Fiergs tira manifesto contra aumento do ICMS, mas cala sobre aumentos de impostos de Dilma

O manifesto não diz uma só palavra contra os aumentos já anunciados de PIS,Cofins, IPI (sobre setores como vinho e informática), INSS (desoneração cancelada sobre 53 setores) e a recriação da CPMF e da Cide, todos do governo federal, ao qual continua adulando. Curiosamente, sobre a nota paga da Fiergs, o jornal Correio do Povo publicou esta nota: "Governo quer mais impostos". - 

A Fiergs comprou 2/3 de página nos jornais diários de hoje para proclamar seu manifesto contra o aumento do ICMS.

A entidade usou argumentos estatísticos que o Instituto Methodus levantou em pesquisa realizada no RS.

A Fiergs saiu da toca.

6 comentários:

Anônimo disse...

SÓ PARA DESVIO DE ATENÇÃO, SE O GERDAU QUE ESTA A AJUDAR NO PLANEJAMENTO DAS FINANÇAS DO RS.

Anônimo disse...

Políbio,

Acrescenta a aliquota de 35% de IRRF para os RICOS que ganham acima de R$ 4.700.

Tudo via decreto, sem Congresso!!

JulioK

Anônimo disse...

BOTAM UNS PUXA SACO DA DILMA NA PRESIDENCIA DA FIERGS E VÃO QUERER O QUE ...... GUENTA E NÃO RECLAMEM , ACHA QUE ELE NÃO ESTA LEVANDO VANTAGEM DO GOVERNO FEDERAL OU ESTA COM O RABO PRESO .................

Anônimo disse...

Esperar o que destes bundões.

Anônimo disse...

alguém aviso os blogueiros que desconhecem a Lei que o desconto do IR, funciona da seguinte forma. Dos funcionários públicos municipais, fica com o município; dos funcionários públicos estaduais (incluindo MP, justiça estadual, TCE, AL) fica com o Estado; e a união fica com os funcionários públicos federais, clt e aposentados.

Anônimo disse...

Com os milhões que recebem mensalmente do governo federal, para sustentarem suas mordomias, o que se pode esperar dessa turma!