João Doria diz que STF fez trapaça em favor de Lula

E deveria ?


Durou apenas seis minutos a crítica que o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), fez uma publicação em sua página no Twitter, quinta-feira, comentando a decisão do STF (Supremo Tribunal Federal) que anulou as condenações do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na Lava Jato. Poucos minutos depois, o político apagou o post, mas ele não se retratou.

O tucano compartilhou uma notícia sobre a decisão e comentou: “O House of Cards BR tá um plot atrás do outro…”. No entanto, o político excluiu o tweet.

“Plot“ faz referência a “plot twist“, expressão que caracteriza uma mudança radical e imprevisível em um enredo. House of Cards é um seriado norte-americano conhecido por reviravoltas políticas e que costuma ser comparado à política brasileira. O personagem da trama, Frank Underwood, chega à presidência através de trapaças, como esta promovida pelo STF em favor de Lula. 

35 comentários:

Anônimo disse...

É...Doria pensou, pensou. e em 6 minutos chegou à conclusão que Lula pode ser muito útil em seus planos. Doria não dá ponto sem nó, não...

Anônimo disse...

Óbvio que fez. Resta ao povo dar dois basta, Lula e a Bolsonaro. Duas das pragas do Apocalipse.

Anônimo disse...

O STF não merece um comentário. Todos os ministros do STF precisam ser destituídos. Foi crime gravíssimo contra a Constituição e as Leis. O STF invalidou todo o sistema judiciário. Livrou um ladrão condenado por 8 juízes em 3 instãncias, algo nunca visto na história do mundo democrático civilizado.

Anônimo disse...

Não foi o João Dória votou e fez dobradinha com o minto? não chamava "BolsoDória", depois brigaram?

Deve ter tido um desatino, aí lembrou que o seu inimigo figadal é o próprio Bolsonaro.

Anônimo disse...

Dória sabe que o único Politico com capacidade de "unificar" o Brasil é lula. Lula agrada gregos e Troianos.

Lula levante o telefone e fala com qualquer líder mundial e é atendido, seja o Presidente dos EUA, China, Rússia, França, Alemanha, etc....Eles conhecem o lula, sabem que da sua liderança e de sua capacidade de aglutinação. Não tem outro, por isso apagou o Twiter.

Anônimo disse...

Os desembargadores do TRF-4 não podem ser poupados no julgamento dos horrores da Lava Jato:

17 abr 2021 - DCM

Gebran, Paulsen e Laus, desembargadores do TRF-4
Falta alguém em Nuremberg.

O ex-juiz Sergio Moro está pagando, merecidamente, pelas estripulias na Lava Jato juntamente com Dallagnol e a patota de Curitiba.

Edson Fachin, ao tentar protegê-los, acabou por expô-los ainda mais. O ministro do STF sai queimado do episódio. Agora tentar largar o pepino pedindo para migrar para a Primeira Turma.

Mas e os desembargadores do TRF-4? Onde andam? Por que foram esquecidos no debate?

Moro não seria nada sem eles. O estrago para o direito e a democracia tem as digitais desses especialistas em leitura dinâmica.

Em janeiro de 2018, o caso do triplex do Guarujá foi julgado ao vivo na TV pelos desembargadores Leandro Paulsen, Victor Laus e João Gebran Neto.

Foram unânimes não só ao aceitar os termos da sentença de Moro como determinaram o aumento da pena de 9 anos e 6 meses para 12 anos e um mês, abrindo caminho à prisão de Lula.

O presidente daquela corte, Thompson Flores, havia qualificado a sentença de Sergio Moro, que não contém uma mísera prova contra o ex-presidente, como “irretocável”.

De todas as apelações feitas no âmbito da Lava Jato, o trâmite da de Lula foi velocíssimo. Desde a sentença até a tramitação do recurso em segunda instância passaram-se apenas 42 dias, um recorde.

“O aumento da pena de Lula fica mais esquisito quando se nota que o objetivo nítido é evitar prescrição. Mas este critério não consta do Código Penal como legítimo para sustentar dosimetria de pena”, escreveu Flávio Dino no Twitter.

O relator Gebran chegou a dizer que Lula teria sido o chefe de uma suposta quadrilha que indicava cargos, o que em nenhum momento foi objeto da denúncia.

Gebran declarou em um livro de sua autoria que ele e Sergio Moro tinham “uma amizade que só faz crescer”.

“Desde minhas primeiras aulas no curso de mestrado encontrei no colega Sérgio Moro, também juiz federal, um amigo”, declarou.

“Homem culto e perspicaz, emprestou sua inteligência aos mais importantes debates travados em sala de aula. Nossa afinidade e amizade só fizeram crescer nesse período”.

O outro lhe dedicou o prefácio de sua famosa tese de mestrado, aquela em que lhe agradeceu “a revisão do testo” (sic).

Os processos que Lula responde no TRF-4 foram suspensos com a decisão de Fachin, que anulou as condenações na 13º Vara Federal de Curitiba.

Além do triplex, Lula foi condenado ali pelo sítio de Atibaia. Mais dois processos relacionados a denúncias de propinas para o Instituto têm recursos que tramitavam no Tribunal.

Em março, diálogos da Operação Spoofing indicaram que os procuradores acreditavam que Moro mantinha contato com os desembargadores.

De acordo com os documentos, o tribunal era chamado de ‘a Rússia do Russo’ e de ‘Kremelin’.

No dia 17 de abril de 2017, os integrantes da Força-Tarefa afirmavam não acreditar em reversão de uma decisão de Moro pelo tribunal de apelação.

“Não acho que vai dar merda”, disse Deltan Dallagnol.

“A Rússia já deve ter conversado com a sua Rússia”, secundou Roberson Pozzobon, o “Robito”.

Moro e a turma de Deltan não merecem que os deixem sós nos bancos da história.

Anônimo disse...

O Brasil é incrível: Procurador se queixa de filigranas que o salvaram:

Lenio Streck, 17 abr 2021 - DCM

Leio nas redes que o Procurador da República Deltan Dallagnol fez fortes críticas à decisão do Supremo Tribunal Federal que anulou, por 8×3, as ações penais contra Lula.

Como se sabe, o Min. Fachin, considerado um defensor ferrenho da Lava Lato (a Força Tarefa comandada por Dallagnol chegou a dizer “Fachin é nosso” – deles, é claro), cumpriu os precedentes da Corte e, tardiamente, anulou as condenações.

Claro que não foi o lado garantista de Fachin que motivou essa anulação. Foi uma estratégia para salvar a suspeição do ex-juiz Sérgio Moro. Entregou uma cidade para salvar um território maior. Sua estratégia, no entanto, pode dar errado.

De todo modo, Fachin, com sua estratégia, desagradou até mesmo seus aliados lavajatistas. Ou eles estão fingindo que discordam de Fachin. Vai saber.

Dallagnol pintou e bordou durante anos. Ganhou rios de dinheiro em diárias e palestras, muitas vezes usando informações que só ele (e seus colegas) tinha(m). E fazia até palestras para grandes bancos. Tudo bem republicano, diziam. Pois é.

Um procurador, colega de Dallagnol, chegou a receber centenas de milhares de reais morando na mesma cidade em que trabalha, o que, em termos de direito administrativo, é bem complicado, para ser generoso na análise.

Ainda na noite depois do julgamento do dia 15 último, Dallagnol, assíduo frequentador das redes sociais onde dá opiniões políticas e conjunturais, escreveu no twitter contra a decisão do Supremo Tribunal. “Meio que” poupou Fachin e meteu o pau na Corte. Ele é especialmente em “pau na Corte”. Joga para a torcida. Vai para a galera.

Uma pérola de Dallagnol, o homem que diz que convicção vale mais do que prova, é que o STF não devia se apegar a questões técnicas (sic). Bah!

Só que um Procurador é exatamente pago para cuidar de “questões técnicas” e não para opinar sobre o acerto ou erro de Tribunais. O cidadão quer um Procurador técnico e não político. Simples.

Duas coisas foram olvidadas por Dallagnol. Primeiro, foi graças a uma filigrana (sic) que ele virou procurador. Não esqueçamos que o ingresso de DD no Ministério Público se deu por ordem judicial. Foi graças a questões técnicas. Bingo.

Por que escrevo “filigrana” (sic)? Porque ele disse, em diálogos com seus colegas, que garantias processuais eram filigranas e o que valia mais em um processo era a política. Que tal?

E a segunda coisa? Também simples: ele usou de todas as artimanhas “técnicas” para escapar da condenação no caso do Power point junto ao Conselho Nacional do Ministério Público.

Dizia Deltan (Deltinha, segundo seus colegas de diálogos): a prescrição é o câncer do direito. É a própria impunidade. OK. OK. Mas, sabem como Dallagnol escapou da punição? Adivinhem? Pres-cri-ção. Esse é o Dallagnol. Malditas questões técnicas. Malditas filigranas.

Anônimo disse...

Lenio Streck: nenhum procurador vai reaproveitar provas produzidas sob Moro:


17 abr 2021 - Brasil 247

Viomundo - Cotado para ser futuro ministro do Supremo Tribunal Federal, o jurista Lenio Luiz Streck ajudou a popularizar o debate sobre questões de Direito, especialmente através de sua coluna no Consultor Jurídico, mas também nos debates promovidos pela rádio e tv Unisinos.

Lenio, ex-integrante do Ministério Público Federal no Rio Grande do Sul, é autor de cerca de 80 livros, um dos quais ganhou o prêmio Jabuti, em 2014.

Em 2015, ele participou de um debate com o juiz federal Sergio Moro, em que criticou o protagonismo judicial (seguir o link).

Moro estava no auge de seu poder, mas foi demolido.

Em entrevista ao Viomundo, o jurista analisou os votos contrários de Kassio Nunes Marques, Marco Aurélio e Luiz Fux à decisão do ministro relator Edson Fachin, da Lava Jato, de anular os processos do ex-presidente Lula em Curitiba e transferí-los para o Distrito Federal — há a possibilidade de que acabem em São Paulo.

Incerto sobre qual decisão o plenário do STF tomará na semana que vem, quando julgará se mantém ou não a decisão da Segunda Turma que considerou Moro suspeito no caso do triplex, de uma coisa Lenio tem certeza.

Os futuros procuradores que lidarem com os processos de Lula em Brasília ou São Paulo dificilmente vão reaproveitar as provas produzidas sob Moro em Curitiba, uma vez que a defesa poderá voltar a contestá-las em todas as instâncias, inclusive com o uso das gravações que foram apreendidas pela Polícia Federal na Operação Spoofing.

É importante frisar que a defesa de Lula não introduziu estas provas no habeas corpus apresentado à Segunda Turma do STF, mas apenas fez relatórios através de um perito e os dirigiu ao ministro Ricardo Lewandowski.

Anônimo disse...

Novo superintendente da PF em SP preocupa Doria:

17.04.21 - O Antagonista

A nomeação do delegado Rodrigo Bartolamei para comandar a superintendência da PF em São Paulo causou apreensão no Palácio dos Bandeirantes, diz a Crusoé.

“Um dos motivos já conhecidos é o histórico do novo superintendente. Antes de assumir o cargo, o novo chefe da PF de São Paulo estava lotado no Gabinete de Segurança Institucional, o GSI, da Presidência da República — ou seja, trabalhava com o general Augusto Heleno, ministro da mais estrita confiança do presidente Jair Bolsonaro, arquirrival de Doria.”

PS: João Dória sabe que Lula Presidente jamais colocaria um Superintendente da PF em SP com intuito, no mínimo, de vigiá-lo.....

Anônimo disse...

“ Não me arrependo de nenhuma indicação ao STF ”. Nem poderia se arrepender. Onde está a Imparcialidade no julgamento?

Anônimo disse...

Disseram que Sérgio Moro foi Parcial no julgamento do Processo. E o STF foi Imparcial?

Anônimo disse...

Tadinho. Agora que ele descobriu que o STF.é uma quadrilha adovagando para o PT?

Anônimo disse...

É que caiu a ficha. É bolsonaro x lula no segundo turno. Com certeza PSBD vai apoiar o lula em troca de algumas migalhas. KKKKKK.

Anônimo disse...

trapaça foi o q elegeu teu mito broxa pança de foca

Anônimo disse...

Cidadão honesto...!!!! os ministros do supremo de 11 , 8 foram indicados por Vexcia e pela Dra dilma a Mulher Sapiens. Vc queria o que...??? eles estão pagando o que receberam, uma indicação a ministro do suprema corte.

Anônimo disse...

Acho uma falta de respeito alguém afirmar que o STF fez trapaça para inocentar o ex-presidente Lula.
A Corte Maior apenas aplicou a lei e a justiça pois o ex-presidente foi vítima de uma tentativa desesperada de incrimina-lo pela reforma de um sítio que nunca lhe pertenceu por parte de um juiz da cidade de Curitiba e cujo sítio objeto da ação se localiza no interior de SP.
A Justiça tarda mas não falha...
Gostem ou não do Lula, ficou provado que ele é inocente.

Anônimo disse...

A herança catastrófica da Lava Jato:

17 abr 2021 - Brasil 247

A Lava Jato chega ao fim deixando várias heranças catastróficas em uma nação destroçada e espoliada.

A maior corrupção judicial da história da humanidade, a milicianização das instituições, o gangsterismo político e o descrédito na justiça são algumas destas heranças.

O golpe contra Dilma, a destruição da economia, a dissolução de setores estratégicos, a eliminação de mais de 4 milhões de postos de trabalho diretos e a perda de quase R$ 200 bilhões em investimentos também são heranças malditas da Lava Jato.

Mas o pior dos piores legados da Lava Jato é Bolsonaro e os generais que tomaram o poder numa eleição manipulada pela gangue chefiada por il capo di tutti capi Sérgio Moro.

O governo Bolsonaro é destas aberrações históricas que jamais aconteceriam se não tivesse existido uma aberração de magnitude equivalente, como a Lava Jato. Sem esta operação concebida nos EUA e chefiada por Moro no Brasil, a farsa jurídica para tirar Lula da eleição de 2018 não seria viável.

Com o governo dos generais, o Brasil não só foi rebaixado para a 12ª posição dentre as principais economias do planeta, como se tornou pária internacional.

Durante os governos petistas, Lula e Dilma sentavam-se à mesa do G-7, G-20, dos BRICS; a América do Sul prosperava, o Brasil comandava a FAO, a OMC, o Novo Banco de Desenvolvimento e liderava as iniciativas mundiais sobre clima, desenvolvimento sustentável e eliminação da fome no mundo.

Hoje o genocida do Planalto que desintegrou o continente e desestabilizou a região é malquisto e rechaçado em praticamente todos os países do globo. O governo genocida é considerado uma ameaça planetária.

A “eficácia” da diplomacia da vergonha é provada por turistas brasileiros, só aceitos no México, Afeganistão, República Centro Africana, Albânia, Costa Rica, Nauru e Ilha de Tonga.

Anônimo disse...

Ele ficará tetraplégico ???

Paulo Helmich disse...

Aquela informação de que a Pfizer ofereceu ao governo 70 milhões de vacinas para o início de 2021 e JB não quis, ainda o levará à prisão!

Anônimo disse...

Nenhum dos três tem credibilidade: LULA ladrão, Doria Corrupto, STF CORRUPTO negociador de sentenças.

Anônimo disse...

Ex-presidente da Braskem não vai delatar:

17.04.21 - O Antagonista

Embora tenha admitido sua participação em esquemas de suborno nos EUA estimados em US$ 250 milhões, o ex-presidente da Braskem José Carlos Grubisich não pretende delatar.

Pessoas próximas do executivo disseram à Crusoé que o acordo de Grubisich nos Estados Unidos funciona como uma espécie de transação penal ou plea bargain, em que o acusado concorda em confessar a culpa em troca de uma pena menor do que a que poderia pegar se fosse julgado. ....

PS: Parece que o ANTAgonista caiu na real, antes havia afirmado que o ex Presidente da Braskem havia depositado os 250 milhões em conta de politicos PT no exterior. Agora disse que ele não vai delatar. Obvio que não pq a Legislação americana é diferente da do Brasil assim como juízes e promotores não fazem politica. Ademais esses acordos nos EUA só tem um objetivo: "o acusado confessa a culpa para diminuir a pena e paga uma quantia de $$$$ para os cofres do governo".

Anônimo disse...


Essa anulação dos processos do lula pelo comedores de lagosta e vinhos premiados parece crime de estupro em que o bandido é solto e ainda fica ameaçando a vítima.

Anônimo disse...

Trapaça é o KARAIO !
PUTARIA MESMO
. final

Anônimo disse...

Bozo e Lula deviam formar chapa única. E Renan Bozo virar sócio de Lulinha, negócios iguais. E Lula passava a usar a mansão do Flavio Rachadinha, no lugar do sítio de Atibaia e do triplex. Perfeito.

Anônimo disse...

“Bolsonaro tem propensão para ser ditador” . Se eu não lesse isso no Antagonista, dito por Doria, eu não acreditaria.
Tudo bem, tem aquela de xingue-os do que você é, acuse-os... mas é que Doria se acha tão Chic, será que se rebaixaria a ser tão óbvio? Que coisa cafona, vencida, expirada, mais batida que a SUV do meu cunhado!
Ih, acho que está ficando piradinho, piradinho, não vai longe, não! Em uma única semana a troca da PF, mais uma CPI, fez estrago mesmo.

Anônimo disse...

Dizer bobagem é de livre arbítrio de qualquer um, não é mesmo editor?

Anônimo disse...

agrada distribuindo o dinheiro da corrupção. Como já vez e não foi penalizado.

Anônimo disse...

Demente o Lula é LADRÃO já esqueceste os pedalinhos com nome dos Netos.

CASSALES disse...

O Lula é ladrão!!!

Murilo disse...

Vacina que diz que não se responsabiliza?
Ah, fala sério!

Murilo disse...

E restou provado que tu és um idiota!

Anônimo disse...

É incrível! Depois de tudo Lula ainda vai se eleger.

Sabe por que? A direta traz como solução somente retirar direitos do cidadão.




Anônimo disse...

É incrível! Depois de tudo Lula ainda vai se eleger.

Sabe por que? A direta traz como solução somente retirar direitos do cidadão.

Anônimo disse...

NOSSA !!!! iNVASÃO PETRALHA ? 16:48 19:25, 19:57, 20,32 E 21,39. BRASIL 247 ? Olha pessoal, entendo que deve ter ainda sobrado uma graninha aí do petrolão, mas o mais sábio seria procurar um emprego, trabalho honesto. Logo não vai pingar mais. É que voçês não tem chance, sonham com a volta de seu provedor, tempos de dinheiro farto. Ilusão. Só por que ele saiu da cadeia não que dizer que ele vai dar dinheiro de novo. KKKKKK....

José Corrêa disse...

Os comentários do #gaadoPTba Anônimo das 15:37 13:26 são prova de que essa tchurma tem o mesmo número de neurônios da Bandillmá!!!