Opinião do editor - Desde ontem, a vanguarda do atraso ficou menor do que já era no RS

As derrotas parlamentares de ontem, reafirmam a derrota que a vanguarda do atraso sofreu em 2014 nas urnas do RS. 

O editor foi pesquisar os resultados das votações dos 26 projetos aprovados ontem pelo governo Sartori (veja resultado na nota a seguir) e concentrou a atenção no caso da nova Lei de Responsabilidade Fiscal Estadual, uma ferramenta inédita entre os Estados - a única existente - e que vai conter o ímpeto gastador irresponsável de governos como os do PT, favorecendo o equilíbrio sustentado das contas públicas e com isto permitindo que o Estado cumpra suas funções na quantidade e qualidade necessárias, sobretudo nas áreas de saúde, educação e segurança, mas punindo com a cadeia os governadores relapsos.
Foram 29 votos a favor e 22 não.

Muita gente não acreditava que a Assembléia tivesse coragem de enfrentar a vanguarda do atraso - corporações públicas e políticos fisiológicos. O próprio editor não apostava nisto. Mas aconteceu o milagre.

Os gaúchos que acham que o Rio Grande tem saída, possuem agora mais razão para apostar nas mudanças lentas, graduais e seguras que o governo Sartori promove com valentia, contando com o apoio da maioria da Assembléia. O governador é favorecido pelo tamanho da herança maldita deixada por Tarso e também pelo destrambelhamento da gigantesca onda de corrupção, recessão e crise social na qual a vanguarda do atraso nos conduziu.

É preciso que Sartori persista, ouse mais, mas também comece a desenhar com clareza de que modo quer intervir na economia estadual, contando ou não com a participação privada, do governo federal e das prefeituras. A lei de concessões, cujo projeto foi adiado para votação em fevereiro, é um bom começo do que deve ser feito.

Os dias do predomínio das corporações públicas e do fisiologismo político desbragado, parecem com seus dias contados, voltando a ocupar seu papel minoritário dentro da sociedade para a qual juraram servir, mas da qual só se serviram até agora.

Acima, reprodução da capa do livro "Vanguarda do Atraso", organizado pelo jornalista Diego Casagrande. O editor é um dos autores. O livro conta a perseguição atroz sofrida por um grupo de jornalistas gaúchos durante o governo Olívio Dutra, do PT. Exemplares podem ser conseguidos ao preço de R$ 50,00, via polibioadolfobraga@gmail.com É edição antiga. Entrega grátis.

14 comentários:

Anônimo disse...

Políbio,

Editor, assino embaixo!!

Em 2014 uma eleitora de Caxias do Sul já tinha alertado-me que o "gringo" tomava sopa de capeletti pelas bordas.

Mando uma cordial saudação ao:

- Presidente do Judiciário pelas suas "declarações corporativistas". - Se arrependimento matasse, né "desembargadorzinho"???

JulioK

Anônimo disse...

Quem tem arma, que faça sua própria segurança agora... porque se 2015 foi difícil para a área da Segurança Pública, imaginem 2016, 2017, 2018... agora pergunto o seguinte: O Sr. Governador e os Secretários possuem segurança 'particular', (aliás, provida por servidores da segurança pública), os Deputados, criaram a Polícia Legislativa, muito mais bem remunerada que os policiais de verdade... assim eles estão bem protegidos, podem se dar ao luxo de sacrificar a Segurança Pública. E você, que é 'mero' cidadão pagador de impostos e apoiou a LRFE? Possui arma? possui segurança 'particular'? Não? ahh bom...

Anônimo disse...

Caro amigo políbio só não vem que não quer, a 2 deputados na base que são o expoente da vanguarda do atraso : Enio bacci e juliana brizola, defensores dos marajás e das instituições fadadas ao fracasso. estes 2 nos envergonham. agora em fevereiro Sartori deve se aproximar do PTB e mandar dois projetos muito importantes, a extinção da ineficiente FDRH e a corag.

Anônimo disse...

Não se anime pois cupim na madeira só queimando o móvel...

Anônimo disse...

Polibio pau mandado do Sartori.

MauroT disse...

Eu tinha o Deputado Enio Bacci em alta conta pelo excelente trabalho que fez na sua curta passagem pela Secretaria de Segurança do Governo Yeda. Não tenho mais. Votou pelo aumento do ICMS também. Larguei de mão, mas não vou esquecer.

Anônimo disse...

Enquanto se discute vanguarda do atraso, e outros assuntos midiáticos,
poucos se são conta que já vivemos num pré-comunismo.

Dentro em pouco será proibido ter dinheiro vivo.

Anônimo disse...

Sartori está devagar demais; tem que acabar logo com as estatais inúteis que só servem pra acomodar gente inútil em cargos inúteis.

Unknown disse...

Finalmente hay cojones .
Chega de poder Judicioso se achar nos altares do Olimpo e se tornar CASTA .
Será que essa CASTA acha que o dinheiro não sai do mesmo bolso que me obriga a receber parcelado e pedir empréstimo para o 13 salário?
Será que nessa casta não tem SIMANCOL?
Será que são superiores mesmo?
E o LEGISLATÓRIO,qdo.vai descer dos saltos e acabar com o cabide de CCS?
Quantos CCS por deputado?
Quanta kilometragem fria e quantos carros oficiais?
Quanto ascensorista e motorista ganhando mais que um professor,médico,dentista,agrônomo,enfermeiro sem um curso ,sem uma faculdade a não ser a Faculdade da Esperteza.
Parabens gringo formado na Faculdade da Pulenta vai comendo pelas beiradas.
Parabens Políbio pela tua coragem.

Anônimo disse...

Chantagistas! Canalhas! Vão trabalhar, vagabundos!

Anônimo disse...

Parabéns pelo Comentário. Muito Honesto e Cristalino. TEMOS QUE ACABAR COM "O BRASIL DE TODOS'. O BRASIL NÃO É DE TODOS! O BRASIL TEM DONO. É do BRASILEIRO TRABALHADOR E HONESTO. NÃO É DO LADRÃO, DO PELEGO, DO POLITICO TRAIDOR, que vendeu sua alma pras MULTINACIONAIS E NAÇÕES DOMINADORAS QUE SE APROVEITAM DOS ESPÓLIOS DOS MAIS FRACOS. Que se aproveitam da fraqueza de caráter de nossos governantes... TEMOS QUE LUTAR PRA DEFENDER NOSSO SOLO PÁTRIO E NOSSAS RIQUEZAS ANTES QUE ACABEM. TEMOS QUE LUTAR PRA DEFENDER O FUTURO DE NOSSOS FILHOS ANTES QUE ELES SEJAM ARRESTADOS PELA DROGA E PELA SUBVERSÃO TERRORISTA. O TEMPO URGE E RUGE, COMO UMA LEOA QUE NO FIM DA VIDA ESTERTORA E SE REINVENTA PRA DEFENDER SUA CRIA DO INIMIGO OCULTO QUE COME JUNTO, NA NOSSA MESA...

Anônimo disse...

Um dos pontos críticos negativos, que sempre amordaçaram o RS e o Brasil é o Judiciário muito preocupado com suas vantagens salariais e muito pouco preocupado em administrar a Justiça de fato. Com o estado com as finanças em frangalhos, o Judiciário deu uma cartada tentando se autoconceder mais um aumento aos já seus lautos proventos. Que falta de hombridade e de humanismo - ao invés de oferecer sua parcelinha de colaboração ao estado falido, ainda tenta afundá-lo mais do que está. Na esfera federal ainda é pior, com as tais nomeações a capricho dos presidentes da república. Não concordo com a administração do Sartori em muitos pontos, mas neste ele agiu muito certo e felizmente teve o respaldo dos deputados. Será que o Judiciário não sabe ainda, que de vaca morta não se tira leite???

Anônimo disse...

Não tem imposto para pagar?

Anônimo disse...



A manifestação desse Enio Bacci na AL durante a votação do PL 206 foi ridícula. Todo metido a machão no passado, se borrou todo para a galeria dos sindicalistas junto com essa Juliana Brizola-cruzes!!
Estas manifestações ( não vou chamar de discurso porque o nível é baixo demais) mais as do Villaverde, do Edgar Pretto e do Mainardi são de ficar com vergonha por eles..

Agora.. o Marcel Van Hatten matou a pau. Disse a que veio, proclamando que quem produz riqueza neste Estado e neste País são os empresários e ninguém mais. Enfrentou os XUPINS das galerias sindicais!! Pau neles!