Lamachia influenciou OAB do Rio no caso Marcelo Miller

Foi o próprio Claudio Lamachia, presidente da OAB, que estimulou a seccional do Rio de Janeiro a abrir inquérito para investigar a conduta do ex-procurador Marcelo Miller.

Miller saiu diretamente da entourage de Rodrigo Janot para a banca de advogados que defende a JBS.

Ele foi citado e acusado por Michel Temer na terça-feira a tarde.

O ex-procurador,ex-braço direito e amigo de Rodrigo Janot, está ignorando a Emenda Constitucional 45, de 2004, que resultou no Parágrafo 6º do Artigo 128 da Constituição, a saber:
§ 6º Aplica-se aos membros do Ministério Público o disposto no art. 95, parágrafo único, V.

Eis o que diz o inciso:
“Aos juízes é vedado:
exercer a advocacia no juízo ou tribunal do qual se afastou, antes de decorridos três anos do afastamento do cargo por aposentadoria ou exoneração.”

Como se sabe, Marcelo Miller está exercendo a advocacia junto ao Ministério Público Federal, o correspondente do “tribunal do qual se afastou”.