Delegados e oficiais da Brigada tiram nota para protestar contra cortes na área da Segurança Pública

"Ao se negar a cumprir decisão judicial que garante o pagamento em dia dos nossos salários, o governo estadual acabou gerando uma união que há muito tempo não se via", disse ontem ao editor o presidente da Associação dos Delegados de Polícia do RS, Asdep, Wilson Muller, referindo-se à nota que ele assina hoje com o presidente da Associação dos Oficiais da Brigada, Asofbm, coronel Marcelo Frota.

O delegado Wilson Muller disse ao editor que menores custos e maiores resultados podem ser obtidos pelo governo, caso seja mais profissional na gestão dos recursos públicos - inclusive humanos.

Na nota, delegados e oficiais reclamam do atraso salarial previsto, do corte do exercício de horas extras e da imposição de cota de combustíveis para viaturas, além do contingenciamento de gastos em geral.

Avisa a nota:

- Isto tudo causa insegurança institucional, jurídica e social.

É o que já ocorria antes mesmo da imposição das medidas restritivas, mas que se agravou geometricamente depois delas.

O governo não quis comentar a nota.

Nenhum comentário: