Gastamos menos lá fora, mas eles também economizaram por aqui

Os brasileiros estão gastando menos no exterior. Em 2015 foram 32,1% a menos do que em 2014. O Banco Central informou que os gastos ficaram em US$ 17,357 bilhões. É p menor valor desde 2010 quando as despesas de brasileiros além-fronteiras chegaram a US$ 15,965 bilhões.

Mas, os estrangeiros também deixaram menos dólares no Brasil do que em 2014. A queda foi de 14,6%.

2 comentários:

Anônimo disse...

Prezado Políbio.
Estive com minha família (4 pessoas), por 12 dias, visitando Punta del Este, Montevideo, Colonia del Sacramento e Buenos Aires.
Custo total de hotel 3 estrelas: 2400 dólares (200 dólares/dia).
Até aí, tudo bem.
O problema foi o custo da alimentação, principalmente no Uruguai.
Garrafinha de água mineral (8 reais), cerveja long neck (variação de 15 a 20 reais). Mesmo se você se sujeitar a comer a comer chivito (alimentação brega e barata em qualquer lugar do mundo) se prepare para pagar 50 reais por cabeça.

Em Buenos Aires, o custo da alimentação é um pouco menor e se tem mais opções.

Quanto às estradas, algumas são muito boas, outras boas e outras ruins. Mesmo na principal rota que vai do Chuí até Colonia, pedagiada (70 pesos cada pedágio), vários pedágios, há muitas fissuras no asfalto.

Há também, em alguns restaurantes, o custo do cubierto. Significa que o cliente deve pagar uma taxa que reporá os talheres e louças no dia que forme substituída (há restaurantes que cobram 10 reais por pessoas), além da gorjeta que não está incluída na conta. Tenho notícias que os argentinos têm se negado a pagar a gorjeta quando o restaurante cobra o cubierto.

Anônimo disse...

Com as epidemias fomentadas pelas políticas pífias do desgoverno bolivariano do Brasil este ano nosso turismo terá uma queda como nunca houve na história. E teremos uma geração teratogenizada permanente de milhares de crianças.