Se o PMDB recuar dos ataques a Dilma e ao PT, Tuma Júnior não terá o que fazer na Câmara dos Deputados

O convite para que Tuma Júnior compareça à audiência que fará a Comissão de Segurança Pública da Câmara só terá utilidade se o PMDB prosseguir no seu enfrentamento com o governo Dilma Roussef, porque no caso de recuar, a fala do autor de "Assassinato de Reputações" só servirá aos seus detratores. Neste caso, tudo não passará de uma armadilha, ele terá espaço reduzido, poderá ser afrontado pela tropa de choque governista e até poderá ser desconvidado. 

. O convite a Tuma Júnior foi usado para fustigar o governo, mas isto pode mudar a qualquer momento. 


. Há bastante tempo, deputados e senadores da oposição tentam levar o delegado ao Congresso para que amplie as denúncias que faz no seu livro, todas elas relacionadas com o que ele chama de "fábrica de dossiês" montada por Lula e seus ministros, mas a base aliada nunca permitiu a aprovação de qualquer convite. Tudo mudou depois que o PMDB e o blocão resolveram peitar Dilma e o PT, insatisfeitos com o tratamento arrogante e desrespeitoso dado pelo Planalto. 



11 comentários:

Anônimo disse...

Caro Polipio, meu pai sempre disse que o PMDB é amigo do rei. Joga do lado que está ganhando. Por isso essa debandada pode ser um bom sinal.
Resta saber a quem eles vão se aliar.

Forte Abraço.

Unknown disse...

O PMDB não deve recuar. O enfrentamento ao PT é baseado na realidade oculta que é obvia para quem está por perto. As pesquisas não refletem a realidade e existem ainda muitos fatos novos que devem impactar violentamente no governo. Estar junto é cair junto.

Anônimo disse...

O Tuminha tem que ir lá no congresso jogar merda no ventilador, só que a casa já está tão suja que, provavelmente não fará efeito nenhum! O que é um pouco de cocô, em uma pocilga? Nada.

Cris Azevedo disse...

Chi, Políbio! Com o PMDB 'dinheiro na mão, calcinha no chão", tudo é possível.

Anônimo disse...

Bom dia. Nada vai virar.O PMBD é fisiológico.Basta mais um Ministério.Nada vai acontecer, apesar da determinação do Dr. Tuma. A Dilma engole eles todos rapidamente.

Anônimo disse...

Bom dia. Nada vai virar.O PMBD é fisiológico.Basta mais um Ministério.Nada vai acontecer, apesar da determinação do Dr. Tuma. A Dilma engole eles todos rapidamente.

NEWTON disse...

Estamos vivenciando a realidade nua e crua, do que acontece num país de vira latas, se todos vira latas da câmara federal receberem seu ossinho, a verdade que se exploda, o eleitorado que se dane quanto a sua ânsia de um país decente; e a petezada que agora defeca claramente a sua moral tipo: se roubavam antes, por que não podemos roubar agora muito mais? vai acumulando e enterrando seus abastados ossos.
Assim a nave Brasil se vai, como se não existisse amanhã.

Anônimo disse...

se tiverem culhão, vão aprovar...

Unknown disse...

Dilma fará tudo para manter o apoio do PMDB, o partido que se deixa prostituir por cargos no governo!!

Oswaldo Alves de Siqueira Júnior disse...

Há um adágio popular que ensina: "Ninguém bate em gato morto".
Quantos mais recalcitrarem no sentido de desacreditar as denúncias contidas no livro, apenas as estarão confirmando.
Meu caro jornalista caso eu levantasse uma denúncia contra si totalmente infundada, Sua Senhoria permaneceria calada - o que a princípio significa consentimento, concordância - ou imediatamente empenharia esforços para processar-me na forma da Lei?
Um ex-presidente da República(?) é taxado com uma alcunha pejorativa como é a de "X9" e simplesmente cala?
Um secretário da Presidência da República, posto alçado a categoria de Ministro de Estado é desmoralizado em suas confissões abjetas, espalha aos quatro ventos que irá processar o desafeto e passados mais de 3 meses nada faz?
Para rematar, pelo menos até o momento, ocorre um atentado à bala contra a residência do Sr. Tuma Jr.
Creio que não haverá sido para incitá-lo a proferir novas denúncias, pois não?
Assim, o que poderia ser feito seria pulverizar, horizontalizar o acesso à obra de forma a qualificar por via popular a omissão dos denunciados por culpa insuspeita.

Oswaldo Alves de Siqueira Júnior disse...

Prezado jornalista,
A sabedoria popular nos brinda com um adágio que ensina: "Ninguém bate em gato morto".
Quanto mais fizerem com o propósito de desacreditar e e relativizar as denúncias publicadas no livro "Assassinato de Reputações - Um Crime de Estado", mais estarão confirmando e ratificando seu conteúdo.
A fala fácil e irrefletida de alguns citados acaba por lhes voltar de forma inclemente. Senão vejamos:
O ex-Presidente da República é taxado com uma alcunha pejorativa como é a de "X9"e nem ao menos por consideração a antigos colegas de sindicalismo reage à imputação.
O senhor que ocupa a secretaria geral da Presidência da República, cargo alçado à categoria de Ministro de Estado, declara publicamente que irá processar na forma da Lei o autor das denúncias que lhe são imputadas e, passados mais de três meses dessa declaração ainda não o fez. O quê espera Sua Excelência?
Rematando o quadro insólito um atentado à bala contra a residência do desafeto demonstra a falta de percepção das consequências que advêm de atos semelhantes.
Em resumo, até o presente momento só há motivos para que, mesmo permanecendo de boca fechada, o ex-secretário de Justiça seja o detentor da última palavra proferida.
Lembremos outro adágio popular: "Quem cala consente"!
Por fim cabe a pergunta: Quais interesses políticos acoitam-se por detrás desse clamoroso silêncio?
Será que estarão amparados em mais um adágio popular, aquele que decreta: "Os cães ladram, mas, a caravana passa"?
Se assim pensarem os denunciados silentes, é bom que se deem conta que os cães estão famintos, desalentados, revoltados e ao invés de simplesmente ladrarem poderão aplicar dilacerantes mordidas.
Grato pela paciência.
Saudações Bloguistas