Mais corajosos médicos gaúchos decidem salvar vidas e adotam tratamento precoce com cloroquina

Médicos de São Lourenço, 43 mil habitantes, Litoral Sul (Lagoa dos |Patos), adotam protocolo de prevenção ao vírus chinês. Eles assumem corajosamente o confronto com o Efeito Manada, que só admite confinamento e UTIs.

Um grupo de médicos de São Lourenço do Sul divulgou nas redes sociais um documento no qual adotam um protocolo básico para a prevenção do vírus chinês.

O editor acaba de receber a informação.

O protocolo traz prescrições para diferentes grupos de pacientes, destacando-se o uso da ivermectina e da hidroxicloroquina. A iniciativa foi muito bem recebida pela comunidade local.

O município de São Lourenço do Sul tem com 43 mil habitantes e não registrou nenhum óbito desde o início da pandemia. O governo do Estado que recentemente incluiu toda a região de Pelotas na bandeira vermelha, aceitou as ponderações da administração municipal e mudou a sinalização de São Lourenço do Sul. para bandeira laranja.

22 comentários:

Emmanuel disse...

Bem sabemos onde os governos deveriam colocar suas bandeiras ....

Anônimo disse...

E precisaram de 4 meses para salvar milhares !?!?!?

Ficaram com vergonha do juramento que fizeram...

E na grande maioria das outras cidades, os médicos preferem ficar com os R$ 18.000,00 por cada paciente com Covid...

Anônimo disse...

Se é tão eficiente quanto agua de melissa como disse o presidente do CREMERS, placebo, porque não usar? Pelo menos as pessoas podem melhorar só pela esperança de ter algo que ajude, já que a 'siência' nesse exato momento não tem remedio nenhum, muito pelo contrário, os sabios da ciência médica e do direito transformaram tudo numa torre de babel.

Anônimo disse...

Netanyahu: Olhando para trás, reabrimos a economia muito rapidamente
À medida que os casos de vírus aumentam, o primeiro-ministro diz que o governo trabalha para evitar outro bloqueio e anuncia plano econômico para ajudar trabalhadores assalariados, trabalhadores por conta própria e pequenas empresas
24min atrás

Anônimo disse...

Três estudos estão sendo publicados onde a hidorxicloroquina e a associação HCQ + azitromicina reduzem significativamente, em até 71%, a taxa de mortalidade, tempo de internação e UTI. Aqui: https://doi.org/10.1016/j.ijid.2020.06.099,
https://doi.org/10.1016/j.tmaid.2020.101791
https://doi.org/10.1016/j.nmni.2020.100709

É o que todo mundo já sabia. Agora precisa reponsabilizar criminalmente os sabotadores esquerdistas, os Anjos da Morte, PT, Doria, Bruno Covas, Flávio Dino, dentre outros.

Anônimo disse...



Esses merecem de fato ganhar uma Medalha do Mérito Farroupilha

São heróis enfrentando prefeitos que só sabem dizer pra ficar em casa...

Anônimo disse...

Se fizesse mal o médico do Doria não teria tomado!!!!!

Anônimo disse...

O ZAPELINO, JOEL ROBINSON, Eduardo e o boca SUJA não gostaram dessa notícia

Ernesto disse...

Só uns poucos no Brasil recomendariam a hidroxicloroquina ou a cloroquina a seus pacientes ou a entes queridos, por nao terem comprovaçao científica para a COVID-19 e em razao de seus efeitos colaterais, como a arritmia, que pode levar a óbito. Poderao usar a hidroxicloroquina ou a cloroquina para a COVID-19 os pacientes que tiverem assistencia médica 24 HORAS e fizerem eletrocardiogramas(ECG) constantes, para detectar arritmias, aumento de cavidades cardíacas, patologias coronarianas, infarto do miocárdio...Mas este é um tratamento caro, um privilégio para poucos. O recomendável para quem nao tem essas condiçoes é o isolamento social, é ficar em casa !!

Anti comunista disse...

Um tal governador espartano , de um certo estado da federação, deveria sentar nos mastros das bandeiras, que ele utiliza, e sei que ficaria muito feliz!

Anônimo disse...

E vão fazer 2 eletros por dia nos pacientes ou só o Bozo tem esse privilégio?;

Anônimo disse...

Polibio, a prevenção seria tomar medicamento SEM estar doente. Para evitar a possível ou não, infecção.
Tratamento precoce não é preventivo. Ocorre em pacientes QUE tem sintomas e Esses podem ou NÃO serem devidos ao vírus chinês

Anônimo disse...

O pior é que vi uma médica anestesista, formada pela UFPel,d no face que vai denunciar esses médicos ao Cremers.

Anônimo disse...

Pena que a prefeitura não endossou...Preferiu lavar as mãos...Prefeito do PDT do Cangaciro...

Alexandre Paulo disse...

Notícia fake

Unknown disse...

Médicos que apoiaram.politicos do fique em casa e homem Dipirona devem está se arreoensendo.oous lhes faltou sobretudo ciência par a salvar vidas. Nunca foi foi que a hidroxicloroquina. Era cura contra vivo e mas era o que se ti há sobretudo na fase viral. Bolsonaro defendi exatamente isso

Jaqueline Mendes disse...

Sou de São Lourenço e conheço todos os médicos que assinaram o protocolo, todos excelentes médicos, inclusive em caso de necessidade recorro à alguns deles há muitos anos. Profissionais seríssimos que realmente se preocupam com a saúde das pessoas. Se invermectina causasse mal, não seria o antiparasitario que se usa rotineiramente. Se hidroxicloroquina matasse, não teríamos de toma-la antes de viajar para fazer turismo no Norte do país. Gostaríamos que o Conselho Regional de Medicina não interfira na atitude destes profissionais. Todos devemos ter o direito de escolher entre fazer ou não fazer a prevenção. O protocolo é uma "opção", um alento para as pessoas que preferem agir antecipadamente.
Somos gratos ao corajoso grupo de médicos da nossa cidade.

Unknown disse...

Parabéns a equipe médica de São Lourenço do Sul.

Unknown disse...

Médicos Outras cidades também já defendem. Veja em Canoas. Boa noite!

Estamos ao Vivo no Facebook

Live: Tratamento Precoce da Covid-19


https://www.facebook.com/sindihospa/videos/296121514909177

virginniana disse...

Isto. Hondurenho e gorduroso o tal do Dino

Homero disse...

Parece que o prefeito de forma covarde, pode ter levado uma bronca da diretoria do partido imundo e vendido dele,ou o governador ameaçado em não repassar verba, fez ele arregar e não ratificar o protocolo médico.

Vergonha!

Nelma c Noronha disse...

Não,os médicos não ficaram com vergonha do juramento.Tiveram que lutar contra o Sistema e estão sujeitos a serem processados por enfrentarem a politização da saúde feita pelos governadores,prefeitos e o pessoal da mamata pública entre eles politicos, gestores oriundos das universidades federais,STF e todos que são contra o presidente