No dia em que é convocado para falar no Congresso, Tuma Júnior sofre atentado, reage e bandidos fogem em São Paulo

O autor de “Assassinato de Reputações”, Romeu Tuma Júnior, denunciou ainda há pouco no seu Facebook que sua casa em São Paulo foi atacada a tiros. Ele contou que reagiu e foi atrás dos bandidos, que fugiram. Há algum tempo, desde que lançou o livro, Tuma Júnior vem sofrendo ameaças, mas este foi o primeiro atentado que sofreu. O delegado estava em casa com a família.

. No Facebook, Tuma Júnior avisou que está preparado para ataques covardes como os desta quarta-feira a noite.


. O editor conversou com o delegado. Ele reagiu com serenidade, mas avisou que reforçará a segurança. 

. O atentato aconteceu no mesmo dia em que ele foi convidado para falar na Câmara dos Deputados sobre os episódios que conta no seu livro sobre o governo Lula. Uma espécie de aviso. 

Se o PMDB recuar dos ataques a Dilma e ao PT, Tuma Júnior não terá o que fazer na Câmara dos Deputados

O convite para que Tuma Júnior compareça à audiência que fará a Comissão de Segurança Pública da Câmara só terá utilidade se o PMDB prosseguir no seu enfrentamento com o governo Dilma Roussef, porque no caso de recuar, a fala do autor de "Assassinato de Reputações" só servirá aos seus detratores. Neste caso, tudo não passará de uma armadilha, ele terá espaço reduzido, poderá ser afrontado pela tropa de choque governista e até poderá ser desconvidado. 

. O convite a Tuma Júnior foi usado para fustigar o governo, mas isto pode mudar a qualquer momento. 


. Há bastante tempo, deputados e senadores da oposição tentam levar o delegado ao Congresso para que amplie as denúncias que faz no seu livro, todas elas relacionadas com o que ele chama de "fábrica de dossiês" montada por Lula e seus ministros, mas a base aliada nunca permitiu a aprovação de qualquer convite. Tudo mudou depois que o PMDB e o blocão resolveram peitar Dilma e o PT, insatisfeitos com o tratamento arrogante e desrespeitoso dado pelo Planalto. 



Mais dois cubanos desertam do programa "Mais Médicos"

Os registros médicos de Dorayda Igarza Ayla e de Walter Jesus Cotarelo Carbonelli serão cancelados por medida a ser publicada no "Diário Oficial" da União desta quinta. Ambos trabalhavam em Medicilândia (PA). Há 7.400 médicos cubanos já em atividade no Brasil e outros 4.000 estão chegando para integrar o quarto ciclo do programa.

STF conclui julgamento. Governo terá que pagar R$ 3 bilhões de indenização à Varig

O STF (Supremo Tribunal Federal) determinou que a União indenize a extinta companhia aérea Varig por prejuízos decorrentes do congelamento de tarifas entre outubro de 1985 e janeiro de 1992 durante a vigência do Plano Cruzado.

Pelos cálculos da Varig e de seus ex-trabalhadores, a indenização seria de cerca de R$ 6 bilhões. A AGU (Advocacia-Geral da União), no entanto, diz que o montante é de cerca de R$ 3 bilhões.

O processo em que a Varig pede indenização tramita na Justiça desde 1993 e, em 2007 chegou ao STF. Apesar da vitória, ainda cabem recursos para questionar a decisão e o processo para calcular o montante efetivo a ser pago deve se arrastar por mais algum tempo.

Quando receber os recursos, a Varig deverá usar o dinheiro para quitar dividas trabalhistas da companhia e pendências com o fundo de previdência Aerus, que reúne ex-funcionários da empresa.

No julgamento de hoje, a Varig foi vitoriosa num placar de 5 a 2. Dos 11 ministros, três se consideraram impedidos e não participaram do julgamento: Teori Zavascki, Luiz Fux e Dias Toffoli. Além disso o ministro Marco Aurélio Mello estava fora de Brasília e não participou do julgamento.A maioria dos ministros acompanhou o voto da relatora, Cármen Lúcia, que havia no ano passado reconhecido o direito da Varig em obter compensações pelo período em que suas tarifas ficaram congeladas por uma determinação do governo.Foram contrários à tese os ministros Gilmar Mendes e o presidente do STF, Joaquim Barbosa. Para os dois, toda a sociedade foi impactada com o Plano Cruzado e suas normas, por isso, não se poderia falar em dano especial causado unicamente à companhia.

"O boteco da esquina, a birosca da Maria... Todos fariam jus a algum tipo de reivindicação em face do Estado [devido aos planos econômicos]", disse Mendes.

João Luiz Vargas propõe ação de improbidade administrativa contra procurador Da Camino

Revista do TCE, paga com dinheiro público, editou matéria altamente laudatória sobre Geraldo Da Camino. "É caso de improbidade administrativa", diz o advogado João Luiz Vargas, ex-presidente do TCE. 



João Luiz Vargas, ex-deputado estadual e presidente da Assembléia Legislativa do Rio Grande do Sul, ex-conselheiro e ex-presidente também do Tribunal de Contas do Estado, protocolou uma petição na tarde desta quarta-feira no Tribunal de Justiça, dirigida ao presidente da Corte, desembargador José Aquino Flores de Camargo, pedindo a instauração de processo de improbidade administrativa contra o Procurador-Geral do Ministério Público de Contas junto ao Tribunal de Contas, Geraldo Costa Da Camino, pelo uso de verbas públicas para promoção pessoal. João Luiz Vargas aponta que o procurador de contas não poderia jamais ter permitido a publicação de uma matéria na revista oficial do Tribunal de Contas que faz sua promoção por fotos e texto em quatro páginas, na edição de novembro de 2013. A matéria é assinada pelo próprio chefe da assessoria de comunicação social do Tribunal de Contas, o ex-deputado federal petista Marcos Rolim. O texto da representação de João Vargas é o seguinte:
EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR PRESIDENTE DO E. TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL
M.D DESEMBARGADOR JOSÉ AQUINO FLÔRES DE CAMARGO
“Quero leis que governem os homens e não homens que governem as leis.” Honório Lemes (1864 – 1930), epitáfio do tropeiro da liberdade sob o tumulo no cemitério de Rosário do Sul RS.

JOÃO LUIZ VARGAS, brasileiro, advogado inscrito na Ordem dos Advogados do Brasil sob o n.º 25.782/ RS.

CLIQUE AQUI para ler todo o material do site www.videversus.com.br desta tarde.



Tuma Júnior falará em audiência pública da Câmara sobre a "fábrica de dossiês" montadas por Lula e Tarso

No livro, Tuma Júnior conta como é que Lula foi recrutado por Romeu Tuma Júnior para ser informante, alcaguete, ganso da ditadura militar. Ele poderá mostrar provas das deduragens de Lula contra seus companheiros de oposição e de sindicalismo. 



Na tarde desta quarta-feira, a Comissão de Segurança da Câmara aprovou o pedido de audiência com o ex-secretário nacional de Justiça Romeu Tuma Junior. Desde o ano passado, a oposição tentava levar Tuma Jr. para falar sobre seu livro Assassinato de Reputações – Um Crime de Estado no Congresso, mas a base governista resistia.

. Tuma Júnior está lançando seu livro em todo o País. No dia 18 irá a Curitiba e no dia 19 virá a Porto Alegre.

Conforme tem informado diariamente esta página, Tuma Jr. afirma em seu livro que recebeu ordens enquanto esteve no cargo para “produzir e esquentar” dossiês contra adversários do governo Lula. Durante três anos, ele comandou a Secretaria Nacional de Justiça, sob as ordens de Tarso Genro, atual governador do RS. Sua mais delicada tarefa era coordenar as equipes para rastrear e recuperar no exterior dinheiro desviado por políticos e empresários corruptos. Pela natureza de suas atividades, Tuma ouviu confidências e teve contato com alguns dos segredos mais bem guardados do país, mas também experimentou um outro lado do poder — um lado sem escrúpulos, sem lei, no qual o governo é usado para proteger os amigos e triturar aqueles que são considerados inimigos. Entre 2007 e 2010, período em que comandou a secretaria, o delegado testemunhou o funcionamento desse aparelho clandestino que usava as engrenagens oficiais do Estado para fustigar os adversários.

. “O livro é apenas a letra fria. Nós queremos que ele explique com detalhamento as questões e complete algumas páginas em branco que não foram escritas”, disse o deputado Efraim Filho (DEM-PB), autor do requerimento. “Temos a evidência de um crime organizado instalado dentro da Presidência da República. São denúncias qualificadas feitas por uma pessoa que serviu ao governo." 

. Minutos antes, com o apoio de deputados da base governista, a comissão aprovou também duas novas convocações ao ministro Gilberto Carvalho (Presidência da República). Ele terá de dar explicações sobre seu envolvimento na fábrica de dossiês, relatada por Tuma Jr. no livro, e sobre ações criminosas comandadas pelo Movimento dos Sem Terra (MST). 

Justiça passa Hospital da Ulbra para o governo federal. Negócio servirá para abater parte das dívidas da universidade de Canoas.

A medida para manter as portas do Hospital Universitário (HU) abertas à população e abater 5,22% da dívida total da Ulbra foi assinada, na manhã desta quarta-feira, em Canoas. A Justiça Federal adjudicou (concedeu a propriedade ao credor) o HU à União. Com isso, o hospital atenderá quase exclusivamente pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS). A notícia é do site www.zerohora.com.br, de quem é todo o texto a seguir:

A adjudicação, segundo o juiz Daniel Luersen, da 1ª Vara da Justiça Federal de Canoas, foi a saída encontrada para evitar que o prédio e os equipamentos do hospital fossem postos a leilão como parte do pagamento dos cerca de R$ 4 bilhões devidos pela universidade ao governo federal. A ação abate o valor estimado em quase R$ 210 milhões _ que ainda será corrigido.
Conforme Luersen, a tendência é que o controle do HU seja cedido à prefeitura, que tem contrato com o Grupo Hospital Mãe de Deus para que administre o hospital até 2016.
Pela licitação vencida pelo Mãe de Deus, é exigido que ao menos 70% das vagas no HU sejam destinados ao SUS. Porém, na prática, mais de 90% dos atendimentos são pelo sistema único.
Com a adjudicação, o prefeito Jairo Jorge tentará reconquistar junto ao Ministério da Saúde, em Brasília, na próxima semana, a característica de hospital de ensino para o HU. Ao perder esta condição após a crise, a Ulbra deixa de arrecadar aproximadamente 30% dos recursos do Ministério da Educação, e precisaria desembolsar outros R$ 2 milhões para levar a prática dos estudantes dos cursos da área médica a outra instituição.

O Hospital Universitário atende, atualmente, 1.355 pacientes, tem 426 leitos ativos e possui em torno de 1,2 mil funcionários. O prédio de 11 pavimentos também deve receber melhorias, com a ampliação do ambulatório, expansão para novos 100 leitos do SUS e a reabertura de cinco salas cirúrgicas, o que triplicará o número de cirurgias de alta complexidade.



FHC diz em SP que os governos do PT transformaram o Brasil em nau sem rumo

O governo brasileiro foi alvo de várias críticas do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) nesta quarta-feira 12, durante evento que comemora 20 anos do Plano Real, em São Paulo. Para o tucano, o Brasil "perdeu o rumo". "O País se sente sem saber para onde vai", afirmou. A informação é do site www.brasil247.com.br, de quem é toda a notícia e texto a seguir:

"As apostas implícitas nas decisões governamentais foram de que, com a crise mundial, o mundo ia mudar na direção da prevalência do terceiromundismo, não é o que está acontecendo", analisou o ex-presidente.
FHC criticou ainda a perda da liderança do Brasil na América Latina. "A liderança passou para o [ex-presidente da Venezuela Hugo] Chávez e depois para países do Pacífico, nós ficamos acovardados, não conseguimos defender o que é nosso", disse.
"Situação difícil"
O setor de energia também foi alvo do antecessor de Lula, para quem estamos vivenciando uma "situação difícil". "Na questão da energia, estamos mal porque fizemos mudanças equivocadas na lei de petróleo, na questão de energia elétrica, mudanças equivocadas que paralisaram a alternativa à nossa disposição, que era o álcool da cana", disse.

"Estamos numa situação difícil. O governo tem que reconhecer isso e dizer 'olha, nós vamos enfrentar'", acrescentou FHC. Ele afirmou não saber avaliar se o governo deveria ter anunciado racionamento, mas alertou para o fato de que o preço da energia pode ficar mais alto. Segundo ele, houve "descuido, inteiramente", por parte do governo, em relação a programas que visavam economizar energia.

PIB gaúcho cresceu 5,8% em 2013. Agropecuária empurrou novamente a economia do RS.

Produto Interno Bruto (PIB) do Rio Grande do Sul cresceu 5,8% em 2013. Os dados foram divulgados nesta quarta-feira  pela Fundação de Economia e Estatística (FEE).A marca histórica do PIB gaúcho representa o montante de R$ 310,508 bilhões e uma participação de 6,42% no PIB nacional. Atrás do RS, vem o Paraná, com 5%, seguido de Ceará (3,4%) e Bahia (3%). Entre os fatores que explicam os números positivos estão, além da boa safra gaúcha, os estímulos ao consumo e a baixa taxa de desemprego (6,4%) da Região Metropolitana de Porto Alegre, que é a menor entre as regiões metropolitanas brasileiras.

. O crescimento do PIB é resultado dos índices de crescimento da produção (6%), impostos (4,3%) e indústria (2,9%). Somente o setor de agropecuária registrou alta de 39,7% em 2013. Todos os índices apresentam resultados superiores à média nacional, incluindo serviços (3,2%), indústria de transformação (3,6%) e construção civil (2,0%). Na agroindústria, os produtos com maiores índices são soja (114,6%), trigo (79,6%) e milho (69,6%). A produção industrial, em geral, subiu 6,8% no ano passado. Entre as atividades industriais, os melhores desempenhos foram do setor de refino de petróleo e álcool (35,2%), veículos automotores (17,2%), borracha e plástico (9,8%), máquinas e equipamentos (9,4%) e bebidas (9,2%).

-  Os números do PIB, em percentagem, demonstram, abaixo, que o jornal Zero Hora estava completamente equivocado na segunda-feira, quando abriu manchete de capa com a informação de que 2013 representaria o melhor PIB do RS em 18 anos. No mesmo dia o editor registrou que a informação era falsa, publicando a tabela que mostra que por duas vezes o PIB bateu o recorde. Veja:

RIGOTTO
- 2003: 1,6
- 2004: 3,3
- 2005: -2,8
- 2006: 4,7

YEDA
- 2007: 6,5
- 2008: 2,7
- 2009: -0,8
- 2010: 7,8

TARSO
- 2011 – 5,7
-2012 - -1,80
- 2013 – 5,8%
- 2014 – 1,95 (previsão)



Diante da rebelião do PMDB, governo retira projeto que censura a Internet, o Marco Civil da Internet

O ministro José Eduardo Cardozo (Justiça) procurou na manhã de hoje o presidente da Casa, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), e pediu a retirada de pauta do projeto do Marco Civil da Internet.

. Internamente, o Palácio do Planalto passou a admitir que a rebelião da base aliada criou um risco real à aprovação do projeto.

. Alves já começou a consultar líderes partidários sobre o assunto e pode retirar a proposta de pauta ainda hoje. Os peemedebistas devem concordar com o adiamento, mas defendem que o texto seja votado na semana que vem.

Ex-presidente do Banco Central diz que economia brasileira corre grave risco

Os jornalistas Aline Bronzati, Beatriz Bulla e Elizabeth Lopes, da Agência Estado, acabam de informar que 
o ex-presidente do Banco Central Armínio Fraga, que também é sócio da gestora Gávea Investimentos, afirmou esta manhã que a economia brasileira vive atualmente um momento de grande frustração e grave perigo. Além de uma menor disciplina, o País perdeu transparência nas políticas fiscal e econômica, segundo ele. Ele falou tudo isto durante palestra no seminário "20 anos depois do Plano Real: um debate sobre o futuro do Brasil".  Fraga criticou o abuso do governo na utilização das instituições financeiras oficiais, Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal, que adotaram políticas anticíclicas na oferta de crédito para estimular o crescimento da economia enquanto os pares privados eram mais seletivos. Segundo ele, essa medida gerou um grave impacto distributivo e alocativo.

. "Tivemos sérias consequências em termos de produtividade. O dinheiro mal investido pode dar problema. A questão da intermediação financeira é importante", avaliou ele, em seu discurso.

. De acordo com Fraga, o momento que o Brasil atravessa deixa "muito claro" que há na política monetária um grau enorme de voluntarismo. No entanto, ele reforçou que o quadro é de muita incerteza e desembocou num desequilíbrio entre demanda e oferta. "A consequência foi a elevação do prêmio de risco a ponto termos juro real de longo prazo medido pelas NTN-Bs de 7%, que é um juro astronômico", destacou ele.


Entrevista, Lucas Redecker - Melhor alternativa para CPI da CEEE será relator independente

Teve quórum máximo, 24 deputados, a instalação da CPI da CEEE, hoje, 11h. O presidente da CPI, Lucas Redecker, falou esta tarde com o editor:

Como ficará o caso do relator, que é peça chave?
Os 12 membros da CPI farão a escolha na semana que vem.

O senhor tem candidato?
Eu gostaria muito de um nome independente, porque de um lado e do outro o rumo da CPI adotará tom político e eleitoral que eu não desejaria, porque realmente pretendo fazer um trabalho técnico, investigando o que há de ruim no setor energético gaúcho e melhorando o que for possível.

O governo quer o deputado Tortelli, PT, ou Marlon Santos, PDT, ambos comprometidos com a atual direção da CEEE, cujo presidente é do PDT, enquanto que a oposição se cacifa com nomes do PMDB.
O PSB, que é independente, pensa no deputado Catarina Paladini. Acho que seria possível obter consenso, 12 votos, em torno deste nome. Se isto não ocorrer, provavelmente terei que usar meu voto de minerva e de acordo com meu campo político.

Associação Médica Brasileira lança site "Caixa-Preta da Saúde". Faça sua denúncia ali.

A Associação Médica Brasileira (AMB) lançou nesta quarta-feira 12 o projeto Caixa-Preta da Saúde. A ideia é reunir em um site denúncias relacionadas a problemas encontrados pela população brasileira na saúde pública e particular.



PSC em peso adere à rebelião contra Dilma e o PT

Líder do PSC na Câmara, o deputado federal André Moura (SE) informou, através do seu Twitter, nesta quarta (12), que a bancada do partido, formada por nove deputados e pelo senador Eduardo Amorim, "de forma unânime" deixará a base de sustentação do governo da presidente Dilma Rousseff (PT) e migrará para a oposição

Juiz gaúcho da Vara de Execuções Criminais denuncia que facções criminosas podem estar doando comida aos presos do Presídio Central

Além de apoiar a ida de missão gaúcha a Washington para agendar visita da CIDH da OEA ao Presídio Central de Porto Alegre (leia nota abaixo), o juiz da Vara de Execuções Criminais, Sidinei Brzuska, decidiu reafirmar publicamente a denúncia que já tinha feito antes sem qualquer providência por parte do governo Tarso Genro:

- O Estado arrecada R$ 500 mil por ano da União para alimentar os detentes do Presídio Central e alguém, que não se sabe quem é, doa comida para os presos. Isso é lícito? É lícito que o governo aceite doações sem saber de onde vem o dinheiro? É do tráfico, é do sangue?

. Na mesma linha, o presidente da Ajuris, Eugênio Costa Terra, denunciou que "o Estado tem acordo com facções internas das prisões e fica comprometido com membros dessas facções quando os presos saem".  


Missão gaúcha irá dia 17 a Washington para agendar visita da Corte Interamericana de Direitos Humanos ao Presídio Central

Já está em Washington a carta que o Fórum da Questão Penitenciária enviou à OEA, pedindo imediata visita de missão da Comissão Interamericana de Direitos Humanos a Porto Alegre, RS, com o objetivo específico de inspecionar as condições desumanas do Presídio Central.

. Ajuris e OAB estão entre os signatários.

. Os membros do Fórum viajarão a Washington no dia 17 para colocar pessoalmente o convite e agendar a visita.

. A nova carta de denúncia e o convite sugiram depois que ficou claro que o governo estadual do RS não tomou providência alguma para  solucionar a situação calamitosa do presídio.

. Nem mesmo as pressões internacionais já existentes foram capazes de emocionar os governos do PT do RS e do Brasil.

. O presidente da Ajuris, Eugênio Couto Terra (foto ao lado, acima), diz claramente que o governo não se move:
- A solução pode ser uma negociação em que o País assuma compromissos sérios de criação de políticas públicas para a cadeia. Já temos documentos em profusão. Chegou a hora de ver se podemos melhorar a realidade.

. O Fórum pensa seriamente em denunciar os governos do RS e do Brasil na Corte Interamericana de Direitos Humanos. 

Rebelião no PMDB é para valer. Dilma irá fragilizada ("uma presidente fraca") para as eleições de outubro

Cenário na Câmara é de rebelião da base aliada. Até agora, foram aprovadas as convocações de quatro ministros e convites a seis, entre eles Arthur Chioro (Saúde), que prestará esclarecimentos sobre o programa Mais Médicos, e Gilberto Carvalho (Secretaria-Geral da Presidência), para falar sobre denúncias de repasses do governo a ONGs, que envolvem o ministro do Trabalho, Manoel Dias, também convocado; também foi aprovado convite à presidente da Petrobras, Graça Foster. A maioria foi apresentada por partidos da oposição: PSDB, DEM, PPS e Pros, mas há também pedido feito pelo aliado PMDB

O deputado Alceu Moreira, PMDB do RS, disse esta tarde ao editor que é para valer  a rebelião conduzida pelo líder Eduardo Cunha na Câmara dos Deputados.

. Eduardo Cunha, Rio, está calçado na posição do governador Sérgio Cabral e do PMDB do Rio, que é confrontado de modo duríssimo pelo PT do senador Lindenbergh Farias.

. Ele quer ser presidente da Câmara no ano que vem, inclusive com o apoio do chamado "baixo clero" e da oposição, o que significa que sua posição atual é a mais confortável para sua candidatura.

. Alceu Moreira acha que o governo Dilma Roussef e o PT foram longe demais no enfrentamento com Eduardo Cunha, apostando todas as fichas em Michel Temer, José Sarney, Romero Jucá, Henrique Eduardo Alves e Renan Calheiro, que já não garantem mais a fidelidade do PMDB. Ela e o PT perderam as chances de interlocução com os deputados da base. Caso isto vá adiante e resulte em novas derrotas para o governo, Dilma irá debilitadíssima para as eleições de outubro, porque aparecerá como uma presidente fraca, sem maioria no Congresso.



Entrevista, Alceu Moreira - A mudança do indexador das dívidas dos Estados não ocorrerá tão cedo

Alceu Moreira, deputado Federal PMDB do RS

A Comissão de Constituição e Justiça do Senado votaria, hoje, a PEC que altera o indexador das dívidas dos Estados e municípios, o que auxiliaria enormemente o governo do RS.
Até as 15h de ontem, conforme examinei, a proposta não estava incluída na pauta de hoje.

Não irá a votação?
Pode até ir, mas o que se sabe aqui é que o governo quer empurrar o assunto para fins de abril ou maio, quando terá passado o perigo de rebaixamento do rating brasileiro junto às agências de risco, tudo devido a problemas fiscais do tipo “reduz os juros do que tem a receber, diminui ingressos futuros e aumentam as chances de endividamento das unidades federativas, que é o que espera o governador Tarso Genro, que quer tomar novos empréstimos e não pode.

De qualquer modo, os ganhos com o novo indexador não seriam imediatos?
Até 2027, não, porque temos que pagar 13% da receita corrente líquida do governo estadual. Mas o estoque da dívida baixaria dramaticamente, o que enseja desde já a possibilidade de comprometimento de  novos valores tomados para pagamento futuro. 

Da Camino possui mandato eterno, como Julius Caesar

Ninguém na Assembléia e no TCE conseguem explicar por que razão não avança o projeto de lei complementar 441, levado ao Legislativo pelo presidente do TCE, Cezar Miola, e pelo procurador Geral junto ao TCE, Geraldo da Camino. Ele dorme em soturnos corredores das comissões permanentes.

. Deputados, conselheiros e procuradores não demonstram interesse no assunto.

. Entre as novidades do projeto, sobressai-se a proposta de limitar em dois anos o mandato do procurador Geral junto ao TCE.

. Há muitos anos o mandato do procurador Geraldo Da Camino é igual ao do Imperator Gaius Julius Caesar Augustus (foto ao lado), portanto é sem limites.



Tuma Júnior denuncia Tarso por não querer investigar conta suja do PT nas Ilhas Cayman.

Ao lado, reprodução de página de Veja com reportagem sobre o caso. Tarso não respondeu nada. 



Tuma Júnior, que foi secretário nacional de Justiça sob as ordens do então ministro Tarso Genro, a quem apoiou na campanha de 2010 e ajudou a formatar seu programa de governo, denuncia o atual governador do RS no seu livro:

- Descobri a conta de Zé Dirceu para o Mensalão, nas Ilhas Cayman, levei tudo para o ministro da Justiça (Tarso) e ele simplesmente sentou em cima.

. A conta nas Ilhas Cayman foi apenas uma das lavanderias montadas no exterior pelo PT, sempre para abrigar dinheiro sujo.

. Outras contas começam a ser descobertas, inclusive empresas de fachada para funcionar como antros de banditismo. O caso do Panamá (leia abaixo) começou a ser investigado, mas pela imprensa, porque Polícia Federal e Ministério Público Federal não tratam do assunto.

. Em Porto Alegre, o governador do PT fecha-se de novo em copas.

. Até o momento, Tarso Genro só reagiu com uma notinha escrita com clicados de diplomata, porque não sabe o que mais Tuma Júnior está disposto a revelar.

Tarso Genro encobriu, sim, a descoberta das contas sujas de Zé Dirceu nas Ilhas Cayman

A patrulha chapa branca petista que infesta a Internet com seus posts pagos, decidiu superlotar o Outlook e a seção de Opinião do Leitor desta página, sempre no mesmo tom inquisitivo a respeito das denúncias feitas pelo delegado Tuma Júnior contra seu antigo chefe na Polícia Federal, o atual governador Tarso Genro.

. “Isto não existe, porque Tuma Júnior não disse nada do que replicas na tua página”, repetem a escória petista da web,  conforme o manual que receberam, referindo-se ao fato de que o governador nem sabia das contas sujas do PT nas Ilhas Cayman e que por isto não poderia ter sentado em cima das investigações.

. Acontece que ele sentou em cima, sim, conforme conta Tuma Júnior no livro. O então ministro da Justiça sentou em cima das investigações da Polícia Federal e não quis a ajuda oferecida pelo governo das Ilhas Cayman, conforme fac símile aí ao lado.

. Sobre o que conta Tuma Júnior no livro, aí vai reportagem da revista Veja, que conversou com o delegado no início do mês:

Eu descobri a conta do mensalão nas Ilhas Cayman mas o governo e a Polícia Federal não quiseram investigar”, afirmou Romeu Tuma Junior, na entrevista a VEJA. “Quando entrei no DRCI (Departamento de Recuperação de Ativos e Cooperação Jurídica Internacional), encontrei engavetado um pedido de cooperação internacional do governo brasileiro às Ilhas Cayman para apurar a existência de uma conta do José Dirceu no Caribe. Nesse pedido, o governo solicitava informações sobre a conta não para investigar o mensalão, mas para provar que o Dirceu tinha sido vítima de calúnia, porque a VEJA tinha publicado uma lista do Daniel Dantas com contas dos petistas no exterior. O que o governo não esperava é que Cayman respondesse confirmando a possibilidade de existência da conta. Quer dizer: a autoridade de Cayman fala que está disposta a cooperar e aí o governo brasileiro recua? É um absurdo.





Agências e anunciantes debaterão futuro do mercado de comunicações a partir das 14h, Porto Alegre

Os rumos da Comunicação no cenário atual de efervescência de informações irão nortear os debates nesta tarde, no BarraShoppingSul. A 1ª edição do Encontro Nacional de Anunciantes e Agências está marcado para começar às 14h. Com o tema central ‘O futuro da Comunicação na era da sociedade do conhecimento’, a programação do evento trará painéis sobre 'Marketing 2020’, ‘Big Data’ e ‘Consumidor Digital’. A in formação é do site www.coletiva.net Leia tudo, inclusive como acompanhar os debates, on line, pela própria Coletiva.

As palestras serão conduzidas pela diretora da Effective Brands New York, Marie Chan; pelo gerente de Novas Tecnologias da IBM Brasil, Cezar Taurion; e pelo sócio da KPMG Brasil, Sebastian Soares. A iniciativa é da Associação Brasileira de Anunciantes (ABA) e da Federação Nacional das Agências de Propaganda (Fenapro), com realização do Sindicato das Agências de Propaganda do Estado (Sinapro-RS).
O ENAA terá cobertura de Coletiva.net, que acompanhará a programação do evento em tempo real. Acompanhe pelo portal e pelas redes sociais Twitter (twitter.com/coletivanet) e Facebook (facebook.com/coletivanet e facebook.com/coletivanetportal).

IPCA subiu 0,69% em fevereiro. Educação infantil subiu 11,36% no mesmo mês.

A inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que é considerada oficial, marcou  0,69% de aumento em fevereiro. A taxa é superior a de janeiro (0,55%) e a de fevereiro de 2013 (0,6%). São números do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O índice acumula taxas de 1,24% em um ano e de 5,68% em 12 meses.

. Os 0,69% de fevereiro foram puxados pelos gastos com educação, que tiveram inflação de 5,97% no mês. 

. O custo da educação infantil subiu 11,36%, enquanto o do ensino fundamental aumentou 10,01%. A inflação das mensalidades do ensino médio subiram 10,01%. 

. Apesar de ser menor do que a observada em janeiro (0,84%), a taxa do grupo alimentação teve o segundo maior impacto no IPCA de fevereiro.



STF decide hoje se precatórios, inclusive do RS, terão que ser totalmente pagos em até cinco anos

- Ministros voltam a debater regras para o pagamento de precatórios que somam R$ 90 bilhões
- Quase metade da dívida está concentrada na prefeitura paulistana, no DF e nos Estados de SP, RS e PR
O material a seguir é todo da Folha de S. Paulo. 

. Um julgamento marcado para hoje no Supremo Tribunal Federal ameaça o caixa de Estados e municípios --e, em particular, da Prefeitura de São Paulo. O STF precisa definir a regra para o pagamento de dívidas impostas por decisões judiciais, conhecidas como precatórios e estimadas em mais de R$ 90 bilhões.

. Segundo levantamento feito pela Folha, quase a metade desse montante está nas contas da prefeitura paulistana, do Distrito Federal e dos Estados de São Paulo, Rio Grande do Sul e Paraná. 

. O STF começou a definir novas regras em outubro, quando o ministro Luiz Fux, relator da matéria, defendeu que todo os precatórios fossem quitados em cinco anos, com mecanismos a serem definidos pelo Legislativo. O julgamento foi interrompido após um pedido de vista do ministro Luís Roberto Barroso. Acredita-se na corte que ele vá defender a fixação do regime de pagamento pelo STF, não pelo Congresso.

 . Para o economista José Roberto Afonso, da Fundação Getulio Vargas, a decisão do STF no ano passado pode ter sido "um tiro no pé", porque deu aos governos a oportunidade de pagar ainda menos dívidas nos últimos meses. "É preciso reconhecer que, matematicamente, é impossível para muitos governos pagar à vista ou no curto prazo".

Governo foi surpreendido com investigações da Câmara sobre a Petrobrás

Os governos Lula e Dilma Rousseff terão muitas explicações a dar no decorrer das investigações que fará a Câmara dos Deputados, conforme requerimento aprovado ontem, depois que uma base rebelada mostrou seu poder de fogo, desmentindo os anúncios oficiais e do PT, segundo os quais o PMDB e os rebelados de outros Partidos queriam apenas cargos e que nada fariam.

. Dilma Rousseff até tentou limpar as malfeitorias que Lula deixou na Petrobrás, demitindo José Gabrielli e colocando Graça Foster no lugar dele.

. Dois problemões esperam por ampla investigação:
1) Um contrato de US$ 820 milhões com a empreiteira Odebrecht, de Marcelo Odebrecht (foto ao lado, acima), reduzido pela metade
2) O caso da holandesa SBM, que pode ter pago propinas a funcionários da estatal para arrendar plataformas. Uma investigação interna já vinha sendo conduzida por determinação de Graça Foster (foto ao lado, acima, ao lado de Dilma).

. A oposição quer sobretudo investigar malfeitorias no caso da compra de uma refinaria nos EUA, arrematada por valores milionários.

- O jornal Valor de hoje diz que não é certo que as ações da Petrobras, negociadas aqui ou no exterior, entrarão numa maluca espiral negativa. A Petrobras vem apanhando a torto e a direito nas bolsas e não é de hoje. Inclusive, pode conspirar diretamente a favor das ações da petroleira e do seu valor de mercado, a possibilidade de surgir um novo canal de negociação entre governo e lideranças da oposição, após o encontro entre os ministros de Dilma Rousseff e expoentes do Legislativo. A oposição e reticentes aliados podem, involuntariamente, ter trabalhado a favor do governo ao assegurar um resultado tão acachapante na votação pela criação da comissão externa de investigação envolvendo a Petrobras.





Hyundai Elevadores começa a lotar pessoal na fábrica de US$ 38 milhões que será inaugurada em abril no RS

A partir do dia 27, boa parte do pessoal administrativo da Hyundai Elevadores do Brasil  começará a se transferir para a sede da empresa em São Leopoldo, mas a gigante asiática abrir as portas no
Distrito Industrial Zona Norte, no bairro Arroio da Manteiga, em São Leopoldo. A inauguração da fábrica orçada em US$ 38 milhões com 20 mil metros de área construída está marcada para abril, segundo o presidente da Hyundai no Brasil e vicepresidente global de Estratégia e Planejamento da Hyundai, Victor Park, que ontem apresentou as instalações da empresa  ao Jornal VS, do grupo editorial Sinos. A obra

ainda inclui US$ 15 milhões da torre de testes, que deve ser finalizada até o final do ano.

Conab prevê safra de gãos ainda maior (187,4 milhões de t) para 2014

Dados atualizados relativos à produção de grãos no Brasil indicam que o país deverá colher 188,7 milhões de toneladas. Esta quantidade representa um aumento de 0,7% em relação à safra passada, que foi de 187,4 milhões de t. A previsão do 6º Levantamento de Grãos da Safra 2013/2014, divulgado nesta quarta-feira, pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).

. O estudo mostra que a cultura da soja continua sendo o maior destaque. O crescimento é de 4,8% ou 3,9 milhões de t. a mais que a safra anterior. O arroz teve também bom desempenho, com um aumento de 8%, alcançando 12,8 milhões de t. O feijão primeira safra, que está em fase final de colheita em todo o país, chegou a uma elevação de 35,7% na produção, passando de 964,6 mil para 1,3 milhão de t.

. Houve redução no milho primeira e segunda safras de 9,1% (3,2 milhões de t) e de 6,8% (3,1 milhões de t), respectivamente, perdendo terreno para a soja, que tem preços mais favoráveis. A produção da primeira safra (31,4 milhões de t) somada à segunda (43,7 milhões de t) deve chegar a 75,1 milhões de t.
Em comparação com o 5º levantamento, houve uma queda na produção de 4,9 milhões de t (2,5%), em razão da baixa produtividade da soja, influenciada pelas intempéries climáticas ocorridas em toda a região produtora.


CPI da CEEE será instalada as 11h na Assembléia. Presidente será Lucas Redecker. PT e PMDB disputam a relatoria.

A CPI da CEEE será instalada nesta quarta-feira, na Assembleia Legislativa. O ato está marcado para as 11h30min, no Salão Júlio de Castilhos, quando também serão apresentados os 12 membros da comissão. A CPI será presidida pelo deputado estadual Lucas Redecker (PSDB), autor do requerimento pedindo a instalação da comissão.

. A lista preliminar de membros está assim definida: Lucas Redecker (PSDB), Altemir Tortelli (PT), Nelsinho Metalúrgico (PT), Raul Pont (PT), Giovani Feltes (PMDB), Gilberto Capoani (PMDB), Frederico Antunes (PP), João Fischer (PP), Ciro Simoni (PDT), Marlon Santos (PDT), José Sperotto (PTB) e Catarina Paladini (PSB). Suplentes: Adão Vilaverde (PT), Aldacir Oliboni (PT), Miriam Marroni (PT), Alexandre Postal (PMDB), Edson Brum (PMDB), Adolfo Brito (PP), Ernani Polo (PP), Vinícius Ribeiro (PDT), Diógenes Baségio (PDT), Heitor Schuh (PSB) e Zilá Breitenbach (PSDB).

. O PDT votará com o governo (nomes em negrito), embora tenha se declarado independente, mas o PSB votará com a oposição. Isto representa um empate para o caso da escolha do relator, cargo disputada por PT e PMDB. 

. A primeira reunião deverá ser marcada para a próxima segunda-feira (17), às 14 horas, no Plenarinho da Assembleia Legislativa, quando serão escolhidos o vice-presidente e relator da CPI, além de definido o plano de trabalho.

Na platéia, Dilma e Raul Castro aplaudem a repressão na Venezuela

O material aí ao lado, uma evidente montagem publicitária, circula nas redes sociais de todo o mundo, fazendo parte de uma campanha internacional em defesa do povo democrático da Venezuela, que move duras jornadas de protestos contra o governo opressor de Nicolás Maduro, apoiado entre outros pelos governos de Cuba e do Brasil.

. A chamada do protesto, defende os direitos humanos espezinhados pela Guarda Nacional Bolivariana.

. “Quem cansa, perde”, diz o material.


. Vale a pena perceber a triste figura que se coloca ao lado do ditador Raul Castro, assistindo de modo participante as perseguições policiais levadas a efeito em Caracas. Trata-se da presidente Dilma Roussef, trabalhando no caso como cão de guarda do chavismo, a mando dos seus donos do PT e de Lula. 

- Ontem, Maduro fez novas ameaças na estreia do seu novo programa de rádio Ele disse: "Eu não vou deixar entrar, porque não vamos trazer o que há em Chacao (leste) para o centro de Caracas. Eu vou proteger os territórios que estão em paz, com zelo o farei, porque essa marcha de ontem (marcha dos médicos) não estava autorizada", disse o presidente venezuelano.