Youtube está censurando vídeos que recomendem cloroquina e ivermectina

O Youtube atualizou as políticas de remoção de vídeos com informações médicas que considera incorretas relacionadas o vírus chines nesta semana, o que inclui publicações que defendem tratamentos com ivermectina, hidroxicloroquina e outros medicamentos comprovadamente ineficazes contra o novo coronavírus. 

Segundo a plataforma, mais de 850 mil vídeos foram retirados do ar por violação às políticas de conteúdo sobre a pandemia.

Isso é pura censura midiática.

63 comentários:

Renato disse...

Polibio quem já se informou esta informado,o Tou Tube faz parte do sistema dos dominadores globais,por isso ele faz isto,

Anônimo disse...

Oi? E Outros medicamentes "comprovadamente ineficazes" contra o coronavírus? Bem, então o editor concorda com isso? Ou é só redação ruim, mesmo?

Anônimo disse...

Não é censura, é faxina
Está mais do que comprovado que para esse fim e lixo

Anônimo disse...

eles decidem o que é violação das suas "politicas"...

nao dao satisfação à ninguem...

os governos perderam o controle sobre as Big Techs, elas fazem simplesmente o que querem...

quando nao muitos estao aliados à elas...

serio, nem mesmo o mais safado e carniceiro dos comunistas tinha imaginado controle tao facil, rapido e abrangente...

Anônimo disse...

No https://m.youtube.com/user/iyoutybe ainda está no ar...

Anônimo disse...

Demorou....

Anônimo disse...

Finalmente.

Anônimo disse...

O próximo passo é cadeia para quem mandar tomar Cloroquina ou fazer mandar fazer "nebulização" de Cloroquina.

Joel Robinson disse...

Sim depois da morte dos que usaram queria o que.

Alias cadê o Spray Nasal do Bolsonerus infectus que seria fabricado aqui?

Gastaram uma fortuna com aquela palhaçada do ex-ministro da discórdia.

Anônimo disse...


Comunistas no comando !

Anônimo disse...

Médica que aplicou nebulização de hidroxicloroquina é demitida; paciente morreu:

A mulher morta depois da nebulização havia acabado de dar à luz. A pasta informou que o tratamento não faz parte dos protocolos terapêuticos

15/04/2021 - Correio Brasiliense

A Secretaria de Estado da Saúde do Amazonas demitiu e investiga a médica ginecologista Michelle Chechter, que trabalhava na maternidade Instituto da Mulher Dona Lindu, em Manaus, por aplicar nebulização de hidroxicloroquina como tratamento para covid-19. Pelo menos uma paciente morreu após o procedimento, conforme a secretaria.

A mulher morta depois da nebulização havia acabado de dar à luz. A pasta informou que o tratamento não faz parte dos protocolos terapêuticos do Instituto Dona Lindu "nem de outra unidade da rede estadual de saúde, ainda que com o consentimento de pacientes ou de seus familiares", diz nota da secretaria. O bebê passa bem.

Conforme a pasta, "o procedimento tratou-se de um ato médico, de livre iniciativa da profissional, que não faz mais parte do quadro da maternidade, onde atuou por cinco dias". O comunicado diz também que "tão logo tomou conhecimento do ato, a Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas determinou abertura de sindicância e o afastamento da profissional".
A morte da paciente ocorreu em fevereiro, mas somente agora foi tornada pública. A secretaria diz que a médica passou a fazer parte da equipe em 3 de fevereiro "após contratação em regime temporário pela secretaria junto com outros 2,3 mil profissionais de saúde, via banco de recursos humanos disponibilizados ao Estado pelo Ministério da Saúde". ....

Anônimo disse...

Três morrem no RS após receber nebulização de cloroquina; MP investiga médica:

25/03/21 - Isto É Dinheiro

O Ministério Público do Rio Grande do Sul vai investigar a conduta da médica Eliane Scherer, que receitou nebulização com hidroxicloroquina para pacientes do Hospital Nossa Senhora Aparecida, da cidade de Camaquã, na região sul do Estado. Três pacientes da covid-19 que tiveram este tratamento morreram entre segunda, 22, e quarta-feira, 24. Esse remédio tem ineficácia comprovada cientificamente contra o novo coronavírus.

A investigação foi informada pela promotora de Justiça de Camaquã, Fabiane Rios. O MP vai averiguar se o procedimento de nebulização com hidroxicloroquina está dentro dos protocolos corretos e da ética profissional. Em conjunto com a Polícia Civil, a promotoria fará oitiva com os envolvidos e vai cruzar com as orientações do Ministério da Saúde. “Em constatada eventual falta, esta será encaminhada na esfera cível e administrativa. Se for provada a imperícia da médica ao adotar tal procedimento, causando o óbito dos pacientes, sua conduta será apurada na esfera criminal”.

Onyx e Bolsonaro

Eliane ficou conhecida em todo Brasil após o ministro Onyx Lorenzoni divulgar em sua conta no Twitter vídeo no qual ela administra nebulização com hidroxicloroquina. No último dia 19, o presidente Jair Bolsonaro (Sem partido) também entrou ao vivo em uma rádio de Camaquã para sair em defesa do tratamento por meio da nebulização de hidroxicloroquina.....

Anônimo disse...

Cremers apura conduta de médico que aplicou nebulização de hidroxicloroquina para tratar Covid no RS; paciente morreu:

Presidente do Conselho Regional de Medicina afirma que órgão recebeu a notícia com "apreensão". Médico não se manifestou. Família diz não ter autorizado o procedimento.

06/04/2021 - G1 e RBS TV

O Conselho Regional de Medicina do Rio Grande do Sul (Cremers) abriu, nesta terça-feira (6), uma sindicância para apurar a conduta do médico que aplicou nebulização de hidroxicolorquina em um paciente com Covid, em Alecrim, na Região Noroeste. Lourenço Pereira, de 69 anos, morreu no dia 22 de março. A família do idoso diz não ter autorizado a realização do procedimento.

O presidente do Cremers, Carlos Isaia Filho, afirmou que o órgão recebeu a notícia com "apreensão".

"O Conselho recebeu com muita apreensão essa nova notícia de um óbito em Alecrim pós-tratamento", disse.

A RBS TV tentou conversar com o médico responsável pelo atendimento do paciente, Paulo Gilberto Dorneles, que não quis se manifestar. O Hospital de Caridade de Alecrim, onde o procedimento foi administrado, só vai se posicionar oficialmente nas investigações.

A investigação do Cremers ocorrerá sob sigilo. Segundo o presidente do conselho, o médico terá direito para apresentar sua defesa.

"Como de praxe, no momento que essa denúncia chegar até o Conselho, é aberta uma sindicância, na qual, então, vai se ouvir o médico que praticou esse tratamento, para sua defesa, contraditório, e depois julgada a sindicância pra ver se houve algum ilícito ético ou não", explicou.

O Ministério Público (MP) também abriu um expediente para apurar o caso. Ao G1, o órgão informou que os familiares do paciente enviaram comunicação do ocorrido à Promotoria de Santo Cristo, que atende o município de Alecrim. O promotor Manoel Figueiredo Antunes vai requisitar instauração de inquérito policial pra averiguar a situação em âmbito criminal.....

Anônimo disse...

Milhares de médicos e cientistas estão sendo censurados. Com à palavra o Conselho Nacional de Medicina, Ministério publico e CPI da COVID.

Assassinos...

Joel Robinson disse...

https://www.jornalnh.com.br/noticias/regiao/2021/04/17/ate-o-nome-do-chefe-do-ministerio-publico-e-usado-em-golpes.html

ARS disse...

Porque diabos ainda tem gente que insiste com o bigbrother?
Se não tivesse opção, vá lá, mas existe uma série de boas alternativas. Sindrome de Estocolmo, só pode ser.

Anônimo disse...

Quando vai chegar no Blogger? - tá demorando....

Anônimo disse...

está a serviço dos grandes laboratórios

Anônimo disse...

É crime.

Simples.

Anônimo disse...

Quem são estes caras e a serviço de quem estão para nos censurarem? As redes sociais, youtube e afins não censuram pornografia, pedofilia, libertinagens infantis (vejam as propagandas do tal do Tik Tok colocadas como inserções), cenas de violência incontida e propagandas de grupos criminosos como a Antifa e o BLM. Então que se criem categorias de redes sociais, uma só para crianças , outra para adultos, uma para política de direita e outra para de esquerda. Assim a liberdade será exercida sem ter uns amorais marmanjões para dizerem o que podemos ou não ler e dizer. Outra coisa, há muitas "vendas casadas", tem que ser também limitadas.

Anônimo disse...

Isto é mais uma evidência de que o tratamento precoce com ivermectina e nos primeiros sintomas com hidroxicloroquina está correto. Estes medicamentos são o calcanhar de Aquiles do projeto de submissão da humanidade aos ditames na Nova Ordem Mundial & comunistas associados.

Anônimo disse...

Tem mais é que censurar essa pajelança mesmo!
E a!!inda por cima esse kit bolsominion covid tá aumentando os casos de pacientes com alterações graves nos rins e fígado levando a mais mortes nas UTIs!
Que gente burra!
Desinformação mata! Genocidas!

Anônimo disse...

Parabéns ao YouTube, fake news é uma praga e não pode deixar proliferar!!!

Anônimo disse...

Minha tia e minha prima ficaram em casa tomando essas porcarias e quando foram ao hospital já estavam com o pulmão destruído. E faleceram com ataque cardiaco quando estavam intubadaa. As 2 eram seguidoras fanáticas do Minto.

Anônimo disse...

Qual é o interesse do youtube nessa censura...??? ou o interesse do youtube é o mesmo que no Brasil, qto mais mortes melhor, mortes do povo pobre, pq quem tem um pouquinho de dinheiro com plano de saúde, se pegar o bicho, imediatamente tomam o tratamento precoce.

Joel Robinson disse...

yuotube é particular e pode fazer

Anônimo disse...

Outro dia, um médico me falou o seguinte: esse vírus chinês ataca o sistema imunológico e quem controla esse sistema, no organismo humano, é a fauna bacteriológica instalada no sistema digestivo. A Ivermectina se instala e age no sistema digestivo! BINGO!

Anônimo disse...

Censura midiática? O YouTube removeu 850 mil vídeos com informações falsas sobre o coronavírus. Se defende cloroquina, azitromicina, ivermectina, ozônio, solda elétrica, e afins é informação falsa.

Anônimo disse...

Está super correto, não tem sentido divulgar videos que porpagam fakeNews, produtos que não tem evidências comprovadas, se o seu médico recomendar e vc confiar nele siga em frente, mas divulgar isto no youtube não tem sentido..

M. Esther TeixeiraCorrea disse...

Caro Políbio
Quanto + pessoas morrerem, maior o lucro. É disso que se trata.
Esther

ganhatudo disse...

Seriam honestos se apresentassem o documento que autoriza dizer que os medicamentos são "comprovadamente ineficazes".
Como não mostram e existem sites com centenas de estudos que comprovam os benefícios dos medicamentos podemos dizer que praticam u7m crime contra a humanidade pelo grande alcance da medida.
Bastava um vídeo com um estudo honesto que apresentassem.
Quanto é que estão recebendo da indústria farmacêutica para tomar essa medida?

Anônimo disse...

Perfeito youtube, isto sim que é ser conciente, não enganar a população.

Anônimo disse...

O vampiresco genocida YOU TUBE segue a sua sanha sinistra, oriunda da nova ordem mundial, para o qual "quantos mais mortos, melhor"!

Somos todos FORA BOLSONARO disse...

O editor Bolsonarista fanático desconhece que há uma legislação em vigor (LGPD) e regras de condutas que devem ser observadas em todas as redes sociais ou aplicativos/entidades que as gerenciam. Facebook, Twitter, WhatsApp, YouTube, etc. Razão disto é evitar que estas entidades sejam punidas porque determinado usuário fanático e idolatrador de políticos postem/publiquem informações falsas (Fake News). Se o senhor não gosta desta normalização, não concorde com as regras e deixe de pagar. Ah. nada paga! Então por que reclama?

Anônimo disse...

YouTube deveria ser processado por essa conduta. Essa é a narrativa da esquerdopatia e dos oportunistas. Hidroxicloroquina e Ivermectina já salvou mta gente

Anônimo disse...

YouTube deveria ser processado por essa conduta. Essa é a narrativa da esquerdopatia e dos oportunistas. Hidroxicloroquina e Ivermectina já salvou mta gente

Anônimo disse...

"... ivermectina, hidroxicloroquina e outros medicamentos comprovadamente ineficazes...". Poderia ter colocado um "supostamente" no lugar de "comprovadamente". Comprovado por quem? Pelas bigtechs?

Anônimo disse...

No início de 2020 Bill Gates vaticinava que a única solução para a pandemia seriam as vacinas. O que se viu nos meses seguintes foi a demonização violenta, selvagem de qualquer tratamento farmacológico, principalmente, da hidroxicloroquina (HCQ). Ninguém poderia imaginar uma reação tão agressiva e violenta contra um medicamento que poderia salvar a vida de milhares. Estudos foram feitos para produzir resultados e desqualificar a HCQ. A eficácia da HCQ contra o vírus do Corona já era conhecida desde 2005 sendo o medicamento que detinha o maior potencial no combate à pandemia. Por isso foi o principal alvo da esquerdalha comunista que trabalha para a elite globalista.
Com a HCQ como principal medicamento na prevenção e tratamento do Covid, as vacinas passariam a ser consideradas tratamento complementar e ninguém as estaria utilizando em “plano emergencial”. Entenderam? Esse era o risco da HCQ. Com o tratamento precoce as vacinas ainda não deveriam estar sendo utilizadas.
No Brasil a esquerdalha abutre continua boicotando a hidroxcloroquina e o tratamento precoce, agora, incluído a ivermectina, para culpar o Bolsonaro pelas mortes, pela falta de vacinas ou “omissão”. Eles são capazes de matar gente para derrubar um adversário.
O YOUTUBE entrou nessa onda. O Estado Democrático de Direito precisa tratar o youtube como criminoso.

Anônimo disse...

O Youtube é crimnoso. Está ajudando a que pessoas morram sem tratamento.

Anônimo disse...

São criminosos.
O Congresso tem que fazer leis para enquandrar a mídia esquerdista. O Youtube não tem direito de censurar ninguém, nenhuma ideia ou mnifestação que não esteja tipificado como crime.
Recomendar ivermectina ou hidroxicloroquina NÃO É CRIME! Está fartamente documentado.
Ao contrário, O Youtube está cometendo crime ao censurar infromação essencial para o tratamento do Covid.

O Youtube e outas plataformas de comunicação como Whatsappl, FAcebook, Instagram, Google, Tweeter tem de ser equandrados como de utilidade pública. Não pode censurar nenhum tipo de informação que não seja flagrantemente proibida por Lei.

Anônimo disse...

Youtube, Whatsappl, Tweeter, Facebook, Google, Instagran, etc., devem ser considerados plataformas de utilidade pública, como rádio, TV, telefonia.

Um juiz da Corte Suprema dos Estados Unidos já deu o recado para eles.

NÃO PODE censurar informação simplesmente porque seus censores esquerdinhas não gostaram. É crime e o Estado tem que denunciar.

Anônimo disse...

"comprovadamente ineficazes contra o novo coronavírus." Puts.

Anônimo disse...

Censurar informação pública relevante para a saúde pública é CRIME.

Youtube tem que se enquadrar nas leis brasileiras. O que não é crime no Brasil o Youtube NÃO PODE CENSURAR. Assim de simples!

Anônimo disse...

O que não é crime n Brasil o Youtube não pode censurar. O Youtube tem que se enquadrar nas leis brasileiras.

O MP tem que prender os responsáveis do Youtube no Brasil e de qualquer plataforma que censure qualquer tpo informação pública que não seja enquadrada como crime pela leis brasileiras.

Anônimo disse...

Está na hora de prender so resposnáveis pelo youtube n Brasil.

Anônimo disse...

Parece que o dono do Youtube e do face são acionistas de laboratórios de vacina. Isso explica a censura ao tratamento precoce...puro interesse econômico dessa turma de interesseiros. Essa de violar politica das plataformas é pura palhaçada mentirosa.

Anônimo disse...

Conforme as leis brasileiras isso é crime. Nenhuma informação, ideia ou manifestação pode ser censurada se não for tipificada como crime pelas leis brasileiras.

Em algum lugar de estar escrito que a "empresa de comunicação youtube", que deve ter um CNPJ no Brasil, deve ser enquadrada nas leis brasileiras. Isso vale mais que qualquer política de conteúdo.

Anônimo disse...

O Estado deve punir o Youtube por vioar as leis brasileiras. Nenhuma informação pode ser censurada se não for tipificada como crime no Brasil.

Crime é o que a esquerdalha abutre faz ajuizando alões para a proibição da hidroxicloroquina e a ivermectina.

A esqueda abutre na qual pode ser enquadrada o youtube se alimenta de carniça de milhares de cadáveres.

Anônimo disse...

Proteste! Não poste mais nada no YouTube!

Anônimo disse...

PATIFARIA

Anônimo disse...


Cadê o MP que não denuncia esses criminosos que proíbem o tratamento precoce que é a única alternativa até a vacinação.

Anônimo disse...

A sociedade está discutindo os atos criminosos deses abutres de esquerda que boicotam a ivermectina e a hidroxicloroquina matndo milhares de pessoas por falta de tratamento evejam o queo youtube faz, inaudito! Virou uma plataforma de esqeurda totalmente politizada.

Isso é censura e no Brasil é crime. O governo precisa agir e processar Rede Social que censura. Pode suspender a transmissão do youtube no Brasil que nnguém vai morrer, pelo contrário, eles vão perder muito dinehro.

Se mexe Bolsonaro ou quem vai morrer na praia é você!

Anônimo disse...

NAZIPETISTA genocida.

Anônimo disse...

NAZIPETISTA sanguinário.

Anônimo disse...

NAZIPETISTA assassino.

Anônimo disse...

NAZIPETISTA mentiroso.

Anônimo disse...

Mentira de um NAZIPETISTA.

Anônimo disse...

NAZIPETISTAMO quer mortes.

Anônimo disse...

Pequeno ainda, mas uma alternativa:

https://rumble.com/

Anônimo disse...

brazil é lixo

Anônimo disse...

Não é só o YOUTUBE que censura, o FACEBOOK também. Eu fui bloqueada por ter postado uma notícia que o Japão iria pesquisar a Ivermectina.
Rosemary Figueiredo

Anônimo disse...

Poxa como vou descobrir que remédio vou usar nos meus amigos gados?

Poxa! ficarão com sarnas e etc...

Anônimo disse...

Aqui em casa e na casa de um amigo a ivermectina funcionou 100% para bloquear a introdução e desenvolvimento da doença, nosso filho estava com.a nova cepa e outros 3 familiares não foram comtagiados, mesmo convivendo no mesmo apartamento