Análise - Tarso é o que investe mais e melhor a sua riqueza

Tarso é o investidor mais agressivo, corre mais riscos e por isto ganha muito mais. 



Antes de partir para uma avaliação do patrimônio declarado ao TSE pelos principais candidatos ao governo do estado, é preciso prestar alguns avisos: as informações limitam bastante o entendimento, pois em muitos casos os investimentos não são detalhados. Além disso, os lançamentos em imóveis geralmente apresentam valores defasados, já que as declarações se referem ao preço pago pelo imóvel e não necessariamente ao seu valor de mercado.

. Mesmo assim é possível ter uma ideia do perfil do patrimônio dos candidatos, bastante conservador. 

. O que chama a atenção é a concentração desse patrimônio em imóveis, que no caso do candidato Sartori chega a 85% do patrimônio. O maior problema em concentrar um percentual tão alto do patrimônio em imóveis é a falta de liquidez desse tipo de ativo. 

. Para os investimentos financeiros, é visível uma grande concentração em renda fixa, especialmente CDB, onde a candidata Ana Amélia tem alocado 19% do seu patrimônio e o candidato Sartori 14%.

. Alguns aspectos chamam a atenção, a candidata Ana Amélia tinha um valor expressivo (mais de R$ 100 mil) na sua conta corrente, algo não usual, pois não gera rendimentos, salvo a necessidade de fazer frente a alguma despesa ou aquisição numa data próxima. O candidato Tarso possui quase R$ 1 milhão em fundos de investimentos, o maior percentual em fundos de renda fixa mais refinados, que concentram empréstimos em títulos um pouco mais arriscados dentro desse universo e com isso conta com  rentabilidades superiores ao CDI. Com esses investimentos Tarso apresenta um patrimônio melhor alocado que os seus concorrentes. Inclusive o candidato possui quase R$ 200.000,00 num hedge fund do UBS, de longe a aplicação mais agressiva entres as carteiras avaliadas. Também chama a atenção a falta de alocação em ações dos candidatos, apesar do candidato Tarso ter alocado por volta de R$ 30 mil num fundo de ações, um percentual pequeno em relação a todo o seu patrimônio.


. Enfim, nessa pequena amostra de três principais candidatos podemos visualizar alguns erros comuns que o brasileiro comete na hora de investir: conservadorismo excessivo, concentração demasiada em imóveis ou ativos ilíquidos, falta de diversificação em renda variável, dinheiro alocado em conta corrente ou poupança.

- Leandro Rushel, consultor de investimentos.
Análise solicitada hoje pelo editor, feita com base nas declarações de bens dos candidatos junto ao TSE e notícias de jornais. 

10 comentários:

Anônimo disse...

O Tarso deve ser responsabilizado pela situação caótica do RS, porque quem sabe aplicar o seu próprio dinheiro deveria saber investir o dinheiro público, que não lhe pertence.

Anônimo disse...

Ter dinheiro em casa, no colchão tem suas vantagens: é mais fácil comprar, desde "galinha morta", até incrusivi, VOTO!!!

Anônimo disse...

O Tarso petralha poderia começar fazendo a sua revolução bolivariana usando o seu próprio patrimônio!!!
Para um bom comunistas a distribuição de renda deve ser feita com o dinheiro dos outros, e nunca com o seu!
Geralmente quem investe seu dinheiro em aplicações conservadoras é porque suou muito para conseguir, e provavelmente a vida toda, já os aplicadores que arriscam a sua grana é porque foi um dinheiro que "ganhou muito fácil", como no caso do petralha!

Anônimo disse...

Em matéria de gestão de patrimônio deu um banho nos demais

Anônimo disse...

Dudu e Aecioporto:
arrancada pós-Copa empaca:

Cadê o meu “unzinho”, Bláblá ?

O Conversa Afiada republica analise implacável do Fernando Brito:

Tudo deu errado para Aécio e Dudu. A arrancada pós-Copa “foi pro saco”

A Alemanha fez a sua parte, com aquele “sacode” que levamos na semifinal.

Mas, no resto, a estratégia da oposição de capitalizar a natural frustração com a derrota esportiva e, ao menos, reverter as perdas que tiveram com o fato de a Copa do Mundo, apesar das previsões catastróficas da mídia, não funcionou.

Aécio despencou de seu discurso moralista com o aeroporto de família em Cláudio.

A seca do Alckmin, que tinha sumido da midia, voltou com força depois da ação do Ministério Público que manda racionar a água. Como advertiu, preocupada, a Folha, não apenas é conversa de elevador como já virou, hoje, assunto de matérias locais na Globo, com o povão reclamando da falta de água.

Sobrava o terrorismo econômico, mas a inflação em queda trabalha para desmontar o cenário e a traulitada dada na carta do Santander ainda ajudou a evidenciar a gula “mercadista”.

Até o insuspeito Clóvis Rossi diz, hoje, na Folha ( o mais lido do dia) que “além de patético, o comportamento de tais agentes de mercado é covarde”.

Afinal, e todo mundo sabe, ganharam muito dinheiro com o Brasil e com a expansão econômica do Brasil.

De maneira mais apropriada à sua elegância, Rossi repete o que disse aqui quando chamei de “mentira deslavada” os pedidos de desculpas do banco espanhol: ”é o clássico modelo de atirar pedras e esconder a mão”.

Mesmo a “mãozinha” do Ministro José Jorge, do TCU – Jorge foi Ministro do Apagão de Fernando Henrique – no caso da refinaria de Pasadena deu errado, porque não atingiu a figura da Presidente.

Até o coadjuvante Eduardo Campos e sua partner Marina O que é que estou fazendo aqui Silva tiveram que se defrontar com a “saia-justa” da sua nova política que explicou que estava montando uma provinciana “Casa de Eduardo” em Osasco para “ganhar unzinho”. Campos não representa nada eleitoralmente em termos nacionais – esperem as pesquisas mais adiante – e está a caminho de tomar uma tunda de proporções homéricas até mesmo em Pernambuco, onde até o s prefeitos do PSB estão debandando para a candidatura Armando Monteiro, do PTB mas apoiada – e apoiando – Lula.

A esta altura, sei não, acho que a tucanagem morre de saudades de José Serra.

E eu lembro da frase do Millor Fernandes: mais importante do que ser genial é estar cercado de medíocres.

Anônimo disse...

Perguntar não ofende: em Cuba o pessoal pode ter renda de investimentos ou isso é coisa só de capitalista?

Anônimo disse...


Isto que é stalinista de carteirinha !
Ennrola os trouxas e cada vez enriquece mais.......

Anônimo disse...

socialista ganhando din-din com investimento capitalista??

e onde fica a conversa furada dessa gente sobre o capital especulativo?

vai investir esse dinheiro Sr. Genro!

abra uma empresa, pague impostos, gere empregos, dispute mercado, perca noites de sono pensando em como pagar os empregados...

so um aviso: na iniciativa privada nao tem caixa único para salva a patria, nao...

Anônimo disse...

Bem, pelo menos não negou a origem da mãe ....

Anônimo disse...

ESSE É O VERDADEIRO COMUNA CAVIAR, O BONITO É VER OS CABEÇAS DE LATA NAS RUAS PANFLETANDO PARA MANTER ESSES INCOMPETENTES ENRIQUECENDO MAIS.

EDUARDO MENEZES