brasília. São empresas estratégicas para o Brasil manter-se atualizado em tecnologia de ponta na área militar. A organização do Fórum Palestina Livre afirma que principalmente as parcerias das empresas israelenses com o setor militar brasileiro contribuem para manter o que eles chamam de “regime de apartheid” de Israel. Por isso, prepara a denúncia da presença destas empresas no Brasil, como forma de auxiliar, segundo os organizadores do Fórum Palestina Livre, na luta maior contra a “limpeza étnica” praticada por Israel.Não há mentira maior. A acusação feita contra Israel de prática de apartheid é infame. O que os organizadores deste Fórum não aceitam é a própria existência do estado judeu. A sua agenda de propaganda anti-israelense é, também, uma agenda política previamente delineada para influenciar a opinião pública e pressionar o governo brasileiro, de modo a fazer com que se altere a percepção diplomática e negocial tradicionalmente construtiva com relação aos israelenses. Tudo isto faz parte de um movimento global degradante que, há muito tempo, dedica-se a deformar a imagem de Israel e das comunidades judaicas que o apoiam. Porto Alegre, que colhe os benefícios de possuir uma empresa israelense de ponta e com inserção global, no final das contas, receberá impostores, profissionais da fraude, militantes islamitas e comunistas do mundo inteiro, num Fórum preparado para atacar Israel de todas as formas. É o novo antissemitismo cínico aportando por aqui, com o patrocínio de Tarso Genro.

BIER MARKT
Bier Markt Vom Fass - na Barão do Santo Ângelo 497, ao lado do Leopoldina.
Bier Markt  - também na Castro Alves 452, três vezes seguidas "A Melhor Carta de Cervejas", segundo Veja (2010, 2011 e 2012). O melhor lugar para seu Happy Hour!