Direção do Trensurb quer que TRT garanta trens nesta sexta-feira

A direção do Trensurb quer que o TRT garanta os serviços dos trens da Grande Porto Alegre nesta sexta-feira.

Acontece que o Sindimetro anunciou que deixará a população sem condução, aderindo à greve ilegal e política decretada pelo lulopetismo.

O Trensurb é uma estatal federal e quem paga os salários dos metroviários é a população brasileira no seu conjunto, já que a operação é altamente deficitária e precisa de dinheiro público para não quebrar.

6 comentários:

Anônimo disse...

PRIVATIZAR URGENTE E COLOCAR O EXÉRCITO NA OPERAÇÃO.
BOLSONARO E EQUIPE = BRASIL = ORDEM = PROGRESSO.

Anônimo disse...

PRIVATIZAR URGENTE E COLOCAR O EXÉRCITO NA OPERAÇÃO.
BOLSONARO E EQUIPE = BRASIL = ORDEM = PROGRESSO.

Anônimo disse...

Bate, prende e arrebenta quem fizer piquete. Demite quem não for trabalhar.

Anônimo disse...

O trensurb sempre parando junto com a máfia dos sindicatos.Porque ainda esta empresa não foi privatizada? Se eles param ou não,não vai ser por causa destes vagabundos que a reforma deixará de ser votada.Quem paga o pato é a população,que sofreu dois aumentos violentos na passagem.

Anônimo disse...

A maioria dos empregados da Trensurb não quer fazer greve. Já existe efetivo suficiente para os trens funcionarem. Depende somente da Direção pressionar a gurizada.

Anônimo disse...

Contra a privatização da Trensurb e a extinção da previdência.