Prefeituras gaúchas não querem mais saber de novos venezuelanos

As prefeituras gaúchas não querem saber de receber novos refugiados da Venezuela.

Os prefeitos de Esteio, Cachoeirinha, Chapada, Canoas e Porto Alegre, só se incomodam com os 700 que vieram para o RS.

Eles são intratáveis e só fazem confusão, além de estressarem as autoridades e  esgualeparem os cofres públicos locais

As exceções são pontuais.

12 comentários:

Anônimo disse...

Mandem para Cuba e de brinde mandem os petistas. Aí vai aparecer lá um lider analfabeto e barbudo que vai dizer que é tudo marolinha. Em um ano Cuba vai sair da linha da pobreza e entrar na linha da tristeza absoluta!

Anônimo disse...

ué, mas não eram coitadinhos que so queriam uma vida melhor?

ao menos é isso que a mídia diz, postando estrategicamente fotos de crianças e mulheres pra gerar comoção no povinho que chora ate diante de uma novela...

a mídia ainda vai destroçar com a nossa civilização...

Anônimo disse...

Mandar de volta para a Venezuela. Chega de sustentar vagabundos. Eles que vão lutar e reconquistar a própria cidadania em seu País. Se estão incomodando, estão a mando do Maduro. Então passagem só de ida. Quem quer trabalhar é bem vindo, mas do contrário, temos que cuidar dos brasileiros.

Anônimo disse...

E o seguinte se nao respeitarem as leis do Brasil e ao povo da cidade que os recebeu despacha de volta.Tem que ter tolerancia zero.Provavelmente Maduro ta fazendo que nem Cuba fez nos E.U.A,esvaziou as prisoes de Cuba manndando pra lá.Nao estou dizendo que sao todos,mas que tem infiltrados nestes refugiados pode haver essa possibilidade.

Anônimo disse...

O Presidente Bolsonaro tem razão, tem que restringir a entrada de estrangeiros, o Brasil é terra de ninguém todo mundo entra a hora que quer, tem que acabar com isso e o estrangeiro que perturbar extradição/expulsão nele, de todas nacionalidades.

Anônimo disse...

Cuba também.poderia ser solidária com os venezuelanos. Não é humanista ? Por que não se candidata a ajudar os pobres venezuelanos? O gesto e humanitário e sou favorável em casos como estes mas seria interessante ver socialistas abrindo suas fronteiras para soxorre1r o trabalhador desempregado pelo.aocialista maduro

Anônimo disse...

Agora estão sabendo que aquela gente não chegou onde está por nada. Falta-lhes censo de hierarquia e ordem. Como diria o Olavo, governado por psicopatas acabaram se tornando uma extensão do comportamento deles.

Ultra 8 disse...

Plano Kalergi

“O homem do futuro será um mestiço”

O Plano Kalergi é um plano genocida elaborado em 1923 pelo político mestiço Richard Nikolaus Coudenhove-Kalergi junto com seus sócios maçons, precursores da União Européia, para destruir a Europa e exterminar à raça branca, mediante a promoção do multiculturalismo e a imigração em massa de negros, asiáticos, mestiços latino-americanos, ameríndios e muçulmanos com a finalidade de mesclar-los racialmente, produzindo assim, segundo suas próprias expectativas, uma raça mestiça passiva, amansada, previsível e manipulável, de carácter e inteligência inferior sobre a qual pode-se governar eternamente a elite aristocrática judia, pois tal população resultaria incapaz e impedida de organizar-se para rebelar-se, e inclusive dar-se conta de que estão dominados.

Este plano, exposto em 28 teses, está inspirado no domínio humano sobre os animais de granja, os quais, devido a sua inferior inteligencia não podem rebelar-se.

O plano em ação

A invasão imigrante, de acordo aos novos padrões econômicos e a globalização, já se tem produzido e não existe intenção por parte dos governos de abandoná-la por muita crise que aconteça. E ao mesmo tempo se promove a mestiçagem para alcançar o exterminio da raça branca, em todos os países brancos do mundo. Não nos asiáticos, nem africanos, em aonde não há invasão imigrante, senão somente em países brancos.

A invasão se disfarça de progresso, caridade, humanismo, fraternidade, justiça social, igualdade, etc. Mas trata-se de um plano criminoso e impiedoso para destruir os europeus.

A essência do Plano

Em seus primeiros manifestos escritos entre 1923 e 1925, o Plano Kalergi exigia que os judeus tomassem o poder, primeiro na Europa e depois em todo o mundo. O plano se baseia em um racismo judeu utópico e se refere a uma «raça superior» (Herrenrasse) judia. A expressão Herrenrasse, utilizada por Adolf Hitler para descrever a raça ariana, foi usada também por Coudenhove-Kalergi para dar suporte à reivindicação da soberania judia na Europa e no mundo. Também o termo «raça nobre judia» é utilizado constantemente. Com a motivação de criar um império judeu, o plano Kalergi proclama a abolição do direito de autodeterminação dos povos e, posteriormente, a eliminação das nações por meio de migrações alógenas em massa, ou seja, seu despedaçamento interno através de movimentos separatistas “étnicos” como o separatismo catalão ou basco. Para que Europa seja dominável pelos judeus, pretende transformar os povos racialmente homogêneos em conjuntos mesclados de brancos, negros e asiáticos. A estes mestiços lhes atribui crueldade, infidelidade e outras características que, segundo ele devem ser criadas conscientemente porque são indispensáveis para conseguir a superioridadee dos judeus.

Anônimo disse...

O tal de ultra8 é visívelmente um antisionista e racista, atrevo-me a dizer até, nazista...

Justiniano disse...

Esses cara já estão de favor e ainda vem criar encrenca. Estavam morrendo de fome e aqui não passam de vagabundos esperando que tenham casa e comida de graça.

Devem entrar somente pessoas com qualificação profissional para trabalhar porque de analfabetos e ignorantes já tem muitos no Brasil.

Tem muitos narcotraficantes e presos de penitenciárias entrando nessas levas.

Coitado da Colômbia que tem mais de 2 milhões de venezuelanos.

Anônimo disse...

Forca? Injeção letal? Câmara de gás? Fiquem a vontade, bolsotemplarios.

Ultra 8 disse...

Resposta ao boçal das 17:38.

O texto se encontra facilmente na internet, e pelo teor do plano, "racista" e outros adjetivos cabem claramente aos próprios judeus.

Hitler, era judeu...

Cristãos cegos acreditam no vitimismo dos judeus. e além de tudo, estes mesmos judeus, criaram o comunismo para destruir a sociedade ocidental cristã.

Karl Marx, era cristão?

Qual instituição, ou grupo de cristãos que fomentam o comunismo em escala mundial???

O comunismo não é o sonho ou aspiração da sociedade cristã.