Nomes de Cunha e Calheiros estão na "lista de Janot", garante Michel Temer

Os presidentes da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha e do Senado, Renan Calheiros, ambos do PMDB, foram informados no final de semana passado que apareceriam na “lista do Janot”. Quem lhes comunicou a má notícia foi o vice-presidente da República Michel Temer.

Desde então, o desespero e a irritação dos dois só crescem, assim como se intensificaram as tentativas de tirar seus próprios nomes da relação, que será entregue ainda hoje pelo Procurador-Geral da República, Rodrigo Janot, ao ministro do Supremo Tribunal Federal Teori Zavascki, a quem caberá analisar e divulgar os nomes dos políticos envolvidos no Petrolão.

Um comentário:

Anônimo disse...

FIQUEM FRIO QUE NÃO DÁ NADA.
VOCÊS CONHECEM O NOSSO JUDICIÁRIO.
SÓ PRENDE POBRE.
E, MANDAM MULTAR CAMINHONEIRO HONESTO E TRABALHADOR.
JÁ VIRAM UM POLÍTICO PRESO?
OS DO MENSALÃO TÃO NA FARRA COM O DINHEIRO DO POVO.