Dilma tenta jogada bolivariana e tira poderes de comandantes militares.

Ao lado, punhos erguidos na saudação comunista, com seus inspiradores bolivarianos. O que mais espera o Congresso para mandar Dilma para casa, Lula para cadeia e o PT para o lixo da história, antes de ser transformado em aparelho bolivariano ? - 


Decreto transfere ao ministro da Defesa competência sobre atos relativos a pessoal, como reforma de oficiais, informam nesta terça o jornal O Estado de S. Paulo e a revista Istoé, conforme reportagem a seguir:

Como se já não bastassem as crises política e econômica que atingem o governo, o Palácio do Planalto, agora, resolveu criar problemas com a área militar. Na quinta-feira da semana passada, a presidente Dilma Rousseff assinou decreto 8.515, que estava na gaveta da Casa Civil há mais de três anos, tirando poderes dos comandantes militares e delegando ao ministro da Defesa competência para assinar atos relativos a pessoal militar, como transferência para a reserva remunerada de oficiais superiores, intermediários e subalternos, reforma de oficiais da ativa e da reserva, promoção aos postos de oficiais superiores e até nomeação de capelães militares, entre outros.

Hoje, estes atos são assinados pelos comandantes militares. A medida foi recebida com "surpresa", "estranheza" e "desconfiança" pela cúpula militar, que não foi informada que ela seria assinada pela presidente e publicada no Diário Oficial de sexta-feira.

A responsabilidade pela decisão de o decreto ter saído do fundo da gaveta para o DO estava sendo considerada um mistério. No final do dia, no entanto, a Casa Civil informou que o envio do decreto à presidente atendeu a uma solicitação da Secretaria-geral do Ministério da Defesa, comandada pela petista Eva Maria Chiavon. Mas todos ainda buscam explicações claras sobre o que realmente aconteceu neste processo.

O comandante da Marinha, almirante Eduardo Bacellar Leal Ferreira, que estava ocupando o cargo de ministro interino da Defesa, e que viu seu nome publicado no DO endossando o decreto, disse que não sabia da existência dele. "O decreto não passou por mim. Meu nome apareceu só porque eu era ministro da Defesa interino. Não era do meu conhecimento", resumiu o comandante, ao deixar o desfile de 7 de setembro, sem querer polemizar sobre o seu teor.

O ministro da Defesa, Jaques Wagner, que estava na China quando o decreto foi editado, também demonstrou surpresa com a publicação durante sua ausência do País. "Posso assegurar que não há nenhum interesse da presidente Dilma tirar poderes naturais e originais dos comandantes", afirmou ao Estado. "Ainda não estudei o decreto, mas ele visa normatizar as prerrogativas de cada instância com a criação do Ministério da Defesa e não tirar o que é da instância dos comandantes", justificou. Wagner lembrou que o decreto só entra em vigor em 14 dias e que, portanto, "qualquer erro ainda pode ser corrigido". O texto fala ainda que a competência prevista nos incisos do decreto podem ser subdelegadas pelo ministro da Defesa aos comandantes.

Os militares se mostraram bastante "incomodados" com o ocorrido.

O decreto gerou "uma histeria geral", pela maneira como foi feita a publicação, sem que a cúpula militar fosse sequer avisada. "Há uma preocupação de que este decreto, que estava dormindo há anos, foi resgatado por algum radical do mal ou oportunista, com intuito de criar problema", observou um oficial-general consultado pelo Estado, ao lembrar que a publicação do texto agora, foi "absolutamente desnecessária".


Outro militar observou que "faltou habilidade política de quem tirou o decreto da cartola, em um momento em que o governo já enfrenta tantas dificuldades, criando uma nova aresta, pela forma como foi feita". Este mesmo militar comentou que, mesmo o ministro da Defesa podendo delegar aos comandantes os poderes previstos no decreto, a medida é uma retirada de atribuição dos chefes das três forças e que, no mínimo, a boa regra de relacionamento, ensina que você avise a quem será atingido. O decreto anterior dizia que os ministros do Exército, da Marinha e da Aeronáutica eram os responsáveis pela edição de atos relativos ao pessoal militar. A delegação continuou com os comandantes, mesmo depois da criação do Ministério da Defesa, há 16 anos.

23 comentários:

Anônimo disse...

Políbio, não adianta com os partidos e políticos que temos na atualidade.

o pt e o pmdb dividiram o poder entre sí, e não vão largar.

Anônimo disse...

Saudades do Gen Medici ...

Anônimo disse...

Mas Dilma mesmo já dizia que militarem comiam na mão dela, só legalizou agora.

Alberto disse...

Está na hora dos Militares 'descerem do muro'!

Anônimo disse...

Dilma é apenas um quadro na parede, já deveria ter caído há muito tempo.
Só não caiu porque o PMDB (Temer e Renan) estavam segurando.
Pelo visto, Temer abandonou o barco, porque daquela teta não sai mais leite.
Então, o naufrágio é certo!

Anônimo disse...

Essa quadrilha de ladrões e comunistas, estão tentando criar uma situação extrema, para que se apresentem como vítima dos militares. Todo o ditador, qdo a sua BATATA TÁ ASSANDO, criam um inimigo externo(caso da Venezuela x colômbia) ou um inimigo interno, no caso do partido corrupto e comunista. Caso essa situação, chegue ao extremo. Poderão dizer que não conseguiram levar o país, ao paraíso, por culpa dos militares e da elite golpista.

- Brasil teu futuro recente e distante É NEGRO, ops. futuro afro-descendente.

Anônimo disse...

A ditadura petista está cada vez mais evidente.

Zulmir Rasch disse...

Prezados(as): a solução desse absurdo está nas mãos dos parlamentares federais (deputados e senadores). Basta aplicar o que prevê o art. 49, inciso V da CF/88, sustando os efeitos do decreto...

Anônimo disse...

Nenhum governo comunista governa sem as Força Armadas. Elas são sua polícia e sua garantia que tudo irá ficar em ordem para os governantes. Demorou até demais para lançarem esse decreto.

Anônimo disse...

CUBA, NOSSO VATICANO SULAMERICANO

IMPERA O PETRALHISMO,EXPLÍCITO,SOBERANAMENTE

FIDEL COMANDANTE EM CHEFE DAS FORÇAS ARMADAS BRASILEIRAS,DE FATO.

ESCREVO A TODA HORA QUE OS MILICOS BOLIVIANOS,VENEZUELANOS OU CUBANOS PODEM ENTRAR A QUALQUER HORA NO BRASIL, FAZER O QUE QUISEREM E PEGAM OS NOSSOS MILITARES DE CUECAS E DE CALÇAS NA MÃO.

OS NOSSOS MILITARES ESTÃO DORMINDO NOS QUARTÉIS,"COMER,BEBER,DORMIR",É UMA VERGONHA, OS PETRALHAS DERAM MAIS UMA RASTEIRA NO BRASIL.SÓ NO "BEM BOM"VÃO TER QUE BATER CONTINENCIA PARA OS CASTROS.

O GIGANTE TÁ CAGADO,BABA E MORIBUNDO,O BRASIL AGONIZA,NINGUÉM SOCORRE.

ONDE ESTÁ O SERVIÇO DE INTELIGÊNCIA DO EXERCITO?NEM DENTRO DE CASA SABEM DAS COISAS!

OS COMANDANTES CONFESSAREM NADA SABER? É INACREDITÁVEL ,UM FILME DE TERROR.SE OS MILITARES NEM DE ASSUNTOS DOMÉSTICOS TOMAM CONHECIMENTO IMAGINE DE ASSUNTOS MAIS CONFIDENCIAIS.

MILHARES DE CUBANOS "TRABALHANDO" TRAVESTIDOS DE MÉDICOS,DENTRO DE NOSSO PAÍS, COLHENDO TODO TIPO DE INFORMAÇÃO,TODAS AS NOSSAS ESTRUTURAS DE ENGENHARIA SOCIAL A DISPOSIÇÃO DA DITADURA CASTRISTA E OS NOSSOS MILITARES NEM PERCEBEM O QUE SE PASSA EM CASA.

DESMORALIZANTE!ACHO MESMO QUE OS MILITARES ATIRADOS NAS CORDAS COMO ESTÃO ,DILMA APENAS MOSTROU,ILUMINOU A INUTILIDADE ATUAL DESTA INSTITUIÇÃO ,ATUALMENTE OMISSA,INSTITUCIONALMENTE OMISSA ,A PROVA É A ALIENAÇÃO DO PESSOAL DA FARDA, DE SEUS SERVIÇOS DE INTELIGÊNCIA.

NÃO SÓ COCHILARAM,DORMIRAM EM SERVIÇO E AO ACORDAR LHES ROUBARAM O CACHIMBO OS COTURNOS,AS ARMAS E AGORA "O MANDO DE CAMPO DENTRO DOS QUARTÉIS"

IMPERA O PETRALHISMO, EXPLÍCITO,SOBERANO.

"NOSFU"

Anônimo disse...

A covardia do alto comando das FFAA é algo revoltante vão ter
que escolher entre o povo brasileiro e a corja a escória que ocupa
o palácio do planalto pois vai haver revolta armada e eu mesmo já penso em pegar em armas contra a búlgara comunista.
Agora é vergonhoso que o povo tenha que fazer o trabalho do exército. COVARDES COMO PODEM DORMIR ENQUANTO COMUNISTAS SAQUEIAM E DESTROEM NOSSA SOBERANIA.
AS ARMAS SENHORES.

Anônimo disse...

Mas não tem um almirante, um brigadeiro, um general, com culhão no meio das pernas?

Anônimo disse...

Os militares estão demorando a reagir para botar ordem na casa,mas SEM ditadura.
Isso só pode ter sido ideia do Miguel Rosseto. Cuidado com ele!

Anônimo disse...

Como assim, "tenta"?!!! Já decretou que o controle interno das FFAA passará aos membros da VPR, ALN, etc., atualmente denominados "BOLIVARIANOS"!!! Os comandantes? Bem, se o povo não iniciar a guerra civil, ficarão só assistindo a esquerda tomar também o poder militar!!!

Anônimo disse...

Algo está podre no Reino da Dinamarca.

Anônimo disse...

ALERTA VERMELHO OS COMUNAS JA DESOSTIRAM DA POLITICA AGORA QUEREM CLARAMENTE APENAS CONTINUAR ROUBANDO E DESTRUINDO O BRASIL...PORRA DE MILICOS RESOLVAM ESTA MERDA DE UMA VEZ O POVO ESTA NO LIMITE.

Capitão Tormenta disse...

A búlgara deu um tiro no pé, esta na contagem regressiva.

Anônimo disse...

O decreto 8.515/2015 segundo dispõe sua redação entra em vigor em 14 dias da sua publicação. Entrará em vigor e não precisa ser aprovado pelo Congresso. Transfere ao Ministro da defesa atos que são privativos do Comando Supremo das Forças armadas que é exercido pela Presidência.
Ele é inconstitucional, mas produzirá todos os seus efeitos até que o Supremo o declare inconstitucional ou que o Congresso suste seus efeitos por meio de um decreto-legislativo.
Rege o princípio de presunção de legalidade e constitucionalidade dos atos, até que formalmente sejam declarados nulos ou inconstitucionais.
Viola a Constituição, porque os atos de que tratam são indelegáveis. Solução? STF e Congresso.

A inconstitucionalidade do Decreto 8.515/2015 decorre do parágrafo único do art 84 da CF que não contempla a delegação.

Anônimo disse...

Tá. Mas que é o Comandante Chefe das Forças Armadas? Não a Presidente? Ou vão querer botar a carroça na frente dos bois?

Anônimo disse...

Polibio. Mais uma prova de como o PT é dissimulado, e sorrateiro.
A secretária geral (nº2) do Min da Defesa, Eva Maria Cella Chiavon é burocrata petista de longa data. Daquelas que vive as custas de cargos de confiança em Ministérios (já passou por vários), Camara dos Deputados e Governo da Bahia (Jaques Wagner).
Mas o mais grave: ela é casada com o numero 2 do MST, braço direito do Stédile, o Chicão do MST, Francisco Dal Chiavon.
PS: detalhe, a secretária geral do Min.da Defesa é formada em enfermagem.
http://ucho.info/deputado-propoe-decreto-para-anular-golpe-contra-militares-com-doses-da-ideologia-bandoleira-do-mst
http://cristalvox.com.br/2015/09/08/chefona-das-forcas-armadas-e-mao-amiga-do-mst-conheca-a-cumpanhera-eva/

Anônimo disse...

A Dilma já tinha dito em Reunião que "Os Militares não se atrevem a me enfrentar, pois acertos já foram feitos, e eles comem na minha mão". O papel da presidanta é acelerar o processo de bolivarianização do país, apesar de toda sua estupidez ou usando-a, isto é, vai se fazendo de louca e enfiando coisas tipo o decreto dos "sovietes" ou esse "amansa milicos", na verdade precisa alguém que tenha mais bolas do que ela para peitá-la, e me parece que um dos poucos políticos que está fazendo isso é o Eduardo Cunha, e talvez ele possa dar uma forcinha para os milicos e derrubar esse decreto, precisa eles quererem também né!
Se como a Dilma disse "acertos já foram feitos", então:
1) Ela já comprou a alta cúpula militar, afinal é isso que os petralhas fazem com todo mundo, e para saber é só investigar o patrimônio de alguns militares;
2) Ameaçou os nossos milicos que se qualquer intervenção, ela pediria socorro aos seus irmão bolivarianos e como os nossos milicos não gostam de passar trabalho e nunca viram uma guerra de perto, meio que se cagaram de medo;
3) Menos provável, fez acordo com, ou a China, ou a Rússia, ou até mesmo com o esquerdista muçulmano Obama bin Laden, que em qualquer ameaça das tropas Brasileiras em fazer uma intervenção, ela autorizaria e pediria auxílio de um destes países, e aí meu amigo, o pavor bateu nos nossos soldadinhos!

Anônimo disse...

Dilma vingou-se de seu passado de terrorista torturada. E escolheu o momento certo: 7 de setembro,dia da Independência,tirou a independência das Forças Armadas de decidir sobre suas hierarquias, transferindo esse mister ao Ministèrio da Defesa. Defesa de quê? Dos interesses bolivarianos dos PTistas.
O que será de nós?

Anônimo disse...

Здравствуйте!
опционы стратегии
официальный брокер бинарными опционами
какие бинарные опционы платят
форекс бинарные опционы индикаторы

http://volokbiz.ru/strategiya-martingeyla-v-binarnyh-opcionah.php
http://tvtmz.ru/chem-otlichaetsya-binarnyy-opcion-ot-turbo-opciona.php
http://igorbadalov.ru/bks-binarnye-opciony.php