Sondagens sugerem piora da atividade na construção civil em dezembro e janeiro

O Índice de Confiança da Construção, calculado pela FGV, alcançou 67,6 pontos em janeiro, conforme divulgação feita esta manhã.

Os economistas do Bradesco trataram de analisar o resultado, um recuo, conforme este informe a seguir que o editor acaba de receber:

O resultado representa um recuo de 0,7 ponto em relação ao observado no mês passado, excetuada a sazonalidade, atingindo o menor valor da série histórica. O declínio foi puxado pela pior avaliação da situação atual, cujo indicador passou de 68,0 para 65,4 pontos no período. Em contrapartida, o índice de expectativas cresceu na margem, ao oscilar de 69,5 para 70,7 pontos, também descontados os efeitos sazonais. Na mesma direção, a Sondagem da Indústria da Construção da CNI apontou continuidade da retração do setor em dezembro. O indicador que mensura a atividade em relação ao mês anterior atingiu 33,3 pontos no período, bem abaixo do nível neutro de 50 pontos. O resultado, que representa um recuo de 2,3% na margem, marcou a quinta retração consecutiva, descontados os efeitos sazonais. Na comparação interanual, houve declínio de 15,5%. No mesmo sentido, o índice de atividade em relação ao usual alcançou 26,7 pontos, o equivalente a uma queda de 1,7% em relação a novembro e uma variação negativa de 30,1% na comparação com dezembro de 2014. Para os próximos meses, esperamos continuidade do fraco desempenho do setor, visto que os indicadores de expectativas caíram na margem, com destaque para o de atividade, cujo recuo em relação ao mês anterior foi de 7,6%, excetuada a sazonalidade. 

Um comentário:

RONDO disse...

Falta de gestão total. A hora é agora para implementar uma revolução na logística no Brasil. Navegação de cabotagem (que não funciona), implementar as ferrovias ( menor custo de transporte e menor custo de construção), dotar pequenos aeroportos de infraestrutura. Abrir o mercado para estrangeiros que estão loucos para investir em logística no Brasil. Integrar a Brasil aos países da AL. Mais uma vez o cavalo esta passando encilhado.
Eng. Joel Robinson