Fortunati reage a bloqueio da prefeitura e avisa que não negociará mais com os servidores

Irritado com o bloqueio do acesso e saída dos secretários e dos servidores no prédio da chamada Prefeitura Nova, o  prefeito de Porto Alegre, José Fortunati, afirmou que não irá negociar um possível reajuste salarial com os servidores municipais até que o prédio seja desbloqueado.


A categoria — que, em uma pauta de cerca de 70 itens, pede reajuste de 20% — está reunida em frente ao edifício desde a manhã da quarta-feira.

14 comentários:

Anônimo disse...

Esse mimo e monumento a incompetência é assim...além de tudo é todo melindradinho desde o tempo do pt..qdo o menininho não gostava fazia beiçinho...vai aprender a ser homem cara

Anônimo disse...

Polibio,

Por vários motivos o Fortunati vai perdendo credibilidade. Se existe a crise não deveria ter solicitado ao Camara de Vereadores carater de urgencia e aprovação na estruturação da SMF beneficiando a categoria dos Fiscais que já recebem acima do teto salarial (+ de R$20.000,00). O Fortunati e Sebastião Mello estão de brincadeira no paço municipal. O povo sofre com todos estes transtornos. No final, a novela se repete, vai pagar a inflação em parcelas. Para a SMF ainda virá o excesso de arrecadação (crise?) do ano passado.

Anônimo disse...

Fortunati negociar??? hehehehehe

Só essa para me fazer rir hoje!!!

Anônimo disse...

SÓ 20% DE REAJUSTE....

A população de POA da iniciativa privada esta disposta a não comer mais picanha para colaborar no reajuste de 30 ou 40% nos salários.

Haaa não esquece:reduz a carga horaria quem tinha 40 passa para 30 e quem tinha 30 e 20 passa para 20 e 10 horas semanais...que tal...não é ótimo...

Já ia esquecendo, aqueles poucos servidores que ainda cumprem com as funções (traduzindo:trabalham) ficam dispensados da obrigação...

Antonio

Anônimo disse...

FORTUNADA "Fortunatisemudadeportoalegre

Anônimo disse...

Foraaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa!!!

Anônimo disse...

Fortunati, Fortunati, como o paço municipal vai dar respostas as demandas geradas pelo caríssimo sistema

http://www.colab.re/BR/RS/PortoAlegre

#falaseriofortunati

Anônimo disse...

esta experimentando a "democracia" dos companheiros que a ex-governadora Yeda ja experimentou...

toma...

Anônimo disse...

Fortunati, como é ser um zumbi politico?

Anônimo disse...

O Fortunada parece plano de celular "pula pula" Só que é pula pula de partido...

Foi expulso do PT e do PDT abandonado pelos vereadores... Pra onde vai agora para o PSD?

Virou Zumbi político, é lento e incompetente!!!

Anônimo disse...

A vaquinha do Fortunada ta morrendo, daqui pra frente só se elege sindico de prédio, aqui no meu já vou avisando, a vaga pra gatuno já ta ocupada!!!

Anônimo disse...

Alguém aqui do blog pode me explicar qual a razão de que em poucos dias depois de andre imar kulczynski ex presidente da PROCEMPA ter jogado 62 dois mil pela janela da sua própria casa pouco antes de ser preso foi nomeado assessor do prefeito José Fortunati? Eu ainda não entendi. Porque?

Anônimo disse...

AS MARIONETES SINDICAIS, OS FANTOCHES DE CERTOS PARTIDOS DE ESQUERDA JÁ SE MOVIMENTAM NA TENTATIVA DE DESPRESTIGIAR A ATUAL ADMINISTRAÇÃO, ÓBVIO, TEM ELEIÇÃO NO ANO QUE VEM ! É RIDICULO VER CERTOS "PERSONAGENS " FIGURANTES OU SERIAM BADERNEIROS SE INTITULANDO SERVIDORES FALANDO E FAZENDO BAIXARIA NO CENTRO DA CIDADE, NO MINIMO CONSTRANGEDOR SABER QUE SOMOS SERVIDOS POR GENTE DESTE NIVEL DE EDUCAÇÃO E CIVILIDADE,LAMENTÁVEL.

Anônimo disse...

Alguém ouviu o Fortunati ou o Sebastião Mello explicar como é possível dividir o excesso de arrecadação para os servidores da Fazenda Municipal e aumentar em 200% os salários dos Fiscais mesmo alegando estar em crise financeira? Pobre da população que vai enfrentar um greve da maioria de servidores insatisfeitos com esta situação. Porém, gostaria que os servidores tivessem bom senso que a reposição da Inflação e aprovação da PL que elimina o efeito cascata é uma grande conquista da categoria. Não se deixem levar por sindicatos e associações politicas, com reivindicações sem margem ao dialogo. A falta de critério é marca do Governo Fortunati/Sebatião, mas isto não dá direito dos servidores revidarem com insensatez.