Crise da Petrobrás faz com que Dilma substitua Ideli por Berzoini

A presidente Dilma Rousseff confirmou nesta sexta-feira a nomeação do deputado Ricardo Berzoini (PT-SP) como novo articulador político do seu governo. Ele substituirá Ideli Salvatti, que será alojada na Secretaria de Direitos Humanos da Presidência no lugar de Maria do Rosário. A posse dos ministros está marcada para terça-feira, no Palácio do Planalto.


. Após 33 meses à frente da Secretaria das Relações Institucionais, Ideli deixa como marca a incapacidade de estabelecer a interlocução entre o Planalto e o Congresso Nacional, atualmente às voltas com uma grave crise envolvendo a Petrobras.

9 comentários:

Justiniano disse...

Essa tinha mandar para as forças armadas, pois gosta de asa e lancha.

Essa o que faz na cama nao consegue fazer com os homens na politica.

Anônimo disse...

Pergunta que não quer calar: Para que comprar uma refinaria dos States? Qual a finalidade?
Finalidade ideológica com ganhos inconfessáveis para todos, eu disse TODOS, os envolvidos. É caso de cadeia. Cade o Ministério Público?
Cade a Polícia que ainda não prendeu esse bando de corruptos? Cade o congresso nacional? Vai ser cúmplice também?

Anônimo disse...

É a crise da Petrobrás já fazendo vítimas!
E a Maria do Ossário irá para onde? Será que irá passar umas férias merecidas em Cuba, pelos serviços prestados ao ditador Fidel e ao seu plano de comunizar a América Latrina?

Anônimo disse...

O PT poderia fazer uma vaquinha para cobrir o roubo da Petrobras, tal como fez para quitar as multas dos mensaleiros.

Anônimo disse...

Idelí é um atraso em qualquer posto que ocupe. Ela ou nada dá na mesma.

Anônimo disse...

Trocou 6 por meia dúzia. Sai a Magda Patológica e entra o Barbicha de novo. Nada vai alterar. Todos fazem parte da mesma turma, onde quem manda é o chefe LULA=chefe da quadrilha.

Anônimo disse...

Albano e os desvairados ideológicos:

Juremir

Albano escreve cartas para o painel dos leitores do jornal Meia-Noite, matutino de Palomas. Nos últimos tempos, Albano descobriu o e-mail, o twitter, o facebook e as postagens em blogs. Passa os dias na frente do computador. Carimba tudo. Albano faz parte da direita Miami. Outro dia, ele encontrou na rua um blogueiro sujo, o Robertinho, e tratou de disparar as suas cobranças:

– Não vai falar nada de Cuba, da Coreia do Norte e da Venezuela? Para com essas abobrinhas, fala do essencial.

Robertinho estava num dia ruim. Dava para ver que sentia alguma dor. Exibia um ar amarelo. Tentou explicar:

– Minha mulher me deixou. Foi embora com o Mário da leiteria. Confesso que não ando com cabeça para nada.

– Qual é, meu? Cuba, Venezuela e Coreia do Norte fazendo o que estão fazendo e tu preocupado com uma guampa!

O blogueiro ficou perplexo. Mesmo assim, buscou mais argumentos para justificar seus assuntos e posturas:

– Estou com câncer. Fiquei sabendo faz duas semanas. Não sei quanto tempo de vida ainda tenho. Foi um choque.

– Qual é, meu? Cuba, Venezuela e Coreia do Norte apavorando o mundo e tu aí focado no teu probleminha pessoal. Onde fica o teu compromisso com o coletivo?

– Pois é, pois é, mas existem outras coisas na vida além de Cuba, Venezuela e Coreia do Norte. Tenho escrito muito sobre a questão da neutralidade na rede e sobre o marco civil da internet. É algo que afeta a vida de todos nós.

– Qual é, meu? Cuba, Venezuela e Coreia do Norte barbarizando e assustando o planeta e tu vens me falar em neutralidade na rede, essa armação do PT para impedir a liberdade de opinião na internet. Fala sério, vai!

– Não, pelo amor de Deus, neutralidade na rede nada tem a ver com liberdade de opinião. É uma expressão técnica para equivalência de trafegabilidade de dados na rede.

– Qual é, meu? Cuba, Venezuela e Coreia do Norte colocando o mundo em perigo e tu falando em equivalência de trafegabilidade na internet e essas besteiras todas.

O pobre do Robertinho pensou em bater em retirada. Albano não o deixou escapar. Fechou o cerco. Disparou:

– Qual é, meu? Cuba, Venezuela e Coreia do Norte espalhando a miséria e o atraso e tu aí vomitando ideologia. Vira o disco, tchê! Muda de assunto. Vai. Se fosse no tempo da Redentora, que os comunistas chamam de ditadura, ninguém ia aturar essa tua conversa mole.

– Bem, vou pensar nisso tudo. Tenho que ir ao aniversário da minha netinha. Ela faz três anos hoje. É uma graça.

– Qual é, meu? Cuba, Venezuela e Coreia do Norte pondo a humanidade à beira do abismo e tu aqui preocupado com o aniversário da tua netinha. Para de falar do teu umbigo.

Robertinho teve um sobressalto de dignidade:

– Para de me encher o saco, mala. Vai plantar batata.

– Qual é, meu? Cuba, Venezuela e Coreia do Norte oprimindo milhões de pessoas e tu preocupado com o teu ego. Para com isso. Foca no essencial. Abre o leque.

PS: O engraçado na turma que quer uma nova ditadura é que sempre falam de outras ditaduras como se a deles fosse boa e as outras ruins.

Reflete exatamente o que circula pelas redes sociais atualmente, tipo, blog do Polibio.

Anônimo disse...

ESTÁ TROCANDO A COISA ALGUMA PELO NADA, ISSO DÁ NO MESMO.


EDUARDO MENEZES

Anônimo disse...

Observem o que o Berzoini falou logo de cara quando assumiu a boquinha: (Sobre a Petrobras) Vai batalhar para "mostrar que no passado era pior". E é bem assim que o BRAVIU vai pra frente! Compromisso ZERO com eficiência! Isto é o espetáculo do crescimento "administrado" pelo partido da "Estrela que vai brilhar"