Governo gaúcho vai propor extinção da Fepps, FDRH e Corag

O governo estadual vai propor a extinção da Fepps, FDRH e Corag.

23 comentários:

Anônimo disse...

Demorou emmm, quando vão fazer isso?

já estamos escutando isso a anossssssssssss

queremos liberdade no RS, e passar pelo fim destas parasitas fundações que nada fazem pelo gaúcho que paga imposto

Anônimo disse...

Parabéns Sartori, siga adiante , chega de moleza cara
já ta esperando mais de 2 anos quase para fazer isso, essas estruturas ae usadas pela PTzada , Gringo vai ganhar credito se fazer isso

Anônimo disse...

Estou ouvindo esta história desde janeiro de 2015....

Anônimo disse...

Enfim, 1 ano de 6 meses eles vão tomar uma decisão que deveria ser tomada no primeiro mês de governo....anda Sartori, te apressa que o trem de Caxias está atrás de ti....A gauchada não aguenta mais esses órgãos inoperantes....Pobre povo....

Anônimo disse...

Seria um sonho. Tomara que consigam.

Anônimo disse...

Todas são inúteis! Cabides de emprego. Extinguam-se já!

Anônimo disse...

FDRH NÃO! Patrimônio do povo gaúcho e prestadora de excelentes serviços.

Cap Caverna disse...

Essas empresas , nada mais são do que cabides de emprego, sem nenhuma utilidade à sociedade e consomem valores consideráveis que poderiam ser usados para fins específicos e uteis. Acredito que existam muitas outras que se extintas , nem serão notadas!

Anônimo disse...

Que sejam logo extintas e que isto seja só o começo. É preciso vender os silos inoperantes da CESA, que só dão prejuízo, as colônias de férias do DAER, que em nada beneficiam as rodovias estaduais, etc. etc. etc.

Anônimo disse...

[Carlos Maia] [cemaia@terra.com.br] [http://cemaia.blog.terra.com.br/2007/03/] [POA-rs]
A ineficiência do Estado é rude, indelicada e nada gentil para quem precisa do serviço público. Será que a população mais carente do Rs merece uma Fugast, uma Fdrh ou um Irga? Para que servem esses órgãos que tanto custam aos cofres do Estado? Ou o debate é sério e franco ou ele é corporativista. Neste último caso, tô fora. Maia

Anônimo disse...

Gringo amarrado em, já deveria ter feito isso a muito tempo, deem uma passada lá na FDRH la na praia de belas do bairro menino deus, só vão ver o pessoal coçando e cheio de estagiário , cada funcionário tem uns 3,4 estagiários, repassam o serviço e ficam só na internet curtindo, e o salário em dia e os benefícios que a CLT garante. Te apressa gringo que o pessoal aqui da Serra todo esta contigo.

Anônimo disse...

Pague os policiais e os professores em DIA

"O governo gaúcho efetua nesta quinta-feira (02) o pagamento dos salários de servidores de fundações públicas, o que corresponde a R$ 32 milhões. Os cerca de 5 mil trabalhadores, regidos pela Consolidação das Leis do Trabalho, que atuam na Fundação Piratini, Fundação de Desenvolvimento de Recursos Humanos (FDRH) e Fundação Zoobotânica, recebem integralmente."

Anônimo disse...

Presidentes da FDRH e Cientec concorrerão em Osório e Santo Antônio da Patrulha

Fachada FDRH. Foto: Beto Rodrigues/FDRH

Anônimo disse...

E o resto?

Anônimo disse...

O prazo de duração da Fundação para o Desenvolvimento de Recursos
Humanos – FDRH e das demais fundações é indeterminado, e, em caso de extinção, todos os seus bens reverterão ao patrimônio do Estado

Anônimo disse...

O prazo de duração da Fundação para o Desenvolvimento de Recursos
Humanos – FDRH e das demais fundações é indeterminado, e, em caso de extinção, todos os seus bens reverterão ao patrimônio do Estado

Anônimo disse...

O estado precisa atuar com foco na segurança pública, educação e saúde, o resto que não é prioritário não deve ter supremacia sobre o interesse público.

Anônimo disse...

Duvido, duvido, duvido, duvido, duvido, duvido

Anônimo disse...



Tchau, parasitas !!!!!!!!!!!!!

Parabéns pela sábia decisão, Sartori !!!!!!!!!!!

Anônimo disse...

Vamos ver, é o mínimo que ele deveria fazer

Anônimo disse...

Fepps é o único desses 3 que não deve ser extinta, pois é referente a pesquisas na área da saúde que vai desde pesquisa do "leite compensado", teste gratuito de paternidade, banco estadual de sangue, teste de Zika vírus entre outras coisas importante para a área da saúde

João Estágio disse...

Ao mostrar números (sem a respectiva fonte) superavitários não se está a considerar os custos subjacentes a qualquer empresa pública, a dizer, servidores de órgãos de fiscalização (TCE, MPTC, etc) que têm sua mão-de-obra direcionada a fiscalizar tais empresas, enquanto na iniciativa privada tais custos inexistem, e ficam a cargo de quem efetivamente for fazer uso dos serviços.
Além disso, percebe-se uma crença de que a pessoa, ao tornar-se servidora pública ganha status de anjo, quando o que se vê, como regra , é a corrupção a galope no serviço público.
Com relação ao valor cobrado, faça-se licitação e os preços hão de serem ainda menores do que na CORAG, sem dúvidas.

Anônimo disse...

Pra vcs ai é ótimo q instintam essas fundações, porem pra mim e outras pessoas que fazem estagio por elas, vão ficar desempregadas... Ai vcs e todos os outros adultos ipocritas e imorais, vão ficar reclamando que todos os adolescentes são vagabundo, que deveriam trabalhar, etc... Mais é ai q eu pergunto, quando nos estávamos trabalhando ñ era bom neh ? erra ruim, incomodava vcs. vcs tem que para de pensar no umbigo de vcs e pensar nos outros tmbm...