Marcel embreta o petista Mainardi no debate Caminhoneiros x Governo Dilma

Este vídeo está "viralizando" na internet. Ele apanhou duros debates ocorridos ontem na audiência pública realizada  na Assembleia do RS.

O  deputado Marcel Van Hatten, que é o orador principal, defende os caminhoneiros, ao passo que deputado Mainardi, do PT, é vaiado ao interromper fala de Marcel.

CLIQUE AQUI para ver e ouvir tudo. 


7 comentários:

Anônimo disse...

É isso aí Marcel!! Dá-lhe pau.

Anônimo disse...

Primeira vez -com 30 anos!- que senti orgulho em votar em alguém.

Anônimo disse...

Esse é o CARA! E não aquele SAPO BARBUDO, NOJENTO, que imitou o seu irmão mais velho, tirou um dedo para nunca mais trabalhar!

Anônimo disse...

Van Hattem - Não tem pudor para dizer a verdade !

Anônimo disse...

Finalmente alguém com coragem para enfrentar os petistas. Tomara que surjam mais entes políticos com essa participação.

Anônimo disse...

A quadrilha de assaltantes do dinheiro público não sabe mais o que fazer. Elles tem mais é que ficarem quietos, conseguiram acabar com uma petrolífera. Conseguiram acabar com a PTbrás. O polo naval de rio grande tá às moscas. Será que a PTbrás falida como está, vai pagar por uma plataforma feita no polo naval, o valor que pode comprar 3(três) no exterior...??? esse polo naval só serviu prá eleger a COISA em 2010 e seguiu gastando horrores de reais numa única plataforma qdo poderia comprar no exterior por um preço menor. Acreditem o polo naval, chegou a ter 24 mil funcionários. Tinha gente sobrando lá dentro, sem ter o que fazer. Só podia dar no que deu. CHEGA DE TANTA ROUBALHEIRA. ISSO PARTINDO DO PARTIDO MAIS HONESTO E ÉTICO DO PAÍS.

Luiz Vargas disse...

Lá pelos idos de 1995/1996, a imprensa denunciou o estupro de uma moça que pedia carona na estrada entre PoA/Bagé ou vice-versa.
O esquisito é que na época este assunto recebeu publiciade, mas em seguida, recebeu uma pedra em cima e um manto de silêncio cobriu a ocorrência.
Alguém ainda se lembra quem foi acusado, na época, por este crime?
O que será que Dona Maria Baldeação do Rosário diria sobre isto?