Presidente do PT de SP é denunciado por desvios no "Museu do Lula"

O Ministério Público Federal denunciou o ex-prefeito de São Bernardo do Campo, no ABC paulista, e atual presidente estadual do PT, Luiz Marinho, por dispensa ilegal de licitação e peculato na construção do Museu do Trabalho e do Trabalhador. A denúncia, subscrita pela procuradora da República Fabiana Rodriguez de Sousa Bortz, foi distribuída para a Justiça Federal em São Bernardo do Campo.

Além de Marinho, a procuradoria acusa outros 21 envolvidos no empreendimento. O ex-prefeito e os outros acusados foram investigados na Operação Hefesta - ação integrada da Procuradoria da República, Polícia Federal e Controladoria-Geral da União -, desencadeada em dezembro do ano passado.

A procuradoria aponta suposto desvio de R$ 7,9 milhões no projeto idealizado por Marinho para abrigar acervo da história sindical no ABC paulista.

17 comentários:

ATENTO disse...

E LADRÃO AGORA TEM MUSEU? KKKKKKKK KKKKKKKK KKKKKKKKK

EM MUSEU DE LADRÃO TODO MUNDO ROUBA E TEM RAZÃO.

KKKKKK KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

ALÔ MUNDO,

AGORA NO BRASIL VISITE O MUSEU DO BAIOR LADRÃO DO MUNDO , DE TODOS OS TEMPOS

KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

Anônimo disse...

Nem o " Museu do LULA " , o CHEFE , escapou da chaga da corrupção . COMME IL FAUT .!!!

Anônimo disse...

esse partido precisa ser extinto...

nao pode mais continuar a existir...

é so falcatrua...

Anônimo disse...

Museu do lula tem só ferramentas para roubar, máscaras de metralhas, facas pra cortar dedinho pra ficar aposentado tomando cachaça e balcão de bar que serve de encosto pra sindicalista preguiçoso ficar esperando o próximo bote da jararaca.

Anônimo disse...

Chega a dar sono; novidade seria se houvesse sido construído sem o "o modus operandi do PT"

Anônimo disse...

Cada enfadada uma minhoca na roça metralha.

Anônimo disse...

No museu do mula vai ter um mural, com um rx do saco do bebum, onde aparecem todos cupinchas pendurados nos sagrados pentelhos da sua santidade "o ladrão".

Anônimo disse...

Credo em cruz...!!! onde tem PT, só tem trampa. Partido honesto e ético, dá nisso. O dinheiro desaparece na roubalheira.

Unknown disse...

Este tem "currículo padrão PT"!!!

Anônimo disse...

Mas nem o museu da chefia deles não escapou?

Anônimo disse...

No museu do Lula estará uma carta do atraso, psicografada por Fidel, chave e Marx.

Anônimo disse...

Este ladrao era prefeito e perdeu feio foi corrido sao bernardo era reduto do pt onde o pt nasceu e o luldrao mora em cobertura luxuosa o pt perdeu e o psdb foi eleito assim como toda esta area d sao paulo q era cinturao d metalurgicos kkkkkk nem os sindicalistas e metalurgicos apoiam mais o pt nanico o psdb foi eleito em quase todo estado d sao paulo

Anônimo disse...

É no sub-solo deste museu que o lularápio mandou fazer a CAVERNA DO LULALI-BABÁ e encheu de ouro. Falou em ouro seus coleguas petralhas não resistiram a tentação. Tem futuro este PT- partido-quadrilha,já os tem ladrões, os filhos-dos-ladrões e vem aí a safrinha dos netos dos ladrões, que é a única profissão adequada para esta grande famiglia.

Anônimo disse...

SERÁ QUE O LIVRO DE TUMA JR. FARÁ PARTE DO ACERVO DO MUSEU ???

Anônimo disse...

Onde o partido da traição=pt passa, só da desvio.
Nem o museu dos "feitos" dos corruPTos escapou!

Anônimo disse...

NOTICIA QUENTE museu de lula terá replicas de jumentos gays copulando, esculpidos em cera

Anônimo disse...

PRESIDENTE DO BNDES DIZ NÃO TER ENCONTRADO IRREGULARIDADES DA GESTÃO PETISTA:

Questionado sobre o que encontrou no BNDES, ao assumir a presidência do banco há um mês e meio, o economista Paulo Rabello de Castro diz ter encontrado "muito talento" e desmistifica o que ele chama de "ranço" de "brasileiros que se dizem liberais" contra o que eles consideram ser "fomento demais, desenvolvimento demais"; ele rebate afirmações de Marco Antonio Villa, da Jovem Pan, de que o negócio do banco com a JBS tenha dado prejuízo; "Você é um historiador, não pode ficar falando as coisas como está falando aí pelo microfone sem fazer uma investigação", disse.

14 DE JULHO DE 2017

247 - Há 45 dias na presidência do BNDES, o economista Paulo Rabello de Castro divulgou nesta sexta-feira 14 o "Livro Verde", no qual traz balanços das atividades do banco entre 2001 e 2016.

Em uma entrevista concedida à rádio Jovem Pan nesta quinta, ele disse não ter encontrado irregularidades dos governos petistas à frente da instituição e desmistificou o que chamou de "ranço" de "brasileiros que se dizem liberais" contra o que eles consideram ser "fomento demais, desenvolvimento demais".

Questionado inicialmente sobre o que encontrou no BNDES, quando foi nomeado para o cargo pelo governo Temer, Rabello disse ter encontrado "muito talento" por parte dos 2,8 mil funcionários. Ele também declarou que não precisou "botar ordem em esculhambação nenhuma" quando assumiu o cargo. "Nada me surpreendeu", afirmou.

"O tamanho do BNDES está sendo objeto de muita controversa. As pessoas começam a achar que temos fomento demais, temos banco de desenvolvimento demais. Alguns brasileiros que se dizem liberais chegam a dizer que nós temos desenvolvimento demais, porque há uma atitude muito rançosa em relação ao nosso País e que vaza para um certo desânimo, um certo desalento, e quase que um certo desalento profissional", afirmou.

Em seguida, questionado por Marco Antonio Villa, crítico ferrenho de Lula e do PT, sobre financiamentos relacionados a operações realizadas nos governos petistas, como a do Porto de Mariel, em Cuba, e à JBS, dos irmãos Batista, que segundo Villa, deixaram grandes prejuízos ao banco, ele rebateu:

"Você vai me prometer uma coisa: vai ler as 200 páginas [do Livro Verde]. Você é um historiador, não pode ficar falando as coisas como está falando aí pelo microfone sem fazer uma investigação". Em seguida, o economista ressaltou que o comportamento do BNDES é "absolutamente ético e exemplar".

De acordo com o novo dirigente do banco, a JBS é "um dos negócios mais bem bolados e bem sucedidos da BNDESPar", braço de participações da empresa. Rabello de Castro rebateu as informações de Villa e destacou que o resultado líquido das operações do BNDES com a JBS até dezembro tinha sido positivo em R$ 3,56 bilhões - o banco colocou R$ 8,1 bilhões na empresa.

PS: Cala boca do fascista de plantão e dos neo nazistas do blog.