Brasil "lidera" queda do PIB em revisão do FMI

O Brasil teve o maior corte de projeção de crescimento da economia para 2015 e 2016 entre as principais economias avançadas. O Fundo Monetário Internacional (FMI) reduziu em 1,3 ponto percentual a estimativa de crescimento do Brasil para 2015 e 0,5 ponto a de 2016 em relação às previsões feitas em janeiro, quando divulgou seu último relatório de previsões.

De acordo com o Fundo, a recessão brasileira em 2015 também deixará a América do Sul no vermelho e a América Latina próxima da estagnação, revelam os números da edição de abril do relatório "Panorama da Economia Mundial", divulgado ontem em Washington, nos Estados Unidos.

Segundo o mesmo levantamento, o Brasil registrará uma retração de 1% neste ano. Esta será a principal contribuição negativa à expansão latino-americana (- 0,9%), contra 1,3% na projeção anterior. Por isso, no cenário internacional, a América Latina só não será menos dinâmica do que o bloco que reúne as ex-repúblicas socialistas soviéticas, que, puxado pela acentuada recessão russa (-3,8%), vai encolher 2,6% neste ano.


Entre os principais motores globais (os chamados países ricos, Brics e emergentes asiáticos), Rússia e Brasil terão os piores desempenhos anuais, segundo as previsões do Fundo.

Um comentário:

Biriva do Cerro do Tigre disse...

Mas fodido que o Brasil somente a Rússia, com -3,8%.

Isso continuem elegendo incompetentes demagogos e populistas e irão para o buraco, ou melhor já estamos em plena recessão.
Enquanto isso os vizinhos Chile, Paraguai, Peru e Colômbia crescendo e nós junto com Venezuela, Bolívia, Equador e Argentina afundando.

Somente os ditos bolivarianos afundando na merda, alguns nem papel higiênico tem para limpar a merda.

O governo petralha foi legitimo "vôo da galinha", e agora deram uma de avestruz estão enterrando a cabeça porque não sabem o que fazer.