Pilchado como manda a tradição, Tarso acende a chama crioula da Semana Farroupilha

Pilchado como um verdadeiro índio grosso, barbaridade, tchê, o governador, à esquerda na foto, acende a chama crioula.


O governador Tarso Genro acendeu na manhã deste sábado a Chama Crioula, abrindo oficialmente a Semana Farroupilha no Estado. A cerimônia ocorreu em frente ao Palácio Piratini, no Centro de Porto Alegre, e contou com a presença de diversas autoridades.

A centelha da chama foi levada do Acampamento Farroupilha, no Parque Harmonia, por dezenas de cavalarianos, que percorreram as ruas centrais da Capital. Depois de acesa, um grupo levou a chama ao Palácio Farroupilha, sede da Assembleia Legislativa, ao Paço Municipal, ao Monumento a Bento Gonçalves e ao Monumento à Maçonaria. Ela permanecerá acesa até as 17h do dia 20 de setembro, quando será extinta, encerrando as comemorações pelos 178 anos da Guerra dos Farrapos.

Más condições e falta de diálogo provoca greve branca de cinco minutos no Correio do Povo

Incomodados com as más condições de trabalho e falta de diálogo com a direção, os jornalistas do Correio do Povo, Porto Alegre, fizeram greve branca de cinco minutos na sexta-feira.

. Nem ar condicionado funcionou na sexta, dia de termômetros de temperaturas altas em Porto Alegre.


. O vice-presidente da Record, Veríssimo de Jesus, reuniu a redação e abriu canais de diálogo. 

Saiba quem são os padrinhos políticos de cada um dos 1.200 CCs do governo Fortunati

O editor publica desde o dias 11 de setembro, extensas listas de ocupantes de CCs, Cargos em Comissão, na prefeitura de Porto Alegre.

. A lista é uma publicação exclusiva.

. Há bastante tempo sabia-se que ela circulava entre os Partidos que compõem a base aliada.

. A grande novidade não é a relação em si dos nomes, nem mesmo dos cargos e repartições ocupados por cada CC, mas é a listagem dos padrinhos políticos de todos.

. Isto é que é inédito.

. Existe lista da mesma natureza no âmbito do governo estadual.

. E também no governo federal.

. Elas resultam de acordos feitos com os Partidos da base aliada.

. Acontece que até hoje ninguém conseguiu cópia para publicação.

. E se tinha recebido, nunca teve coragem paras fazer a publicação.

. Esta lista de 1.200 nomes de CCs da prefeitura, indica a presença de sobrinhos, filhos, filhas, maridos, esposas, ex-espostas, ex-maridos, primos e afilhados de lideranças importantes. Em muitos casos, os graus de parentesco não são visíveis, porque os padrinhos atendem pelos nomes de "Partido" ou "Fortunati", e neste caso um e outro não abriram o jogo.

. A seguir, seguem os primeiros blocos de nomes. Os outros blocos sairão na semana que vem.

CLIQUE AQUI para examinar a primeira tranche
CLIQUE AQUI para examinar a segunda tranche
CLIQUE AQUI para examinar a terceira tanche


Morre, aos 72, o filósofo marxista Marshall Berman

Autor de 'Tudo que É Sólido Desmancha no Ar', de 1982, teve ataque cardíaco
Crítico da arquitetura de Brasília, estudioso da modernidade chamou Oscar Niemeyer de 'déspota'

A reportagem a seguir é de Juliana Gragnanide, Folha de São Paulo deste sábado.

O autor, educador e filósofo americano Marshall Berman, 72, morreu na última quarta-feira em Nova York, sua cidade de origem, nos EUA. Tomava café da manhã em um restaurante quando sofreu um ataque cardíaco.
Autor de escritos humanistas sobre economia, arte e cultura influenciados pelas ideias de Karl Marx (1818-1883), Berman ficou conhecido por "Tudo que É Sólido Desmancha no Ar" (1982), lançado pela Companhia das Letras em 1986. O título da obra, que conta a história crítica da modernidade, foi tirado do Manifesto Comunista.
O filósofo marxista era um estudioso da modernidade, definida por ele como um confronto e uma tentativa de superação das "organizações burocráticas que têm o poder para controlar e, frequentemente, destruir as comunidades, os valores e as vidas".

Berman contribuiu para publicações como "New York Times" e "Nation" e pertencia ao conselho editorial da revista "Dissent". Deu aulas de política e urbanismo na City University of New York.

Dilma virá esta noite ao RS. Ela passará o final de semana em Porto Alegre.

Dilma Roussef foi para SP neste sábado, onde as 16h participou das cerimônias de sepultamento do ex-ministro Gushiken, morto sxta. Em seguida ela  parte para Porto Alegre, ainda sem previsão de horário de desembarque. Ela passa a noite de sábado e o domingo em família. Na segunda-feira, a agenda oficial da presidente prevê embarque a Pelotas às 9h. De lá, onde dará entrevistas a rádios locais às 9h40min, Dilma parte para Rio Grande, onde inaugura a plataforma P-55, às 11h30min, e retorna a Brasília.

Mar de lama no Planalto - Preso, ex-assessor da Casa Civil de Dilma é suspeito de intimidar testemunhas para mudar acusação de estupro

O site da revista Veja informou na tarde deste sábado que teve acesso a mensagens trocadas entre o petista Eduardo Gaievski e seu advogado sobre como abordar vítimas e testemunhas do caso. A reportagem é de Hugo Marques, Laryssa Borges e Gabriel Castro, de Brasília. Leiam tudo:

Ex-assessor da ministra da casa Civil Gleisi Hoffmann, o petista Eduardo Gaievski, preso sob a acusação pedofilia e de estupro de vulnerável, é suspeito de comandar, em parceria com seu advogado, um esquema de intimidação de testemunhas para que as imputações contra ele sejam retiradas. Gaievski foi prefeito do município paranaense de Realeza por dois mandatos, entre 2005 e 2012, e, segundo denúncia do Ministério Público, oferecia dinheiro e cargos públicos a meninas pobres em troca de sexo. As vítimas, em geral, são menores de idade, algumas com 12 anos na época dos crimes.
O site de VEJA teve acesso a uma série de mensagens de e-mail trocadas entre Gaievski e o advogado dele, Rafael Seben, entre os dias 4 e 5 de setembro. Na época, Gaievski estava preso no Centro de Triagem da Polícia Civil em Curitiba. Ainda assim, negociava com o defensor quais vítimas poderiam ser abordadas para retirar as acusações de crime sexual. O ex-prefeito foi denunciado dezessete vezes por estupro de vulnerável (pena de oito a quinze anos) e também pelos crimes de estupro e assédio sexual.
No dia 5 de setembro, Gaievski dá as coordenadas para a atuação do advogado. Às 11h47, o ex-prefeito informa que o depoimento de uma das vítimas pode ser revertido e dá a senha para conseguir mudar a versão da adolescente: “Quem paga faculdade é a prefeitura”, escreve ao advogado. Seben parece confiante e no mesmo dia, às 18h09, informa que pedirá para o “Fafo” “agilizar” o plano. “Estamos na luta. Hoje é pra ser um dia muito importante [para convencer duas vítimas]. Fafo, na verdade, é Edmundo Gaievski, irmão do ex-prefeito.Às 22h11, o advogado Rafael Seben informa que conseguiu um novo caminho para abordar outra vítima. “Arrumamos outro jeito de chegar nela, através de um menino do centro juvenil. Até sábado tá tudo certo”, diz.

CLIQUE AQUI para ler tudo. 


Artigo, Rodrigo Constantino - A coragem (?) de Gushiken

O chefe da organizaçao criminosa do PT, Mensalão, Zé Dirceu, diz que Gushiken somatizou a crise e resultou atacado pelo câncer. 



No seu blog deste sábado de Veja, Rodrigo Constantino faz uma espécie de panegírico sobre o ministro da Propaganda de Lula, Luiz Gushikin, que morreu ontem, de câncer, no caríssimo e exclusivíssimo Sírio-Libanês, o preferido de dez entre dez membros da nomenklatura do PT, que nem de longe aceita se tratar de câncer no SUS, sequer com médicos cubanos. Leia este trecho selecionado pelo editor e adiante clique no link para ler tudo:

Ministério da Saúde adverte: mensalão enche o bolso, mas é prejudicial à saúde.

A presidente Dilma enalteceu a coragem com a qual Gushiken enfrentou a situação. Calma lá! Segundo reportagens de jornais, a doença fez o petista virar um místico, passando pela Rosa-cruz, pela umbanda, pela cabala e pelo zin-budismo. Cada um enfrenta essas situações como pode, não vou julgar isso. Mas essa informação já coloca em xeque a tese de coragem.
Só que não é apenas isso. E aqui que eu queria realmente chegar: o homem se tratou esse tempo todo no Hospital Sírio-Libanês, o melhor e mais caro do Brasil, e o preferido dos “homens do povo” do Partido dos Trabalhadores. É para quem pode, não para quem quer.

Tudo bem, Gushiken podia. Tinha recursos, ou amigos com recursos. Mas coragem? Não. Coragem mesmo, daquelas de impressionar os demais, é se tratar no SUS sob o governo do PT. Se for com um “médico” cubano, então, aí é caso de heroísmo ímpar! Quem se habilita?

CLIQUE AQUI para ler tudo. 

Programa de Investimento em Logística falhou logo no primeiro teste. Saiba o que houve.

Os epórteres Valdo Cruz, Dimmi Amora e Sheila D'Amorim, contam na Folha deste sábado que a aposta do governo Dilma para recuperar a confiança da economia brasileira e garantir a retomada do crescimento, o Programa de Investimento em Logística falhou logo no seu primeiro teste. O programa inclui concessões para a iniciativa privada de dezenas e dezenas de aeroportos, ferrovias, rodovias e portos em todo o País. A parte das rodovias começou na quinta-feira. Nesta fase inicial, nenhuma concessão, portanto nenhuma obra de melhoria, beneficiará o RS, já que o governo Tarso Genro é ideologicamente estatizante e não admite privatizações, nem mesmo para melhorar as péssimas condições de infraestrutura do Estado. Leia tudo:

. Dos dois leilões de concessão de rodovias escolhidos para inaugurar o programa, um deles, o trecho da BR-262 (MG-ES), não atraiu investidor. Deu "vazio", no jargão.

. O outro trecho, da BR-050 (MG-GO), registrou oito concorrentes interessados.

. O número é o mesmo de interessados do último leilão realizado, em 2012. O governo dizia contar com no mínimo cinco participantes, mas esperava que houvesse mais de dez interessados.

. O vencedor será conhecido na próxima quarta-feira.

IRRITAÇÃO

. O fracasso parcial irritou a presidente Dilma Rousseff, que cobrou explicações.

CLIQUE AQUI para ler tudo.

Roubalheira derruba outro secretário no ministério do Trabalho. Mar de lama ameaça ministro Manoel Dias.

Após o número 2 do Ministério do Trabalho pedir demissão ao ser envolvido na Operação Esopo, da Polícia Federal (PF), mais um secretário da pasta deixou o cargo. O secretário de Políticas Públicas de Emprego, Sérgio Vidigal (PDT), pediu demissão na noite desta sexta-feira, segundo nota divulgada no site do ministério.

. A demissão de Vidigal veio no mesmo dia em que o jornal O Globo informou que o ministro havia designado o secretário para comandar as investigações sobre as fraudes no ministério. Vidigal é ex-prefeito de Serra, no Espírito Santo. Segundo o jornal, durante sua gestão, a prefeitura do município fechou um convênio de 4,6 milhões de reais com o Instituto Mundial do Desenvolvimento e da Cidadania (IMDC).


. Com sede em Minas Gerais, o instituto é apontado pela PF como o centro do esquema de desvio de dinheiro público

Tarso quer afrontar decisão da AL e manter Imposto de Fronteira

Ainda que o chamado imposto de fronteira, cobrado no Rio Grande do Sul, tenha sido derrubado por unanimidade na Assembleia Legislativa (AL), o governo do Estado deve seguir cobrando a alíquota. A declaração foi dada pelo secretário-chefe da Casa Civil, Carlos Pestana, que acredita que ainda nesta sexta ocorrerá a decisão, junto da Procuradoria, de manter a cobrança. A lei já não está em vigor. O decreto legislativo que derrubou o imposto foi publicado quinta-feira no Diário oficial.

. Caso apenas ignore a lei, a Assembléia e os interessados forçarão o cumprimento via judicial.

. Segundo Pestana, o governo entende que a Assembleia não tem poder de definição sobre o tema, tornando a decisão inconstitucional.  "Do nosso ponto de vista, o decreto é inconstitucional, então não está vigente. O mais provável é que a gente continue cobrando a alíquota estabelecida dos 17%", apontou o secretário.

. Na votação do tema no Parlamento gaúcho, a proposta do deputado Frederico Antunes, do PP, passou com 34 votos a zero. Alguns partidos da base aliada do governo, como o PT, se abstiveram. Outra parte da base, como o PDT, PTB, PSB e PRB, tiveram parlamentares a favor do fim da cobrança.

TSE libera propaganda eleitoral antecipada no Twitter

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu liberar propaganda eleitoral antecipada por meio da rede social Twitter. Por maioria de votos, os ministros reviram decisão do tribunal que, no ano passado, proibiu manifestação política de candidatos e partidos fora do período permitido pela lei eleitoral – três meses antes do primeiro turno do pleito.

. Em março do ano passado, antes da mudança na composição da Corte, o TSE decidiu proibir propaganda eleitoral no Twitter antes do prazo permitido pela lei eleitoral.

Festa Nacional do Calçado chega ao último final de semana na Fenac

Os últimos três dias da edição 2013 da Festa Nacional do Calçado prometem ser de movimentação intensa nos pavilhões da Fenac, em Novo Hamburgo. A possibilidade de adquirir calçados com até 70% de descontos e, ao mesmo tempo, alguns dos lançamentos da próxima estação, são dois pontos favoráveis à expectativa de que um grande público circule pelo evento.

. O sábado e domingo são os últimos dois dias da Festa Nacional do Calçado, onde cerca de 200 expositores prometem promoções especiais para o público.

Começa a Semana Farroupilha. E se o RS voltar a se separar do restante do Brasil ?

Ao lado, o general que proclamou a República do Piratini.



Nesta sexta-feira, começam as comemorações da Semana Farroupilha no RS. Os festejos lembram a revolução comandada pelo general Bento Gonçalves, que defendia a instauração da república. Bento chegou a proclamar a independência do Estado, criando a República do Piratini.

. Sobre separatismo, vale a pena examinar este trabalho do gaúcho Leo Iolovitch. 20 de setembro é feriado no Rio Grande do Sul, momento maior da Semana Farroupilha.

. Há os que defendem separar o Estado do resto do Brasil.

. O texto abaixo explica como seria após a separação.

CLIQUE AQUI e entenda. 

Cássio Trogildo reassumirá Câmara de Porto Alegre na segunda-feira

Será segunda-feira a posse do vereador Cássio Trogildo, PTB, na Câmara de Porto Alegre. Cássio chegou a ser cassado pelo TRE, mas o TSE revisou o julgamento em decisão liminar do ministro Dias Toffoli. Ele foi acusado pelo uso de recursos públicos na sua reeleição.

Colegas pressionam Celso de Mello a recusar embargos

Ministros do STF contrários à realização de novo julgamento para 12 dos 25 condenados do mensalão usarão dois argumentos para tentar convencer o decano da Corte, Celso de Mello, a acompanhá-los na rejeição dos embargos infringentes: além do desgaste do tribunal, eles têm dito que são grandes as chances de haver absolvições caso os crimes passem por nova análise.

. A votação pela aceitação ou não dos embargos está empatada por cinco a cinco. Resta apenas o voto de Celso de Mello, previsto para quarta-feira. Ele já indicou que deverá votar pela aceitação do recurso. Alvo também dos advogados dos condenados, Celso de Mello foi aconselhado a sair de Brasília no fim de semana, mas resolveu permanecer na cidade. Ontem à tarde, ele esteve em seu gabinete no Supremo para despachar com assessores.

Prefeitura fecha acordo para expansão do shopping Iguatemi. Obras começaram ontem mesmo.

Começaram na sexta-feira as obras de expansão do shopping Iguatemi, Porto Alegre, depois do acordo entre a prefeitura de Porto Alegre e o Iguatemi. Serão mais cem lojas. O acordo foi fechado na quinta-feira. Avaliado em R$ 150 milhões, o investimento já está em obras, e a perspectiva é inaugurá-lo em 2015.

. As negociações poderiam ter sido fechadas há mais tempo, mas as negociações entre o Iguatemi e a prefeitura acabaram sendo objeto de investigações no âmbito da Operação Concutare. 

. A principal obra compensatória, a cargo do Iguatemi, será o alargamento da Anita Garibaldi, da Carlos Gomes até a desembargador José Bernardo Medeiros Júnior, que vai ficar com 30 metros, o dobro da atual. Serão quatro faixas ao todo. Outras melhorias, como a ligação do binário da Tomaz Gonzaga e Marechal Andrea e o alargamento de uma faixa de tráfego na João Wallig desde a Artur Carneiro até a Nilo Peçanha, incluindo uma ciclovia, também serão executadas pela empresa.

Cpers termina greve fracassada e coloca os professores gaúchos num beco sem saída

Ao fim da assembleia dos professores que decidiu pelo fim da greve, sexta-feira,  a secretaria da Educação se manifestou a respeito da paralisação que começou em 23 de agosto. Além de avaliar a mobilização como pouco representativa, o secretário estadual da Educação, Jose Clovis de Azevedo, garantiu que as aulas vão ser normalizadas.

. Mais uma vez, a greve terminou em rotundo fracasso. 

. Foi a mais melancólica, patética e fracassada das greves promovidas pelo Cpers, porque fica evidente que a direção do sindicato dos trabalhadores, presidida por líder do PT, enfrenta contradição insuperável ao estabelecer qualquer tipo de confronto com o ente patronal, no caso o governo do PT. 

. O Cpers, ao longo dos ultimos 20 anos, manejando receita anual de R$ 50 milhões, enfiou os professores gaúchos num beco sem saída.

13 universidades federais não querem colaborar com o eleitoreiro programa "Mais Médicos"

A Folha de S. Paulo deste sábado conta que ao menos 13 universidades federais em nove Estados do país disseram não ao Mais Médicos, programa do governo Dilma Rousseff para suprir a carência desses profissionais no interior e nas periferias de grandes centros. O caráter eleitoreiro e aventureiro do programa causa oposição e perplexidade, justamente porque apresenta como única proposta populista a idéia de que o problema da saúde pública pode ser resolvido com a importação de médicos-escravos de Cuba. Nem as universidades da própria Dilma querem participar da farsa. Leia tudo:

A participação das federais era prevista pela gestão petista para ser um braço acadêmico do programa, mediante indicação de tutores e supervisores para acompanhar a atividade dos médicos brasileiros e estrangeiros. Ao lado do gestor do SUS em cada local, os supervisores também têm a atribuição de fiscalizar a jornada semanal de 40 horas dos médicos. Já os tutores, além do acompanhamento acadêmico dos bolsistas, ganham R$ 5.000 para serem ainda chefes dos supervisores --devendo acompanhar a atuação deles, que farão visitas aos médicos e manterão contato por telefone e pela internet.

. Sem as federais, a gestão Dilma terá de recorrer a instituições estaduais, municipais ou até particulares, como no Amazonas, onde as duas únicas faculdades públicas de medicina se recusaram a aderir ao programa.

A Folha procurou as 46 instituições federais com curso de medicina, requisito do Ministério da Educação para adesão ao projeto. Dessas, 23 confirmaram a participação, 13 informaram que não aderiram, quatro ainda analisam e seis não responderam.Um dos principais motivos de resistência é a atuação dos médicos estrangeiros (principalmente cubanos) sem a necessidade de revalidação do diploma deles no país.

CLIQUE AQUI para conhecer os detalhes. 

Veja bota a faca no pescoço de Celso de Mello

Veja deste final de semana abre com foto do ministro Celso de Mello na capa. O decano (o mais velho ministro) do STF, onde ocupa uma cadeira há 24 anos, nomeado por Sarney, o ministrofoi autor de alguns dos votos mais contundentes na condenação dos mensaleiros. Veja, como muitos outras publicações e jornalistas, tenta seduzir o ministro para que ele vote contra os mensaleiros, embora ele já tenha declarado seu voto em favor dos réus. A revista, além de seduzir, também ameaça com crucificar: ela bota a faca no pescoço do ministro. Os jornais O Globo, Estadão e Folha de hoje também fazem apelos fortes para que Celso de Mello não fique do lado da sombra.

. Veja não fala sobre opiniões que não o endeusam, até pelo contrário, como as que produziu o jurista Saulo Ramos no seu livro memorialista "Código da Vida" (leia a seguir), preferindo coçar o ego do ministro, na tentativa de fazê-lo refletir e sair do lado da força. 

. Avisa Veja:

- Nesta semana, ele vai desempatar, no plenário da corte, o debate sobre a existência ou não de um tipo de recurso, o embargo infringente. A questão é técnica, mas o impacto da decisão será profundo, pois pode abrir a porta para que os chefes do esquema escapem da devida punição.

Saulo Ramos, no seu livro "Código da Vida", para Celso de Mello: "Você é um juiz de merda !"

No seu livro de memórias, o jurista paulista Saulo Ramos conta na página 131 que foi o presidente José Sarney quem nomeou José Celso de Mello Filho para ministro do Supremo Tribunal Federal.Em “Código da Vida”, 467 páginas, editora Planeta, ele conta desta forma o episódio:

- Na Consultoria (Saulo foi Consultor Geral da República no governo Sarney) eu contava com a colaboração do secretário-geral, o jovem promotor público de São Paulo, José Celso de Mello Filho, requisitado para prestar serviços à Presidência. Talento inegável. Eis que surgiu mais uma vaga no STF.Sarney já havia nomeado Carlos Madeira, Sepúlveda Pertence e Paulo Brossard. Indiquei Celso de Mello, mas o ministro Oscar Correia queria Carlos Velloso. Eu venci.

. Mais adiante, na página 169, Saulo Ramos conta que tão logo Sarney saiu da presidência, decidiu mudar o domicílio eleitoral para o Amapá e o caso foi parar no STF. A Corte estava naquele momento em recesso. Leia o que conta o ex-chefe do ministro Celso de Mello e seu padrinho político na indicação para o Supremo:

.  O ministro Celso de Mello, meu ex-secretário na Consultoria Geral da República, me telefonou:

- O processo do presidente será distribuído amanhã. Em Brasília só estamos eu e o marco Aurélio, primo de Collor. Não sei como ele votará.

. Celso de Mello concordou com a tese de que era indiscutível a matéria de fato, isto é, a transferência do domicílio eleitoral no prazo da lei. Até porque não se pode confundir domicílio civil e domicílio eleitoral.
.
 O caso foi distribuído para Marco Aurélio, que liminarmente beneficiou Sarney. No livro, o desfecho é contado deste modo:

.  Veio o dia do julgamento do mérito pelo plenário, Sarney ganhou, mas o último a votar foi o ministro Celso de Mello, que votou pela cassação da candidatura do Sarney.

. De qualquer modo, Celso de Mello foi voto vencido, mas Saulo Ramos demonstrou perplexidade:

- Ele não teve sequer a gentileza, ou habilidade, de dar-se por impedido. Votou contra o presidente que o nomeara, depois de ter demonstrado grande preocupação com a hipótese de Marco Aurélio ser o relator.

. A partir daqui, vai o que consta da página 170:

Apressou-se ele mesmo a me telefonar, explicando:
- Doutor Saul, o senhor deve ter estranhado o meu voto.
- Claro ! O que deu em você ?
- É que a Folha de S. Paulo, na véspera da votação, noticiou que o presidente tinha os votos dos ministros e enumerou vários nomes, inclusive o meu. Quando chegou a minha vez, notei que ele já tinha vencido e votei para desmentir a Folha de S. Paulo. Mas fique tranquilo,  poque se meu voto fosse decidisivo, eu teria votado a favor do presidente.
- Espere um pouco,. Deixe-me ver se compreendi bem. Você votou contra o Sarney porque a Folha noticiou que você votaria a favor ?
- Sim.
- E se o Sarney já não houvesse ganhado, quando chegou a sua vez de vogtar, você, nesse caso, votaria a favor dele ?
- Exatamente. O senhor entendeu ?
- Entendi. Entebndi que você é um juiz cde merda !
Bati o telefone e nunca mais falei com ele.