Porto Alegre busca apoio do Secovi ao Plano Municipal de Superação da Situação de Rua

Cesar Lopes - PMPA
Explicar o funcionamento do programa Aluguel Solidário e buscar apoio do Sindicato da Habitação do Rio Grande do Sul (Secovi). Esta foi a intenção do prefeito Nelson Marchezan ao participar de reunião-almoço nesta quarta-feira, 4, com a diretoria da entidade. 

A iniciativa é parte das ações do Plano Municipal de Superação da Situação de Rua. A prefeitura pretende aumentar a carteira de oferta de imóveis aptos a esse tipo de locação. Até o momento, 44 apartamentos estão habitados e outros 27 em fase de análise pelas equipes da prefeitura.

Os locadores recebem o valor mensal de R$ 500 por morador. Se houver três pessoas no imóvel, o valor chega a R$ 1,5 mil, inclusas as taxas de água, luz e condomínio. O programa tem duração de 12 meses e pode ser renovado. O presidente do Secovi, Moacyr Schukster, parabenizou o poder público pelo programa que, segundo ele, tem grande alcance social. “Temos que colaborar, fazer um esforço para retirar essas pessoas do cinturão de miséria”, afirmou.

O cadastramento de imóveis pode ser feito pela internet. Quem estiver interessado, pode acessar mais informações. 

CLIQUE AQUI.

2 comentários:

Anônimo disse...


Superação da Situação de Rua...

Pensei que finalmente iria consertar os buracos.

Não consegue dar manutenção nas coisas mais básicas e promete as mais complexas.

E o GPS que custava só uns dez pilas na campanha?

Anônimo disse...

Mais de um quarto dos CCs da prefeitura de Porto Alegre recebe acima de teto definido por Marchezan.

https://gauchazh.clicrbs.com.br/porto-alegre/noticia/2019/06/mais-de-um-quarto-dos-ccs-da-prefeitura-de-porto-alegre-recebe-acima-de-teto-definido-por-marchezan-cjwjrd2ou03a801oip12xok73.html