Temer faz jogada ensaiada sobre veto ao aumento dos ministros do STF

O presidente Michel Temer anunciou que só assinará a lei que aumenta os salários dos ministros do STF, depois que a Corte acabar com o chamado auxílio-moradia dos magistrados.

É tudo combinado.

O STF já tinha manifestado a disposição de fazer isto.

A jogada ensaiada visa livrar a cara do STF e do próprio Temer.

9 comentários:

Anônimo disse...

A lei orçamentária e a LRF determinam que aumentos nas despesas só podem ocorrer mediante a indicação da respectiva fonte de recursos. Há anos o governo mostra déficit primário, logo, não há recursos para o aumento.

Anônimo disse...

O problema é que o aumento é quase o dobro do valor do auxílio, e incide sobre férias, décimo terceiro e aposentadoria, veta temer, tenha um mínimo de dignidade.

Anônimo disse...

Contra um prejuízo de 06 bilhões teremos a redução de uma ninharia, se comparado, com a redução dos ditos auxílio moradia, somente obtidos por obra e graça dos artifícios do Fux. Nossos excelsos supremos gostam de dindin e o Brasil que sifu!

Anônimo disse...

Sim. O presidente está sendo forçado a assinar o aumento dos Ministros, pois após seu mandato terá que encarar o STF em função dos diversos processos de corrupção a que foi denunciado. Ele não tem alternativa, ficar de bem com o STF é o que lhe resta e o povo terá que arcar com mais essa continha. Senado patrocinou esse aumento para o STF. É o toma lá dá cá. Esse é o Brasil!

Anônimo disse...

Tia Candoca acredita piamente,que o STF eliminará o auxílio-moradia.

Anônimo disse...

Tia Chiquinha está aguardando a divulgação do lucro obtido com a Romaria da Medianeira a realizar em Santa Maria.
Sabe-se que a Igreja Católica não gosta de falar em economia,mas sim de botar dinheiro dos fiéis no bolso do Vaticano.

Anônimo disse...


SE É VERDADE, isto tem um nome: CORRUPÇÃO!

aparecido disse...

O que se viu esta semana em Brasilia foi uma declaração de guerra a Bolsonaro pela velha politica...O STF legitimando ilegalmente a progaganda ilegal em universidades e a posse delas pelos vermelhos e a alta traição pelo presidente do STF no mesmo momento, no exato momento, em que pedia a Bolsonaro cumprir a constituição...O Senado consumou a traição numa votação ilegal , passando por cima de diversas formalidades e Sarney, sim a assombração sarney até pediu impeachement do presidente eleito tal a revolta dos politicos antigos contra a renovação do sistema. Bolsonaro como militar que foi, entendeu direitinho a declaração de guerra......e disse que Sergio Moro , que antes pescava de varinha em Curitiba, vai pescar de arrastão em Brasilia...Quem declara uma guerra deve conhecer bem o inimigo , como diz Sun Tzu...O Senado e o STF declaram Guerra ao pais que pede reformas... ao pais que pede reformas para a economia crescer e gerar renda e emprego.. e quem já tem sua alta renda garantida impedem estas reformas... O Pau vai comer em Brasila a partir de 01 de janeiro.. e o Senado e o STF vão estar no centro das atenções da população..Essas duas instituições são o ultimo bastião das esquerdas...e ja que declararam guerra a nação vão ter que ou enfrentar a guerra ou correr...ou irem todos presos pelo arrastão do Doutor Moro.

Anônimo disse...

Até parece que o editor e os leitores do blog não sabem que isso é só parte da conta das Eleições.