Empiricus recomenda pós-fixados diante da inflação alta

A inflação oficial (IPCA), que a presidente chegou a afirmar durante campanha que “está em 0%”, atingiu a maior alta para janeiro em 12 anos, acumulando 7,14% em doze meses, bastante acima do teto da meta de inflação. É o que analisa a consultoria Empiricus, em boletim desta tarde enviado ao editor. E segue contando. Janeiro ainda não captura eventos importantes, como a escalada mais recente do dólar, o impacto mais sério do aumento de combustíveis na bomba e o iminente aumento adicional nas tarifas de energia. E houve quem nos acusasse de terrorismo ao afirmar, há um ano, que a inflação real já havia estourado o teto da meta, considerando o represamento de preços pré-eleição.

Agora, parte do mercado começa a revisar as suas contas de forma mais enfática, sugerindo inflação em torno de 8%, com juros acima de 14% e retração da ordem de 1,5% da economia brasileira em 2015 com racionamento de água e energia. Recomendamos títulos pós-fixados. 

2 comentários:

Anônimo disse...

deveriam recomendar o que fazem os argentinos, ou seja, não botar dinheiro em banco algum.

Anônimo disse...

Eu recomendo uma revolução para enforcar essas ratazanas que estão na presidência!