Petrobrás diz que Graça mentiu sobre SBM por orientação do Ministério Público Federal

Em fevereiro de 2014 a Petrobras tomou conhecimento das denúncias de supostos pagamentos de suborno pela SBM Offshore (SBM) a empregado ou ex-empregado da Companhia através de notícia do jornal Valor Econômico. Diante de tal informação a Companhia criou uma Comissão Interna de Apuração para averiguar a veracidade dos fatos expostos na reportagem.
Em março a Comissão Interna de Apuração, restrita a sua competência regulamentar, concluiu seus trabalhos sem ter encontrado fatos ou documentos que evidenciassem qualquer pagamento indevido. Tanto as conclusões da Comissão Interna de Apuração, quanto eventuais informações surgidas posteriormente a este trabalho, foram repassadas para as autoridades públicas competentes para utilizar nas suas investigações, que dispõem de instrumentos legais que as Comissões Internas de Apuração não possuem, mantendo a postura da Companhia de contribuir com as apurações de tais autoridades. Cabe ressaltar que, em 2 de abril de 2014, a própria SBM informou publicamente que também não havia encontrado qualquer evidência de pagamentos impróprios.
O editor recebeu esta noite a nota a seguir da Petrobrás, na qual a estatal tenta explicar por que razão a presidente Graça Foster mentiu bna CPMI da Petrobrás sobre as investigações na holandesa SBM, sua fornecedora. Leia:

Em 23/05/2014, através de um telefonema do presidente (CEO) da SBM, a Petrobras recebeu as informações de que o Ministério Público holandês havia confirmado transferência de valores de uma conta de propriedade do representante comercial da SBM no Brasil para um empregado ou ex-empregado da Petrobras, não identificado.
Mesmo sem ter uma confirmação por escrito do presidente da SBM, a Companhia encaminhou essa informação na mesma data para a CGU e, no dia 26/05/2014, ao Ministério Público Federal do Rio de Janeiro, que, na mesma data, decretou formalmente que as investigações relacionadas à SBM estavam correndo sob sigilo, o que impediu a Petrobras de se manifestar sobre o assunto a fim de não atrapalhar as investigações.
Posteriormente, em 27/05/2014, a SBM encaminhou carta para a Petrobras confirmando as informações de que o Ministério Público holandês havia identificado transferência de valores de uma conta de propriedade do representante comercial da SBM no Brasil para um empregado ou ex-empregado da Petrobras, não identificado. Tal carta também foi encaminhada imediatamente para as autoridades públicas competentes. Diante desse fato a Petrobras entendeu por bem suspender a participação da SBM em seus processos licitatórios até o fim das investigações oficiais.
Paralelamente, a Companhia fez contato com as autoridades holandesas para obter informações que a ajudassem a encontrar provas sobre a informação transmitida na carta pela SBM. A Companhia, porém, não obteve êxito em sua pretensão.
Neste momento em que a empresa SBM fechou acordo com o Ministério Público da Holanda e este, em 12/11/2014, deu publicidade às informações referentes a existência de pagamentos indevidos no Brasil, entendeu-se que a menção ao recebimento dessas comunicações não estaria mais sob sigilo.

Adicionalmente, a Petrobras esclarece que não fez representação no MPF/RJ contra o ex-presidente José Sergio Gabrielli nem contra outras pessoas por suposta participação na aquisição da refinaria de Pasadena.

Istoé mostra documentos e mais provas sobre uso do dinheiro sujo da Petrobrás nas campanhas do PT, PMDB,PP e PTB

Em reportagem de capa intitulada "Dinheiro desviado abasteceu "caixa 1" das campanhas de PT, PMDB, PP e PTB", a revista Istoé que começou a circular, inicia a revelação do amplo esquema de corrupção montado na Petrobrás para abastecer as campanhas eleitorais e os bolsos de gente da estatal e do meio político, quase todos com foro privilegiado.

. Leia tudo, conforme reportagem de Claudio Dantas Sequeira, de Curitiba (PR) e Mário Simas Filho.

. Leia tudo:

Delegados e procuradores da operação Lava Jato concluem que os partidos foram usados como lavanderias do esquema de corrupção instalado na Petrobras e farão uma devassa na prestação de contas da campanha eleitoral


Não é novidade que recursos públicos surrupiados por intermédio de obras superfaturadas, empresas de fachada e outras modalidades de corrupção acabem abastecendo o chamado caixa 2 das campanhas políticas. Essa é uma prática condenável e recorrente no Brasil. Agora, o que a Operação Lava Jato descobriu é que PT, PMDB, PP e PTB usaram a contabilidade oficial, o caixa 1 das campanhas eleitorais, para receber milhões de reais desviados da Petrobras. Para chegar a essa conclusão, os delegados e procuradores que participam das investigações tomaram conhecimento de centenas de movimentações bancárias no Brasil e no exterior, analisaram documentos que veem sendo apreendidos desde março e ouviram os depoimentos de empreiteiros, ex-diretores e ex-funcionários da estatal.

CLIQUE AQUI para ler tudo. 

Morreu o jornalista Celito De Grandi, 72 anos

Morreu hoje aos 72 anos o jornalista gaúcho Celito De Grandi. Ele foi vítima de um AVC há poucos meses e estava em recuperação.

. Celito trabalhou em importantes jornais de Porto Alegre, destacando-se inicialmente no antigo Diário de Notícias. Também ocupou cargos públicos como diretor da Cia. União de Seguros e Delegado Regional do Trabalho.

. O editor trabalhou com o jornalista na sucursal do antigo Correio da Manhã, do qual ele foi diretor.

Veja mostra e-mail de Paulo Costa, 2009, para Dilma, com a revelação dos crimes do Petrolão

Começou.

Era inevitável o vazamento de documentação e delações atingindo diretamente Lula, Dilma e mais dirigentes, parlamentares e políticos do PT e dos Partidos da base aliada, todos com ou sem foro privilegiado, portanto só passíveis de investigações e julgamentos no Supremo Tribunal Federal.

A garantia de foro privilegiado não impede em momento algum que material relacionado com os políticos surjam até espontâneamente.

O juiz Sérgio Moro, os delegados da PF e os procuradores do MPF que trabalham em Curitiba na Operação Lava Jato, estão impedidos de levar adiante as investigações nos casos apontados acima pelo editor, já que o foro privilegiado garante exclusividade ao STF. Esta é uma das razões pelas quais a sétima fase da Lava Jato, a do Juizo Final, precede a última, a dos políticos.

. Pois muito perto da fase final dos políticos, começam a vazar petardos que atingem diretamente a presidente Dilma Roussef.

. É o que deixa ver a capa de Veja deste final de semana, já em circulação.

. Ela sabia de tudo, sim, e por isto terá que pagar pelo que aconteceu no Petrolão, inclusive através do seu julgamento político pelo Congresso.

. O material mostrado por Veja, confirma matéria que o leitor pode ler logo abaixo, no qual a contadora de Alberto Youssef garante que "Paulinho poderá derrubar Dilma". O e-mail transcrito pela capa de Veja, é justamente de Paulinho para Dilma.

. Há muito mais.

. Dilma, Lula e o PT não estão acabrunhados, temerosos, encolhidos, por nada.

Oposição vai à PGR contra dez autoridades do governo

Líder da oposição no Congresso, Caiado alega que o governo federal atrasou divulgação de balanços para mascarar a “real situação do país” com vistas à reeleição de Dilma Rousseff


O líder da oposição no Congresso, deputado Ronaldo Caiado (DEM-GO), entrou com representação na Procuradoria-Geral da República (PGR) contra dez autoridades do governo Dilma Rousseff, com a acusação de crime de responsabilidade e improbidade administrativa. A denúncia relata atraso na divulgação de dados oficiais e adoção de medidas econômicas durante o período eleitoral.
Caiado lista uma série de descumprimentos de cronogramas oficiais, balanços e divulgação de estatísticas que, em sua opinião, serviram para mascarar a “real situação do país” com vistas à reeleição da presidenta Dilma Rousseff. Entre as ações premeditadas para não interferir o processo eleitoral, aponta o deputado, estão os registros de aumento da miséria absoluta, o avanço do desmatamento na Amazônia e a queda na arrecadação de tributos.
“De todas as atrocidades cometidas nesta eleição, a mais vexatória, sem dúvida, foi o governo impondo a órgãos técnicos uma mordaça para que a população não soubesse a real situação do país. Mais do que ninguém, eles sabiam como estavam fazendo um mau governo e como isso não podia ser revelado durante as eleições”, declara o líder oposicionista.
Entre os denunciados por Caiado estão os ministros Guido Mantega (Fazenda), Edison Lobão (Minas e Energia), Izabella Teixeira (Meio Ambiente) e Clélio Campolina Diniz (Ciência, Tecnologia e Inovação), além do chefe da Secretaria Especial para Assuntos Estratégicos, Marcelo Côrtes. Também são acusados presidentes e diretores de agências: os presidentes do Banco Central, Alexandre Tombini, do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (Ibama), Volney Zanardi Júnior, e do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), Suarez Soares; e os diretores do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), Leonel Fernando Perondi, e da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), Romeu Rufino.

Procurador pede que TCU proiba contratos do governo com as empreiteiras do Lava Jato

Este procurador Júlio Marcelço de Oliveira, membro do Ministério Público junto ao TCU, diz:

- A lei tem que ser cumprida e as gigantes envolvidas no petrolão não podem mais fazer contratos com o governo. Para ele, o discurso de que o “Brasil para” se as empreiteiras forem afastadas é uma falácia. 

. Tudo começa com a declaração de inidoneidade para todas elas. 

CLIQUE AQUI para acompanhar a entrevista.

Levy vai mesmo para o ministério da Fazenda. É vitória do mercado. Serviçais de Dilma ficarão noutros ministérios.

A presidente Dilma Rousseff anunciará nesta sexta-feira Joaquim Levy, ex-secretário do Tesouro, como novo ministro da Fazenda no lugar de Guido Mantega e Nelson Barbosa, ex-secretário-executivo da Fazenda, como titular do Planejamento.  Alexandre Tombini permanece no Banco Central;. Senadora Kátia Abreu (PMDB-TO) vai para o ministério da Agricultura e o senador eleito Armando Monteiro (PTB-PB) para o Desenvolvimento.

. Confiante nas notícias, a  Bolsa sobe mais de 4%, com as ações da  Petrobras disparando mais de 7%.

O melhor do gênero segundo última edição de Veja que
avaliou onde ir em Porto Alegre.
Vá esta noite com seus amigos:
cervejas e chopes artesanais. Mais de 1oo rótulos.
www.biermarkt.com.br

Advogado diz para contadora de Youssef: "Governo manietou a PF no início, mas agora não controla mais nada. MPF e juiz Moro, ninguém controlou nunca".

"Eles não vão conseguir controlar os delegados e os procuradores lá de Curitiba, e muito menos o juiz federal Sérgio Moro". 

Os repórteres Humberto Trezzi e Mauricio Tonetto produziram esta tarde uma série de corrosivas revelações sobre a Operação Lava Jato (leia reportagem abaixo), mas a nota a seguir revela com exatidão a tentativa fracassada do governo Dilma Roussef de tentar impedir o avanço das investigações.

. O caso ganhou pernas próprias como informou ontem o editor. É isto que deixa Dilma, Lula, o PT e seus aliados em verdadeiro transe, aguardando apenas pelo dia do juizo final para todos eles.

. Leia o que escrevem os dois jornalistas:

 Outra parte destacada pela Polícia Federal no grampo (grampo feito em conversa da contadora Meire Pozza e o advogado Carlos Braga)  diz respeito à impossibilidade de o governo trancar as investigações da Operação Lava-Jato. O advogado Carlos Fernando Braga explica que o governo federal não deu apoio para a PF nas análises das provas recolhidas, mas ressalta que não há como trancar todas as frentes:

O governo federal, pela Polícia Federal, estancou. Eles não mandaram ninguém lá para ajudar. E o Ministério Público Federal por isso que eles não conseguem controlar. Como é que eles vão conseguir controlar o Sérgio Moro? Ele é um juiz federal, daí vão pôr a mão dessa forma? E o Ministério Público Federal? E os delegados lá de Curitiba? Não vão conseguir controlar. Mesmo que a Dilma, o PT, o governo, quem quer que seja, queiram controlar, eles não vão conseguir. Se controla a Polícia, não controla o Ministério Público. Se controla o Ministério Público, não controla o Moro.

CLIQUE AQUI para ver e ouvir comentário do editor:
Chegou a hora do povo ir para a rua acabar com os corruptos que estão fora e dentro do governo. 

Contadora do doleiro Youssef avisa: "Se Paulo Roberto falar, ele derruba a Dilma"

Em uma conversa com o advogado Carlos Fernando Braga, indicado por um pool de empreiteiras, e uma pessoa não identificada, a contadora do doleiro Alberto Youssef, Meire Poza, afirmou que a presidente Dilma Rousseff vai cair se o ex-diretor de Abastecimento da Petrobras, Paulo Roberto Costa, revelar tudo o que sabe.

. O material a seguir é do site www.zerohora.com.br, com colaboração da Agência Estado. Vale a pena ler.

Apontado como um dos pivôs da lavagem de pelo menos R$ 10 bilhões – esquema descoberto pela Operação Lava-Jato –, Costa foi detido em junho depois que a Justiça rastreou US$ 23 milhões em bancos suíços. Atualmente, ele cumpre prisão domiciliar.
Leia as últimas notícias sobre a Operação Lava-Jato
No diálogo interceptado pela Polícia Federal (PF) em um shopping de São Paulo, datado de 8 de outubro de 2014, Meire conversa com o advogado e a terceira pessoa sobre os desdobramentos da Lava-Jato e chega a reclamar que Alberto Youssef a subestimava e não tomou os cuidados necessários ao deixá-la junto com suspeitos em mesas de negociação.

. Acopanhe um dos diálogos:

MEIRE: Mas, o Beto não tem mais acordo para fazer, né, doutor?
CARLOS FERNANDO BRAGA: É. Mas, tem muito político para dar (delatar) aí.
MEIRE: Mas, eu não sei, viu, doutor.
CARLOS FERNANDO BRAGA: Então, porque o Paulo Roberto tem. Se ele der...
MEIRE: Não. O Paulo Roberto...
CARLOS FERNANDO BRAGA: Ele derruba a Dilma.
MEIRE: O Paulo Roberto vai derrubar a Dilma.
CARLOS FERNANDO BRAGA: Ele derruba até o Obama, se bobear, né?
MEIRE: O Paulo Roberto derruba a Dilma. Agora, o Beto, eu acho que o Beto perdeu muita credibilidade para acordo.

"Vão dar um sumiço nele"
O trio também conversa que se Alberto Youssef tentasse fugir antes de ser preso pela Operação Lava-Jato, ele seria assassinado quando estivesse a caminho do aeroporto.

MEIRE: O Beto... Doutor, e se bobear, olha, vão até querer que o Beto saia. Porque a hora que o Beto botar o pezinho pra fora, vão dar um sumiço nele.
CARLOS FERNANDO BRAGA: Não. Ele vai sumir, né. Se ele tem dinheiro lá na...
MEIRE: Acho que ele vai pro Líbano. Mas, acho que antes dele ir pro Líbano, pegam ele no caminho do aeroporto, viu, doutor?
CARLOS FERNANDO BRAGA: É. Porque ele é um arquivo...

 CLIQUE AQUI para ler tudo. 

O melhor do gênero segundo última edição de Veja que
avaliou onde ir em Porto Alegre.
Vá esta noite com seus amigos:
cervejas e chopes artesanais. Mais de 1oo rótulos.

www.biermarkt.com.br

Competence abiscoita pela quarta vez o Top de Marketing da ADVB do RS

A Competence acaba de ser escolhida a agência Top de Marketing ADVB/RS 2014. Esta é a quarta conquista da Competence, que se consolida como a agência mais premiada da história da ADVB/RS.

Levy, Barbosa e Tombini poderão ser confirmados esta tarde para Fazenda, Planejamento e BC

A escolha de Joaquim Levy, Nelson Barbosa e Alexandre Tombini (fotos pela ordem) é dada como certa para a troika econômica Fazendas, Planejamento e Banco Central, segundo agência Reuters. A presidente faz última definição entre escalar Levy ou Barbosa, que foi chamado à Brasília por Dilma no final da manhã, para a Fazenda ou Planejamento.

. Arno Augustin continuaria no Tesouro.

 A Bovespa subia 3% às 13h30, com Petrobras em alta superior a 4%, na expectativa de que Levy assuma a Fazenda. Ele dirige a asset do Bradesco. O anúncio oficial deve sair após o fechamento do mercado.

. A Reuters diz que os senadores Armando Monteiro e Katia Abreu estão cotados, respectivamente, para Desenvolvimento e Agricultura

Venezuela se desmancha em 15 anos de chavismo

O jornal O Globo diz hoje em editoriasl que a inflação galopante, queda do preço do petróleo, desabastecimento e criminalidade soam como a hora da verdade para o chavismo, que destruiu um país rico.

Leia mais:

 A Venezuela encerra o 15º ano do ciclo chavista. A cada dia, a situação do país — lucrativo mercado para empreiteiras brasileiras — se torna mais crítica política, social e economicamente. A inflação, acima dos 63% anuais, tende a avançar para o patamar dos três dígitos, aguçando o conflito social. O declínio de 25% no preço do petróleo aprofunda a crise (Chávez assumiu com o barril a US$ 30, imperou com o óleo a US$ 140 e hoje o país não consegue sequer comprar alimentos com a cotação a US$ 80.) A Venezuela, que depende do petróleo para 96% da receita de exportações, virou um pária internacional — sobretudo em direitos humanos, com a oposição encarcerada —, e o governo imerso em corrupção.

A população enfrenta a cada vez mais aguda falta de produtos alimentícios e essenciais, por conta da escassez de divisas para as importações. A disparada de quase 30% do dólar no paralelo torna os produtos importados inacessíveis para uma vasta parcela da população. Os ricos continuam comprando o que lhes apraz no exterior. A criminalidade e a violência dispararam. O caos social não está longe.

A colunista Marianella Salazar resumiu a situação, no jornal “El Nacional”, de Caracas. “Não há fraldas para os anciãos nem é possível tratar doentes terminais de câncer e outras enfermidades por falta de remédios, mas o governo destina dólares para importar pinus canadense e enfeites para árvores de Natal. É um absurdo”.

No pós-globalização, o chavismo adota o planejamento centralizado da economia, que não deu certo em lugar algum. O Estado avançou sobre as empresas, nacionalizando-as e, portanto, jogou a eficiência no fundo do poço e afugentou investidores. Tudo em nome do “socialismo do século XXI”.

CLIQUE AQUI para ler mais.

Dica de livro - As crianças mais inteligentes do mundo são da Finlândia, Polônia e Coréia do Sul.

DICA DE LIVRO: As crianças mais inteligentes do mundo e como elas chegaram lá.

Este livro da jornalista americana Amanda Ripley, Editora Três Estrelas, foi considerado um dos melhores de não ficção de 2013 na escolha do The New York Times, The Economist e The Washington Post.

Trata-se de uma investigação jornalística feita junto a escolares dos Estados Unidos, Finlândia, Polônia e Coréia do Sul. Amanda aponta as crianças destes três últimos Países como as mais inteligentes. Ela partiu para sua pesquisa depois que ficou impressionada com os resultados medíocres dos Estados Unidos, seu País, no teste mundial Pisa, que avalia o desempenho dos alunos em matemática, ciência e leitura.

423 páginas
R$ 62,00

. O editor comprou seu exemplar na Livraria Cultura, Porto Alegre, por encomenda e entrega em casa. 


. Clique a seguir para ver e ouvir o editor falar sobre a falência da educação brasileira, como também a respeito da necessidade urgente de seguirmos os exemplos da Finlândia, Polônia e Coréia do Sul, onde estão as crianças mais inteligentes do planeta. O título do comentário é: Saiba onde estão as crianças mais inteligentes do mundo. 


Cesar Bilibio receberá dia 9 o Troféu Homem do Aço 2014

Será dia 9 de dezembro, Casa NTX, a entrega do Tropféu Homem do Aço 2014 aso industrial gaúcho César Bilibio, presidente da Medabil.

STF reforma sentença que obrigou RBS e Rosane Oliveira a pagar indenização de R$ 155 mil ao desembargador Marcão.

A ministra Cármen Lúcia, do STF, em decisão monocrática deu provimento, a recurso extraordinário apresentado pelo jornal Zero Hora e pela colunista Rosane de Oliveira e julgou improcedente ação reparatória por dano moral ajuizada, contra eles, pelo ex-presidente do TJRS Marco Antonio Barbosa Leal, que agora exerce a Advocacia. O advogado e jornalista Marco Antonio Birnfield analisa o caso no seu blog, ao informar que o julgado do Supremo reverte três decisões condenatórias anteriores favoráveis a Marcão: a) sentença proferida na 7ª Vara Cível de Porto Alegre; b) apelação julgada pela 10ª Câmara Cível do TJRS; c) agravo em recurso especial negado pela 3ª Turma do STJ.

. Leia tudo:

A decisão do Supremo refere que “o Estado Democrático de Direito põe em foco divergências de ideias, de pensamentos e de manifestações, possibilitando o confronto de opiniões. Assegura-se, portanto, o direito ao livre expressar, o que é constitucionalmente garantido de maneira expressa no sistema brasileiro”.

. A relatora relembra uma celebrada frase de Voltaire: “pode não se concordar com qualquer das palavras ditas, mas se defende o direito de serem elas ditas”.


. Fixada em R$ 80 mil (valor nominal), com correção, juros e acessórios a indenização já chegava a R$ 155 mil. Na fase de cumprimento provisório da sentença, desencadeada por Barbosa Leal, o jornal chegou a depositar o valor atualizado da indenização. Como não prestou caução idônea, o levantamento do dinheiro foi negado. Entrementes veio a decisão do STF, revertendo o desfecho da ação. (ARE nº 836883).

CLIQUE AQUI para entender todo o caso. Birnfield refere-se também a ação parecida intentada contra o jornalista Jayme Copstein. 
CLIQUE AQUI  para ler a integra da decisão do STF sobre Rosane e Zero Hora.
CLIQUE AQUI para ler a notícia sobre o caso do jornalista Copstein.

Kaipper propõe Plano de Cargos e Salários que põe em pé de guerra a PGE do RS

O governador Tarso Genro decidiu encampar as propostas de final de governo que lhe foram encaminhadas pelo seu Procurador Geral do Estado, Carlos Henrique Kaipper. As propostas de Kaipper colocaram a PGE em pé de guerra.

. O clima é de guerra declarada.

. O editor soube pelo Sindicato dos Servidores da PGE que o Procurador rompeu unilateralmente negociações que mantinha com os servidores e mandou para a Casa Civil um projeto de lei reorganizando o quadro de pessoal, contendo todos os pontos repelidos pelo pessoal da PGE.

. O projeto de lei contém pérolas como a atroca arbitrária da denominação dos cargos e a não obrigatoriedade da habilitação para exercício da advocacia por parte dos assessores jurídicos. Estes passam até mesmo a fazer toda a atividade dos procuradores, ainda que com os mesmos salários.


. Na semana que vem, representantes dos servidores irá ao encontro do deputado Enio Bacci, que assumirá uma cadeira na Assembléia, e foi informado do caso. Os servidores também procurarão o governador eleito, José Sartori. 

Hoje vai sobrar para o PMDB no Lava Jato. O lobista do Partido deporá na PF.

A Polícia Federal interroga nesta sexta-feira o lobista Fernando Soares, conhecido como Fernando Baiano, apontado como o principal operador do PMDB no esquema de corrupção da Petrobras. Políticos tremem em Brasília com a possibilidade de ele fornecer detalhes aos policiais sobre negociatas na estatal. De acordo com os depoimentos prestados em acordos de delação premiada pelo ex-diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa e pelo doleiro Alberto Youssef, Baiano era o intermediário do PMDB – e colocava em prática negociatas com a diretoria Internacional da estatal. O lobista tinha proximidade com Nestor Cerveró, ex-diretor da área.

. A ligação de Baiano com Cerveró ficou clara em depoimentos do lobista Júlio Camargo, que atuava pela Toyo Setal. Camargo também fechou acordo de delação premiada com a Polícia Federal e o Ministério Público Federal. O delator disse que pagou 15 milhões de reais a Baiano, exigidos para que um fornecedor fechasse contrato de venda de duas sondas para a diretoria Internacional da Petrobras, à época comandada por Cerveró.

. Não foi a primeira menção ao lobista do PMDB nas investigações desencadeadas pela Operação Lava Jato. Baiano também aparece, em documento apreendido na investigação no escritório de Youssef, como  beneficiário de pagamentos de 1,13 milhão de reais.


. Duas empresas do lobista também tiveram ativos bloqueados. A Hawk Eyes teve 6,5 milhões de reais sequestrados e a Technis Planejamento sofreu congelamento de 2 milhões de reais. Como informou na segunda-feira a coluna Radar, de Lauro Jardim, a Petroenge Petróleo Engenharia, uma empresa de manutenção industrial que tem contratos com a petroleira e a Transpetro que totalizam cerca de 80 milhões de reais. A Hawk Eyes detém 18% da Petroenge.

Análise, Fernando Alcoforado - O ineviotável apagão do setor elétrico no Brasil em 2015

A principal marca do governo Dilma Roussef é a incompetência em todos os setores da atividade governamental. No entanto, sua incompetência é mais destacada na gestão do setor de energia, particularmente do setor elétrico brasileiro que está diante da ameaça de “black outs” ou apagão no fornecimento de eletricidade em 2015. Levantamento feito pelo Centro Brasileiro de Infra Estrutura (CBIE) revela um dado alarmante quanto à dificuldade que o sistema elétrico nacional tem para atender às necessidades do país. 

. Desde janeiro de 2011, até o dia 4 de fevereiro de 2014, foram registrados 181 apagões. O cálculo leva em conta todas as falhas no fornecimento de energia, independentemente do tamanho da área afetada, período de interrupção ou da carga interrompida. Segundo o CBIE, somente em 2013, foram registrados 45 blecautes com carga de energia interrompida acima de 100 megawatts.

CLIQUE AQUI para ler o estudo completo. O texto é bem enxuto e dá para ler em poucos minutos. 

*  Fernando Alcoforado, 74, membro da Academia Baiana de Educação, engenheiro e doutor em Planejamento Territorial e Desenvolvimento Regional pela Universidade de Barcelona, professor universitário e consultor nas áreas de planejamento estratégico, planejamento empresarial, planejamento regional e planejamento de sistemas energéticos, é autor de vários livros.

. ONS nega risco de racionamento de energia no Brasil em 2015. Há controvérsia.

De acordo com o secretário-executivo do Ministério de Minas e Energia, Márcio Zimmermann, o fato de o risco de déficit calculado pelo governo ter chegado a 5 %, limite máximo tolerável, não significa que o racionamento seja necessário.

. A reportagem é do jornal Brasil Econômico.

O Operador Nacional do Sistema (ONS) afirmou nesta quinta-feira que não há indício de risco de racionamento de energia no Brasil em 2015.
Segundo o diretor geral do órgão responsável pela coordenação e controle da operação das instalações de geração e transmissão de energia elétrica no Sistema Interligado Nacional (SIN), Hermes Chipp, a indicação é de chuva na média ou acima da média já a partir de novembro.
O secretário-executivo do Ministério de Minas e Energia, Márcio Zimmermann, que assim como Chipp participa de evento em Brasília, reforçou que não há risco de déficit de energia no próximo ano.
De acordo com Zimmermann, o fato de o risco calculado pelo governo ter chegado a 5 %, limite máximo tolerável, não significa que o racionamento seja necessário.
"Essa tolerância é para o risco após a estação chuvosa. É preciso esperar o fim de abril para se calcular o risco real", afirmou.

CLIQUE AQUI para ler mais. 


STF diz que Heinze e Moreira não praticaram racismo

O STF mandou arquivar a queixa-crime ajuizada contra os deputados Luiz Carlos Heinze e Alceu Moreira. Eles foram acusados por crime de racismo.

. Os dois deputados foram os mais votados dos seus Partidos, mas alegam que a queixa imotivada causou-lhes prejuízo, o que lhes garante ações judiciais contra seus difamadores.

Sperotto poderá ser eleito novo presidente do Sebrae RS

Será segunda-feira a eleição do novo presidente do Sebrae do RS. O candidato mais forte é Carlos Sperotto, Farsul. Ele substituirá Vitor Koch, atual presidente da Federação das CDLs.

Ana Amélia diz que está tudo pronto para audiência pública do Escândalo do Pronaf em Santa Cruz do Sul

Será segunda-feira a eleição do novo presidente do Sebrae do RS. O nome mais em evidência para a sucessão de Vitor Koch é o do presidente da Farsul, Carlos Sperotto.

. A senadora Ana Amélia, que ontem estava nos Estados Unidos e com a qual o editor conversou por What’s App, disse ao editor que está confirmada para o dia 28 a audiência pública agendada para o dia 28 em Santa Cruz do Sul, RS, durante a qual serão ouvidos os protagonistas do escândalo do Pronaf.

. Embora não se conheçam novas informações sobre o caso, o que sabe o editor é que a Polícia Federal retomará as investigações depois que o chefe da PGR e o ministro Teori Zavascki, STF, paralisaram a Operação Colono, alegando que ela investigava também o deputado Elvino Bohn Gass, detentor de foro privilegiado.


. 6.300 pequenos produtores do Vale do Rio Pardo foram lesados por líderes políticos ligados ao PT do RS, que tomaram em nome deles empréstimos d Pronaf, cujo valor pode chegar a R$ 72 milhões. O caso já produziu investigações também no Bando do Brasil e MDA.

Iesa confirma fim do Pólo Naval do Jacuí

A Iesa confirmou em nota que vai mesmo demitir seus mil trabalhadores da planta de Charqueadas, RS, mas ainda não disse se fechará tudo no Pólo Naval do RS, o que é provável que faça, já que perdeu o contrato de US$ 800 milhões que tinha com a Petrobrás.

. É o fim do Pólo Naval do Tarso.

Safra gaúcha de trigo teve quebra de 50%

A Emater confirmou ontem que a safra gaúcha de trigo (inverno) caiu pela metade (45,75%). Serão colhidas 1,8 milhão de toneladas, muito menos do que os 3,5 milhões de toneladas do ano passado.

Federasul quer roupa nova em 2015

A Federasul planeja grandes mudanças para 2015

Assembléia do RS já deu primeiro passo para a criação do instituto de aposentadoria dos deputados

Embora ainda não tenha sido votado, o projeto da Mesa Diretora que cria o instituto de aposentadoria dos deputados estaduais gaúchos avançou ontem, já que rubrica de R$ 50 mil foi incluída na proposta orçamentária do ano que vem para esta finalidade.

. A bancada do PT votou contra, o que indica seu voto em plenário.

. Tarso prometeu vetar tudo.


. Se isto acontecer, a Assembléia derrubará o veto e promulgará a lei.

Transição no RS só ganhará fôlego depois da indicação do secretariado de Sartori

Somente depois que Sartori tiver indicado seus secretários, o que acontecerá até 15 de dezembro, ganhará fôlego o processo de transição para o novo governo.

. Esta semana, duas reuniões agendadas com o Piratini para busca de informações – terça e sexta – foram canceladas. Na semana passada, a equipe de Sartri encaminhou 15 questões e não recebeu as respostas, que independem de encontros físicos.

Lei Anticorrupção pode ser aplicada imediatamente nos casos Lava Jato e Pronaf

Ao contrário do que informa o próprio governo, nada impede a aplicação imediata da Lei Anticorrupção.

. Um único artigo, o 7o, depende de regulamentação, o que não impede seu uso nos casos Lava Jato e Pronaf.

Editorial do Estadão demonstra a pequenez da presidente Dilma Roussef

Ao lado, o novo ministério de Dilma.



Neste editorial, intitulado "A pequenez da presidente", o Estadão denuncia que Dilma mais uma vez demonstrou que lhe falta imaginação política, para não falar em grandeza moral ou figurino de estadista: na bonança ou sob a tormenta, é a mesma mediocridade, a mesma cegueira, a mesma esperança pueril de que as adversidades se dissiparão por si mesmas e tudo convergirá para o desfrute de mais quatro anos de mando soberano. 

. Leia trechos selecionados pelo editor e no link faça a leitura completa:

Pois o que se informa é que o motivo da interminável reunião de anteontem foi preparar uma "agenda positiva" para tirar do centro das atenções a sangria da Petrobrás, que pode ter alcançado entontecedores R$ 21 bilhões, segundo estimativas de um banco americano. Ou, por alto, 200 mensalões

. Governo e PT não dariam conta de abafar o incêndio da Petrobrás e de impedir que o fogaréu se alastre ao coração do poder.

. A fragilidade da presidente aumenta na razão direta das denúncias, delações e confissões envolvendo os capitães da empreita brasileira e do acúmulo de evidências de promiscuidade entre eles com antigos e atuais figurões da Petrobrás e dirigentes petistas.

. Numa hipótese caridosa, Dilma simplesmente não sabe o que fazer diante do enrosco. O mais provável, no entanto, é que sabe, mas não se dispõe a fazer, para não derrubar sobre a própria cabeça as colunas do esquema de poder às quais se mantém abraçada. De outro modo, não se explica por que ela ainda não tomou a decisão de trocar toda a diretoria da Petrobrás.

Esta é uma presidente sem estofo. 

CLIQUE AQUI para ler todo o texto.

Artigo, desembargador Carlos Richinitti - Minha cela, minha vida

Ao lado, os condenados do Mensalão. Outra galeria, maior, será a do Petrolão.



Neste artigo publicado hoje por Zero Hora, o desembargador gaúcho Carlos Richinitti faz uma defesa apaixonada do instituto da delação premiada, ao dizer que a Operação Lava-Jato, que desnuda a conhecida, mas até então impune relação promíscua entre grandes empreiteiras e o poder público, renova a esperança, tal como o “mensalão”, de que essas verdadeiras aves de rapina, que há anos enriquecem às custas da miséria de milhões de brasileiros, estejam ameaçadas, se não de extinção, ao menos de viver em cativeiro prisional.

. Leia tudo:

Não me iludo e sei que o caminho para a punição de desvios é longo. A corrupção está institucionalizada no seio da sociedade brasileira, em especial no meio político, há muito estruturado em premissas e condutas viciadas, que começam no financiamento de campanhas e culminam na chantagem de só funcionar se interesses, nem sempre republicanos, forem atendidos.
A recém-finda campanha política é uma fotografia perfeita e acabada desse cenário corrompido. Os candidatos ocuparam quase todo o espaço disponível não para ganhar a confiança do eleitor com projetos ou propostas, mas, sim, para provar qual pertence ao grupo mais corrupto.
Triste, para dizer o menos. Surge, nesse cenário de escuridão, uma nesga de luz. Uma polícia estruturada, um Ministério Público ativo e um Judiciário independente começam a trabalhar em conjunto, apresentando resultados que entusiasmam.

Bendita delação premiada, que agora começa a vingar neste país.

CLIQUE AQUI para ler o texto completo.