Delações de Cerveró e Baiano "acalmam" Renan e Eduardo Cunha

Por trás da calma do presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), em analisar os pedidos de impedimento da presidente Dilma Rousseff estaria, segundo a colunista Mônica Bergamo, o conteúdo das delações premiadas de Nestor Cerveró e de Fernando Baiano, ainda em segredo de Justiça.

Até mesmo o vice-presidente, Michel Temer (PMDB-SP), teria sido citado por eles na Lava Jato  

2 comentários:

Anônimo disse...

É o velho adágio popular:
-"Se gritar Pega Ladrão! Não fica um, meu irmão."

Anônimo disse...

E agora Poríbio? Quem é que vai apoiar o golpe Paraguaio liderado pelo PSDB, DEMOs e PPS? O Eduardo Cunha, Presidente da Camara dos Deputados, do PMDB? O Presidente do Senado, Renan Calheiros, do PMDB? O vice-presidente Michale Temer, do PMDB?