Crise na economia atinge a Randon. Grupo força folgas para não demitir antes das eleições.

A flexibilização da jornada de trabalho da Randon, aprovada pelos trabalhadores em votação realizada segunda-feira, já iniciará nesta sexta-feira, dia 1º. Pela medida, os funcionários não trabalharão em quatro dias por mês em agosto, setembro e outubro, totalizando até 12 folgas. Metade desses dias não-trabalhados será descontada dos salários e a outra paga pela empresa.

. A notícia é do site www.zerohora.com.br desta noite, mas o editor já tinha passado informações sobre a crise que atinge o setor metal-mecânico de Caxias do Sul, com ênfase para Randon e Marcopolo. Leia a notícia do site do jornal da RBS:

. A votação englobou todas as empresas do grupo, com exceção da Fras-le e da Randon Veículos, o que abrangeu cerca de oito mil trabalhadores — um pouco mais do previsto inicialmente, que era sete mil., A estratégia da gigante caxiense busca adequar a produção ao momento de instabilidade econômica que afetou diretamente a área de transporte de cargas e a aquisição de caminhões — e, por consequência, o fornecimento de reboques e semirreboques, além da cadeia de autopeças dedicada ao setor.

— Esse período de baixa na Randon, que está ocorrendo em todo o mercado do setor, vem desde o segundo trimestre. Já adotamos feriadões prolongados, férias coletivas e agora lançamos mão dessa estratégia prevista em convenção com o objetivo de manter os postos de trabalho — explicou a diretoria da Randon. 

Santander atendeu a pressão de Dilma, Lula, CUT e PT, demitindo um dos seus trabalhadores.

O governo Dilma Roussef e o PT finalmente conseguiram o que queriam, que era a demissão do trabalhador do Banco Santander que baseado em análises econômicas constatou o que todo mundo já sabe e recomendou cuidado com o dinheiro de cada correntista no caso da reeleição da presidente, porque ela se mostra incapaz de mudar a rota desastrosa atual:

. "A pessoa foi demitida porque fez uma coisa errada", justificou o presidente mundial do banco espanhol; no Rio de Janeiro para encontro educacional promovido pela instituição. Emílio Botín se referiu ao relatório a clientes de alta renda com a recomendação de ter cuidado com o crescimento da presidente Dilma Rousseff nas pesquisas, porque isso significaria piora na situação econômica.

.  Iinadmissível", classificou a presidente. O banqueiro foi criticado pessoalmente pelo ex-presidente Lula, que o chamou de 'querido'.  "Para ele (Lula), só tenho elogios", disse Botín, confirmando a demissão do analista identificado como responsável pelo texto.

. O governo Dilma Roussef e o PT, aplacados, podem agora passar novamente o chapéu diante do banqueiro, que na eleição anterior entregou R$ 1 milhão para a campanha presidencial petista.

Artigo, Claudio Lottenberg, Folha - Antissionismo é antissemitismo

Por trás da histeria contra Israel e a favor dos terroristas do Hamas está a defesa do nazi-fascismo do holocausto.



Após o Holocausto, o antigo antissemitismo foi substituído pelo antissionismo. A máscara é nova, mas a alma horrenda é velha conhecida O debate sobre o Oriente Médio parece atualmente querer regredir ao pré-1947, quando a ONU decidiu dividir a Palestina em dois países, um árabe e um judeu. Aqui e ali, volta-se a negar o direito à autodeterminação nacional do povo judeu em sua terra ancestral.

. A tentativa de demonização do sionismo é apenas isto: a negação do direito de um povo à autodeterminação. Nenhum outro movimento nacional sofreu ou sofre essa campanha contrária avassaladora.

. É moda dizer que o sionismo e Israel são entidades coloniais. Nem como piada serve. Os falsificadores da história precisariam explicar por que a URSS votou na ONU em 1947 a favor de um "empreendimento colonial". Votação em que o maior colonizador da época, o Reino Unido, absteve-se. Aliás, a URSS foi o primeiro país a reconhecer Israel.


. Nós mesmos somos cidadãos de um país cuja independência foi apoiada pelo Império Britânico. E daí? E daí nada. É comum que nações em busca da autodeterminação explorem as contradições intercolonialistas e interimperialistas.

CLIQUE AQUI para ler tudo.

Análise - Tarso é o que investe mais e melhor a sua riqueza

Tarso é o investidor mais agressivo, corre mais riscos e por isto ganha muito mais. 



Antes de partir para uma avaliação do patrimônio declarado ao TSE pelos principais candidatos ao governo do estado, é preciso prestar alguns avisos: as informações limitam bastante o entendimento, pois em muitos casos os investimentos não são detalhados. Além disso, os lançamentos em imóveis geralmente apresentam valores defasados, já que as declarações se referem ao preço pago pelo imóvel e não necessariamente ao seu valor de mercado.

. Mesmo assim é possível ter uma ideia do perfil do patrimônio dos candidatos, bastante conservador. 

. O que chama a atenção é a concentração desse patrimônio em imóveis, que no caso do candidato Sartori chega a 85% do patrimônio. O maior problema em concentrar um percentual tão alto do patrimônio em imóveis é a falta de liquidez desse tipo de ativo. 

. Para os investimentos financeiros, é visível uma grande concentração em renda fixa, especialmente CDB, onde a candidata Ana Amélia tem alocado 19% do seu patrimônio e o candidato Sartori 14%.

. Alguns aspectos chamam a atenção, a candidata Ana Amélia tinha um valor expressivo (mais de R$ 100 mil) na sua conta corrente, algo não usual, pois não gera rendimentos, salvo a necessidade de fazer frente a alguma despesa ou aquisição numa data próxima. O candidato Tarso possui quase R$ 1 milhão em fundos de investimentos, o maior percentual em fundos de renda fixa mais refinados, que concentram empréstimos em títulos um pouco mais arriscados dentro desse universo e com isso conta com  rentabilidades superiores ao CDI. Com esses investimentos Tarso apresenta um patrimônio melhor alocado que os seus concorrentes. Inclusive o candidato possui quase R$ 200.000,00 num hedge fund do UBS, de longe a aplicação mais agressiva entres as carteiras avaliadas. Também chama a atenção a falta de alocação em ações dos candidatos, apesar do candidato Tarso ter alocado por volta de R$ 30 mil num fundo de ações, um percentual pequeno em relação a todo o seu patrimônio.


. Enfim, nessa pequena amostra de três principais candidatos podemos visualizar alguns erros comuns que o brasileiro comete na hora de investir: conservadorismo excessivo, concentração demasiada em imóveis ou ativos ilíquidos, falta de diversificação em renda variável, dinheiro alocado em conta corrente ou poupança.

- Leandro Rushel, consultor de investimentos.
Análise solicitada hoje pelo editor, feita com base nas declarações de bens dos candidatos junto ao TSE e notícias de jornais. 

Aneel aplica novo calote nas distribuidoras de energia

A Aneel adiou mais uma vez o pagamento do governo às distribuidoras de energia, segundo informou esta tarde em sua página o jornalista de Veja, lauro Jardim (www.veja.com.br). Leia tudo:

. O prazo vencia na quinta-feira. A agência jogou-o para o dia 28 de agosto. A justificativa oficial é que o atraso ocorre devido “à complexidade da operação de empréstimo”. Não explicou que complexidade é essa, no entanto.

. Na prática, é mais um calote temporário nas distribuidoras. E, como consequência, afeta a credibilidade do governo.

. O empréstimo não pago refere-se à liquidação dos gastos com a compra de energia feitos em maio. Teriam que ser quitados nos dias 10 e 11 de julho. Não foram. Adiou-se para o dia 31. Agora, empurra-se novamente com a barriga por falta de caixa.

CLIQUE AQUI para ler, também, análise corrosiva da agência de risco Moody's sobre a Petrobrás, alertando para os riscos políticos que ameaçam a própria existência da petroleira. O governo e o PT, como seus satélites nos sindicatos, ONGs e mídia, ainda não denunciaram a Moody's ao TSE e nem procuraram censurar o estudo. 


Vá esta noite com seus amigos e colegas.
Leve a namorada ou a mulher.
O melhor do gênero, segundo Veja.
Cardápio, carta de chope e cervejas artesanais, endereços
www.biermarkt.com.br

Skaf repele súplicas do PT, esnoba Dilma e faz ironia pela TV

Em mensagem postada no Facebook, Paulo Skaf, candidato do PMDB ao governo de São Paulo, é questionado pelo celular: "Skaf, e esse papo de apoiar o PT?"; e responde: "Sabe de nada, inocente", em referência a campanha estrelada pelo artista Compadre Washington, do "É o Tchan"; ele se diz adversário do PT e do PSDB: "Meu compromisso é com São Paulo".

. Depois que viu o video, o vice de Dilma, Michel Temer, telefonou para Skaf e avisou que o PMDB de SP será todo mobilizado para apoiar a presidente. Skaf não recuou.

. Dilma, Lula, todo o comando nacional do PT, imploram pelo apoio de Skaf, deixando de lado seu próprio candidato, o ex-ministro da Saúde, Alexandre Padilha, tratado como rato em guampa. 

. Skaf esnoba todo o PT e não aceita súplica de ninguém.

. Seu Marqueteiro é João Santana, o mesmo que ajudou a eleger Lula duas vezes. 

CLIQUE AQUI para ver o video.

Santander reúne 1.103 reitores de 33 Países no Brasil e anuncia aplicação de 700 milhões de euros para melhorar o ensino superior

Por conta de uma análise e de projeções sobre a economia sob o governo Dilma, cujos resultados repeliu e censurou, o governo federal boicotou a realização da Universia, patrocinadora do III Encontro Internacional de Reitores da Universia, do qual participaram 1.103 reitores de 33 países. O Santander informou esta tarde ao editor que a "Carta Universitária do Rio 2014", divulgada hoje, reúne o compromisso de todas as instituições presentes para melhorar, modernizar e internacionalizar a educação superior. O próximo Encontro Internacional de Reitores será realizado na cidade espanhola de Salamanca, em 2018. Leia o maerial enviado pelo banco ao editor:

Río de Janeiro, 29 de julho de 2014.- Encerra-se, hoje, o III Encontro Internacional de Reitores da Universia 2014, depois de dois dias de intensos debates sobre 10 temas fundamentais para o mundo da Educação Superior na América Ibérica. 1103 universidades, de 33 países, participaram deste acontecimento, que se encerra com um compromisso institucional das Universidades presentes concretizado na Carta Universitária Rio 2014. O presidente da Universia, Emilio Botín, agradeceu o esforço e colaboração de todos os que participaram da preparação, desenvolvimento e conclusões do III Encontro, que classificou como "histórico".

Este acontecimento contou com a participação de 1.103 reitores, mais de 2.000 contribuições de especialistas acadêmicos através de redes sociais, uma grande variedade de temas tratados e palestrantes de diferentes países, mais de 100.000 universitários participantes na geração de conteúdos e um amplo emprego de tecnologia.

Por essas razões, Emilio Botín destacou seis temas surgidos nos debates e que são prioritários para o futuro da Universidade;

CLIQUE AQUI para conhecer os seis temas.

O que ganha Tarso ao chamar seus adversários de "Vieirinha" e "Zé Ivo" ?

"Zé Ivo" para Tarso: "Eu poderia chamá-lo de Fernando, mas não farei isto".

Esta manhã, no Faceboo, o editor escreveu que o governador Tarso Genro usa uma forma um bocado desrespeitosa no tratamento dos adversários, menosprezando-os claramente e tentando ridicularizá-los em todos os debates, o que só pode revelar a síndrome do escorpião de que é possuído, porque a fórmula não é politicamente correta. 

. Os alvos preferidos são Vieira da Cunha, tratado por Tarso, desrespeitosamente, como "Vieirinha", e José Ivo Sartori, que o governador ora chama de "Ivo" e ora de "Zé Ivo". 

. De fato, Vieira e Sartori são tratados assim por parentes, amigos, pessoas das suas relações, companheiros, mas jamais por adversários. 

. No debate da Agert, Sartori ensaiou uma reação ("Eu poderia chamá-lo de Fernando, mas não farei isto") mas preferiu não ir ao fígado de Tarso, o que faria no caso de tratá-lo por "Fernandinho". 

. O menosprezo com que Tarso trata seus adversários, revela sua conhecida arrogância, passando aos eleitores exatamente esta desconsideração pelas pessoas e seu conhecido modo irresponsável e debochado de tocar os negócios públicos do Estado.

. O que pensam disto os marqueteiros de plantão ?

CLIQUE no comentário a seguir para ouvir toda a opinião do editor, sob o título O que ganha Tarso ao chamar seus adversários de "Vieirinha" e "Zé Ivo" ?

TRE vai julgar notícias de inelegibilidade de Olívio e Simone

O Tribunal Regional Eleitoral informou hoje que ainda não examinou as notícias de inelegibilidade apresentadas contra as candidaturas de Olívio Dutra, PT, e Simone Leite, PP.

. A notícia contra Olívio foi revelada na íntegra pelo editor, mas o caso de Simone não é do conhecimento público. 

. O ex-governador não se licenciou a tempo do Conselho de Administração do Banrisul. 

FMI acha que real está sobrevalorizado

O FMI informou hoje que o real está sobrevalorizado. O cálculo é de que o índice oscila entre 5% a 15%. 

Pastor Everaldo, 4% para presidente, falará nesta quarta no Congresso da Famurs

CLIQUE AQUI para examinar esta longa entrevista publicada  no final de semana pelo jornal Zero Hora. Vale a pena.

Os eleitores gaúchos poderão conhecer melhor o candidato do PSC à presidência, o pastor Everaldo, que vem despontando nas pesquisas de intenções de votos com rombudo índice de 4%, pouco menos do que o conhecido socialista Eduardo Campos.

. É que ele confirmou presença no 31o Congresso dos Municípios do RS, agendado para amanhã e quinta-feira em Porto Alegre. O evento é da Famurs.

. Além do pastor, Eduardo Campos e Luciana Genro também confirmaram presença.

. Os candidatos falarão para os prefeitos. Todo o evento será transmitido pelo site www.famurs.org.br

Será nesta quinta a posse dos novos secretários da Fazenda e da Comunicação do prefeito Fortunati

O prefeito José Fortunati empossará nesta quinta, 9h,  Jorge Tonetto na secretaria da Fazenda e Carlos Bastos na secretaria de Comunicação

Saiba por que Dilma Roussef guarda R$ 152 mil em casa, debaixo do colchão.

CLIQUE AQUI para examinar o modo como Dilma se atrapalha ao explicar seus R$ 152 mil no colchão. Ela até passa a impressão de que usa parte do dinheiro para dar mesada para a filha, Paula, procuradora do MPT, como se ela precisasse disto. 

Ao lado, charges sobre as declarações de Dilma já circulam pelas redes sociais. 


O jornalista Reinaldo Azevedo diz hoje no seu blog (www.veja.com.br) que o segundo momento mais patético da sabatina a que se submeteu ontem as presidente Dilma Roussef, foi quando elas avançou para o involuntariamente cínico, ao explicar porque guarda no colchão a quantia enorme de R$ 152 mil. Em 2010, eram R$ 113 mil. Leia tudo:

Os jornalistas tentaram saber por quê. Ela evocou os tempos de clandestinidade, quando ter bens, digamos, carregáveis, poderia ser até uma questão de sobrevivência. Ninguém, obviamente, entendeu nada. Disse ainda que dá dinheiro à sua filha (a filha, Paula, é procuradora do Ministério Público do Trabalho). Huuummm… E se aplicasse a grana no… Santander? Um dos jornalistas lembrou que, investido, esse dinheiro renderia R$ 10 mil num ano. Dilma, então, mandou ver: “O que é (sic) R$ 10 mil?”. Percebeu a mancada e tentou se corrigir: “R$ 10 mil são muito; eu não jogo fora nenhum dinheiro”. Como se nota, joga!

. A memória histórica agora entra quase como piada, mas é óbvia. Dilma, sob o codinome Estella, foi a mentora de um roubo milionário. Em julho de 1969, três carros com 11 guerrilheiros da VAR-Palmares estacionam em frente à casa no bairro carioca de Santa Teresa, onde morava um irmão de Ana Capriglioni, notória amante do ex-governador de São Paulo Adhemar de Barros. Lá, executando uma operação minuciosamente planejada por “Estella”, que não tomou parte na ação, a VAR-Palmares roubou um cofre de chumbo pesando 300 kg, recheado com uma bolada de US$ 2,16 milhões. Pouco tempo depois, a VAR-Palmares se desintegra, por desentendimentos entre “Estella” e Carlos Lamarca. A maior parte do grupo seguiu a agora presidente — na época, Cláudio, seu primeiro marido, partira para Cuba a bordo de um avião sequestrado, e Dilma já se enamorava de Carlos, o gaúcho da VAR-Palmares — com quem veio a se casar e com quem teve Paula, a única filha, hoje procuradora do Trabalho em Porto Alegre — de quem se separou já depois da redemocratização.


. Parte do dinheiro — US$ 1 milhão — teria sido doada aos rebeldes argelinos. O resto teria sido usado para financiar a guerrilha. Seja como for, uma das guardiãs da grana era… Dilma! Virá daí a sua fixação por dinheiro em moeda sonante?

Ministro da Justiça e AGU pressionaram TCU para adiar votação do caso Pasadena

O governo e o PT perderam definitivamente o pudor, porque depois que Lula pressionou o ministro Gilmar Mendes para absolver os mensaleiros, agora o próprio ministro da Justiça e o advogado da AGU, pressionaram o TCU para adiar a votação do caso Pasadena. 

. A ‘Folha de S. Paulo’ desta terça-feira acusa o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, de pressionar o TCU (Tribunal de Contas da União) para adiar a votação do processo que apurava prejuízo na compra da Refinaria de Pasadena, pela Petrobras, um dia antes do órgão analisar o caso no plenário. Cardozo teria acompanhado, sem aviso prévio, o advogado-geral da União, Luiz Inácio Adams, que tinha audiência agendada com o presidente do órgão, ministro Augusto Nardes.

. Questionado pelo jornal, o Cardozo informou, por meio de sua assessoria, que cabe a ele "acompanhar regularmente todos os casos que dizem respeito a atividades ordinárias da pasta --o que justifica a atuação junto aos órgãos do Poder Legislativo e do Poder Judiciário por meio do titular da Pasta, secretários e diretores".

Andrade Gutierrez assume negócio da Iesa e salva o Pólo Naval do Jacuí

A empreiteira Andrade Gutierrez concluiu as negociações para adquirir participação no estaleiro da Iesa Óleo e Gás em Charqueadas (RS), que tem contrato para fornecer módulos de compressão de gás para plataformas tipo FPSO (unidades flutuantes de produção, armazenamento e descarga) da Petrobras, mas está com o cronograma atrasado devido a problemas financeiros.

. A Iesa está com suas atividades praticamente paralisadas e ameaçava afundar o Pólo Naval de Jacuí, menina dos olhos do governo Tarso Genro.

. O governo entrou em ação junto à Petrobrás, Graça Foster veio ao RS há duas semanas, e todos fizeram pressão sobre a empreiteira para salvar o Pólo. A Iesa queria prosseguir no comando, recebendo apenas dinheiro da AG, mas foi obrigada a ceder. 

. A empresa não deu detalhes do acordo, mas no governo gaúcho sabe-se que a construtora assumirá o controle do negócio e que o contrato deve ser assinado nesta semana.

Índice de confiança da indústria cai para seu pior nível desde abril de 2009

CLIQUE AQUI para ler opinião do FMI sobre a enorme
vulnerabilidade da economia brasileira, Valor de hoje.

O Índice da Confiança da Indústria (ICI), medido pela Fundação Getulio Vargas (FGV) caiu 3,2% em julho para 84,4 pontos. Esta é a sétima queda consecutiva do indicador, que registrou neste mês o menor nível desde abril de 2009

. A avaliação sobre o momento atual foi a que mais pesou para a retração do ICI, segundo a FGV. O Índice da Situação Atual (ISA) cedeu 4,8%, para 85,8 pontos. O Índice de Expectativas (IE) também registrou baixa, de 1,8%, para 82,9 pontos.

. Os dados para a edição de julho da Sondagem da Indústria de 2014 foram coletados entre os dias 01 e 24 deste mês com 1.190 empresas. 

Entrevista, Gustavo Schiffino, CDL - Frio embala vendas do varejo em Porto Alegre

ENTREVISTA
Gustavo Schiffino, presidente da CDL Porto Alegre

Como serão as vendas do varejo de Porto Alegre em julho ?
A baixa nos termômetros nos últimos dias elevou as vendas do mês de julho. A expectativa inicial de um aumento de 8% em relação ao mesmo período do ano passado deve se confirmar. 

E no ano ?
Com este resultado, o comércio da Capital deve ficar no zero a zero em julho, recuperando a primeira quinzena, que ficou 9% abaixo, em razão da Copa do Mundo.Apostamos que agosto terá um crescimento de 9%, pois temos ainda muito frio pela frente.

Ao meio dia, almoço expresso a R$ 27,50. Também à la carte no almoço e janta. 
Local único no RS: os túneis repaginados da antiga Cervejaria Continental, shopping Total.
www.famigliafacin.com.br

Vendas de imóveis novos diminui, preços sobem menos em todo o País

Nos últimos anos, o preço dos imóveis em sete cidades brasileiras, inclusive Porto Alegre, vinha subindo bem acima da inflação, segundo dados Fipe Zap. No pico, os imóveis subiram 2,7% em apenas um mês, em abril de 2011, contra uma alta média de preços de 0,77%. Mas agora houve uma reviravolta. Desde março deste ano, os preços dos imóveis sobem menos do que a inflação. Só em São Paulo, a venda de imóveis novos caiu 36% em maio deste ano em relação ao mesmo mês do ano passado. 

. A desaceleração da economia chegou ao mercado de imóveis. No mercado financeiro, conforme o boletim Focos, a percepção é de que o PIB talvez não cresça sequer 0,9% este ano, um número ridículo. 

. Depois de subirem em um ritmo mais forte que o da inflação, os preços dos imóveis em São Paulo desaceleraram. E as vendas caíram.

. Em Porto Alegre, a preocupação nem é tanto esta, mas diz respeito ao represamento de novos lançamentos, que caíram a quase zero como decorrência da inação da prefeitura municipal.

.Um outro dado que mostra a desaceleração desse mercado é o crédito imobiliário, que caiu quase 20% no país na comparação anual. Uma das explicações é a Copa do Mundo que, em junho, ajudou a esfriar as compras. Foi o que disse hoje o diretor da Rotta Ely, Tiago Rotta Ely. O caso foi iigual em todo o País. 

. Mas os economistas dizem que não foi só isso, segundo o economista da Fipezap, Eduardeo Zylberstein:

- A gente chegou a ter juros pro financiamento imobiliário perto de 7% ao ano, 7,5%. Hoje a gente já vê juros 9%, 9,5% na média, casos até de juros maiores. Com menos gente conseguindo emprego e os salários crescendo menos, aquele ímpeto para comprar o imóvel diminui.


Ao meio dia, almoço expresso a R$ 27,50. Também à la carte no almoço e janta. 
Local único no RS: os túneis repaginados da antiga Cervejaria Continental, shopping Total.
www.famigliafacin.com.br

”.

Fracassa leilão de imóveis da Cyrella Gloldsztein

Foi um fracasso completo o leilão de imóveis realizado por Cyrella Goldsztein em Porto Alegre.  

Construção civil lista 45 projetos imobiliários para não parar completamente em Porto Alegre

2014 está sendo um ano negro para a indústria da construção civil em Porto Alegre. Há total represamento de projetos na prefeitura, que chega a levar um ano e meio para fazer liberações.

. Os lançamentos só não foram reduzidos a zero por muito pouco.

. Aflito com a situação e vislumbrando desemprego em massa a qualquer momento, já que a queda da produção é visível, o Sinduscon resolveu listar 45 projetos de construção de novos imóveis para que a prefeitura dê atenção prioritária, sem o que o setor da construção civil será obrigado a paralisar suas atividades.

- Os cadernos de ofertas de imóveis dos jornais estão cada vez mais magros, indicando grave redução das verbas publicitárias. 

Rotta Ely quer chegar a R$ 200 milhões de valor geral de vendas de imóveis próprios

A meta desenhada pela construtora e incorporadora gaúcha Rotta Ely para o ano que vem é cehgar a valor geral de vendas de R$ 200 milhões, bem acima dos R$ 150 milhões atuais.

. “Apostamos que o represamento atual de projetos torne-se caso vencido ainda este ano na prefeitura de Porto Alegre”, disse esta manhã ao editor o diretor das empresa, Tiago Rotta Ely. O editor convidou Tiago para um café da manhã.

. De fato, o prefeito José Fortunati prometeu publicamente que a partir de 24 de outubro os projetos de construção imobiliária que forem protocolados, deverão ser liberados em 30 dias.

. Pouca gente acredita que isto acontecerá de fato, porque o prazo médio atual é superior a um ano.

. A Rotta Ely foi criada em 2004, mas antes disto o seu empreendedor principal, Ricardo Ely, já tocava projetos sob encomenda.

. Este ano, a empresa toca ao mesmo tempo seis canteiros de obras – 2 na Tristeza e um em cada um dos seguintes bairros: Tristeza, Cristal, Higienópolis e Azenha.

. Além de Tiago, que cuida das áreas técnica e de incorporações, e do seu pai, Ricardo, também Pedro Rotta Ely dirige a empresa, cuidando das áreas administrativa, financeira e marketing.