Justiça Federal condena deputado Zé Nunes, PT do RS, por improbidade

A 1ª Vara Federal de Pelotas (RS) condenou um ex-prefeito de São Lourenço do Sul por atos de improbidade administrativa na realização do 25º Reponte da Canção Nativa. A sentença também declarou culpado o então secretário municipal de Turismo, Indústria e Comércio e o produtor cultural contratado para organizar o evento. A decisão é do juiz Lucas Fernandes Calixto e foi proferida na última semana (1/10).

De acordo com o Ministério Público Federal (MPF), autor da ação, os ex-gestores teriam contratado os serviços do produtor cultural por meio do fornecimento de Carta de Anuência, o credenciando para a captação de recursos junto ao Ministério da Cultura através da Lei Rouanet. Este procedimento foi realizado sem a realização de licitação, o que terceirizou a produção do evento de forma irregular.

CLIQUE AQUI para ler o material completo, postado no site da Justiça Federal.

6 comentários:

Anônimo disse...

Lava jato vai dar um corretivo em muita gente que só tinha mandato por causa da legislação eleitoral retrógrada e da impunidade.

Anônimo disse...

Agora já era, o homem se reelegeu, com uma bronca dessa fica a pergunta, quem e porque aprovaram o registro de candidatura dele.

Chico Valente disse...

É do pt!!!!!

Anônimo disse...

Só dá PT, cruzes !!!!

Anônimo disse...

AGORA É A HORA DA VERDADE. QUEM FICAR EM CIMA DO MURO PODE PREJUDICAR O FUTURO DO BRASIL. OU É JAIR OU JÁ ERA! VOCÊ PODE ATÉ TER ALGUMA RESTRIÇÃO A BOLSONARO, MAS... PENSE NA VOLTA DO PT! É ISSO QUE VOCÊ QUER? CLARO QUE NÃO, NÃO É MESMO?! ENTÃO, 28 DE OUTUBRO: VOTE BOLSONARO 17.

Anônimo disse...

É melhor já ir se acostumando!