Justiça abre processo contra o dono da Friboi por crime contra o sistema financeiro

A Justiça Federal de São Paulo abriu ação contra nove investigados ligados ao Grupo JBS (leia-se Friboi) e ao Banco Rural, instituição-chave do escândalo do mensalão, por crime contra o Sistema Financeiro Nacional.

Conforme o Ministério Público Federal, em 2011, os investigados fizeram operações ilegais de concessão de empréstimo conhecidas como “troca de chumbo” envolvendo R$ 80 milhões.

Entre os réus estão os presidentes do JBS, Joesley Mendonça Batista (foto), e do Banco Rural, João Heraldo dos Santos Lima, além da ex-presidente da instituição, Katia Rabello, já condenada a 16 anos e oito meses por sua participação no mensalão. A fraude chegou a R$ 80 milhões.

A “troca de chumbo” consiste em operações triangulares entre duas instituições financeiras integrantes de diferentes grupos econômicos para a emissão de crédito a empresas que também fazem parte desses conglomerados.

CLIQUE AQUI para ler a denúncia na íntegra.

5 comentários:

Anônimo disse...

Mas o dono da Friboi não era o filho do Lula, segundo a midia marron glace, as tias do blog e o editor? Porque não é ele que está sendo processado?

Anônimo disse...

Quem é que compra essa porcaria de carne empacotada, que a gente não consegue ver em que estado de decomposição se encontra?!

Anônimo disse...

Mas o dono do FRIBOI não é o filho do Lula?

O Observador disse...

Isso féde... A lama tá chegando nas barbas do
"Sapo Barbudo"...
Ah que saudade do Brizola.,..

O Observador disse...

Já dizia o "VELHO DEITADO":
Onde féde, tem coisa podre..."