PT lança estratégia para evitar convocação de Janot e Lula na CPI

Numa manobra para tentar evitar a votação de convocações na CPI da Petrobras de petistas ilustres, como o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, e do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, o PT está há quase quatro horas segurando o ritmo de votações na sessão que começou na manhã desta quinta-feira.


Apesar dos protestos da oposição, estão sendo votados apenas os requerimentos considerados prioritários pelo relator Luiz Sérgio (PT-RJ). O relator decidiu ler e votar individualmente cada pedido, para irritação dos oposicionistas.


A oposição passou toda a reunião criticando o modelo de votação adotado nesta manhã e acusou o PT de obstrução da sessão. Como os membros da CPI ouviram 13 depoentes presos em Curitiba nesta semana, não foi possível fazer a tradicional reunião prévia da comissão para triar os pedidos. E, como o relator tem prioridade na votação dos requerimentos, o petista acabou ditando o ritmo da votação, que se estendeu por toda a manhã. Requerimentos idênticos, como da convocação de Cristina Palmaka e Ricardo Kummel Medina, da Sap Brasil, foram votados duas vezes em momentos diferentes.






7 comentários:

Anônimo disse...

ESTRATÉGIA: DINDINHO E/OU . . .

Anônimo disse...

Deixar o criminal do lula escapar denovo ?

Anônimo disse...

PT quer convocar Aécio e Agripino na CPI na Petrobras:

No requerimento de convocação de Aécio Neves, a bancada petista argumenta que Paulo Roberto Costa citou o PSDB como beneficiário do esquema da Lava Jato e que teria repassado R$ 10 milhões para o ex-presidente do partido Sérgio Guerra para comprar o "esvaziamento" de uma CPI sobre a Petrobras; sobre Agripino Maia, está embasada em acusação feita pelo empresário George Olímpio, que disse ter repassado ao parlamentar R$ 1 milhão para permitir um esquema de corrupção no serviço de inspeção veicular no Rio Grande do Norte.....

Anônimo disse...

A quanto tempo acabou a farsa da
transparência, hem, petralhas?
Agora sobrou apenas a verdade, o um partido-quadrilha e seus asseclas remunerados com dinheiro roubado que insistem em fingir
honradez que nunca tiveram.

Anônimo disse...

Doações da UTC a PT e PSDB foram equivalentes:

O empresário Ricardo Pessoa, dono da UTC Engenharia, doou R$ 8,7 milhões à campanha do senador Aécio Neves no ano passado, R$ 1,22 milhão a mais do que o valor doado ao PT; fato faz cair por terra a tese de que o empreiteiro, cuja empresa é alvo na Operação Lava Jato, doou R$ 7,5 milhões para o governo da presidente Dilma Rousseff "com medo de retaliação" em contratos da Petrobras, conforme noticiou reportagem da Folha de S. Paulo; Pessoa assinou ontem acordo de delação premiada, em que promete dizer o que sabe sobre o esquema e devolver R$ 55 milhões; sua delação "tem potencial para fazer revelações sobre o PT e o PMDB, mas também a respeito da oposição, porque suas empresas prestam serviços no país inteiro...

Anônimo disse...

O PT LANÇA QUARQUER COISA PARA CONTINUAR NO PODER LEVANDO O DINHEIRO DO POVO.

Anônimo disse...

Essa eh mais uma mentirinha deslavada tua. Convoquem o lula, tentem debater c ele, vao tomar uma surra verbal. Vcs sabem disso. Nao querem convoca-lo de vdd. Deixa de ser bobo. Ele janta todos vcs. Bobinho conta outra