Shain, pai e filho, donos do Banco Schain, confirmam que Lula avalizou propina para Bumlai repassar ao PT

Em depoimentos prestados hoje ao juiz federal Sergio Moro, responsável pelos processos da Operação Lava Jato em Curitiba, Milton Schahin, um dos donos do Grupo Schahin, e seu filho, Fernando Schahin, ex-executivo da empresa, relataram ao magistrado como se deu a quitação do empréstimo de 12 milhões de reais concedido pelo Banco Schahin a José Carlos Bumlai. Em prisão domiciliar na Lava Jato, o pecuarista confessou ter destinado o dinheiro ao pagamento de dívidas de campanha do PT. Segundo a Operação Lava Jato apurou, no entanto, parte do valor teve como destino o bolso do empresário Ronan Maria Pinto, preso na 27ª fase da Lava Jato, a Carbono 14, e supostamente envolvido no caso do ex-prefeito de Santo André Celso Daniel, assassinado em 2002.

A reportagem abaixo e o texto acima são do site de hoje de Veja. Leia tudo:

Embora ressalte não ser responsável pela parte financeira do grupo, que engloba o banco, Milton Schahin contou a Moro que em 2006, dois anos depois do empréstimo a Bumlai, procurou o ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto para pedir apoio político ao interesse da empresa em um contrato de operação de navio-sonda com a Petrobras. Segundo o empresário, Vaccari foi evasivo em um primeiro momento, mas, depois de consultar petistas, voltou com uma proposta: o partido, padrinho político do diretor da área Internacional da Petrobras Nestor Cerveró, a quem caberia assinar o contrato de 1,6 bilhão de dólares, apoiaria o pleito da Schahin se o acerto com a petrolífera quitasse o empréstimo contraído pelo pecuarista.

Milton Schahin não soube especificar ao magistrado quais petistas avalizaram a proposta de Vaccari, mas seu filho deu a Moro uma pista. Segundo Fernando Schahin, Bumlai o abordou em um evento de um banco internacional, em 2007, e, alegando ter "relações com a Schahin", perguntou sobre as negociações com a Petrobras pela operação do navio Vitória 10.000. Fernando afirma ter respondido que "estavam em andamento" e, antes de se despedirem, ouvido do pecuarista e grande amigo de Lula que "o presidente está abençoando o negócio".
A versão de Fernando Schahin confirma a delação premiada de seu tio, Salim Schahin, sócio do grupo a quem cabe a administração do banco. Segundo Salim, "Bumlai chegou a dizer a Fernando que o negócio estava 'abençoado' pelo presidente Lula" e "o depoente e seu irmão Milton também receberam de Vaccari a informação de que o presidente estava a par do negócio". Fernando nega ter participado da operação fraudulenta que compensou o empréstimo com o contrato bilionário.


CLIQUE AQUI para saber mais. 

Ex-chefe de gabinete de Delcídio diz que Dilma nomeou Navarro para o STJ com a missão de livrar Marcelo Odebrecht

Dilma queria livrar Marcelo para que ele não contasse tudo que sabia.


Durante toda esta quarta-feira, o Governo, a PGR, o STJ e até o Congresso, nada falaram sobre a delação que saiu ontem, na qual o ex-chefe de gabinete do senador Delcídio Amaral, Diogo Ferreira, confirmou a delação de Delcídio, segundo a qual o ministro Marcelo Navarro foi indicado para o STJ com a finalidade específica de libertar réus da Operação Lava Jato que eram importantes para o governo federal. 

Leia a delação de Diogo Ferreira:

Que, depois de um encontro com Delcídio, no Senado, Navarro falou, ao se despedir, no gabinete: "Não se preocupe, está tudo entendido".
Que ouviu isso do senador Delcídio em julho, depois de uma reunião do senador com José Eduardo Cardozo, então ministro da Justiça, no ministério. E contou que o pedido partiu da presidente Dilma.
Diogo relatou que ouviu de Delcídio detalhes sobre uma suposta reunião particular do senador com Dilma. Segundo o assessor, ela teria pedido a Delcídio "que obtivesse de Marcelo Navarro o compromisso de alinhamento com o governo para libertar determinados réus importantes da Lava Jato”; e, segundo o senador contou a Diogo, a presidente teria falado expressamente em Marcelo Odebrecht.
Diogo também conta que ouviu de Delcídio que o ex-presidente Lula estaria preocupado com a incisividade da Lava Jato e com uma possível delação de Cerveró.

O Palácio do Planalto já desmentiu as informações do senador Delcídio, repetidas pelo ex-chefe de gabinete, sobre o suposto pedido feito a Navarro. A presidente Dilma disse, inclusive, que nomeou vários ministros da turma que negou habeas corpus a presos da Lava Jato e lembrou que Navarro não tomou nenhuma decisão sozinho. Levou o caso para julgamento da turma, o que, segundo o Planalto, contesta a versão dos delatores de que a presidente tentou beneficiar os presos.

Procurador da Lava Jato pede apoio ao povo brasileiro

É à sociedade, portanto ao povo brasileiro, que a Força Tarefa da Lava Jato recorre para pedir apoio contra seus inimigos. Isto é mais do que inquietante - mas é sinal da quadra perigosa pela qual passamos no País.

O procurador da República, Deltan Dallagnol, disse na segunda-feira (18) que as decisões do Congresso Nacional não afetam as investigações da Lava Jato. Ele coordena a força tarefa da operação.

Na internet, Dallagnol escreveu sobre a votação de domingo (17): “Ontem, o Brasil parou para assistir à votação do Congresso sobre o impeachment da presidente da República. A decisão não afeta a ‎Lava Jato, que é uma investigação técnica, imparcial e apartidária. É importante ter em mente, contudo, que qualquer que seja a decisão, a Lava Jato continuará tendo muitos inimigos, cujo número cresce a cada dia em que o número de investigados aumenta. Continuará a ser atacada, de modo ostensivo ou sorrateiro, e nossa única proteção é a sociedade.”

Opinião do editor - Dilma transforma-se na mais alucinante e ridícula gorda do circo do arrabalde

A presidente Dilma Roussef levou hoje novos e inéditos puxões de orelhas, desta vez produzidos por dois ministros do STF, que consideraram abusivas as denúncias que que um golpe de estado é desfechado sob a liderança do seu vice-presidente.
Aliás, Dilma passará amanhã o cargo justamente ao chefe dos golpistas e sabe que ao retornar no próximo domingo recebê-lo-á de volta.
Já não se fazem golpes como antigamente, porque no passado golpistas derrubavam presidentes sem dó e nem piedade, de uma vez só, e além disto afrontando todos os Poderes da República.
São casos clássicos os golpes de Getúlio Vargas em 1937 e os do Marechal Lott em 1955.
A retórica do golpismo só serve para denegrir a imagem brasileira no exterior.
A presidente revisitou a sua condição de ex- guerrilheira urbana comunista e imagina combater o bom combate contra a ditadura, neste caso a sua própria presidência, enxergando golpe onde só ocorre a aplicação do remédio constitucional do impeachment.
A cada dia que passa, Dilma Roussef parece mais ridícula, como aquelas alucinantes e impróprias mulheres gordas dos circos de arrabalde.

15 x 5 já é o placar inicial pelo impeachment de Dilma na Comissão Especial do Senado

O placar na Comissão Especial do Impeachment é amplamente favorável à remoção de Dilma, conforme é possível verificar pelo quadro a seguir. O único indeciso é Wellington Fagundes.

A favor
Antonio Anastasia (PSDB-MG)
Aloysio Nunes (PSDB-SP)
Cássio Cunha Lima (PSDB-PB)
Ronaldo Caiado (DEM-GO)
Romário (PSB-RJ)
Fernando Bezerra (PSB-PE)
Zeze Perrella (PTB-MG)
Gladson Cameli (PP-AC)
José Medeiros (PSD-MT)
Ana Amélia (PP-RS)
Raimundo Lira (PMDB-PB)
Rose de Freitas (PMDB-ES)
Simone Tebet (PMDB-MS)
Waldermir Moka (PMDB-MS)
José Maranhão (PMDBPB)

Contra
Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM)
Telmário Mota (PDT-RR)
Lindbergh Farias (PT-RJ)
Gleisi Hoffmann (PT-PR)
José Pimentel (PT-CE)

Indeciso
Wellington Fagundes (PR-MT)

TCU libera leilão de concessão do Salgado Filho e mais três aeroportos

O TCU (Tribunal de Contas da União) autorizou nesta quarta-feira o governo a realizar o leilão para concessão dos aeroportos de Porto Alegre (foto), Florianópolis, Fortaleza e Salvador.

Entretanto, o tribunal determinou que a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), que está à frente do processo de concessão, faça uma série de alterações no edital antes da sua publicação.

A decisão do TCU ocorre quase um ano depois do anúncio do leilão dos quatro aeroportos pelo governo federal. Essas concessões fazem parte da nova fase do Programa de Investimento em Logística (PIL), lançado pelo governo em junho de 2015.

No feriadão, Dilma desfrutará pela última vez o luxo de Nova Iorque

- Sem nenhum cuidado sequer diante dos problemas que enfrenta, a presidente Dilma Roussef volta a repetir Maria Antonieta às vésperas da decapitação e  a esnobar na nova visita a Nova Iorque, onde já ocupou suíte de luxo no Waldorf Astória. Em julho do ano passado, custou 11 000 dólares cada noite na suíte em que ela se hospedou no Hotel St Regis, na esquina da Quinta Avenida com a Rua 55. Dilma ocupou por duas noites a suíte Tiffany, decorada pelo diretor de design da grife cobiçada por Audrey Hepburn em Bonequinha de Luxo.


Está marcada para às 9h30 desta quinta-feira, a decolagem da presidente Dilma e sua equipe para Nova York, onde participa da sessão de abertura de assinatura do acordo de Paris, sobre meio ambiente, na Organização das Nações Unidas (ONU).

A chegada está prevista para às 19h30, hora local.

O vice-presidente Michel Temer assumirá o cargo interinamente, mas, até o início da tarde, a sua equipe não tinha sido avisada da viagem de Dilma.

Temer, que tem sido criticado e chamado de "traidor" por Dilma, não pretende vir para Brasília. A ideia de Temer é permanecer em São Paulo, sem agendas externas, com um comportamento totalmente discreto. Dilma só retorna ao Brasil na madrugada de sábado para domingo.

CLIQUE AQUI para examinar as outras suítes do hotel onde Dilma costuma hospedar-se.

Celso de Mello: Dilma comete "gravíssimo equívoco" ao chamar impeachment de golpe

Dilma vai aos EUA para denegrir a imagem do Brasil no exterior. 

Ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) criticaram nesta quarta-feira, a possibilidade de a presidente Dilma Rousseff usar a viagem que fará aos Estados Unidos esta semana para defender que o processo de impeachment em curso é um golpe contra a democracia. Dias Toffolli, Celso Mello e Gilmar Mendes criticaram duramente a presidente.

 Para o decano da Corte, Celso de Mello, a presidente comete um "gravíssimo equívoco" ao fazer essa avaliação, pois o processo que pede o seu afastamento no Congresso está correndo dentro da normalidade jurídica.

"Ainda que a senhora presidente da República veja, a partir de uma perspectiva eminentemente pessoal, a existência de um golpe, na verdade, há um grande e gravíssimo equívoco, porque o Congresso Nacional e o Supremo Tribunal Federal deixaram muito claro que o procedimento destinado a apurar a responsabilidade política da presidente da República respeitou, até o presente momento, todas as fórmulas estabelecidas na Constituição", defendeu.

Para Celso de Mello, porém, Dilma tem o direito de viajar para o exterior mesmo após a Câmara decidir aceitar o pedido de impeachment porque ela ainda não foi afastada das suas funções na Presidência. Ele, no entanto, voltou a criticar o tom do discurso que poderá ser adotado pela petista. "Eu diria que é no mínimo estranho esse comportamento ainda que a presidente possa, em sua defesa, alegar aquilo que lhe aprouver. A questão é saber se ela tem razão", disse.

PMDB indica presidente de Comissão do Impeachment no Senado

O senador Raimundo Lira (PMDB-PB) será o presidente da comissão do impeachment, que deve ser instalada na segunda-feira no Senado. Ele foi indicado para o cargo pelo líder do PMDB, Eunício Oliveira, nesta quarta.

Além de Lira, o PMDB indicou também os senadores Rose de Freitas (ES), Simone Tebet (MS), José Maranhão (PB) e Waldemir Moka (MS) como membros titulares da comissão do impeachment.

Os suplentes do PMDB serão Hélio José (DF), Marta Suplicy (SP), Garibaldi Alves Filho (RN), João Alberto Souza (MA) e Dário Berger (SC). A instalação e eleição do presidente e relator da comissão será na segunda-feira às 16h.

Confira os demais indicados:

Bloco Parlamentar Democracia Progressista (PP e PSD): Ana Amélia (PP), José Medeiros (PSD) e Gladson Cameli (PP)
Bloco Parlamentar da Oposição (PSDB, DEM e PV): Aloysio Nunes (PSDB-SP), Antônio Anastasia (PSDB-MG), Cássio Cunha Lima (PSDB-PB) e Ronaldo Caiado (DEM-GO)
Bloco Parlamentar Socialismo e Democracia (PSB, PPS, PCdoB e Rede): Fernando Bezerra Coelho (PSB-PE) e Romário (PSB-RJ)
Bloco Moderador (PTB, PR, PSC, PRB e PTC): Wellington Fagundes (PR-MT) e Zezé Perrella (PTB-MG)

Jean "ex-BBB" Wyllys é levado ao conselho de ética por cuspir em Bolsonaro

O deputado federal Alberto Fraga (DEM-DF) apresentou representação junto à Mesa Diretora da Câmara dos Deputados contra Jean Wyllys (PSOL-RJ) por quebra de decoro parlamentar.

Wyllys cuspiu no deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ) no plenário durante a votação do impeachment da presidente Dilma Rousseff. O jato acabou atingindo também os deputados Luiz Sérgio (PT-RJ) e Luiz Carlos Heinze (PP-RS), que estavam próximos.

“O plenário é um lugar para se debater ideias e as diferenças precisam ser respeitadas. A atitude premeditada de Jean Wyllys além de covarde e injuriosa, atentou contra o Código Ética da Câmara. Não podemos aceitar”, disse Fraga.

- Wyllys é jornalista com mestrado Linguística e tornou-se conhecido após ganhar a edição de 2005 do reality show Big Brother Brasil. Abertamente homossexual, Wyllys é um dos mais atuantes parlamentares na defesa dos direitos LGBT.

Insatisfação da indústria com situação financeira é recorde, diz CNI

A insatisfação dos empresários brasileiros com a situação financeira e com as margens de lucro é recorde, de acordo com a Sondagem Industrial, divulgada hoje pela Confederação Nacional da Indústria (CNI).

Enquanto o índice de satisfação financeira ficou em 37,9 pontos, o de satisfação com a margem de lucro acusou 32,7 pontos nos primeiros três meses de 2016. Os indicadores variam de zero a 100. Valores abaixo de 50 pontos sinalizam insatisfação com a situação financeira e com a margem de lucro.

O acesso ao crédito também está mais difícil. O indicador assinalou 29,1 pontos no primeiro trimestre, o menor desde o início da série histórica, iniciada em 2007. Quanto mais abaixo de 50 pontos, maior é a dificuldade de as empresas acessarem o crédito.

Embora a elevada carga tributária, com 45,1% das manifestações, e a demanda interna insuficiente, assinalada por 42,4% dos empresários, continuem no topo da lista, as taxas de juros elevadas e a inadimplência dos clientes cresceram de importância entre os obstáculos encarados pelas indústrias.

Renan: "Cunha só atrapalha ao tentar interferir no ritmo do impeachment"

O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), fez na manhã desta quarta-feira um duro ataque ao presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), ao tentar apressar a votação pelos senadores do impeachment da presidente Dilma.

Na segunda-feira, um dia após os deputados aprovarem o pedido contra a presidente, Cunha foi categórico ao dizer que a Câmara não votará nada relevante até que o impeachment seja apreciado pelos senadores.

"Quanto mais o presidente da Câmara tentar interferir no ritmo do andamento do processo no Senado sinceramente ele só vai atrapalhar", disse Renan. "A paralisação da Câmara não ajuda o Brasil, esse 'locaute' não ajuda o Brasil, ele só atrapalha ainda mais a situação que já é muito ruim", frisou ele, na chegada a seu gabinete.

Viagens internacionais no 1º trimestre têm recuo de 69%

O chefe do Departamento Econômico do Banco Central, Tulio Maciel, afirmou nesta quarta-feira, que o segmento de serviços tem contribuído de forma significativa para a redução do déficit em transações correntes, com destaque para viagens internacionais, que têm mostrado recuo expressivo neste ano. Maciel observou que no trimestre, viagens internacionais mostram recuo de 69% frente a igual período do ano passado. Essa queda, segundo ele, se explica principalmente pelo dólar mais forte frente o real.

Pelos dados do BC, observou Maciel, os gastos de brasileiros no exterior estão cerca de 40% a 50% menores este ano frente a períodos anteriores.

No mês passado, a diferença entre o que os brasileiros gastaram lá fora e o que os estrangeiros desembolsaram no Brasil deixou um saldo negativo de US$ 694 milhões. O resultado é menor do que o saldo negativo de US$ 955 milhões visto em igual mês do ano passado. No entanto, é maior do que o déficit de US$ 242 milhões registrado em fevereiro.

Artigo, Glauco Fonseca - Dilma, a "honesta" - Passando o trote de Pasadena

A Petrobras adquiriu uma refinaria de petróleo em Pasadena, Texas (EUA), em 2006, num negócio que, 10 anos depois, ainda é altamente nebuloso e que mantém suspeitas de superfaturamento e evasão de divisas na negociação. Na época, quem presidia o Conselho de Administração da estatal, que deu aval à operação, era a atual presidente da República, Dilma Rousseff. A Petrobras pagou US$ 360 milhões por 50% da refinaria (US$ 190 milhões pelos papéis e US$ 170 milhões pelo petróleo que estava em Pasadena). O valor é muito superior ao pago um ano antes pela belga Astra Oil pela refinaria inteira: US$ 42,5 milhões.

(...)

O fato veio à tona nas conversas gravadas entre o líder do governo no Senado, Delcídio do Amaral, o advogado Edson Ribeiro, que defendia Cerveró, e o filho do ex-diretor, Bernardo Cerveró. No diálogo, o senador revela que teve acesso ao documento sigiloso da delação do executivo por meio do banqueiro André Esteves, CEO do banco BTG Pactual e questiona sobre as citações à presidente manuscritas na minuta do acordo de delação.

Há, portanto, diversas referências de que Dilma “sabia de tudo” e que ela “estava acompanhando tudo de perto”.


É honesta e honrada essa Dilma...

CLIQUE AQUI para ler tudo.

Após sugestão popular, proibição do limite para internet pode virar lei

Bastaram seis dias para que a ideia de pôr fim ao limite ou corte de velocidade à internet residencial alcançasse o apoio de mais de 20 mil pessoas. Por meio do Portal e-Cidadania, do Senado, a população reuniu as assinaturas onlines necessárias para transformar a ideia em uma Sugestão Legislativa que vai tramitar no Senado.

A Sugestão Legislativa é uma contribuição popular. Ela precisa ser avaliada em comissões do Senado para, depois, se tornar um projeto de lei. A Sugestão Legislativa que proíbe o corte de acesso à internet será examinada pela Comissão de Direitos Humanos.


O assunto da limitação da internet banda larga gerou grande mobilização nas redes sociais após algumas operadoras anunciarem que passarão, a partir de 2017, a cortar o acesso dos usuários que atingirem o limite de sua franquia de dados e oferecerão pacotes com franquias diferenciadas. O serviço seria semelhante ao que já é oferecido pela internet móvel, usado em aparelhos de celular, por exemplo.

STF esfria Lula, que continua sem ser ministro.Governo perdeu seu último peão e entrou em xeque mate.

O Supremo Tribunal Federal adiou nesta quarta-feira, sem fixar nova data, a decisão sobre o bloqueio que impede o ex-presidente Lula de assumir o cargo de ministro-chefe da Casa Civil no governo Dilma.

"Por maioria, a corte deliberou no sentido de adiar o julgamento" e avaliar todos os recursos recebidos sobre o mesmo caso em uma única sessão, disse o presidente do STF, Ricardo Lewandowski.O ex-presidente (2003-2010) foi nomeado ministro em 16 de março pela presidente Dilma Rousseff, sua afilhada política, mas a posse foi bloqueada pelo juiz Gilmar Mendes, que considerou sua nomeação um subterfúgio para protegê-lo da justiça comum.

Lula é investigado por supostamente ter se beneficiado do esquema de corrupção na Petrobras, investigado pelo juiz Sérgio Moro.

STF adia julgamento sobre nomeação de Lula como ministro.

O STF decidiu adiar o julgamento sobre se o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva poderá tomar posse como ministro da Casa Civil do governo Dilma Rousseff. Ele continua fora do ministério.

Artigo, Ruy Gessinger, Zero Hora - Recall político ou referendo revocatório?

Quatro anos é muito tempo. Que dirá 12 anos como o caso de um prefeito que só vai como um caminhão atolado, puxado a trator. Crime, crime, não chega a cometer, mas é um desastre sua administração.

Daí porque se alguém observa que se enganou ao eleger um inapto, ou malfeitor, é injustiça ter que esperar que termine seu mandato, daninhando e desviando verbas.


Pronto: algumas nações estabeleceram o recall político. O gestor não precisa de ser acusado de roubalheira, basta que incorra nas hipóteses previstas em lei e um mínimo de eleitores se insurja.

CLIQUE AQUI para ler tudo.

Gestores públicos, legisladores e investidores gaúchos podem saber tudo sobre concessões e PPPs

O editor chama muito a atenção para este evento que ocorrerá em SP. Vale para governos estadual e municipais, como também para legisladores e investidores do RS. O evento sairá na semana que vem. Há pouco tempo para se inscrever.

A expansão da infraestrutura por intermédio da indústria da construção civil representa uma das saídas para a crise e a retomada do crescimento. 

Atualmente, a lacuna de investimentos em infraestrutura no Brasil é de US$ 500 bilhões. Para que essa aplicação seja da ordem de 5,5% do PIB são necessários outros US$ 110 bilhões ao ano. Neste sentido, as concessões e as Parcerias Público-Privadas (PPP) são as ferramentas necessárias para a atração de capital e a execução de projetos.

Para discutir o assunto, o SindusCon-SP realizará no dia 26 de abril a Fase II do Seminário Concessões e PPPs (Parcerias Público-Privadas) – Ampliação das Oportunidades de Negócios, evento promovido nacionalmente pela Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC) e pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai).

“Hoje PPPs e Concessões são a única forma de conseguirmos sanar os problemas de infraestrutura do País e ao mesmo tempo manter os nossos negócios. O evento vai passar muitas informações para as empresas começarem a se desenvolver neste sentido”, disse o vice-presidente de Obras Públicas do SindusCon-SP, Luiz Antônio Messias.

Na ocasião, será possível conhecer e debater as oportunidades para esses investimentos nas esferas federal, estadual e municipal.

CLIQUE AQUI para conhecer todo o temário e mais informações. 

Governo Dilma desmancha-se a olhos vistos

O governo Dilma Roussef desmancha-se diante do olhar perplexo de toda a população brasileira. Trata-se de um fiasco sem precedentes.

CLIQUE AQUI para examinar "É preciso correr com o impeachment ?", Veja de hoje.

Ministro de Minas e Energia, PMDB, pede para sair do governo Dilma

O ministro das Minas e Energia, Eduardo Braga pediu demissão do ministério de Minas e Energia. Ele já tinha feito isto antes da votação de domingo, mas Dilma segurou o ato.

É aguardada para qualquer momento a demissão do ministro da Saúde, Marcelo Castro.

Os dois ministros são do PMDB.

Dilma nomeia dois novos desembargadores para a Justiça Federal no RS (TRF4)

Foram publicados hoje, no Diário Oficial da União (DOU), os decretos de nomeação dos juízes federais Roger Raupp Rios e Salise Monteiro Sanchotene para o cargo de desembargador do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4). Os decretos foram assinados ontem pela presidente da República, Dilma Rousseff.

- Rios, que atualmente é juiz auxiliar da Corregedoria Regional da JF da 4ª Região, é titular da 4ª Vara Federal da capital gaúcha. Ele foi promovido por merecimento e ocupará a vaga do desembargador federal Luiz Carlos de Castro Lugon, que se aposentou. 

- Juíza titular da 11ª Vara Federal de Porto Alegre e convocada para atuar em função de auxílio no TRF4, Salise foi escolhida pelo critério de antiguidade e assumirá a vaga decorrente da aposentadoria do desembargador federal Tadaaqui Hirose.

Eles estão chegando

Como eles estão chegando, nada mais justo que comecem a receber homenagens de quem de direito.

É o que registra a foto ao lado.

Ela apresenta o filósofo e professor da Ufrgs, Dênis Rosenfield, recebendo a medalha da Ordem do Mérido Militar, ontem, em Brasília.

Dênis vem assessorando há algum tempo o vice-presidente Michel Temer e tem sido visto com ele em vários lugares e reuniões.

No papel de conselheiro e provável futuro ministro, o gaúcho começa a ser paparicado em Brasília.

CEEE usa espaço inédito de Zero Hora para revelar que tomou prejuízo de R$ 429 milhões no ano passado

A CEEE salvou o faturamento deste mês do jornal Zero Hora, já que publicou seu balanço anual apenas nele, em espaço equivalente a 70 páginas do tamanho tablóide, o tamanho padrão do diário, tudo com dinheiro da esgualepada estatal estadual gaúcha.

O balanço de dimensões oceânicas revela também um prejuízo de dimensões oceânicas, R$ 429 milhões.

Se repetir o prejuízo no ano que vem, o empobrecido Tesouro do Estado terá que desembolsar pelo menos R$ 100 milhões para capitalizar a CEEE.

Caso Sartori não faça isto, a CEEE irá para o espaço.

Uma alternativa que poderá sair barata para os contribuintes e consumidores gaúchos.

Opinião do editor - A família derrotou com humilhação os psolentos, petistas e comunistas neste domingo

Os analistas, jornalistas, políticos e até gente bem intencionada como o ex-ministro Joaquim Barbosa, fizeram leitura reducionista e boba sobre o modo recorrente como a maioria dos deputados incluiu a família como influências decisivas para os votos que deram.
As citações de filhos, netos, pais, mostra que a ampla mobilização de opinião pública desde 2013 penetrou nas famílias, mas demonstra sobretudo que os valores familiares são preponderantes na Câmara dos Deputados, bem ao contrário do que defendem arrivistas canalhas como o deputado hermafrodita Jean Willys, para os quais a família tradicional é um lixo, como também são lixos os valores sociais protegidos pelas leis e pela Constituição. É assim que também pensam os renegados sociais que foram à tribuna para saudar líderes políticos que durante toda a vida defenderam a implantação de ditadura feroz e comunista no Brasil, como foram os casos de Carlos Marighela e Carlos Lamarca. Essa gente está toda alojada no PT, PCdoB e PSOL. 
Os psolentos, petistas e comunistas foram derrotados com humilhação neste domingo. 
Citar os familiares, não foi por emoção ingênua, mas porque os familiares exigiam que votassem de uma maneira e o deputado provou à família que estava votando como tinha prometido.

Advogados Públicos Federais criticam uso da AGU na defesa de Dilma

A nota a seguir é assinada por 5 entidades ligadas à Advocacia Pública Federal, protestando contra o desempenho do ministro da AGU, José Eduardo Cardozo, na defesa da presidente Dilma Roussef.

Diz a nota:

As entidades representativas da Advocacia Pública Federal vêm, através da presente Nota, externar sua total discordância com a utilização da estrutura da Advocacia-Geral da União para fins político-partidários, ou qualquer outra finalidade que não esteja adstrita à missão institucional conferida à AGU pela Constituição Federal de 1988.
É certo que cabe à Advocacia-Geral da União, por força do art. 131 da Constituição Federal, representar judicial e extrajudicialmente os Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário e que tais Poderes agem por meio de seus agentes regularmente investidos em sua função pública. Justamente por esta razão é que a defesa levada a efeito pela Advocacia-Geral da União tem sempre por objeto o ato praticado pelo agente, e não a pessoa do agente.
É exatamente neste sentido que preceitua a legislação de regência da matéria. Inicialmente, cabe destacar que o art. 22 da Lei nº 9.028/95 prevê apenas e tão somente a representação judicial de agentes públicos “quanto a atos praticados no exercício de suas atribuições constitucionais, legais ou regulamentares, no interesse público”.

CLIQUE AQUI para ler tudo. 

Ana Amélia integrará a Comissão Especial do Impeachment. Ela poderá sair relatora na segunda-feira.

A senadora Ana Amélia será indicada pelo PP para a Comissão Especial do Impeachment, o que abre caminho para que a maioria dos senadores façam sua indicação para relatora.

Existe resistência feroz ao nome dela para a função, já que PT, PCdoB, PDT e PSOL sabem que a senadora será intransigente no exame dos crimes de Dilma.

O bloco PP-PSD tem direito a três vagas:

PP
Ana Amélia e Gladson Cameli, Acre.

PSD
José Medeiros, Mato Grosso.

CLIQUE AQUI para conhecer os nomes dos senadores que foram indicados até as 13h21min desta sexta-feira. 

Alckmin boicota ida do PSDB para o governo Temer. Partido decidirá tudo na terça-feira.

O governador de SP, o tucano Geraldo Alckmin, foi ontem a noite para a TV, numa entrevista claramente encomendada, para dizer que é contra a participação do PSDB no governo Temer.

Alckmin teme que José Serra vá para o ministério da Fazenda, debele a crise econômica e com isto torne-se candidato imbatível. Pior: Alcimin teme que Serra vá para o PMDB.

É um raciocínio perfeito, mas a recusa à colaboração é impatriótica e inaceitável.

O PSDB terá reunião na terça para decidir.

Desemprego em alta cada vez maior no governo Dilma, já mandou 10,4 milhões de trabalhadores para casa

O IBGE confirmou hoje que o desemprego já é de 10,3% no Brasil.

O número de desempregados chegou a 10,4 milhões de pessoas, em média, o que representou alta de 13,8%, ou 1,3 milhão de pessoas, em relação ao período de setembro a novembro de 2015. No confronto com igual trimestre de 2015, o resultado subiu 40,1% (mais 3 milhões de pessoas).

A taxa de desemprego aumentou para 10,2% no trimestre encerrado em fevereiro de 2016, de acordo com a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad Contínua), divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Em igual período de 2015, o desemprego atingia 7,4% da População Economicamente Ativa (PEA) do país. 

O viés é de piora, porque a recessão aprofunda-se diante dos impasses para a resolução das crises política, econômica e social.

CLIQUE AQUI para examinar análise dos economistas do Bradesco.

STF decidirá esta tarde se o chefe da quadrilha poderá assumir a Casa Civil de Dilma Roussef

O blog O Antagonista informa esta manhã que o STF poderá confirmar hoje a impugnação da nomeação de Lula para a Casa Civil. Se fizer isto, acabou de vez o governo Dilma.

O Procurador Geral da República, em parecer ao STF, apoiou a liminar do ministro Gilmar Mendes, que suspendeu a posse do ex-presidente. 

"É um bando de covardes", disse Lula num dos grampos. Noutro grampo, ele foi apanhado em conversa com Dilma, tentando obstruir a ação da Justiça Federal. 

Os ministros do STF e o próprio Janot foram atacados de modo criminoso por Lula, segundo delação premiada do senador Delcídio Amaral e os grampos da Lava Jato. Delcídio disse que recebeu ordem de Lula e de Dilma para obstruir as investigações e os julgamentos, inclusive mediante pagamento em dinheiro para calar Nestor Cerveró. 

Nos grampos de Lula e do líder do governo Delcídio Amaral, estes ministros do STF foram citados de uma forma ou de outra, sempre como possíveis aliados da organização lulopetista e capazes de concederem favores:
Ricardo Lewandowski
Teori Zavascki
Dias Toffoli
Rosa Weber
Luiz Fachin

A prova mais contundente de que a nomeação de Lula para a Casa Civil visa obstruir os trabalhos da Justiça estão neste grampo da Lava Jato, no dia da nomeação:

Dilma: Alô
- Lula: Alô
- Dilma: Lula, deixa eu te falar uma coisa.
- Lula: Fala, querida. Ahn
- Dilma: Seguinte, eu tô mandando o 'Bessias' junto com o papel pra gente ter ele, e só usa em caso de necessidade, que é o termo de posse, tá?!
- Lula:  Uhum. Tá bom, tá bom.
- Dilma: Só isso, você espera aí que ele tá indo aí.
- Lula: Tá bom, eu tô aqui, fico aguardando.
- Dilma: Tá?!
- Lula: Tá bom.
- Dilma: Tchau.

- Lula: Tchau, querida.

Deputado do DEM pede a imediata cassação do psólico cuspador Jean Willys

O deputado João Alberto Fraga Silva, DEM, protocolou ontem a noite pedido de abertura de processo disciplinar contra o deputado Jean Willys, PSOl, pedindo que seu mandato seja cassado.

O editor recebeu todo o documento ontem a noite, leu com atenção e disponibiliza o material no link a seguir.

Jean Willys insultou todos os deputados ao votar em favor de Dilma no domingo a noite, esbravejando ao microfone:

- Tomem essa, canalhas.

Logo em seguida, avisou ao deputado Chico Alencar, seu companheiro de Partido, que cuspiria na cara do deputado Jair Bolsonasro.

Jean Willys cumpriu o que prometeu ao seu líder e cuspiu em direção a Bolsonaro, não o atingiu e acabou acertando o rosto do deputado Luiz Carlos Heinze, PP do RS. Heinze foi aconselhado a medicar-se, já que poderia ter sido contaminado.

CLIQUE AQUI para examinar o longo pedido feito pelo deputado, inclusive provas e repercussão na mídia.

Saiba como o PT utiliza os blogs vendidos ao governo Dilma

No link a seguir, o leitor poderá examinar vídeo no qual o presidente do PT, Rui Falcão, explica de que modo o PT usa os blogs chapas brancas, mantidos com dinheiro dos cofres públicos.

CLIQUE AQUI para ver e ouvir.

Caixa Federal vende por apenas R$ 493 milhões o seu total de R$ 13 bilhões de créditos podres

Só em 2015, banco vendeu por R$ 493 milhões créditos de R$ 13 bilhões considerados de difícil recuperação; para analistas, repasse acaba distorcendo os índices de inadimplência.

A informação é do Estadão.

A reportagem completa vai a seguir:

Depois de ser usada pelo governo como locomotiva de crédito para impulsionar a economia nos últimos anos, a Caixa Econômica Federal recorreu à venda recorde de R$ 23 bilhões em “créditos podres” – débitos considerados de difícil recuperação – desde 2014 para limpar o balanço da instituição.

No ano passado, o banco estatal vendeu R$ 13,1 bilhões a empresas especializadas na recuperação de dívidas, quase o triplo da soma das operações do mesmo tipo feitas pelos três principais concorrentes – Banco do Brasil vendeu R$ 3 bilhões, Itaú Unibanco, R$ 2,2 bilhões, e Bradesco não efetuou esse tipo de negócio. Pelas transações feitas no ano passado, a Caixa recebeu apenas R$ 439,3 milhões.

O Estado apurou que neste ano, em fevereiro, o banco colocou à venda mais R$ 1,5 bilhão da carteira de empréstimos inadimplentes de micro e pequenas empresas. Em 2014, a Caixa já tinha desovado R$ 8,3 bilhões em créditos em atraso que estava carregando no balanço, ou mesmo já baixados para prejuízo. Por essa venda, recebeu R$ 1,6 bilhão.

Câmara ameaça não votar mais nada, nem mudança da meta fiscal para este ano

O deputado Eduardo Cunha, disse ontem à tardinha que a Câmara não votará mais nada enquanto o Senado não votar o impeachment de Dilma Roussef.

Foi tudo na TV.

Trata-se de uma pressão invencível sobre o Senado.

O problema mais urgente é a mudança da meta fiscal deste ano antes do dia 22 de maio. Caso isso não aconteça, Dilma ou Temer será obrigado a assinar um decreto de contingenciamento das despesas, paralisando virtualmente a administração pública federal. 

"Vamos matar vocês, um a um", ameaça agressor petista aos membros da Banda Loka Liberal

"Vamos matar vocês, um a um", foi a ameaça que a Banda Loka Liberal recebeu  nesta segunda-feira à noite, logo depois de desembarcar de Brasília em Porto Alegre.

Naquele momento, 22h45min, desembarcou no Salgado Filho a maior parte dos integrantes da banda, mas também um grupo de quatro passageiros ligados ao gabinete da deputada Maria do Rosário PT. Um deles, segundo informações prestadas esta manhã ao editor, desferiu a ameaça para o músico que esperava pelos colegas, já que ele não tinha viajado a Brasília. A vítima usava camisa verde amarela e a inscrição "Fora Dilma !".

O pessoal da Banda Loka foi imediatamente à Delegacia de Polícia para o Turista, no próprio aeroporto, e ali registrou o BO 1048/16. A polícia foi imediatamente atrás do agressor, identificou-o dentro de um Ford Ka e agora ele terá que responder a inquérito e será processado civil e criminalmente.

STF decidirá dia 27 a questão da dívida dos Estados com a União

Será no dia 27 a sessão do STF que julgará as ações movidas pelos governos estaduais para revisar os termos das dívidas que têm com a União.

Ontem, junto com outros governadores, Sartori esteve com o ministro Edson Fachin e com o ministro da Fazenda, Nelson Barbosa, mas não houve acordo. Sartori falou e disse:

- Tomamos R$ 9 bilhões, pagamos R$ 25 bilhões e ainda devemos R$ 52 bilhões. 

Temer assumirá o governo nesta quinta-feira

Quem assumirá o cargo será o vice-presidente Michel Temer, a quem Dilma tem acusado de “traidor”, “golpista” e “conspirador”. Neste caso, a "golpeada" entregaria a proteção do seu cargo ao "golpista", sem receio de viajar e voltar em segurança. 


Nesta terça-feira, 19, a presidente Dilma Rousseff definiu com auxiliares a viagem a Nova York para participar da Cerimônia de Assinatura do Acordo de Paris sobre Mudança do Clima, na Organização das Nações Unidas (ONU), que ocorrerá na próxima sexta-feira, 22. Segundo interlocutores, a presidente pretende usar a tribuna internacional para denunciar o que chama de "golpe", com relação ao processo de impeachment em curso no Senado.

Na semana passada, a viagem dependia da não aprovação do processo de impeachment na Câmara no último domingo, 17. Com a derrota, a viagem foi suspensa, mas agora, com a estratégia de uma superexposição de Dilma para denunciar o que ela chama de "golpe", a presidente voltou a discutir o assunto com seus auxiliares, sem ainda uma decisão definitiva.

O chamado "escalão avançado" com seguranças e diplomatas, que prepara a visita da chefe de Estado, deve chegar a Nova York nesta quarta-feira, 20. A ida do séquito de Dilma, no entanto, não significa que a viagem está definida. A ideia é que a presidente embarque nesta quinta-feira, 21,  e volte no sábado, 23.

Senadores golpistas tentam antecipar eleições e salvar Dilma

Desesperados diante da iminência da queda da presidente Dilma Roussef e da posse do vice-presidente Michel Temer, um grupo de seis senadores protocolou ontem a noite uma PEC para promover eleições antecipadas para outubro.

A idéia do grupo de golpistas é salvar Dilma, porque o processo de impeachment seria suspenso. 

Os senadores que protocolaram o pedido, que teve a assinatura inicial de 29, sãoWalter Pinheiro (sem partido, ex-PT, BA), Randolfe Rodrigues (Rede, ex-PSOL-AP), Lídice da Mata (PSB-BA), Cristovam Buarque (PPS-DF), João Capiberibe (PSB-PB) e Paulo Paim (PT-RS). 

O único do grupo que votará pelo impeachment é Cristovam Buarque. 

Calor será bem menor nesta quarta-feira no RS

O forte calor que marcou os últimos três dias - domingo, segunda e terça-feira -  em todo o Rio Grande do Sul, não se repetirá nesta quarta. No Oeste e Sul do Estado haverá um aumento de nebulosidade e por consequência, a chuva deve aparecer em parte do dia. Nas demais regiões predomina o tempo seco. 

As temperaturas serão menores, mas a sensação de abafamento permanecerá. 

Em Porto Alegre, a temperatura máxima deve ficar na casa dos 31ºC.