Saiba como Dilma e Cardozo colocaram sob seu controle antecipado as operações sigilosas da Polícia Federal

Brasília, via WhatsApp, mais o editor.

O decreto 7.689, assinado por Dilma Roussef, lido nas entrelinhas, permite constatar que o governo passou a saber antecipadamente o que fará a Polícia Federal, mesmo quando a operação for a pedido do MPF e via autorização judicial. Basta consultar o artigo 7o.  Pelo texto, apenas o ministro da Justiça deve autorizar os custos com deslocamentos em operações com mais de dez agentes.

CLIQUE AQUI para ler o decreto. 

Investigadores experientes disseram hoje ao editor que é discurso vazio a explicação do governo federal e do próprio ministro da Justiça quando repetem que ele não sabem antecipadamente das operações da Polícia Federal prestes a ocorrer. Tem ciência sim, bem previamente, pelo menos de quando serão e onde serão. Só os alvos são avisados na hora para o chefe, em contato do diretor-geral da corporação. O ministro respalda-se na lei para ter acesso a tudo. O que não diz o ministro é que o decreto foi assinado por Dilma.

A conversa toda é que o decreto saiu depois que o próprio governo plantou na mídia que havia uma "farra das diárias" na PF. Para coibir isto, o Planalto editou o decreto.

É bem conveniente ao governo implementar formas indiretas de controle sobre a PF que investiga.

8 comentários:

Emmanuel Carlos disse...

Mas, para passar para trás os vigaristas, bastas desmembrar em mais de uma operação pequena, e pronto, os ladrões acabam na cadeia.
Na verdade, o Brasil vive um verdadeiro estado policial; bem por isso, é vital que a sociedade civil se organize e coloque bandidões com cargos públicos na cadeia: é assim que as sociedades civilizadas fazem.

Anônimo disse...

É assim,com este método cínico e canalha que Dilma diz que combate a corrupção, quando na verdade cria métodos de coibir investigações contra os protegidos do PT. Lembre-se, sem o PT não tem como escrever corruPTo!

Anônimo disse...

Feliz 2016 Venezuela.... quer dizer, Brasiuuuu!!!

Anônimo disse...

Realmente temos que fazer algo.. Mas qual seria a melhor maneira de nos organizarmos ? Em quem confiar realmente ?

Anônimo disse...

Putz gril! É o estado cubano-bolivariano-stalinista instalado no Brasil!

Mordaz disse...

É a escancarada ditadura bolivariana implantada no Brasil. Eduardo Cardoso, ex-presidente do PT no comando do ministério da Justiça, e Ricardo Berzoini no comando do SNI. Não existe democracia onde a mentira é a pedra de toque e a corrupção um método de manter o poder. Tudo via voto do povo ignorante. Veja Nelson Jobim, na ZH, defendendo o uso escancarado da mentira como legitimidade de um presidente. Esquerdista, é claro.

Anônimo disse...

segundo a cf/88 quem é o Comandante chefe da PF o (a) do Brasil? O MPf? O juiz moro? O Ministro do PSDB, junto ao STF Gilmar Mendes? ou o Presidente da República? Sendo a Presidente da República a PF deixou de ter autonomia? Alguém da PF ou MPF reclamou que a PF perdeu autonomia? A PF é vinculada a que Poder, segundo a cf/88?

Anônimo disse...

Este decreto e de 2012.