Sartori poderá pagar todo o saldo de salários do funcionalismo nesta sexta

O governo estadual pensa pagar todo o restante da Folha de Pessoal do Executivo dentro de dois dias, nesta sexta-feira, caso a receita comporte-se do modo como projeta a secretaria da Fazenda, mas setores do Piratini e da base aliada na Assembléia negam a possibilidade. 

Conforme o detalhamento da Fazenda, nesta quarta-feira ocorre o ingresso nos cofres do Tesouro de mais de R$ 200 milhões provenientes da substituição tributária. Entre os dias 10 e 11 há o ingresso do ICMS dos setores de combustíveis, energia elétrica e telecomunicações, além de transferências federais referentes à FPE e Lei Kandir. Os valores vão sendo retidos pela União até completarem os R$ 265 milhões relativos ao pagamento da parcela de agosto da dívida.

Dados internos da secretaria, contudo, apontam para a possibilidade do ingresso de uma receita extraordinária de pelo menos R$ 250 milhões entre esta terça-feira e amanhã


Pelo calendário oficial divulgado pela Fazenda, o dia 11 está definido como a data do pagamento da segunda parcela dos salários, no valor de R$ 800. Além dela, e da parcela de R$ 600 paga em 31 de agosto, está previsto pagamento de outros R$ 1,4 mil até 15 de setembro e de uma parcela final (para aqueles com vencimentos acima de R$ 2,8 mil líquidos) até o dia 22.

5 comentários:

Anônimo disse...

Sem vergonhas. Usaram o funcionalismo publico para privatizacoes e aumento de impostos. Qdo foi pedida a movimentacao dos depositos judiciais a fim de mostrar a canalhice, o dinheiro apareceu.

Mordaz disse...

Espero que ele economize com os cortes do ponto desta turma. Enquanto na iniciativa privada se colhe desemprego e prejuízos esta turma só quer fazer greve sem colaborar com o Estado.

Anônimo disse...

É O MEDO DE APARECER OS "EXTRATOS" COM SALDO E PROVANDO QUE PODERIA TER PAGO BEM MAIS NA PRIMEIRA "PARCELA"

Anônimo disse...

Tomara que privatizem logo tudo quanto for possível. É de uma imbecilidade descomunal o Estado exercer funções não essenciais...

Anônimo disse...

SAFADEZA PURA....TERRORISMO PRA APROVAR GOELA ABAIXO AUMENTO ICMS ...PREVIDÊNCIA E PRIVATIZAÇÕES ...SAFADEZA PURA...ISSO NÃO É GOVERNAR...É OUTRA COISA...MENOS GOVERNAR NUMA DEMOCRACIA