Cunha suspende decisão anterior da Câmara e garante ida de Renato Duque à CPI da Petrobrás, quinta, com TV ao vivo

O presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), suspendeu nesta quarta-feira (18) os efeitos do ato da Mesa de 2006 que impedia que presos prestassem depoimento nas dependências da Casa. Com isso, o ex-diretor da Petrobras Renato Duque deve falar à CPI da estatal nesta quinta-feira (19) na própria Câmara, e não mais na Polícia Federal, como estava previsto.


Renato Duque foi preso nesta segunda-feira (16) e está na carceragem da Polícia Federal em Curitiba. Ele é acusado pelo Ministério Público Federal de receber propinas de empreiteiras que formaram um cartel para obter contratos da Petrobras.

2 comentários:

Anônimo disse...

Estaremos na frente da telinha para acompanharmos.

Anônimo disse...

Os petralhas já são a quadrilha mais conhecida mundialmente, e
vem mais, muito mais.São quebradores de paises, estados do Brasil ou municipios, são piores que Átila rei dos hunos, onde metem as patas nem grama nasce mais por longo tempo.
Para piorar, escalaram petralhas
para ministros do STF para acobertar a roubalheira.